Jornal Página 3
Coluna
Mundo ao Contrário
Por Larissa Andrade

DAS TELAS PARA A VIDA REAL

Passear pelas ruas do Reino Unido, observar os belíssimos parques e jardins britânicos e as imponentes construções desde a era medieval, que moldam a história da nação, é uma atração turística e tanto.

Não é à toa que as "Terras da Rainha" servem como fonte de inspiração para uma série de filmes e obras literárias conhecidas em todo o mundo.

Cenários que parecem de filmes são facilmente encontrados no Reino Unido. Foto: Arquivo pessoal

É o caso, claro, da série Harry Potter. Os fãs se sentem em casa, ou melhor, dentro do filme, ao simplesmente passearem pela estação de King´s Cross, em Londres, e encontrarem a Plataforma 9 3/4. Porém, nesta plataforma, só quem é do "mundo dos bruxos" pode embarcar.

Mas se você não é (ou ainda não sabe se é) do "clã dos bruxos" também pode fazer, sim, uma viagem pelo Expresso Hogwarts. No mesmo trem usado para a gravação do filme. Ele se chama "The Jacobite" e passa por cenários deslumbrantes entre montanhas e lagos na Escócia. Impossível não se sentir parte da magia. Veja aqui o roteiro no site da West Coast Rail Ways: aqui

The Jacobite, o trem de Hogwarts. Imagem: West Coast Rail Ways

Esses são apenas alguns dos exemplos de muitos cenários reais de gravações dos filmes da famosa série. Mas não é somente o bruxo Potter, obra de J.K. Rowling, que tem fama no Reino Unido.

O criador do "menino que não queria crescer" James M. Barrie também deixou um legado e tanto por aqui. Muitas vezes já passei por casas em estilo vitoriano e, por gostar da história, percebi similaridade com os filmes de Peter Pan. Até a casa que o autor viveu lembra muito a residência da Wendy quando recebia a visita do menino em suas aventuras. Está localizada em Londres e, inclusive, está à venda pelo portal "Zoopla.co.uk" por 8,5 milhões de libras (mais ou menos 42,5 milhões de reais).

Paisagens que lembram contos de fadas mundialmente conhecidos. Fotos: arquivo pessoal

E quem passear pelo lindo Hyde Park no centro de Londres, encontra no Kensignton Garden a estátua de bronze de Peter Pan em meio à natureza, um orgulho para a nação.

E por falar em personagens, Frankestein também faz parte do Reino Unido. A autora Mary Shelley está enterrada em Bournemouth, cidade vizinha aqui de Poole, nos terrenos da icônica igreja de St Peter. Houve até um festival em 2018, nesta mesma época (mês do Halloween) para celebrar a vida, os trabalhos da família Shelley e os 200 anos da mundialmente conhecida obra. Aliás, a belíssima construção da igreja de St Peter, com interiores sofisticados em estilo gótico, vale a visita. Fica no centro da cidade.

Para os amantes da arte, difícil não conectar o Reino Unido com um dos mais renomados poetas e dramaturgos do mundo. William Shakespeare tem uma charmosa cidade inteira dedicada a ele, local em que nasceu, morou com a sua família e morreu. Grande parte das atrações de Stratford-upon-Avon estão relacionadas com a vida, os hábitos, as obras e do autor de Romeu e Julieta. Quem tiver interesse é só dar uma olhada no website: www.visitstratforduponavon.co.uk

E entrando no mundo da "Alice no País das Maravilhas", aqui também é possível mergulhar nos cenários mágicos da obra de Lewis Carrol e viajar na encantadora história passando por lugares como Oxford, Manchester, País de Gales, aqui no litoral sul do país, ou apenas visitando as belas e tradicionais casas de chá inglesas para relembrar o "desaniversário" do Chapeleiro Maluco. Sobre o famoso “gato listrado” ou “gato que ri” do conto literário, ele é chamado de Gato de Cheshire na versão original da história. Li no site "Visit Britain" que os gatos da cidade de Cheshire, um condado da Inglaterra, são sorridentes devido à grande quantidade de leite produzido nas fazendas da região.

