Jornal Página 3
Coluna
Economia & Negócios
Por Augusto Cesar Diegoli

Economia na Semana

Secmasc 2019
O Seminário de Conciliação, Mediação e Arbitragem de Santa Catarina, em sua 9ª edição, acontece neste ano em Palhoça, dias 26 e 27 de setembro. Charles Machado, advogado, especialista em Produção de Dados e as Oportunidades para Mediação e Arbitragem, será um dos palestrantes. As inscrições estão abertas pelo site: www.fecema.org.br/secmasc. O evento acontece no auditório da Unisul Pedra Branca e é uma realização da Fecema (Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem).

Marcas campeãs de SC
Três empresas catarinenses ganharam destaque entre as campeãs na 25ª edição do Top of Mind: a Havan, de Brusque, hoje presente em 17 Estados com 126 megalojas; o Angeloni, de Criciúma, com 29 supermercados, 23 farmácias e nove postos de combustíveis; e as lojas Koerich, de Florianópolis, com 100 lojas em 42 municípios. O empresário Luciano Hang, criador e dono da Havan, falou sobre a importância dos empresários na vida pública. Enfatizou que o Brasil esteve muito perto de viver as tragédias de Cuba e da Venezuela.

Voos extras
A Azul vai disponibilizar 24 voos extras para o Aeroporto de Navegantes entre os dias 11 e 27 de outubro, durante o período da Oktoberfest. Serão frequências entre os terminais de Campinas (SP) e Porto Alegre (RS), que totalizam 2,8 mil assentos adicionais.

Oportunidades de emprego
Florianópolis tem mais de 500 vagas de emprego abertas na área de tecnologia. Um polo tecnológico se desenvolve na cidade e a busca por mão de obra qualificada se intensifica mês a mês. E as mulheres estão no páreo.

Cesta básica
O Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) acaba de divulgar a pesquisa mensal sobre o preço da cesta básica em Brusque, relativa a junho. De acordo com o relatório, houve uma leve alta em relação a maio de 0,86%. Puxaram a elevação dos preços itens como a batata, tomate, açúcar e óleo. A variação acumulada da cesta básica, no entanto, é elevada: nos últimos 12 meses, o preço dos alimentos em Brusque subiu 15,11%.

GM acelera produção
Em agosto, a General Motors vai acelerar a produção da unidade de Joinville. A fábrica terá capacidade para produzir 400 mil motores por ano. Atualmente são 160 mil/ano. O aumento é reflexo da perspectiva de melhora do ambiente de negócios do setor automotivo e se traduz no investimento de R$ 1,9 bilhão anunciado há mais de um ano pela montadora na ampliação da unidade. A planta, localizada na região Sul de Joinville, é muito automatizada, com robôs e outros equipamentos fazendo os trabalhos de muitos trabalhadores. A unidade atenderá às necessidades de produção de veículos das fábricas de Gravataí (RS) e de São Caetano do Sul (SP).

Ensaio
Mais um setor produtivo de Santa Catarina se preocupa com o Acordo de Livre Comércio entre o Mercosul e a União Europeia. É o da pesca, que teme concorrência. Sim, terá e forte. Até lá talvez o consumidor conseguirá saber porque, aqui, um quilo de sardinha chega a custar o triplo do filé de frango, por exemplo. E o que dizer do quilo de tilápia congelada em posta, por R$ 45?

Interesse da Renault
A Renault, de Curitiba, avalia a possibilidade de se conectar ao ecossistema de inovação de SC. Reunião da empresa com o secretário de Planejamento Urbano e Desenvolvimento Sustentável deu o pontapé inicial a respeito do tema. Executivos e consultores virão a Joinville nas próximas semanas para conhecer os projetos.

Incentivos fiscais
Declarações do secretário da Fazenda de SC na Comissão de Finanças da Alesc: 1) O Estado não encontrou ainda todos os benefícios fiscais concedidos para a regulamentação do Confaz; 2) Há 700 empresas têxteis com incentivos e nenhuma será prejudicada; 3) A lista de incentivos fiscais em SC tem 30 páginas; 4) Não temos política industrial em SC.

Carros
O Porto de Itajaí recebeu mais duas atracações de navios carregados com veículos de importação da GM no último final de semana. O terminal está perto de atingir a marca de 30 mil carros movimentados.

Tainha
O governo federal autorizou mais seis barcos industriais a integrarem a safra da tainha após nova análise de documentos, quatro são de Itajaí. Com isto, são 20 traineiras liberadas para a captura.

Modelo europeu
A proposta de espelhar-se em um modelo já bem sucedido na Europa, onde há possibilidade de multiembarque e a flexibilização das viagens de grupos de passageiros, foi um dos principais objetivos discutidos durante o 9º Encontro Estadual de Empresas de Transporte Turístico e Fretamento de SC, encerrado recentemente em Jaraguá do Sul. O evento também discutiu a ampliação do fluxo de turistas entre os destinos e a liberação do processo de venda de viagens turísticas por meio de plataformas tecnológicas.

Retorno da duplicação
Em reunião entre técnicos da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade e da empreiteira Compasa, para definir a continuidade da obra de duplicação da rodovia Antônio Heil (SC-486) entre Brusque e Itajaí, ficou definido que a empresa se comprometeu a apresentar um cronograma de trabalho para os próximos dias e a mobilizar a equipe para retomar os serviços. A Compasa faz parte do consórcio que venceu a licitação para execução da obra juntamente com a empresa Triunfo. O governo do Estado afirma que, com a medida possibilita que os recursos do BID sejam utilizados para finalizar os serviços conforme o projeto original da obra.

Em vigor
Acaba de entrar em vigor o cadastro positivo compulsório, sistema que insere automaticamente os consumidores com nome limpo num banco de informações de histórico de pagamento de escritórios de crédito, como Serasa, Boa Vista e SPC. O cadastro foi instituído por meio de Lei Complementar 166, em abril, e servirá de base para atribuir notas de crédito ao cidadão e referência na tomada de empréstimos. O cadastro positivo já funcionava no Brasil, mas devia ser autorizado pelo contribuinte para que o nome constasse no sistema. Os consumidores que não desejam ter os dados incluídos na lista podem solicitar a retirada.

Reciclagem
Entre os diversos painéis do Empreende Brazil Conference realizado em Florianópolis, um abordou Estratégia de Vendas com o modelo de Excelência. Um dos palestrantes, Albano Schmidt, presidente da Termotécnica, líder nacional em produtos de EPS, plástico denominado poliestireno expandido, também conhecido como Isopor. Segundo ele, a atividade de reciclagem de embalagens de EPS iniciada pela empresa há mais de 10 anos já responde por um terço de todo reaproveitamento desse material no país e gera mais de 100 empregos diretos. Há parcerias para reciclar também itens que vão para o exterior e vice-versa. É crescente o uso de embalagens de EPS para frutas para exportação, em função da qualidade.

Cervejaria estilo americano
Já estão à disposição, em poucos locais selecionados, as cervejas da WO Beer, cervejaria de Brusque que produz inspirado no estilo americano de fabricação de cerveja. O empreendimento, que possui no planejamento o lançamento de seis rótulos, inicialmente produz uma cerveja especial puro malte, leve com ingredientes selecionados, que teve inspiração na lendária Rota 66, uma rodovia com quase 4 mil quilômetros de extensão, que corta diversos estados americanos. Em breve, serão divulgados os locais onde a cerveja estará disponível.

Empregos em SC
Santa Catarina teve saldo negativo de empregos formais no mês de maio. Foram fechadas 1.159 vagas no saldo das admissões/demissões. Com saldo positivo no mês tivemos: Chapecó (+333), São José (+255), Brusque (+163), Florianópolis (+162) e Blumenau (+123). Os principais números negativos no mês ficaram com Balneário Camboriú (-318), Jaraguá do Sul (-218), Joinville (-143), Timbó (-70) e Tubarão (-48). No acumulado do ano (janeiro a maio), SC tem um saldo positivo de 48.469 novos empregos gerados, com destaques para Joinville (+6.204), Blumenau (+3.407), Chapecó (+2.961), Brusque (+2.774) e Itajaí (+2.381). No acumulado de 12 meses, os destaques estão com Joinville (+10.170), Florianópolis (+2.694), Chapecó (+2.197), Criciúma (+2.192) e Itajaí (+1.849). Brusque foi a sexta economia com (+1.799) empregos gerados.

Decálogo ecológico
Ama a Deus sobre todas as coisas. E a natureza como a ti mesmo. Não defenderás a natureza em vão com palavras. Mas através de atos. Guardarás as florestas virgens, pois tua vida depende dela. Honrarás a flora, a fauna, todas as formas de vida e não apenas a humana. Não matarás. Não furtarás da terra sua camada de humus, raspando-a com o trator, condenando o solo a esterilidade. Não pecarás contra a pureza do ar, deixando que as indústrias sujam a água, as crianças respiram. Não levantarás falso testemunho, deixando que o lucro e o progresso, justificam seus crimes. Não desejarás, para teu projeto, que as fontes e vida se envenenam com o lixo industrial. Não cobiçarás objetos e adornam para cuja fabricação é preciso destruir a paisagem. A Terra também pertence aos que ainda estão por nascer.

Garimpar contribuições
Além da extinção da aposentadoria por tempo de contribuição, a reforma da Previdência também trará mudanças no cálculo do valor das aposentadorias. Garimpar períodos de contribuição anteriores às mudanças na regra, estejam eles reconhecidos ou não pelo INSS, é a forma mais eficiente de garantir o direito aos cálculos mais vantajosos válidos hoje em dia. Carteiras de trabalho e carnês de recolhimento antigos, principalmente de atividades anteriores a 1976 (quando não havia informatização dos sistemas da Previdência), são as fontes mais prováveis e seguras de contribuições ausentes do Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais).

Cálculo
O fim da regra 86/96 traz o principal impacto no cálculo após a reforma. Na regra atual, esses segurados teriam o benefício integral pela regra 86/96, pois alcançam os pontos necessários se forem somadas suas idades aos tempos mínimos de contribuição válidos hoje, de 30 anos para mulheres e 35 anos, para homens. O cálculo da renda na reforma garante apenas 60% da média salarial para quem cumpre uma carência de 15 anos, se for mulher, e de 15 a 20 anos de contribuição, no caso do homem. O benefício é acrescido de 2% da média salarial a cada ano de contribuição a mais.

A fatura da reforma
A fatura da aprovação da reforma da Previdência já começou a ser cobrada horas depois da votação. Partidos alinhados ao Planalto passaram a exigir contrapartidas de duas formas: na aprovação de destaques ao texto principal, beneficiando grupos como policiais, professores e mulheres, e na garantia do pagamento das emendas prometidas. Mais uma vez, valeu a força das corporações na briga pela manutenção dos privilégios. O resultado é o que mais temia a equipe econômica: a desidratação do impacto fiscal. Deputados já se perguntavam quando o sistema estaria aberto, na ânsia de consultar empenhos ou pagamentos de emendas. Uma vergonha nacional.

Crescimento
O grupo paulista Açotubo começa a operar em escritório próprio em SC (Joinville). A nova unidade representa um passo estratégico no atual plano de expansão da companhia, presente em oito Estados brasileiros e há 45 anos atuante no mercado siderúrgico da América Latina.

Novo uniforme
O Santa Catarina Moda e Cultura (SCMC) está recrutando estudantes de moda e design para uma missão especial: criar e desenvolver um novo uniforme para a Polícia Militar de SC. Além da preservação da identidade visual da corporação, aspectos como tecnologia, conforto e design também serão levados em conta no projeto. A escolha dos alunos será feita a partir de uma avaliação técnica. Os interessados podem se inscrever no site: www.scmc.com.br.

Justiça
Santa Catarina foi o Estado escolhido para a sede do Seminário Nacional sobre a História da Justiça e dos Museus Judiciários. Será nos dias 5 e 6 de setembro, em Florianópolis, por iniciativa do Conselho Nacional de Justiça. O TJ catarinense promoveu recentemente uma exposição sobre a Guerra do Contestado e atualmente exibe uma amostra sobre a Revolução Federalista.

Inflação preocupa mais
Enquanto economistas preveem inflação controlada e abaixo da meta pelo terceiro ano consecutivo, quase metade (48%) dos brasileiros esperam que ela aumente, mostra pesquisa Datafolha. Dos cinco itens econômicos pesquisados, o custo de vida foi o maior motivo de apreensão. No indicador, que varia de 0 a 200 (números abaixo de 100 indicam pessimismo), a expectativa em relação à inflação ficou em 59. Por outro lado, ainda que o desemprego venha se mantendo alto, em torno de 12%, a maioria da população (58%) não vê risco de ser demitido. Já em relação ao país, 31% acreditam em alívio do desemprego daqui para frente, embora os pessimistas sejam mais numerosos: 45%.

Queda da inflação
Com uma variação de apenas 0,01% foi inflação medida pelo IPCA em junho, segundo o IBGE. A estagnação se deve à queda de preços nos grupos de alimentação e bebidas e transportes, que tem grande peso na formação do índice. No ano, o indicador acumulado alta de 2,23%.