Paisagens do cenário britânico. Foto: arquivo pessoal

E enquanto o gato sorri, em Londres, na Baker Street, é possível mergulhar nas investigações do detetive da ficção Sherlock Holmes visitando a casa do superfamoso personagem criado por Arthur Conan Doyle. Inspiração garantida para os fãs. Na bela construção vitoriana, se encontra uma série de objetos utilizados nas investigações, móveis, itens decorativos e cômodos que o detetive dividia com o personagem Dr. Watson. Informações aqui: www.sherlock-holmes.co.uk

Londres concentra inúmeros tesouros que foram transportados para as telonas. Foto: Arquivo pessoal

Poderia relatar outras inúmeras obras e atores mundialmente famosos do Reino Unido, que nos fazem lembrar, viajar por épocas e intrigantes histórias, por meio de passeios pela nação. Mas termino o artigo da semana com a amada série britânica Downton Abbey, criada por Julian Fellowes com filme lançado recentemente, no início de setembro deste ano. Apresenta muito bem os fantásticos cenários, construções imponentes e o tradicional dia a dia da aristocracia britânica do início do século XX. É muito fácil encontrar similaridade com as paisagens da série caminhando por parques e antigas fazendas do interior, observando a imponência das residências e ambientes naturais paradisíacos.

Cenários que inspiram a arte. Foto: arquivo pessoal

É como entrar nas telas, na história. E é possível também visitar a própria residência. A visita ao Highclere Castle (castelo de Downton Abbey), em Highclere, região de Newbury, só é possível em alguns períodos do ano. Na casa moram o Lord e a Lady Carnarvon na vida real. O passeio é supercobiçado, portanto, é indicada a reserva com muita antecedência. Veja aqui: www.highclerecastle.co.uk


Todas as informações deste canal são baseadas em experiências e opiniões do autor.

Escrito por Larissa Andrade, 14/10/2019 às 20h26 | larissa.rotas@gmail.com



Larissa Andrade

Assina a coluna Mundo ao Contrário

É jornalista, empresária e tem mais de 20 anos de experiência em comunicação. É apaixonada por compartilhar a "arte da expressão" em suas diversas formas. Sua vida mudou e agora concilia as suas atividades no Brasil (Balneário Camboriú, SC) e no Reino Unido (Poole, Inglaterra). Traz curiosidades, hábitos e estilo de vida das "Terras da Rainha".














Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: [email protected]

Página 3
Mundo ao Contrário
Por Larissa Andrade

DAS TELAS PARA A VIDA REAL

Passear pelas ruas do Reino Unido, observar os belíssimos parques e jardins britânicos e as imponentes construções desde a era medieval, que moldam a história da nação, é uma atração turística e tanto.

Não é à toa que as "Terras da Rainha" servem como fonte de inspiração para uma série de filmes e obras literárias conhecidas em todo o mundo.

Cenários que parecem de filmes são facilmente encontrados no Reino Unido. Foto: Arquivo pessoal

É o caso, claro, da série Harry Potter. Os fãs se sentem em casa, ou melhor, dentro do filme, ao simplesmente passearem pela estação de King´s Cross, em Londres, e encontrarem a Plataforma 9 3/4. Porém, nesta plataforma, só quem é do "mundo dos bruxos" pode embarcar.

Mas se você não é (ou ainda não sabe se é) do "clã dos bruxos" também pode fazer, sim, uma viagem pelo Expresso Hogwarts. No mesmo trem usado para a gravação do filme. Ele se chama "The Jacobite" e passa por cenários deslumbrantes entre montanhas e lagos na Escócia. Impossível não se sentir parte da magia. Veja aqui o roteiro no site da West Coast Rail Ways: aqui

The Jacobite, o trem de Hogwarts. Imagem: West Coast Rail Ways

Esses são apenas alguns dos exemplos de muitos cenários reais de gravações dos filmes da famosa série. Mas não é somente o bruxo Potter, obra de J.K. Rowling, que tem fama no Reino Unido.

O criador do "menino que não queria crescer" James M. Barrie também deixou um legado e tanto por aqui. Muitas vezes já passei por casas em estilo vitoriano e, por gostar da história, percebi similaridade com os filmes de Peter Pan. Até a casa que o autor viveu lembra muito a residência da Wendy quando recebia a visita do menino em suas aventuras. Está localizada em Londres e, inclusive, está à venda pelo portal "Zoopla.co.uk" por 8,5 milhões de libras (mais ou menos 42,5 milhões de reais).