Curiosidades
A pesquisa feita pela Globo elenca algumas peculiaridades dos jovens por região do Brasil. O Sul, por exemplo, tem o maior percentual daqueles que só trabalham e que também mais viajaram para fora do país. Eles também têm mais automóveis do que a média nacional. Entre os jovens brasileiros entre 15 e 29 anos, 18% são chefes de família. Essa proporção sobe para 19% na região Sul, mas 22% integram o chamado grupo “nem-nem”, ou seja, nem trabalham, nem estudam.

Vazio sanitário
Desde 15 de junho até 15 de setembro não é permitida a manutenção de plantas vivas de soja em crescimento em SC. É o chamado vazio sanitário, medida drástica que teve que ser tomada para proteger da ferrugem asiática, provocada por um fungo nos cultivos de soja no Estado. Medidas que valem à pena. O grão tem uma área plantada de 669 mil hectares nesta safra, com expectativa de colheita de 2,38 milhões de toneladas. Em 2018, Santa Catarina exportou 2,34 milhões de toneladas, um aumento de 900% em 10 anos.

Mediação e Conciliação (1)
Mediação, conciliação e demais Métodos Adequados de Solução de Conflitos (MASCs) estão em alta. Nunca se falou tanto em consenso, diálogo, acordo. E não é para menos. A impactante iniciativa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de divulgar anualmente o diagnóstico do Poder Judiciário, paulatinamente, vem conscientizando a sociedade brasileira de que, em breve, não se conseguirá viver e conviver em país tão litigioso como o nosso. A Justiça está entulhada de processos, velhos e novos, que ora se arrastam como fantasmas, nas masmorras, acorrentados em procedimentos inócuos, ora são julgados em tempo recorde, mas com tantas falhas e contradições que deixam o jurisdicionado a se perguntar: vale a pena?

Mediação e Conciliação (2)
Com propriedade, e finalmente agora chegando ao século XXI, o Código de Processo Civil (CPC) alterado a partir de 2015 introduziu a mediação e/ou conciliação como etapa preliminar nas ações, algo que por muitos operadores do direito era temido e combatido. Afinal, quem busca a justiça, “quer briga”, correto? Errado. Quem busca a justiça, seja movido por qual sentimento for, quer uma solução. Que, vinda através de uma decisão adjudicada (sentença), nem sempre será justa, mas apenas legal (de acordo com a lei). As estatísticas divulgadas pelas entidades privadas, que oferecem serviços de mediação e conciliação extrajudicial, há muito tempo provam que tais métodos são eficazes na maioria das vezes. É de 70% a 80% o índice de acordos nestas câmaras desmistificando o pensamento de que as partes envolvidas em um conflito não querem resolver por bem. Querem sim, só que muitas vezes precisam do auxílio de alguém que “entenda de gente” e não de leis e processos.

Shopping Center Brusque
A obra do Shopping Center Brusque, na Avenida Martin Luther, deverá ser concluída até o primeiro semestre de 2021. Essa é a informação da Sacs Consult, empresa paulista responsável pelo empreendimento. O serviço de terraplanagem já teve início. O prazo para execução da obra é de 18 a 24 meses. A previsão é de inauguração no Dia das Mães em maio de 2021. As reservas de lojas que haviam procurado o shopping estão mantidas, inclusive as lojas âncoras estão confirmadas. As lojas que se instalarem não serão investidores, mas sim, inquilinos.

Domingos e feriados
O governo federal ampliou para 78 o número de categorias autorizadas a trabalhar aos domingos e feriados, com o objetivo de incentivar a geração de emprego. Comércio e atividades ligadas ao turismo estão entre os setores atingidos. A nova portaria atualiza a regra e autoriza o trabalho em atividades que tenham essa necessidade, como é o caso de lojas em shoppings.

Educação
O Ministério da Educação (MEC) pretende implementar 108 escolas cívico-militares até 2023. Essa é uma das ações previstas no Compromisso Nacional pela Educação Básica, documento apresentado recentemente em Brasília. Ele reúne ações que estão sendo planejadas para serem implementadas até o fim do atual governo. Além das escolas militares, pretende-se dar celeridade à conclusão de mais de 4 mil creches até 2022, conectar 6,5 mil escolas rurais por meio de satélite em banda larga em todos os Estados e ofertar cursos de ensino à distância para melhorar a formação de professores até 2020, entre outras ações.

Cultura da Paz
O TRF da 4ª Região, desde 2001, tem entre as linhas de atuação, o esforço do movimento pela conciliação. A Conciliação é entendida como forma adequada de se resolver um conflito. Ao Tribunal não interessa só julgar um processo, mas, sobretudo, resolver o conflito. Se você pacifica as pessoas, aplica a Cultura de Paz, que compreende toda atitude visando pacificar as relações sociais. Isso diz respeito à conciliação e à redução do índice de litigiosidade. Quanto mais as pessoas puderem conviver numa sociedade de forma harmônica, sem precisar invocar o Judiciário, estamos construindo uma sociedade melhor. Este é o pensamento do presidente do TRF da 4ª Região, desembargador Victor dos Santos Laus, que recentemente esteve em Florianópolis.

Cooperativas em SC
É de 258 o número de cooperativas em Santa Catarina. Já o número de cooperados chega a 2,4 milhões. As cooperativas empregam 63 mil pessoas e faturam cerca de R$ 35,6 bilhões por ano. O setor de crédito ocupa a maior parcela: 1,7 milhão de cooperados, seguido do setor de infraestrutura, com 339 mil associados. Já o setor agropecuário tem uma receita de R$ 22 bilhões, que corresponde a 62% do total do movimento econômico das cooperativas catarinenses.

Crescimento das exportações
Santa Catarina terminou o primeiro semestre deste ano com números positivos para o comércio exterior. Entre janeiro e junho, as exportações catarinenses cresceram 10,7% na comparação com o mesmo período do ano passado, enquanto no Brasil houve um recuo de 3,5%. Em números absolutos, as vendas de SC para o exterior somaram US$ 4,5 bilhões contra US$ 4,0 bilhões no primeiro semestre do ano passado. As carnes de aves representam 24% das exportações, mais de três vezes acima da carne suína, com 8%, na segunda posição. Soja com 7%, partes de motor com 4,5% e motores elétricos 4,3% completam a lista. O principal destino das exportações catarinenses no primeiro semestre foi os Estados Unidos com 14,6%. Em seguida aparecem a China (13,9%), o Japão (5,1%), a Argentina (4,8%) e o México (3,6%).

Logística
A Multilog, que tem matriz em Itajaí e 20 unidades no Sul e Sudeste do país, está entre os três melhores operadores logísticos do Brasil segundo levantamento do Instituto Inbrasc. O ranking é considerado o mais importante do setor do país.

Justiça ágil
Resultado da recente parceria entre o TJ-SC e a OAB-SC por melhorias na Justiça de 1º grau: 477 servidores serão repostos naquela instância, que recebeu nada menos que 900 mil novos processos somente em 2018. Além disso, o TJ-SC realiza atualmente concurso público para preenchimento de vagas de juízes nas comarcas.

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 16/07/2019 às 14h29 | acdiegoli@gmail.com

Economia na Semana

Valorização imobiliária
Itapema ocupa o primeiro lugar no ranking de imóveis com maior valorização na região. A informação é do Anuário do Cenário Imobiliário em 2018, que acaba de ser concluído pelo Sindicato da Habitação (Secovi). Os imóveis alcançaram aumento em média de 8,9% no m2 dos apartamentos, o dobro do índice atingido em 2017. Os apartamentos de quatro dormitórios, de maior valor de venda, foram os que tiveram maior valorização: o índice alcançou 10,2% entre janeiro e dezembro do ano passado.

Feira de oportunidades
A Pazmatex estará participando da 30ª edição da Feira de Oportunidades, dias 12, 13 e 14 de julho, no Pavilhão de Fenarreco, em Brusque. A entrada é gratuita e os visitantes poderão observar a máquina de bordar da marca SWF, bem como uma nova máquina reta original da marca Sunstar, com motor Direc Drive. O evento é uma realização da Viacredi.

Novidades em refeições
O restaurante do Hotel Estação 101 (ex-Brusque Palace Hotel), defronte a Havan, está com muitas novidades. Agora, um prato a cada dia, como carro-chefe: segunda-feira frango ao vinho (Coq au vin); terça: paella; quarta: marreco recheado; quinta: rabada com polenta; sexta: eisbein e salsicha alemã; sábado: feijoada; domingo: carne assada. Além do prato do dia, acontece o buffet completo de quentes e frios. Bom estacionamento. O Hotel mantém disponível dois locais para eventos de sua empresa. Um com capacidade para 50 pessoas e outros para 80 pessoas, praticamente no Centro de Brusque.

Região farta
Em Brusque e região, há empresários mais ricos que o dono da Havan, que agora se mostra o todo poderoso com um super avião de R$ 250 milhões recém adquirido. Ali, o sinal exterior riqueza da maioria é uma prosaica lancha, que só desce dos estaleiros das marinas de Porto Belo, Bombinhas ou Balneário Camboriú no verão. Alguns até preferem guardá-las em suas casas de veraneio. Tudo uma questão de vaidade, segurança ou discrição. Cada um tem seu modo de agir para mostrar-se que é ou quem não é.

Faturamento da indústria
O faturamento da indústria catarinense acumula alta de 6,3% no ano, de acordo com dados divulgados pela Fiesc. As maiores altas estão em produtos de metal (+20,8%), em informática e eletrônicos (+19,3%) e em veículos, reboques e carrocerias (+13,6%). Em comparação com maio do ano anterior, há um crescimento de 26%, o que se deve ao efeito negativo da greve dos caminhoneiros em 2018. Das 14 atividades pesquisadas, todas tiveram acréscimo.

Presidência da Acibr
Rita Conti, sócia proprietária da Mensageiro dos Sonhos, poderá ser a primeira presidente da Associação Empresarial de Brusque, substituindo o empresário Halisson Habitzreuter. Natural de Canoas (RS), Rita chegou a Brusque na década de 90, atraída pelo polo têxtil da cidade. Hoje é uma próspera empresária do ramo de confecções.

Negócio da China
A prefeitura de Camboriú está preparando documentação sobre duas áreas que interessaram aos empresários chineses que visitaram a cidade recentemente. A proposta é viabilizar a abertura de um condomínio industrial, em troca de investimentos em infraestrutura e geração de empregos. Com IDH e PIB abaixo da média estadual, Camboriú está enquadrada em benefícios extras. Os chineses têm interesse em estreitar as relações comerciais com o Estado. Camboriú está em posição logística estratégica. Um dos possíveis investimentos é no setor automobilístico. Um dos empresários que participou da missão em Camboriú tem interesse em trazer uma montadora a SC. A cidade também é cotada para servir de base para o projeto de transporte público elétrico do InovAmfri, projeto que vai interligar os 11 municípios da região. A proposta encheu os olhos dos chineses.

Confiança dos empresários
O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) de Santa Catarina passou de 57,1 pontos em maio para 58,6 pontos em junho, mostra pesquisa da Federação das Indústrias de SC. O resultado foi influenciado, conforme a Fiesc, pelo aumento das expectativas dos empresários em relação à economia. Os indicadores do ICEI variam de 0 a 100 pontos. Quando acima dos 50 pontos, indicam empresários confiantes. Abaixo disso, indicam o contrário.

Placas devem permanecer
A Justiça proibiu a empresa D2 Distribuidora, de Itajaí, de retirar qualquer tipo de placas públicas fixadas no perímetro urbano de Brusque até que uma nova concessionária assuma a prestação do serviço. A decisão foi proferida a partir de ação movida pela Prefeitura contra a empresa. O caso está relacionado às placas que vinham sendo removidas em diversas ruas da cidade, as quais constam a identificação da via e publicidade. A D2 era quem executava a instalação das referidas placas e alegava que estava apenas recolhendo o que era seu, após o término do contrato para explorar o serviço.

Empresas noteiras
Um release da Secretaria Estadual da Fazenda revela que não sabia existir “empresas noteiras”. São assim chamadas as empresas fraudulentas constituídas e registradas, mas que de fato não exercem suas atividades. Entre os diversos crimes cometidos nesta modalidade e que serão alvo de uma ação nos próximos dias, até com prisões, destaca-se a retirada de recursos do Estado com geração de créditos inexistentes.

Inflação
O Plano Real acaba de completar 25 anos em 1º de julho. Foi a tábua de salvação de uma sociedade que sobrevivia, aos trancos e barrancos, em meio a um processo inflacionário e de crescimento ilusório de riqueza. Ao gerar a possibilidade de estabilização da economia deu alguma previsibilidade a investimentos e negócios. Mas um dado chama atenção nestes 25 anos: a inflação do pãozinho é de 1.127%.

Queijo artesanal
Finalmente, no caso catarinense, o popular queijo serrano pode ampliar seu mercado. O Senado acaba de aprovar novas regras para a produção e venda de queijos artesanais. A matéria tramitava em regime de urgência e segue para sanção do presidente. O texto considera artesanal o queijo elaborado a partir de métodos tradicionais e com leite da própria fazenda. Deve preservar a cultura regional na sua elaboração, empregar técnicas tradicionais e observar um protocolo específico para cada tipo e variedade.

Justiça fiscal
Itajaí ainda está em silêncio, talvez porque é difícil discordar, diante do decreto estadual que mudou a distribuição de ICMS das exportações do Estado. Determina que 90% dos tributos retornem para os municípios sede das empresas que vendem para o exterior e 10% para as cidades onde estão instalados os portos, como Itajaí. Nada mais que justo.