Paisagens que lembram contos de fadas mundialmente conhecidos. Fotos: arquivo pessoal

E quem passear pelo lindo Hyde Park no centro de Londres, encontra no Kensignton Garden a estátua de bronze de Peter Pan em meio à natureza, um orgulho para a nação.

E por falar em personagens, Frankestein também faz parte do Reino Unido. A autora Mary Shelley está enterrada em Bournemouth, cidade vizinha aqui de Poole, nos terrenos da icônica igreja de St Peter. Houve até um festival em 2018, nesta mesma época (mês do Halloween) para celebrar a vida, os trabalhos da família Shelley e os 200 anos da mundialmente conhecida obra. Aliás, a belíssima construção da igreja de St Peter, com interiores sofisticados em estilo gótico, vale a visita. Fica no centro da cidade.

Para os amantes da arte, difícil não conectar o Reino Unido com um dos mais renomados poetas e dramaturgos do mundo. William Shakespeare tem uma charmosa cidade inteira dedicada a ele, local em que nasceu, morou com a sua família e morreu. Grande parte das atrações de Stratford-upon-Avon estão relacionadas com a vida, os hábitos, as obras e do autor de Romeu e Julieta. Quem tiver interesse é só dar uma olhada no website: www.visitstratforduponavon.co.uk

E entrando no mundo da "Alice no País das Maravilhas", aqui também é possível mergulhar nos cenários mágicos da obra de Lewis Carrol e viajar na encantadora história passando por lugares como Oxford, Manchester, País de Gales, aqui no litoral sul do país, ou apenas visitando as belas e tradicionais casas de chá inglesas para relembrar o "desaniversário" do Chapeleiro Maluco. Sobre o famoso “gato listrado” ou “gato que ri” do conto literário, ele é chamado de Gato de Cheshire na versão original da história. Li no site "Visit Britain" que os gatos da cidade de Cheshire, um condado da Inglaterra, são sorridentes devido à grande quantidade de leite produzido nas fazendas da região.

Paisagens do cenário britânico. Foto: arquivo pessoal

E enquanto o gato sorri, em Londres, na Baker Street, é possível mergulhar nas investigações do detetive da ficção Sherlock Holmes visitando a casa do superfamoso personagem criado por Arthur Conan Doyle. Inspiração garantida para os fãs. Na bela construção vitoriana, se encontra uma série de objetos utilizados nas investigações, móveis, itens decorativos e cômodos que o detetive dividia com o personagem Dr. Watson. Informações aqui: www.sherlock-holmes.co.uk

Londres concentra inúmeros tesouros que foram transportados para as telonas. Foto: Arquivo pessoal

Poderia relatar outras inúmeras obras e atores mundialmente famosos do Reino Unido, que nos fazem lembrar, viajar por épocas e intrigantes histórias, por meio de passeios pela nação. Mas termino o artigo da semana com a amada série britânica Downton Abbey, criada por Julian Fellowes com filme lançado recentemente, no início de setembro deste ano. Apresenta muito bem os fantásticos cenários, construções imponentes e o tradicional dia a dia da aristocracia britânica do início do século XX. É muito fácil encontrar similaridade com as paisagens da série caminhando por parques e antigas fazendas do interior, observando a imponência das residências e ambientes naturais paradisíacos.

Cenários que inspiram a arte. Foto: arquivo pessoal

É como entrar nas telas, na história. E é possível também visitar a própria residência. A visita ao Highclere Castle (castelo de Downton Abbey), em Highclere, região de Newbury, só é possível em alguns períodos do ano. Na casa moram o Lord e a Lady Carnarvon na vida real. O passeio é supercobiçado, portanto, é indicada a reserva com muita antecedência. Veja aqui: www.highclerecastle.co.uk


Todas as informações deste canal são baseadas em experiências e opiniões do autor.

Escrito por Larissa Andrade, 14/10/2019 às 20h26 | larissa.rotas@gmail.com



Larissa Andrade

Assina a coluna Mundo ao Contrário

É jornalista, empresária e tem mais de 20 anos de experiência em comunicação. É apaixonada por compartilhar a "arte da expressão" em suas diversas formas. Sua vida mudou e agora concilia as suas atividades no Brasil (Balneário Camboriú, SC) e no Reino Unido (Poole, Inglaterra). Traz curiosidades, hábitos e estilo de vida das "Terras da Rainha".