Karsten renegocia dívida
A Karsten anunciou que chegou a um acordo para pagamento de uma dívida milionária, que chega a R$ 521 milhões. A quantia está relacionada a debêntures (títulos de dívidas) emitidos no início de 2012. Na prática, é como se a empresa têxtil tivesse feito uma espécie de empréstimo junto a cinco bancos (os debenturistas, neste caso) e deixado de pagar juros, o que levou a um acúmulo de débitos. A renegociação dessa dívida, herdada da gestão anterior, era crucial para o futuro da Karsten e considerada uma das grandes prioridades dos novos sócios. As garantias para a renegociação incluem concessões de administradores e acionistas, além de imóveis da própria empresa.

Placa Mercosul adiada
O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) estendeu novamente o prazo para que todos os Estados adotem o novo modelo de placas para automóveis, no padrão Mercosul. O limite para o início da implantação dos novos modelos terminava em 30 de junho, mas foi adiado por mais seis meses.

Grande Hotel
Já está aprovado e deve ser publicado nos próximos dias, o edital do pregão do imóvel que pertencia ao antigo Grande Hotel, na Alameda Rio Branco, no Centro de Blumenau. O ato foi marcado para o dia 15 de agosto, às 13h. A oferta mínima pela estrutura deverá ser de R$ 14 milhões.

Bilionários
Algumas das pessoas mais ricas dos Estados Unidos defenderam, em carta aberta, um imposto federal sobre grandes fortunas, para ajudar a diminuir a desigualdade de renda e financiar investimentos para enfrentar os efeitos da mudança climática e os problemas de saúde pública. No Brasil, teríamos bilionários com esta atitude?

Leilão suspenso
A primeira Câmara de Direito Comercial do TJ-SC suspendeu o leilão da marca Sulfabril agendado para semana passada. A decisão atendeu a um agravo de instrumento protocolado pelo ex-presidente da empresa e pela massa falida. Eles questionam o valor da avaliação das grifes que pertenciam ao grupo, apontado em laudo em R$ 3,3 milhões. Ao recorrer da decisão de primeiro grau que determinou o leilão por este valor mínimo, os agravantes apresentaram ouro laudo, de 2012, que apurava que, naquela época, as marcas estavam avaliadas em R$ 40 milhões. A depreciação prejudicaria a massa falida e os credores da empresa.

Comemoração
Em nota oficial, a Federação das Indústrias de SC comemorou o acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia, assinado recentemente, depois de 20 anos de negociações. Mas tudo indica que haverá muita choradeira logo adiante, com o zeramento de taxas de importação. Produtos vindos de países da Europa, ficarão mais baratos que os gerados aqui. Muitos casos devido à ganância pelo lucro fácil de boa parte de nossa classe produtiva, aquela mesma que odeia concorrência.

Moda em destaque
A Coltex Têxtil, de Joinville, participou da maior feira de moda do mundo, a Première Vision Paris, onde lançou o tecido New Age, desenvolvido com um fio de garrafas pet recicladas. A Coltex está completando 30 anos de atividades e se consolidou como fabricante relevante em seu segmento. Produz 100 mil quilos por mês e emprega 98 funcionários.

Aurora investe
A Aurora Alimentos vai ampliar a produção em Guatambu e Chapecó com investimentos totais de R$ 200 milhões nos frigoríficos. A unidade de Chapecó, a que mais abate suínos/dia, vai ampliar de 5 mil/dia para 10 mil/dia. Será o maior frigorífico da América Latina. Os investimentos no município de Guatambu serão para o abate de aves, que registra hoje produção de 1 milhão/dia em todas as unidades da cooperativa. As 11 cooperativas que formam o grupo, faturaram, juntas, R$ 20,8 bilhões no ano passado.

Vara do crime
Surpreende saber que só agora, motivado pela expansão do poder do tráfico de drogas e das milícias, o Judiciário do Rio de Janeiro decidiu criar uma vara especializada no combate ao crime organizado e à lavagem de dinheiro. O Judiciário de SC já tem a sua, há tempos, e muito operosa.

Vinhos
Pela primeira vez, a vinícola catarinense Pericó será a fornecedora oficial de vinhos e espumantes do festival Balneário Saboroso. Os rótulos são comemorativos aos 10 anos do festival gastronômico.

Contra
A exemplo do Rio Grande do Sul, os produtores de vinho de SC estão muito preocupados com o Acordo de Livre Comércio entre o Mercosul e a União Europeia. Além da concorrência dos argentinos e chilenos, os gaúchos e catarinenses enfrentarão a produção de portugueses, espanhóis, franceses e italianos. É preciso destacar que cada garrafa aqui produzida paga absurdos 44% de impostos.

Acordos na Justiça
De 1º de abril a 28 de junho deste ano, o Tribunal de Justiça de SC mediou 457 acordos entre investidores e instituições financeiras, registrando o valor de R$ 5,9 milhões em negociação nos processos de expurgos inflacionários nas contas de poupança praticados por bancos no passado. Só na comarca de Joinville foram fechados 264 acordos, que juntos, somara R$ 3 milhões.

Finanças
A XP Investimentos lança sua nova plataforma de conteúdo sem custo e sem a obrigatoriedade de cadastro para acessar. Vai informar sobre 250 ativos e também terá análises econômicas e dados do mercado financeiro em tempo real.

WEG no Oriente Médio
A WEG fechou dois importantes contratos e vai fornecer motores elétricos e inversores de frequência para uma refinaria em construção no Sultanato de Omã, no Oriente Médio. A refinaria ficará pronta em 2023. Terá capacidade para 230 mil barris/dia, mais do que o dobro da de Pasadena. O negócio é joint venture entre a Oman Oil Company e a Kuwait Petroleum International.

Top of Mind
A 25ª edição do prêmio Top of Mind, que é o reconhecimento das marcas mais lembradas pelos catarinenses em 2019, apontadas por pesquisa do Instituto Mapa ocorreu em 4 de julho, na sede da Federação das Indústrias de SC (Fiesc), em Florianópolis. A premiação reconheceu a Havan como a mais lembrada nas categorias “Loja de Departamentos” e “Grande empresa catarinense do comércio”.

Análise
Os grandes investimentos de longo prazo só devem sair da gaveta após a aprovação da reforma da Previdência, segundo o responsável pelo relacionamento com investidores da ARX, em palestra recente realizada em Blumenau.

Onde jogar?
Muitos podem perguntar onde o Metropolitano jogará caso dispute a Copa SC. Indaial? Jaraguá do Sul? Brusque? Não. As partidas serão disputadas no Estádio do Sesi. Isso porque o anúncio de que o complexo esportivo não alugará mais a estrutura para o clube vale apenas para 2020. Quanto a proposta de cessão do Metropolitano a um grupo gestor está nas mãos dos advogados de ambas as partes, para acertos quanto a minuta do contrato. A ideia é de que até o fim de julho haja uma definição do texto para que o Conselho possa votar.

Aviões da FAB
Caiu pela metade o número de viagens com aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) requisitadas por autoridades federais nos primeiros meses do ano. De janeiro a maio, a FAB fez 513 voos transportando ministros de Estado, os presidentes de poderes e a cúpula das Forças Armadas. No mesmo período de 2018, durante o governo Temer, foram registrados 1.042 voos. A marca de redução atende a uma recomendação feita pelo presidente Bolsonaro aos seus auxiliares ainda durante a formulação das primeiras medidas de governo. O objetivo é evitar regalias. O presidente da Câmara dos Deputados foi o que mais usou: 93 vezes no período de cinco meses.

Imóveis públicos em SC
A Secretaria de Patrimônio da União pediu que a superintendência do órgão em SC se manifeste sobre a possibilidade de venda de uma lista de imóveis que pertencem ao governo federal em todo o Estado. Recentemente, a unidade finalizou um levantamento feito a pedido de Brasília, sobre os imóveis com possibilidade de serem liquidados para fazer girar o caixa do governo federal. O Ministério da Economia está fazendo um levantamento e uma vistoria dos imóveis federais que estão desocupados não apenas em SC, mas em todos os Estados. O governo determinou redução de gastos com aluguéis e a venda de ativos com valor de mercado. A União tem hoje mil imóveis catalogados em Santa Catarina. Na lista de imóveis que pertencem à União em SC há uma série de terrenos desconhecidos que fazem parte do patrimônio da antiga Rede Ferroviária Federal e estão espalhados por todo o Estado. Há muitas áreas ocupadas ao longo do caminho, que demandam regularização.

Recall: novas regras
Apenas 48% dos consumidores atendem aos chamados de recall de automóveis. No caso de caminhões, este percentual cai para 39% e de autopeças, para 14,7%. Diante desses dados, o Ministério da Justiça e Segurança Pública anunciou novas regras para dar mais eficiência aos recalls, de forma a evitar ainda mais riscos para o consumidor. Os recalls são feitos quando as empresas identificam, em seus produtos, defeitos de fábrica, que precisam ser ajustados por implicar em riscos à segurança dos consumidores. Duas novas portarias que atualizam a regulamentação das empresas.

Remédio na conta certa (1)
Autorizada em 2006 pelo governo, a venda de remédios de forma fracionada tem o objetivo de permitir que os consumidores paguem apenas pelo número de doses receitadas pelo médico. Assim, eles podem terminar seu tratamento sem que haja sobras. Treze anos depois, porém, os brasileiros ainda são obrigados a comprar medicamentos em embalagens com quantidades determinadas pelos fabricantes. O hábito forçado de manter restos dessas substâncias em casa deveria ser motivo de preocupação de toda a sociedade, para começar, devido às intoxicações de crianças e adolescentes. Dados publicados pela Sociedade Brasileira de Pediatria em 2018 apontaram uma média diária de 37 casos desse tipo. Comprimidos na gaveta também incentivam à automedicação, com riscos de efeitos colaterais e produtos vencidos ou armazenados de forma inadequada.

Remédio na conta certa (2)
Quem descarta os remédios fora do prazo de validade ainda tem o trabalho de buscar locais adequados. Jogar no lixo ou no vaso sanitário pode contaminar o ambiente e a água. Mas o principal benefício da venda fracionada é mesmo a proteção aos consumidores, muitos dos quais destinam boa parte de sua grana aos gastos com a saúde. A indústria farmacêutica e as drogarias são contra a medida, que certamente reduziria vendas. Alegam perigos como os de subdosagem (quando o paciente, sem recursos, compra menos que o necessário para seu tratamento) e de menor segurança dos produtos. Os problemas existem, mas dá para resolvê-los com orientação médica e exigência de procedimentos rigorosos. As vantagens com a redução de custos e transtornos são claramente maiores.

SC à margem da União
O Estado de Santa Catarina contribuiu em 2018 com R$ 58,8 bilhões em impostos para o governo federal. A corrente do comércio exterior totalizou R$ 94,2 bilhões. As exportações catarinenses foram de R$ 34,3 bilhões também no ano passado. E quanto o Estado recebeu de retorno em obras e serviços de infraestrutura, saúde, educação e serviços básicos? Apenas R$ 7,7 bilhões. Os dados foram revelados na reunião do sistema Fiesc pelo secretário da Câmara de Transporte e Logística. SC tem um dos melhores sistemas portuários da América Latina. Os mais movimentados não contam com ligação ferroviária, o que é absolutamente inédito no comparativo com todos os portos do resto do mundo. SC está excluída da proposta do Governo Federal de corredores logísticos, que beneficia todas as demais regiões do Brasil. Existe uma letargia do governo estadual em relação a esta discriminação.

Entroncamento com a BR-101
O governo do Estado de SC não deve executar a interseção da rodovia Antônio Heil (SC-486) com a BR-101, em Itajaí, como estava previsto. O secretário de Estado de Infraestrutura informou que o governo avalia que não é justo com a população que SC sozinha pague por uma obra que envolve uma rodovia federal. Para Brusque é uma situação preocupante que pode demorar muito ou até não acontecer. Do governo federal pode se esperar de tudo. Muito papel e pouca realização.

Área industrial
A Prefeitura de Brusque publicou projeto de lei que institui Área Industrial de Limeira. O assunto causa estranheza à primeira vista, já que a existência de um distrito industrial às empresas é de conhecimento de todos. O projeto oficializa de novo a área industrial. Trata-se de uma medida para regularizar a área e não afeta as empresas já existentes no local. Segundo a Prefeitura, o pente-fino nas concessões de terrenos continua. As empresas ali instaladas precisam de regularização. O governo municipal precisa melhorar a infraestrutura do bairro. Empresas de grande porte deixaram de se instalar no local pela falta desses serviços por parte do governo. Perdemos excelentes oportunidades.

Prejuízo incalculável
Com a falta de sintonia na transição de um governo para outro, Brusque perdeu grandes investimentos que poderiam trazer novos enfoques no que diz respeito com o retorno de impostos, sobretudo do ICMS. Deixamos, na oportunidade, de abrir milhares de novos empregos. Alguns dos investimentos que deixaram de abrir em Brusque: Cervejaria Colônia, All Star, Liderplastic, Mabel Alimentos, entre muitas outras que estavam praticamente acertadas.

Villa Têxtil
Os 30 anos da Villa Têxtil marcam uma passagem de bastão no comando da empresa, agora liderada pelos filhos do casal Renata e Ademir Fantoni, que fundaram o negócio em 1989. Hoje já são 300 funcionários e uma produção mensal de 300 mil peças, que deve subir para 450 mil com novos investimentos. A empresa tem sede em Blumenau e é especializada em private label (produção de marcas de terceiros, com foco em camisetas polos). A empresa projeta uma filial para Pomerode.

Personagens da história
O Coronel Guilherme Krieger foi um dos mais prósperos empreendedores da região de Brusque. Entre os anos 1890 a 1915, disputou a liderança política com o Cônsul Carlos Renaux. Nesse tempo, possuía grande e movimentada casa comercial, exportava produtos agrícolas para os mais importantes centros comerciais do país e importava, em regular escala, as mais variadas mercadorias da Alemanha. No Centro de Brusque, possuía o local onde funcionou por anos a Lojas Renaux e atualmente está localizada a Casas Bahia.

Geração de empregos
Em maio, Brusque gerou 163 novos empregos, foi o terceiro município que mais empregou no mês. No acumulado do ano, são 2.754 novas vagas abertas. Foram admitidas 12.612 pessoas e demitidas 9.858. O saldo positivo de Brusque está entre os melhores do Estado.

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 09/07/2019 às 11h27 | acdiegoli@gmail.com

Economia na Semana

Melhores cidades
Santa Catarina tem oito das 50 cidades com mais de 100 mil habitantes melhor colocadas do país no Índice CFA de Governança Municipal (IGM), que leva em conta informações encontradas em bancos de dados públicos. O ranking é relativo a municípios com PIB acima de R$ 28,9 mil. Brusque está na oitava posição nacional entre as cidades acima de 100 mil habitantes e no Estado só perde para Balneário Camboriú (5ª colocada). O índice avalia serviços de saúde, educação, gestão fiscal, habitação, recursos humanos, transparência e segurança com base no programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, dados do IBGE e do SUS. O ranking foi divulgado no início de junho.

|Evolução das aplicações financeiras
Destacamos a seguir, as principais aplicações financeiras, o resultado do mês de junho e o acumulado do 1º semestre deste ano: Selic + 0,47% acumulado do ano +3,07%; CDI +0,47% acumulado +3,07%, Poupança +0,37% acumulado +2,25%, Ibovespa +4,06% acumulado +14,88%, Imob +15% acumulado +24,45%, Dólar -2,17% acumulado -0,90%, Euro -0,42% acumulado -1,48%, Ouro +6,79% acumulado +10,84%. O IGP-M teve alta de 0,80% no mês e no acumulado +4,38%. Nos últimos 12 meses, o IGP-M teve alta de 6,51%, índice que serve para o reajuste dos alugueis que vencem a partir de 1º de julho deste ano.

Ibovespa em alta
Com a expectativa de queda na taxa de juros do país, muitos investidores estão migrando para a Bolsa de Valores em busca de melhores rentabilidades. Recentemente a Bolsa atingiu a marca de 1 milhão de investidores pessoa física. A alta de 15% nos primeiros seis meses deste ano deixa qualquer investidor com sorriso de orelha a orelha. E é exatamente isso que está acontecendo, os investidores na bolsa de valores estão mais eufóricos. O cenário econômico não justifica essa alta até o momento, pois os sinais de fraco crescimento econômico deixam o ambiente para investimentos mais cautelosos. A reforma da Previdência também caminha em passos lentos, mas sua aprovação já é dada como certa no mercado. É justamente essa antecipação que vem puxando o Ibovespa, que além das altas, também ultrapassou a marca de 100 mil pontos recentemente.

Teka
Acionistas da Teka ligados ao ex-presidente da empresa, Frederico Kuehnrich Neto, acionaram a Justiça para tentar destituir os atuais conselheiros, substituindo-os por outros profissionais de mercado. Frederico é contra a atual gestão da companhia, agora liderada pela gestora judicial Fabiane Paula Esvicero, que foi eleita presidente em assembleia de credores no dia 10 de junho.

Criação de empregos
O Brasil fechou o mês de maio com a criação de 32.140 vagas de empregos com carteira assinada. O resultado significa uma queda brusca em relação ao mês de abril, quando foram criados 130.655 postos. No ano, o saldo está positivo em 351.063. Já nos últimos 12 meses, são 474.299 empregos criados. Em Santa Catarina foram fechadas 1.159 vagas formais em maio. Os números representam estabilidade, principalmente observando os dados acumulados. Neste ano, SC abriu um total de 48.469 vagas de emprego. Entre as cidades com mais de 30 mil habitantes, Chapecó, no Oeste catarinense, foi onde se registrou o maior número de novas vagas de trabalho em maio (+333). Em segundo lugar aparecem as cidades de São José (+255) e Florianópolis (+162). Já os municípios com mais demissões foram Balneário Camboriú (-318) e Jaraguá do Sul (-218) no mês de maio.

Dados regionais
Embora SC tenha tido saldo negativo em maio, os dados são bem superiores aos que foram observados no Rio Grande do Sul. No Estado vizinho, houve o fechamento de 11.207 vagas. No mês de maio, as empresas gaúchas fecharam o maior número de vagas em todo o Brasil. No Paraná, também foi observada uma situação de estabilidade. As empresas paranaenses fecharam o mês de maio com a abertura de 1.431 vagas.

Rodovia Antônio Heil
O secretário de Estado da Infraestrutura confirmou a retomada do ritmo nas obras de duplicação da Rodovia Antônio Heil. A Compasa, empresa que fazia parte do consórcio vencedor da licitação junto com a Triunfo, que passa por dificuldades financeiras, dará continuidade aos trabalhos. A medida permite que o governo mantenha o contrato, que usa recursos do BID. Já as alterações de projeto, que têm sido pedidas pela comunidade que vive às margens da rodovia, dependerão de análise técnica.

Falta água
Nos últimos quatro anos o empresário Izaltino Odorizzi, da Imobiliária Casa Nova, investiu R$ 48 milhões em obras de infraestrutura em loteamento industrial no bairro Paranaguamirim, em Joinville, mas a Cia. Águas do município ainda não fornece água para o local do empreendimento. Promete ligar em setembro. O terreno tem 1,4 milhão de m2 e o projeto prevê 295 lotes empresariais, com área de 2.500 m2 cada um, destinados a micro e pequenas empresas. Izaltino diz estar arrependido de ter feito investimento em Joinville.

Até 500
Em entrevista concedida ao jornal Valor Econômico na última semana, o empresário Luciano Hang, ao comentar a investida da rede varejista em terrenos em Barra Velha para ampliar o centro de distribuição disse que comprou uma quantidade de áreas suficiente para atender até 500 lojas. Hoje o grupo, que nasceu em Brusque, tem 126 unidades e planeja chegar a 200 até 2021.

Países da piada pronta
Brasil e Argentina competem como países da piada pronta. Os dois tem um acordo formalizado em 1948 que limita a quantidade de voos aéreos entre ambos, o que é prejudicial no incremento ao turismo. O limite é de 133 frequências semanais, mistas e sete exclusivamente cargueiras. Os argentinos representam 40% dos turistas estrangeiros que chegam para desfrutar os destinos brasileiros, principalmente catarinenses, e os brasileiros representam 30% das visitas internacionais no lado de lá.

Coaf
O presidente do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Economia, esteve na última semana em Florianópolis. Veio ministrar duas palestras para auditores fiscais da Receita Federal e da Receita Estadual. Nos dois eventos o tema principal foi o combate a corrupção, lavagem de dinheiro e ações para coibir as empresas “noteiras”, que emitem notas fiscais sem existência da operação, caracterizando fraudes e sonegações.

Inversão total
Impressiona a mais completa inversão de valores que atinge boa parte do Brasil nos últimos anos. Na área política, esta atuação beira o deboche. O último exemplo foi dado pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Vários senadores, investigados, denunciados e réus de graves crimes na Lava Jato e outras ilicitudes foram interrogar o atual ministro da Justiça, Sérgio Moro. Só mesmo no Brasil réu faz inquisição a um respeitado magistrado.

Fórum de benefícios
Auditores das secretarias da Fazenda dos Estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul discutiram os benefícios fiscais dos Estados do Sul, em reunião realizada na capital catarinense. O objetivo foi a criação do fórum de benefícios dos Estados do Sul, com a apresentação dos incentivos concedidos e os respectivos impactos na economia dos três locais. Temas abordados foram a agroindústria, especificamente a indústria leiteira, o processo produtivo básico, e produtos de informática e automação.

Tributação
Santa Catarina lidera no país, o movimento pela queda das isenções tributárias que são oferecidas nacionalmente aos pesticidas. A tributação verde catarinense entra em vigor neste 2º semestre, como forma de incentivar a produção de alimentos saudáveis. O modelo de SC está em discussão para ser aplicado em todo o Brasil, mas encontra resistência em alguns estados.

Incentivos fiscais
Em reunião da Comissão de Finanças e Tributação da Assembleia Legislativa e representantes de 20 entidades empresariais, a iniciativa privada alertou que até 31 de julho, os deputados precisarão analisar e votar o projeto de lei que trata dos incentivos fiscais concedidos a diferentes segmentos da economia catarinense. O projeto segue as determinações do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), que estabeleceu até o fim de julho a homologação legislativa de todos os convênios de benefício fiscal concedidos pelos Estados e pelo Distrito Federal.

Cia Hering
A Cia. Hering vai fechar a fábrica de Indaial, no bairro Encano. A decisão foi comunicada aos funcionários. A medida ocorreu devido a uma reorganização do fluxo operacional da companhia na região. A empresa informa que as atividades de Indaial, que eram basicamente de confecção, serão absorvidas por outras unidades produtivas, dando maior agilidade à operação e que deve realocar os colaboradores, na medida da disponibilidade interna e interesse individual. A unidade empregava 170 pessoas. A empresa também informa que houve uma série de demissões em Blumenau nos últimos 60 dias. Seriam em torno de 90 funcionários e que cerca de 80% dos trabalhadores da linha de produção terão 15 dias de férias coletivas em julho.

Não é a primeira
Não é o primeiro movimento deste tipo que a empresa faz na região. Em 2015, a Hering encerrou operações em Rodeio, onde estava há 40 anos, argumentando se tratar de uma adequação estratégica para a logística com o objetivo de ampliar a agilidade dos processos. Cerca de 150 pessoas trabalhavam na unidade. Quatro meses depois, já em 2016, a empresa anunciou que iria desativar a unidade de Ibirama, onde trabalhavam 250 pessoas, entre costureiros, mecânicos e supervisores. Mais uma vez justificou se tratar de uma reestruturação interna. Parte da produção que era feita no Vale foi absorvida por unidade em Goiás, onde os custos com mão de obra e melhores incentivos fiscais tornariam a operação mais rentável.

Agora é para valer
Embora já existia na prática, a Ouvidoria da Prefeitura de Brusque foi oficialmente criada dia 25 de junho último. A lei que regulamenta o órgão, de número 75/2018, foi aprovada em duas sessões na Câmara Municipal de Brusque. A Ouvidoria ficará subordinada à Procuradoria Geral da Prefeitura e será formada por cargos indicados pelo prefeito, em caráter de confiança. O texto do projeto sugere que esses nomes sejam escolhidos entre os servidores de carreira, mas não torna isso obrigatório. A Ouvidoria vai funcionar com contato do cidadão através da internet e meios disponibilizados pela Prefeitura. O texto afirma que nenhum tipo de solicitação encaminhada pelos cidadãos deve ser ignorado, ficando o prefeito sob o risco de responder administrativamente por isso.

Ministro desabafa
O ministro do STF, Luís Roberto Barroso, acredita que o Brasil ainda é um país excessivamente hierarquizado e dividido em classes, o que tem reflexo na Justiça. “A Justiça, e sobretudo a justiça penal, é dura com os pobres e mansa com os ricos, embora ache que temos feito um esforço civilizatório relevante para sair deste atraso”. Segundo Barroso, “A gente perde muito tempo com coisas irrelevantes. Esse acesso facilitado ao Supremo é uma distorção do modelo que atrasa a Justiça”. Muitos casos deveriam ser julgados e encerrados em primeira ou segunda instância.

Confiança na Arbitragem
Com mais de 100 milhões de processos tramitando no Brasil, não é incomum que casos até simples fiquem anos aguardando julgamento. A situação pode se tornar ainda mais grave se o processo envolver questões de alta complexidade técnica. Uma solução que tem sido cada vez mais aplicada, especialmente por empresas, é o instituto da Mediação e Arbitragem. Numa Corte Arbitral, as partes aceitam se submeter à decisão do árbitro, que não é necessariamente advogado ou juiz, podendo ser um especialista da área onde há a controvérsia. Esse sistema é um método de solução de controvérsias legais, disponível para empresas e cidadãos. Em países de 1º Mundo, a Arbitragem é a regra geral, sendo o Judiciário uma exceção pelo seu alto custo.

Fazenda monitora
A Secretaria da Fazenda do governo do Estado de Santa Catarina lança o monitoramento eletrônico das exportações. O sistema objetiva identificar as notas fiscais eletrônicas (NF-es) destinadas ao exterior, cuja mercadoria ainda permanece em território nacional. O sistema também permite detectar eventual sonegação fiscal feita com a emissão de notas fiscais com destino ao exterior no interesse de acobertar vendas sem nota fiscal dentro do Brasil e confronta a quantidade a ser exportada com a registrada pela Receita Federal.

Beto Carrero
O Parque Beto Carrero, de Penha, fará 30 anos em 2021 e está articulando um novo contrato internacional. Segundo o diretor presidente da empresa informou que foram adquiridos novos brinquedos, mas que a entrega ocorre daqui a dez meses, aproximadamente. O próximo passo do empreendimento é a negociação de um financiamento junto ao BNDEs para o parque se tornar um polo do projeto Tamar, incluindo uma área temática e um setor de recuperação de animais silvestres.

Aniversário
A Dimensional Engenharia, tradicional empresa do setor de construção civil em Brusque, está completando 30 anos de atividades no município. Sediada no Centro de Brusque, a empresa tem planejado e executado ao longo dessas três décadas, obras comerciais, industriais e residenciais, como por exemplo, a Estação de Tratamento de Resíduos da Recicle e a sede do Hospital de Olhos de Brusque.

Demitidos torram FGTS
Estudo mostra que os trabalhadores demitidos têm pico de compras de mais de 35% acima da média mensal do ano anterior à rescisão. O resultado da pesquisa mostra que o FGTS não é usado para manter as compras de forma constante, sem perdas no futuro.

Tragédia nacional
Em 2003, em então presidente Lula afirmou que o analfabetismo seria erradicado no Brasil “em três ou quatro anos”. Um dado divulgado semana passada é mais desolador: hoje, os adultos sem o ensino fundamental completo representam 40% da população do país.

Dólares, em bilhões
Reportagem da revista Crusoé diz que diálogos em poder da Polícia Federal mostram detalhes da tentativa dos investigados na Operação Chabu, a que entre outros, prendeu o atual prefeito de Florianópolis, na semana passada, de trazer para o Brasil a fantástica quantia de US$ 10 bilhões, que seriam investidos na criação de uma “cidade tecnológica” na Ilha de SC, pelo Instituto Meta 21. A grana teria aporte da empresa norte-americana Manna Holding Trust.

Conta de luz aumenta
A conta de luz dos brasileiros voltará a ter cobrança de taxa extra em julho. A informação foi divulgada dia 28 (sexta-feira) pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Em junho não houve valor adicional. A bandeira tarifária em julho será amarela, o que representa a cobrança adicional de R$ 1,50 para cada 100 Kwh consumidos. O sistema tarifário aumenta a conta de luz em momentos de escassez de energia, quando podem ser acionadas as bandeiras amarela, vermelha 1 ou vermelha 2.

Empresas suspensas
A Secretaria da Fazenda de Brusque tornou público, na semana passada, uma relação de empresas que, por decisão administrativa, tiveram seu status municipal “suspenso”, por motivo de irregularidade perante a Jucesc ou pela falta de pagamento dos tributos municipais e de cumprimento de obrigações. Com isso, os representantes legais dessas empresas têm 60 dias para regularizar a situação. Decorrido o prazo, se não houver regularização, a empresa será extinta oficialmente dos cadastros do governo. A lista das empresas está disponível no diário oficial do município: www.diariomunicipal.sc.gov.br

Origem das suas compras
Você sabe a origem das frutas, legumes e verduras que compra nos supermercados e consome semanalmente em casa? Para garantir mais segurança aos consumidores sobre a procedência dos alimentos, os produtos têm cada vez mais utilizado o instrumento da rastreabilidade para que a população possa consultar todo o caminho percorrido pelos alimentos desde o produtor até o ponto de venda. O conceito de rastreabilidade significa ter o registro de todos os passos dos alimentos da produção até a gôndola dos supermercados, incluindo as manipulações e interações ocorridas durante o processo. Para a cadeia produtiva isso possibilita reduzir a produção e distribuição de produtos fora dos padrões exigidos ou de qualidade insatisfatória. As frutas, legumes e verduras são diferentes dos produtos industrializados, que têm uma marca. O benefício da rastreabilidade para o consumidor é saber de onde vem o alimento e ter a certeza de que está comendo algo que não faz mal a ele.

Aprovado a venda da Embraco
A comissão europeia aprovou dia 26 de junho a venda da Embraco ao grupo japonês Nidec. A Whrlpool, que vendeu a Embraco em abril do ano passado, espera que o fechamento da operação ocorra no início de julho. No comunicado oficial, a Nidec deverá pagar o preço de venda, nos termos e sujeito aos ajustes previstos no contrato de compra e venda de ações e demais documentos definitivos da operação conforme aplicável. No ano passado a transação foi anunciada pelo valor de US$ 1,08 bilhão, reajustado para US$ 1,13 bilhão no mês de junho. A Embraco foi fundada em 1971 em Joinville e está no mercado com operações desde 1974.

Sucesso na internet
Incrível a repercussão que teve um vídeo de Brusque postado no Facebook pela SOS Menos Plástico, comunidade que tem como objetivo conscientizar sobre o consumo excessivo de materiais plásticos. As imagens mostram um carrinho de supermercado desenvolvido por um morador da região que pode ser levado com as compras ao porta-malas do carro, sem a necessidade de usar as sacolas plásticas. Em três dias tinha 585 mil visualizações, 2,5 mil comentários e 15 mil compartilhamentos.

Atração turística
A prefeitura de Balneário Camboriú aguarda a licença do Instituto do Meio Ambiente (IMA) para dar início as obras do molhe do Pontal Norte. O município apresentou um Termo de Compromisso em que aceita que a obra esteja condicionada à despoluição do Canal do Marambaia, que deságua no mesmo local. O molhe, que vai servir como contenção às obras do alargamento da faixa de areia, será um novo atrativo turístico. O modelo urbanístico será semelhante ao Molhe da Barra Sul, que atrai turistas durante o ano todo.

Valorização imobiliária
Itapema ocupa o primeiro lugar no ranking de imóveis com maior valorização na região. A informação é do Anuário do Cenário Imobiliário em 2018, que acaba de ser concluído pelo Sindicato da Habitação (Secovi). Os imóveis alcançaram aumento em média de 8,9% no m2 dos apartamentos, o dobro do índice atingido em 2017. Os apartamentos de quatro dormitórios, de maior valor de venda, foram os que tiveram maior valorização: o índice alcançou 10,2% entre janeiro e dezembro do ano passado.

O argumento
Em 100 dias, os suíços da Zurich Airport inauguram o novo aeroporto de Florianópolis. A dúvida que ainda persiste é se o governo do Estado termina até lá o novo acesso ao terminal e em que condições. Se o desencontro for muito grande, os defensores de privatizações e concessões vão ganhar um exemplo permanente de que quando a obra é privada, fica pronta antes.

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 02/07/2019 às 09h55 | acdiegoli@gmail.com

Economia na Semana

Deixe a crise para os outros
Mude de tática da sua empresa, repense os jogadores, mas nunca pare de jogar. A história comprova que anunciar em tempos difíceis reforça sua posição de negócio e ajuda a perder menos vendas, até porque seus concorrentes podem estar parados e há menos disputa pela atenção do consumidor. Ou seja, há ainda mais espaço para seu investimento trazer maior retorno. Em todas as recessões que o Brasil enfrentou, sempre houve empresas que ganharam mercado e vendas. Nenhuma delas fez isso ficando para trás.

Leilão dos Correios
Após o Tribunal Regional Federal da 4ª Região dar ganho de causa aos Correios, na disputa travada com a Comunidade Luterana de Brusque, relacionada ao antigo imóvel da estatal na Avenida das Comunidades, foi marcada uma nova data para o leilão eletrônico, que havia sido suspenso. Foi remarcado para 10 de julho, data em que os interessados poderão enviar a proposta até as 10 horas. Imediatamente após esse prazo, começará a sessão de licitação. O imóvel está avaliado em R$ 1,4 milhão.

Só no papel
Santa Catarina é uma contradição na área de saneamento. Levantamento feito pelo IBGE aponta que o Estado com maior número de municípios (87%) que contam com planos de saneamento básico. Uma maravilha de Primeiro Mundo, mas tudo só no papel. Enquanto isso, só contando os 195 municípios onde a estatal Casan atua, apenas 25% tem redes coletoras.

Trabalho nos feriados
O governo deverá autorizar, em caráter permanente, o funcionamento de 78 setores da economia aos domingos e feriados. O número de setores com trabalho nesses períodos ainda pode mudar. O objetivo é incentivar a geração de emprego. Com mais dias de trabalho das empresas, mais pessoas serão contratadas. Esses trabalhadores terão suas folgas garantidas em outros dias da semana.

Atrasados do INSS
Os segurados que venceram o INSS em ações de concessão ou revisão de benefícios e tiveram o pagamento da grana autorizados pela Justiça em maio devem começar a receber a bolada até o final deste mês. Ao todo, 83.377 segurados em todo o país serão beneficiados com atrasados de até 60 salários mínimos (R$ 59.880 neste ano), chamados de RPVs (Requisições de Pequeno Valor). A grana liberada chega a R$ 1,08 bilhão neste mês.

Sem concursos federais
O ministro da Economia anunciou a intenção de reduzir a quantidade de servidores federais. Como esses trabalhadores contam na prática com a garantia de estabilidade no emprego, o jeito de enxugar o quadro de pessoal é não substituir todos os que se aposentam ou deixam o posto. Segundo o ministro, cerca de 40% dos funcionários terão direito à aposentadoria nos próximos anos, e os concursos ficarão suspensos até segunda ordem. A estratégia é simples e evita conflitos políticos maiores. Imagine o bafafá se o governo tentasse acabar com a estabilidade dos que já estão na ativa. Mesmo assim, falta discutir a questão mais importante: como fica o funcionamento do governo e a prestação de serviços à população?

Coamo só cresce
A Coamo, com sede em Campo Mourão (PR) é considerada a maior cooperativa agrária da América Latina. Tem uma extensão territorial de 4,5 milhões de hectares com capacidade global de armazenagem de 6,4 milhões de toneladas. Conta com mais de 26 mil associados, distribuídos nos Estados do Paraná, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina e mais de 8 mil funcionários. A receita global da empresa em 2018 somou R$ 14,79 bilhões. Recolheu de tributos e contribuições ano passado o montante de R$ 436 milhões. A empresa tem como diretor presidente, o brusquense, engenheiro agrônomo José Aroldo Gallassini.

Uso da Mediação e Arbitragem
Segundo o advogado Carlos Alberto Carmona, maior autoridade em Arbitragem no Brasil e um dos autores da lei 9307/96, apesar do grande avanço ao longo das décadas, muitos advogados ainda têm receio com relação ao uso da mediação e arbitragem. O medo é irmão da ignorância. As pessoas têm medo do que não conhecem. Os advogados que têm medo da arbitragem, conciliação e mediação ou não conhecem alguma ou não conhecem todas. A cura para a ignorância é a educação que as pessoas precisam conhecer essas ferramentas, destaca Carmona, em sua entrevista para a RCSC (Revista Catarinense de Solução de Conflitos), edição 2018.

Cachaça
Produtores catarinenses fizeram bonito no concurso da 29ª Expocachaça, a principal vitrine da bebida, que ocorreu em Belo Horizonte no início do mês. Foram ao todo, 13 medalhas. Quatro cachaçarias do Vale subiram ao pódio em diferentes categorias: Xanadu (Blumenau), Moendão (Gaspar), Flor de Cana e Bylaard (Luiz Alves). A Bylaard, aliás, alcançou a maior pontuação do evento. A premiação, que rendeu a medalha Duplo Ouro, veio na categoria extra premium, que avaliou cachaças armazenadas há mais de três anos.

Aniversário da Havan
Em 2019, a Havan comemora 33 anos de atividades. Para este ano serão implantadas 25 novas lojas em diferentes regiões do país, com investimento de R$ 750 milhões. Com este incremento, a rede espera bater a meta de faturamento de R$ 12 bilhões. Além das novas lojas, o Centro de Distribuição da Havan em Barra Velha, também receberá melhorias. O espaço que era de 100 mil m2, receberá 40 mil m2 adicionais e contará com investimento de R$ 70 milhões. Até dezembro deste ano, a empresa deverá contar com 20 mil funcionários.

Cobrança no ICMS
Mudança no projeto de lei 170/2019 prevê a obrigação do fornecimento de informações por parte das administradoras de shopping centers, condomínios comerciais e empreendimentos semelhantes, quando solicitadas pela Secretaria da Fazenda, sobre os condôminos, inclusive com relação ao valor do aluguel. O objetivo é verificar possíveis irregularidades e combater a evasão fiscal de ICMS, além de atualizar a legislação a fim de torná-la coerente com as novas tecnologias de pagamento oferecidas pelas administradoras de cartão de crédito, de débito e similares. Atendem a convênio celebrado em 2016 com o Confaz.

Saúde financeira
A partir de cinco indicadores de 2017, a Instituição Fiscal Independente (IFI), do Senado Federal, ranqueou os Estados de acordo com a sua saúde financeira e capacidade de arcar com os gastos previdenciários. Dos 27, Santa Catarina está em 23º, uma posição muito delicada. O melhor é Roraima e o pior o Rio Grande do Sul.

Arrastão
A 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de SC decidiu manter a condenação de 25 pessoas, entre elas, policiais civis e militares, inclusive dois delegados, pelos crimes investigados na Operação Arrastão, deflagrada em 2009 pelo Ministério Público e a Polícia Federal. Juntas, as penas somam 125 anos. O inquérito apurou que os policiais recebiam “mesadas” para deixarem de fiscalizar locais onde se praticava jogo ilegal. A operação envolveu as cidades de Tijucas, Itapema, Brusque, Canelinha e São João Batista. Todos os agentes públicos envolvidos foram exonerados. Em Brusque eram mais de 200 máquinas caça-níqueis.

Rombo
A recuperação judicial da Odebrecht superou (em muito) o recorde de dívidas envolvidas nesse tipo de processo, que até então pertencia à Oi. O rombo da construtora, pivô de um dos maiores escândalos de corrupção da história brasileira, chega a R$ 98,6 bilhões. O da companhia telefônica, na época do deferimento em 2016, somava R$ 64 bilhões.

Colégio Cônsul
O Colégio Cônsul Carlos Renaux obteve o melhor desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018 entre todas as escolas de Brusque. O ranking foi elaborado pelo Elite Campinas, escola privada paulista, com base nos microdados publicados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). A nota por escola é a média aritmética das médias das questões e das relações dos estudantes do colégio. O Cônsul ficou em primeiro lugar neste contexto. Além de ficar na liderança no município, a escola também ficou em nono lugar geral em Santa Catarina, no ranking com a redação e as questões objetivas. É a única de Brusque no top 10.

Inadimplência menor
Com a entrada em vigor do Cadastro Positivo em 9 de julho, a taxa de inadimplência tenderá a cair em até 45%, no médio e longo prazos, preveem especialistas. Claro que os fatores determinantes para a queda sempre será a melhora da economia e mais dinheiro no bolso das pessoas. O modelo matemático adotado valoriza os pagamentos realizados, a pontualidade, o histórico todo de compras feitas a prazo e não somente eventuais, dívidas não pagas ou em atraso, explica um especialista do SPC. Manter os pagamentos em dia e anotar o CPF no momento de compras ajuda a elevar a nota de crédito.

Operação Shalom
As Polícias Civis de SC e do PR deflagraram a Operação Shalom, contra uma organização criminosa suspeita de aplicar golpes na venda de pacotes de turismo em mais de seis Estados brasileiros. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão e prisões nas cidades de Curitiba, Araucária e Almirante Tamandaré, no Paraná, em Piracicaba (SP) e em São Paulo. Somente em Blumenau, a quadrilha teria lesado cerca de 108 pessoas, com prejuízo em torno de R$ 800 mil.

Flexibilização de cardápios
Em tempos de austeridade econômica, a população de Brusque tem apertado cada vez mais o cinto nos gastos e isso inclui a alimentação fora de casa. Estabelecimentos do Centro, onde se concentra a maior fatia do mercado, estão atentos a essa realidade e traçam estratégias para evitar a debandada de clientes. Alguns estão aplicando um princípio básico: a redução real de preços por quilo da comida. Também estão expandindo o leque de ofertas: em vez de comida por quilo, também marmitas e pratos executivos mais em conta.

Mansões bloqueadas
Em meio a um escândalo por acusação de estupro, o atacante Neymar está com imóveis em seu nome bloqueados pela Justiça devido a processo por sonegação fiscal que tenta levar R$ 69 milhões do atleta. Em Itapema, litoral de SC, três apartamentos sofreram bloqueio. Outros 28 imóveis de valores menores no nome de Neymar ou de suas empresas no litoral paulista, também estão bloqueados. Duas aeronaves e outras três empresas do jogador também estão com cotas do seu capital social arroladas por causa do processo.

Frango aumenta
Em relação a um ano atrás, o preço da carne de frango no mercado atacadista de Santa Catarina está 34% mais caro. O aumento é verificado pela comparação entre maio de 2019 e o mesmo mês de 2018 do custo médio do quilo, dos quatro tipos analisados pela Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola da Epagri. Os dados foram corrigidos pela inflação (IPCA), o que permite atestar o aumento real também nos meses de fevereiro, março e abril na comparação com 2018. Das quatro variedades de frango pesquisadas, três alcançaram em maio o preço mensal mais alto em 12 meses: filé de peito, peito com osso e frango inteiro.

Alta dos planos de saúde
Os planos de saúde individuais subiram quase duas vezes mais que a inflação oficial entre 2000 e 2018, segundo estudo do Ipea (Instituto de Economia Aplicada). Conforme o levantamento, em 18 anos, o IPCA do IBGE, que é a inflação oficial do país, foi de 208%. Já o reajuste dos convênios individuais ficou em 382%.

Nova regra para revisão
A reforma da Previdência trará mudanças nas revisões de aposentadorias, inviabilizando algumas ações judiciais, mas também abrindo possibilidades para novos questionamentos. Mesmo que sofra alterações no Congresso, o texto da reforma deverá manter restrições ao surgimento de novas teses capazes de abrir brechas para revisões, segundo especialistas. A proposta quer obrigar os juízes a apontar de onde sairá o dinheiro para pagar o aumento dos aposentados. Por outro lado, a mudança na legislação poderá elevar o aumento de ações judiciais de segurados em busca de regras mais vantajosas.

Trabalho na infância
Aposentados que trabalharam na infância podem pedir a revisão do benefício para contar esse período como tempo de contribuição. Neste mês, o INSS passou a reconhecer como tempo de contribuição o trabalho exercido em idade inferior a 16 anos. Para conseguir a contagem, o segurado tem de apresentar provas.

Trabalho em 2 empregos
O aposentado que teve dois trabalhos na mesma época e saiu no prejuízo na hora do cálculo do benefício pode pedir a revisão do valor na Justiça. O INSS costuma não somar os salários dos dois empregos, o que reduz o benefício. Uma aposentada conseguiu aumento de 18% e R$ 29 mil em atrasados por ter tido dois empregos de 2001 a 2011.

Grana do FGTS
O governo estuda liberar o saque das contas ativas do FGTS para tentar aquecer a economia. Hoje, os trabalhadores já podem sacar a grana em algumas situações. Entre elas estão demissão sem justa causa, fim do contrato temporário e falência do empregador. Também tem direito à grana quem se aposenta ou tem idade igual ou superior a 70 anos. O saque é permitido ainda em caso de doenças graves, como câncer, e para a compra da casa própria.

Maior aposentadoria
O teto das aposentadorias do INSS neste ano é de R$ 5.839,45, pago a segurados que se enquadram no fator previdenciário acima de 1. Sem ele, o maior benefício possível é de R$ 5.425. Para receber esse valor, o trabalhador deve ter feito contribuições altas e se enquadrar nas condições do benefício integral, sem redução pelo fator.

Pedido de benefício
Atualmente, os pedidos de benefício ao INSS são feitos à distância, por telefone ou internet. Após a solicitação, o órgão analisa as informações que já possui sobre o trabalhador e, se necessário, pede documentos complementares. O prazo para cumprir as novas exigências é de 30 dias.

Benefício no pente-fino
O novo pente-fino do INSS vai atingir aposentadorias, pensões e auxílios pagos no país. Isso não quer dizer, no entanto, que o segurado que for chamado para a revisão do benefício vai perder a sua renda. Quem conseguir comprovar o direito poderá escapar da tesoura do governo. Assim, o segurado já pode se preparar, separando documentos que serviram de base para a concessão do benefício, como a carteira de trabalho, e atualizando seus dados cadastrais, como endereço residencial, no INSS.

Transição mais vantajosa
A equipe que trabalha na reforma do INSS estuda uma nova regra de transição para quem está perto de completar os requisitos de aposentadoria. A ideia é cobrar um pedágio de 100% sobre o tempo de contribuição que falta para se aposentar. Para quem ainda precisa de três anos de contribuição, por exemplo, a exigência seria de seis anos.

Benefício integral
Relatório da comissão especial na Câmara manteve a proposta do governo de exigir, da maioria dos trabalhadores, 40 anos de contribuição para a aposentadoria integral (igual a média dos salários). Nas regras atuais é mais fácil chegar ao benefício sem desconto. A reforma acaba com o fator 86/96 e muda o cálculo da aposentadoria.

Aposentadoria por idade
O INSS lançou uma calculadora que mostra para o trabalhador qual será o valor da aposentadoria por idade pelas regras atuais. O serviço está disponível pela internet, no portal meu.inss.gov.br ou no aplicativo para celulares do INSS. Para se aposentar por idade, o segurado precisa ter 15 anos de contribuição e idade mínima de 60 anos (mulher) ou 65 anos (homem).

Regras para pensão
O relatório da Câmara manteve as principais regras propostas pelo governo para as pensões. Atualmente, o valor da pensão é igual a 100% do benefício do segurado que morreu. Na reforma, a pensão será de 60% da aposentadoria mais 10% por dependente. Quando o benefício for a única fonte de renda da viúva, ele não poderá ser menor do que um salário mínimo (R$ 998).

Endividamento
Dois entre dez brasileiros que saíram do endividamento nos últimos 12 meses estavam devendo por ter emprestado o nome a terceiros. O estudo, do SPC Brasil e da câmara dos lojistas, mostra que a maioria quer ajudar quem precisa e muitos têm vergonha de dizer não.

Cristal
Em apuros financeiros, a fábrica de cristais Mozart, de Blumenau, está buscando novos investidores para o negócio. Para diminuir o passivo trabalhista, a empresa demitiu alguns funcionários que atuavam nos fornos, mantendo o pessoal da lapidação para finalizar produtos que já começaram a ser feitos. O sindicato que representa os trabalhadores está discutindo a situação da empresa. O documento fala em encerramento das atividades, mas isso não está definido.

Uma vitória do país
Um dos incontáveis nós das amarras que turvam o ambiente de negócios no Brasil e trazem insegurança jurídica para investidores começou a ser desatado com a decisão do STF, finalizada recentemente de desobrigar o governo federal de ter de fazer licitação prévia e contar com autorização do Congresso para vender subsidiárias de estatais. É um avanço para o país. A posição da Corte, que avaliava uma questão mais ampla sobre o grau de independência dos governos para privatizações, vai repercutir na prática na análise do caso da alienação da Transportadora Associada de Gás pela Petrobrás, que foi barrada por liminar, mas voltará a ser avaliada pelos ministros do STF. 

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 25/06/2019 às 10h03 | acdiegoli@gmail.com

Economia na Semana

Shopping Center Brusque
Em decisão oficializada no dia 11, a juíza Iolanda Volkmann autorizou a retomada das obras do Shopping Center Brusque, na Avenida Martin Luther, no Centro, defronte ao Angeloni. A decisão suspende a liminar que havia sido expedida em janeiro, por pedido do MP-SC, para que a terraplanagem no local fosse interrompida devido ao que foram consideradas irregularidades na obra. As obras serão retomadas nos próximos dias, segundo o diretor da Sacs Consult, empresa responsável pela construção do shopping.

Cesta básica
O Dieese divulgou o relatório mensal sobre a variação do custo da cesta básica em Brusque. Houve um leve aumento em maio, na comparação com o mês anterior, de 0,27%. Com isso, a pesquisa identificou o valor de R$ 463,33 como necessário para aquisição dos itens básicos. No acumulado de um ano, o preço dos alimentos subiu 18% em Brusque.

Philips estuda ampliar
A Philips estuda a possibilidade de ampliar o centro de desenvolvimento de soluções tecnológicas para a área da saúde em Blumenau, onde já trabalham cerca de 800 pessoas (foram 212 contratações só entre janeiro e maio deste ano). A atual estrutura, mantida na Rua 2 de Setembro, no bairro Itoupava-Norte, pode aumentar de tamanho ou até mesmo outra unidade pode ser aberta no futuro. O certo que a multinacional holandesa precisa de mais espaço. O foco da Philips em terras latino-americanas não é por acaso: 30% da população da região não tem acesso integral à saúde.

Concessionários da GM
Em Londres, na Lancaster House, residência real da coroa, Beatriz Zaninotto e Homero Zaninotto, foram homenageados. A ocasião reuniu concessionários diamantes da General Motors (GM) para a premiação e reconhecimento, entre os diretores do Banco GM. Para Brusque e a Uvel, um acontecimento marcante, digno de registro.

Leilão milionário
Marcado para o dia 19, no Fórum de Tubarão, um leilão de valor raríssimo em Santa Catarina. Vai à venda a Fazenda Santos Guglielmi, antiga Revoredo, com 850 hectares, às margens da BR-101, em Tubarão. O valor na segunda praça, agendada para o dia 27 de junho, é de R$ 49 milhões. A venda destina-se ao pagamento de dívida a Reginaldo Guglielmi, herdeiro do falecido empresário. Conduzirá o evento o leiloeiro público oficial Paulo Castelan Minatto.

Nova presidente da Teka
A Teka tem uma nova presidente. Credores da empresa têxtil de Blumenau oficializaram o nome de Fabiane Paula Esvicero para o cargo. Foi uma eleição praticamente unânime: ela amealhou 99% dos votos dos credores habilitados a participar do processo, entre trabalhadores, fornecedores e instituições financeiras.

Repasse de ICMS
Na comparação entre 2016 e 2018, Blumenau foi o único entre os 10 municípios com maior arrecadação no Estado que teve redução da quantia de Valor Adicionado (VA), critério utilizado para definir quanto cada prefeitura receberá de ICMS no próximo ano. Enquanto o município teve redução de 1,45%, Brusque aumentou o valor em 12,10% e Itajaí em 28,76%. O terceiro maior aumento veio de Criciúma com 11,92% seguido de Jaraguá do Sul com 11,52%.

Condomínios
As pessoas estão migrando para os condomínios por causa da segurança. É uma necessidade. Mas elas querem que essa segurança seja menos aparente e mais tecnológica, com equipamentos e também querem serviço.

Gallassini lança livro
O livro biográfico “José Aroldo Gallassini: uma visão compartilhada”, de autoria do escritor e jornalista Elias Awad, foi lançado durante o Congresso Brasileiro do Cooperativismo, em Brasilia. Gallassini, natural de Brusque e atual presidente da Coamo, fez questão de autografar e entregar livros para autoridades e representantes de cooperativas de várias regiões do Brasil.

Redução da velocidade
Projeto de Balneário Camboriú que reduz a velocidade para 40 km/h nas ruas e avenidas da cidade, acaba de chegar à Câmara de Vereadores. A proposta revoga uma lei, aprovada em setembro do ano passado, que elevou o limite para 50 km/h. A justificativa para a redução é o risco de mortalidade no trânsito. A Avenida Atlântica deve ser uma das vias a receber novos pontos de fiscalização eletrônica. A ideia é que radares e lombadas eletrônicas substituam as travessias elevadas, que provocam muitas reclamações dos moradores.

Acima da média
O Programa de Qualificação para Exportação finalizou dois anos de parceria entre a Univali (Itajaí) e a Agência Brasileira da Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) com 148 empresas capacitadas para exportar, em 32 cidades no Vale do Itajaí. Entre as empresas atendidas, 15% fizeram exportação em dois anos, índice 50% maior que a média nacional. Blumenau lidera o número de empresas participantes, com 32. É seguida por Itajaí, Brusque e Balneário Camboriú. O programa é gratuito e a estimativa é que as empresas atendidas tenham aumentado em até quatro vezes as chances de conseguirem fechar negócios no exterior. O projeto inclui o passo a passo para começar a exportar.

Marca Sulfabril
A novela em torno da Sulfabril parece estar mais próxima do fim. A marca de roupas que leva o nome da antiga empresa, um dos últimos ativos da massa falida, vai a leilão no dia 3 de julho, no Fórum de Blumenau. Ela está avaliada em R$ 3,3 milhões.

Efeito GM no porto
O Porto de Itajaí chegou à marca de 25 mil veículos movimentados desde que iniciaram as operações de importação da GM em junho do ano passado. Em um ano, foram 21 atracações de navios de sistema tipo RoRo, com que os carros são conduzidos pelos portuários direto para o pátio do terminal. No último final de semana, mais 1,2 mil veículos chegaram a bordo de duas embarcações. Os bons resultados, que incluem uma movimentação acima da média, de 117 veículos por hora, já impulsionam a busca por negócios similares. A ideia é que o Estado ofereça o Porto de Itajaí como uma das vantagens operacionais para montadoras que procuram SC com interesse em se instalarem aqui. A renovação do contrato com a GM já está em tratativas.

Extremos
O ministro Luiz Roberto Barroso, do STF, se porta como um magistrado. Não consegue entender a euforia que tomou conta dos corruptos e seus parceiros. A corrupção precisa ser enfrentada. A Petrobrás foi loteada, com desvios, confissões, devolução de dinheiro, tudo comprovado.

Cumplicidade
Impressiona como advogados, líderes políticos e a esquerda jurássica comemoram o vazamento das conversas entre Moro e Dallagnol. Cometem, a rigor, dois atentados: 1) acolhem atos criminosos contra a Justiça Federal, o Ministério Público Federal, Polícia Federal e a Receita Federal, todos da Lava-Jato, que heroicamente combatem a corrupção no Brasil; 2) tornam-se cúmplices da bandidagem, sinalizando que aplaudem a maior roubalheira da história.

Pente-fino
Durante exposição feita em reunião da Comissão de Finanças da Alesc, o atual secretário da Fazenda relatou as medidas que o governo vem tomando numa revisão rigorosa dos incentivos fiscais. Tem de tudo: benefícios merecidos, isenções longas a empresários que aumentam o patrimônio e não investem na empresa, critérios subjetivos em concessões, etc. A Fazenda está fazendo um pente-fino e vai encaminhar ao legislativo os incentivos que devem continuar.

Indexador
A Caixa Econômica Federal avalia mudança de indexador em contratos de financiamento imobiliário. O crédito nos negócios habitacionais seria reajustado não mais pela TR e sim pelo IPCA.

Mais valiosas
Das 10 marcas mais valiosas do mundo, cinco são do setor de tecnologia, mas a líder é a poderosa Amazon, do ramo do varejo, com mais de US$ 315 bilhões. Apple, Google, Microsoft, Visa, Facebook, Alibaba, Tencent, McDonald’s e AT&T completam a lista das maiores companhias do mundo. O ranking é feito pela WPP e Kantar.

A espera
Há expectativa sobre a decisão da Justiça de decretar ou não a falência da Duque, depois que assembleia de credores rejeitou o plano de recuperação proposto pela empresa de Joinville. A metalúrgica já não opera há mais de um ano.

Corporativismo em ação
O relator do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2020, do Executivo, em análise na Assembleia Legislativa, diz que optou por manter os percentuais atuais do duodécimos para os poderes e Udesc, refutando proposta de redução linear de 10% a partir de 2020, permitindo uma economia de R$ 400 milhões. O corporativismo funciona assim, mesmo porque a farra, para eles, com “sobras” ou não, tem que continuar.

Exportações em alta
Os cinco primeiros meses do ano foram de bons negócios para as exportações catarinenses. De janeiro a maio, o Estado vendeu para o exterior um total de US$ 3,77 bilhões, o que representa um recorde em valores brutos para o período e um crescimento de 12,2% em relação aos mesmos meses de 2018. As importações também cresceram: 12%, para um total de US$ 6,8 bilhões. Os números são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços e foram compilados pela Fiesc.

Destaque de vendas
Em relação aos produtos exportados, o principal destaque ficou com a venda de carne de aves e suínos, que cresceram 70,9% e 37,4%, respectivamente. São justamente esses dois itens que respondem pela maior parte da pauta de exportação, com 24% de participação e 7,8%, especificamente. Quando se fala apenas sobre o mês de maio, as exportações somaram US$ 872 milhões, alta de 26%. Os principais destinos dos produtos catarinenses são os Estados Unidos (14%), a China (12%), o Japão (5%), Argentina (4%) e o México (3%).

Mondial em Araquari
A Mondial vai instalar unidade em Araquari no mês de julho. Vai criar 200 empregos. Fabricante de eletrodomésticos e eletrônicos, inicialmente, fará importação de itens da China e trará também de Camaçari (BA), onde o grupo tem fábrica. A opção de montar produtos no município catarinense se explica pela proximidade com portos e ser local estratégico para distribuir mercadorias para toda a região Sul do país. O grupo Mondial fatura R$ 1,2 bilhão por ano.

Bagunça generalizada
Por estas é que apavora só imaginar o quanto nós, contribuintes, estamos sendo feitos de otários: uma fiscalização do Tribunal de Contas da União detectou 52,6 mil indícios de irregularidades em folhas de pagamento de órgãos da administração pública federal, referentes ao período de março a setembro do ano passado. Entre elas, estão pagamentos indevidos de benefícios previdenciários; acumulação indevida de cargos; proventos acima do teto constitucional; auxílio-alimentação pago em duplicidade e nomeação de servidores impedidos de assumir cargo público em decorrência de penalidades administrativas ou judiciais.

Cultura da Mediação
Usamos a expressão “cultura da mediação” para as pessoas entenderem que o fato de terem litígio não os leva ao Poder Judiciário. Há etapas que resolvem o problema de forma mais econômica e fácil. A mediação começa a ser percebida para os empresários. É um caminho diferente. Procura-se um advogado, tenta-se conversar com o adversário para se chegar a um acordo. Vamos ver se é caso de Judiciário ou Arbitragem. A visão do empresário é muito mais proativa. Ele quer resolver com o menor custo possível.

Curtas de luxo
O dono da segunda unidade do maior iate construído em série no país de 100 pés, é Roberto Justus. Ele foi a Itajaí para buscar a Azimut Grande 30 Metri, que recebeu o nome de Titanium 2 e está sendo levada para Angra dos Reis (RJ).

Estado metido
As praias de nudismo em Santa Catarina (em Balneário Camboriú, na Ilha de SC e Palhoça) nunca deram problema às autoridades: se autorregulam. E assim, com raras exceções, são as outras no resto do país. Mas os políticos querem meter seu nariz no assunto e já tem projeto no Congresso para “regulamentar”, em âmbito nacional, a prática do naturismo, também conhecida como nudismo. Quem aposta como vão bagunçar tudo?

Cofres serão ressarcidos
A Justiça Federal do Paraná autorizou o retorno aos cofres públicos de pouco mais de R$ 681 milhões que foram desviados da Petrobrás, conforme apontou a Operação Lava-Jato. Do total, R$ 416,5 milhões ficarão com a União e R$ 264,5 milhões serão devolvidos à Petrobrás. A verba estava depositada em uma conta judicial e é proveniente do acordo de leniência (espécie de delação premiada de pessoas jurídicas) assinado pela Braskem. O total a ser devolvido pela empresa é de mais de R$ 2 bilhões, dos quais R$ 828,7 milhões já foram repassados somente à Petrobrás, incluindo a transferência recém autorizada. 

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 18/06/2019 às 11h45 | acdiegoli@gmail.com

Economia na Semana

Koch em Brusque
O Grupo Koch negocia para se instalar em Brusque em local onde funcionou até pouco tempo a Uniasselvi, na Avenida Otto Renaux. Não se sabe ainda qual será a bandeira. O grupo é detentor do Superkoch, do Komprão Koch Atacadista e do Koch Express.

De luxo
Um empresário do Rio de Janeiro é o dono da segunda unidade do maior iate de luxo fabricado em série no país, o Azimut Grande 30 Metri, produzido em Itajaí. O gigante de 100 pés, com 350 m2 de área e três pavimentos, será entregue nos próximos dias e levado para Angra dos Reis. O estaleiro italiano está apostando alto no mercado brasileiro: abre, ainda este ano, novos escritórios de negócios em São Paulo.

Convênio sem carência
Segundo as regras que começaram a valer na última semana, aposentados podem mudar de plano ou de operadora sem cumprir carência. Tanto o titular quanto dependentes de aposentados e de demitidos terão direito à mudança sem ter de pagar. Em geral, só é possível aumentar a cobertura se mexer no preço.

MASCs
Apesar de os MASCs (Métodos Adequados de Solução de Conflitos) já serem bastante consolidados no Brasil e em Santa Catarina, ainda há resistência de utilizar os métodos tanto por clientes quanto pelos próprios advogados. Com o tempo, empresários que já sofreram muito com a demora do Poder Judiciário, começaram a sentir como os MASCs funcionam e que valem a pena. Eles percebem a celeridade, a segurança jurídica, a economia e o sigilo.

Expansão
A Lunelli está aumentando a produção de camisas na fábrica de Luiz Alves. Com os 95 funcionários, a empresa prevê a admissão de mais 65 pessoas até dezembro, elevando o quadro para 160. São contratações, para as áreas de costura e dobração. O grupo atua na cidade há quase um ano. Alugou parte do imóvel onde funcionava a Dudalina, que encerrou a operação no local dentro de um processo de reestruturação promovido pela Restoque.

Novo pente-fino no INSS
O Senado aprovou a medida provisória que cria o novo pente-fino nos benefícios do INSS. A votação ocorreu no último dia de prazo. A revisão deve atingir benefícios com indícios de fraude ou irregularidade. O pente-fino, segundo o INSS, não começará imediatamente, pois é preciso definir como será feito.

Pavor
É assustador saber que foi necessário um esforço extraordinário, quase desesperador, para que houvesse quórum no Senado e assim deliberar sobre medida provisória que autoriza um pente-fino em benefícios do INSS. Caso contrário caducaria e nada poderia se fazer. A medida permitirá uma economia de quase R$ 10 bilhões, que hoje estão sendo pagos indevidamente, e para quem não merece ou não tem direito. Falcatrua da grossa, afinal.

Gastança
Nos chamados “escritórios regionais de apoio à atividade parlamentar”, que estão sendo criados por resolução da Assembleia Legislativa, cada deputado poderá ter um ou dois gabinetes parlamentares, sendo o valor do aluguel bancado pelo Legislativo. Para disfarçar mais esta farra, pretende-se estabelecer regras, como relógio-ponto para o controle de horário dos servidores. É o verdadeiro cabide-de-emprego. Coisa para malandro ou político derrotado.

Bens da Somelos Tecidos
O leilão dos bens da massa falida da Somelos já tem data marcada: 15 de julho. Será a primeira tentativa de vende-los para pagar as dívidas da empresa, cuja falência foi decretada pela Justiça no ano passado. A soma total dos bens da empresa, que ficava no bairro Limeira, em Brusque, é de R$ 21,8 milhões. O valor é suficiente para quitar todos os débitos trabalhistas. O leilão será as 14h do dia 15 de julho, presencialmente na fábrica, na Rua Alberto Mueller nº 4.887, no bairro Limeira. O leilão será dividido em lotes. Caso alguém queira fazer uma proposta de parcelamento, deve contratar um advogado e propor junto ao processo judicial.

Centro de Conciliação
O Fórum Trabalhista de Brusque contará com um local específico para tentativa de acordo. Trata-se do Centro de Conciliação Trabalhista (Cejusc), o décimo de primeiro grau a ser instalado pela Justiça do Trabalho no Estado. A estrutura vai atender demandas conciliatórias das duas unidades de Brusque, que juntas, receberam de janeiro a maio deste ano, 907 processos e solucionaram 836. Desses, 313 foram por meio de acordo, um índice de 37,8%, abaixo da média de conciliações do Estado no período (45,8%).

Desconfiança
O cidadão comum fica com muita desconfiança quanto à proposta de reforma da Previdência. Uns acham que a pretensão é arrecadar mais para gastar mais, outros acreditam que o projeto é dos políticos defendendo seus privilégios e enchendo ainda mais seus próprios bolsos, às custas do contribuinte que, a bem da verdade, já pagou a conta há muito tempo.

Indenização
Uma empresa de cereais foi condenada a pagar R$ 21 mil de indenizações a uma família de Balneário Camboriú que cozinhou e comeu lentilhas com larvas. O pessoal passou mal logo depois de comer e então descobriu as larvas no pacote do cereal. A decisão é da juíza substituta da 4ª Vara Cível e ainda cabe recurso.

Meio ambiente
Os artistas mirins do Instituto Beto Carrero, em Penha, dão lição de sustentabilidade ao transformar objetos que iriam parar no lixo em peças de decoração. Garrafas pet, rolhas, papeis, CDs e plásticos ganham uma nova utilidade no projeto Betinho Carrero fazendo Arte, por onde já passaram mais de 200 crianças e adolescentes.

Empresas na malha fina
A Receita Federal identificou mais de R$ 1 bilhão em sonegação fiscal de empresas entre março e maio deste ano. No período foram autuadas 5,2 mil empresas em todo o país por irregularidades no Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e na Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). O crédito tributário lançado que inclui juros e multa, totalizou R$ 1.002.536.449,16. A Receita orienta as empresas com irregularidades a se regularizarem. Neste mês serão iniciadas as ações com envio de cartas para mais de 14 mil empresas, que apresentaram inconsistências.

Suspensão da obra do Shopping Center
A ação civil pública que pede a nulidade da autorização do corte de vegetação para a construção do Shopping Center Brusque teve mais um andamento. O MP-SC solicitou à Justiça que suspenda por, pelo menos um ano a obra, para que seja investigado se existe nascente natural no terreno. O pedido foi apresentado pela promotora Susana Carnauba em 30 de maio, depois de realizada uma reunião de conciliação com as partes envolvidas que acabou sem solução. A empresa está proibida de dar prosseguimento a qualquer trabalho na obra.

Imóvel vai a leilão
A sede da antiga concessionária de Veículos Casa Royal, a edificação que fica na esquina das ruas Namy Deecke e 7 de Setembro, no Centro de Blumenau, vai a leilão. Avaliado em R$ 15,8 milhões, o imóvel tem área construída de 5,8 mil m2. Se for vendido, parte do dinheiro será usado para quitar dívidas que a empresa tem com a prefeitura em IPTU.

Faz-de-conta
Há décadas é sempre assim: o Tribunal de Contas de Santa Catarina emite parecer prévio recomendando à Assembleia Legislativa a aprovação das Contas do Governo do Estado de 2018 com 13 ressalvas, 19 recomendações e cinco determinações. E nada muda, nada acontece e tudo se transfere para o governo seguinte. Os deslizes continuam acontecendo como foi o caso da Operação Alcatraz pela Polícia Federal.

Mais residências com carro
Santa Catarina é o Estado com maior número de domicílios com veículo no país. O número cresceu em comparação com anos anteriores. O índice estadual de carros por 1 mil habitantes é de 447,49 e 154,38 para motos. As principais cidades listadas: Blumenau 522,29 carros por 1 mil/há e 133,79 motos; Florianópolis 521,10 carros e 114,17 motos, Brusque 506,22 carros e 186,27 motos, Tubarão 492,34 carros e 234,20 motos, Lages 491,34 carros e 102,77 motos, Joinville 488.31 carros e 130,29 motos, Criciúma 482,61 carros e 130,29 motos e Chapecó 479,96 carros e 170,41 motos.

Reparo
A Facisc (Federação das Associações Comerciais e Industriais de Santa Catarina) já se posicionou a favor da redução do duodécimo para o Legislativo, Judiciário, Tribunal de Contas, Ministério Público e Udesc, conforme projeto do Executivo em trâmite na Assembleia Legislativa. Muitas vezes se gasta porque tem dinheiro à disposição e quem paga a conta é a população.

Imposto de banco
A equipe que trabalha no relatório da reforma da Previdência estuda aumentar a tributação sobre bancos para arrecadar mais para os cofres públicos. A ideia em análise prevê a retomada de uma medida econômica adotada pela ex-presidente Dilma em 2015, quando tentou fazer um ajuste nas contas públicas. Ela subiu a alíquota da CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) de bancos de 15% para 20%, o qual valei até dezembro.

Consignado do INSS
O segurado do INSS que faz um crédito consignado com desconto na aposentadoria ou na pensão tem direitos desde a assinatura do contrato. Ele pode, por exemplo, pedir uma via do documento e exigir que seja escrito em letras maiores. No contrato, devem constar informações sobre parcelas, valores e taxas cobradas pela financeira.

Nome sujo
O número de brasileiros com dívidas atrasadas e CPF negativado bateu novo recorde e chegou a 63,2 milhões em abril, o que representa 40% da população adulta do país. Ante o mesmo mês de 2018, são 2 milhões de pessoas a mais, segundo a Serasa Experiam. A maioria das dívidas em abril foram no cartão de crédito e com bancos (28,6%). Esse crescimento demonstra a dificuldade em honrar um tipo de pagamento que costuma ser prioridade das famílias. Isso é um sinal de que as pessoas já tomaram crédito para quitar outras dívidas e chegaram no ponto de não conseguirem pagar nem este empréstimo, segundo um executivo da Serasa.

Revisão da suspensão de cursos
O MEC (Ministério da Educação) tem desenvolvido estudos para analisar uma possível revisão da portaria que suspendeu a abertura de novos cursos de medicina no país. Publicada em abril de 2018, ainda no governo Temer, a medida congelou a oferta de novas graduações na área por cinco anos. A análise técnica ocorre por conta da Secretaria de Regulação do Ensino Superior do MEC, a pedido do ministro da Educação. A subpasta já recebeu em maio informações do Ministério da Saúde sobre demandas por médicos no país.

Servidores na reforma
Para o atual ministro da Economia, estados e municípios deveriam ser mantidos na reforma da Previdência e compartilhar o mesmo regime de aposentadoria da União. Admitiu, porém, que prefeitos e governadores possam optar por ficar de fora das mudanças por causa do “custo político”. Deveria estar todo mundo junto, em vez de dois ou três regimes diferentes, quando deveríamos ser iguais.

Exportação
Uma das principais atingidas pelo embargo europeu ao pescado brasileiro, que já dura um ano e meio, a indústria de exportação de ovas de tainha, o caviar brasileiro, agora teme o impacto da suspensão da safra industrial, determinada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre, na última semana. Com menos oferta de peixe, as exportações terão dificuldades para negociar preços e enfrentar a concorrência de países como a Austrália, que absorveu o mercado europeu com a saída do Brasil. Hoje, a ova brasileira é exportada somente para Taiwan. No ano passado, a Ásia absorveu cerca de 400 toneladas de ovas de tainha enviadas de Santa Catarina. Mas por um preço 20% menor do que negociado com a Europa.

Remédios caros
Entendido no assunto diz que se em Santa Catarina se paga 32% de ICMS na nota fiscal sobre medicamentos porque as grandes redes compram em regime de substituição tributária, com isenção, e os despacham para todas as suas farmácias em todo o país sem pagar ICMS onde vendem. Assim, favorecidas, empurram as farmácias sem bandeira para a falência, em quanto elas se multiplicam.

Tributos demais
De tudo que já se escreveu sobre o assunto, há uma esperança à vista. No governo de SC há uma sensibilidade sobre a alta incidência de impostos sobre medicamentos e uma disposição para reduzi-los. A forma ainda está sendo estudada.

Menos empregos
Entre 2014 e 2017, a indústria brasileira perdeu 1,1 milhão de postos de trabalho. Os dados são de uma pesquisa divulgada pelo IBGE, que revelou que as empresas reduziram em 12,5% o seu quadro de vagas neste período. O estudo mostrou ainda que havia no país, em 2017, 318 mil indústrias ativas com um ou mais trabalhadores. Elas ocupavam 7,7 milhões de pessoas e pagavam R$ 300 bilhões em salários.

Cheque especial
Relatório do Banco Central divulgado na última semana revela que 44% dos usuários de cheque especial têm renda de até dois salários mínimos. Essa modalidade é uma das campeãs em taxas de juros e costuma ser uma das principais fontes de dívidas dos consumidores.

Calçados Gevaerd
O proprietário da Calçados Gevaerd, de Brusque, confirmou a expansão dos negócios para Guabiruba, com a abertura de uma nova loja, no Centro, cuja inauguração está prevista para agosto. A nova loja se chamará Gevaerd Esportes, será localizada na Rua Brusque, no espaço onde era a Salfer. Será uma loja focada em itens esportivos. Também confirmou a abertura de outra loja em Brusque, no bairro Águas Claras, onde já adquiriu um terreno, onde esta nova loja será no mesmo estilo do que está sendo implantada em Guabiruba.

Hino nacional
O projeto que altera a lei 2638/2002 e torna obrigatória a execução do hino nacional e de Brusque nas escolas da rede municipal, foi aprovado por unanimidade pela Câmara de Vereadores. O projeto foi um dos destaques da sessão. De acordo com a proposta, fica obrigatória a execução dos dois hinos nas escolas de ensino fundamental da cidade de Brusque.

Portaria eletrônica
Para reduzir os gastos, condomínios estão apostando em portarias eletrônicas. O sistema substitui o porteiro físico por equipamentos digitais. Esse modelo de portaria pode ser até 70% mais barato que a física, segundo especialista em condomínios, mas apesar de ser mais barato, a segurança ainda é um ponto negativo. Os porteiros cuidam de 6 ou 7 condomínios ao mesmo tempo. Por mais que sejam treinados, não conhecem a rotina de cada lugar. Em resumo: sai mais barato ter um porteiro virtual, mas a distância pode ser um problema para os moradores.

Inadimplência das famílias de SC
O número de consumidores que deixaram de pagar contas ao longo do mês de maio caiu em Santa Catarina. Dados da Fecomércio-SC mostram que o índice de inadimplência no período ficou em 15%. Em abril, o total estava em 15,7%. Se comparado com maio do ano passado, houve melhora. Há um ano, esse índice estava em 19,7%. Do total de inadimplentes, 8% afirmaram que não terão condições de colocar os débitos em dia.

Exportações em alta em SC
As exportações em SC cresceram 3% no primeiro quadrimestre de 2019 em comparação com o mesmo período do ano passado. A movimentação chegou a US$ 2,74 bilhões, segundo dados do Ministério da Economia, desempenho promissor diante de um cenário econômico ainda retraído. Em abril as exportações alcançaram US$ 812 milhões e um crescimento de 11% em comparação com março. No mesmo período, as exportações brasileiras recuaram 0,08%. Somente no Complexo Portuário de Itajaí e Navegantes, que responde pela maior movimentação do Estado, o crescimento das exportações em abril foi de 16,7%, alavancado pela proteína animal.

Produção de bananas
Maior produtora de bananas em SC, chefiada por Jaraguá do Sul, a Região Norte do Estado deve ter crescimento na produção do fruto em 2019, segundo estimativa da Epagri. O indicativo atual é que sejam produzidas 356 mil toneladas de bananas somente na microrregião de Joinville, ante 349 mil em 2017 e 354 mil estimadas no ano passado. A quantia demonstra que a região deve concentrar quase metade de toda a produção esperada no Estado, este ano estimada em 728 mil toneladas. A área plantada na Região Norte de SC é de 12,2 mil hectares para uma produção de 356 mil toneladas e um rendimento médio de 29,3 mil kg/ha. Há dois anos (2017), a área plantada na região era de 12,7 mil hectares, uma produção de 349 mil toneladas e rendimento médio de 27,7 mil kg/há.

Atividade econômica
O índice de atividade econômica de SC, estimado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, teve um crescimento nos quatro trimestres, encerrados em março de 2019, de 2,95%, sobre o mesmo período anterior. Os dados apontam que Santa Catarina se mantém entre os estados de maior crescimento no país. O Brasil, segundo o PIB trimestral do IBGE, cresceu 0,9% no mesmo período, um pouco abaixo da taxa de 2018, de 1,1%.

Investimentos
A Multilog, empresa de Itajaí que oferece serviços de logística e armazenagem, vai investir R$ 60 milhões neste ano em ampliações estruturais, capacitação, tecnologia e geração de empregos. Com 20 unidades no Sul e Sudeste do país, a empresa projeta crescimento na receita de 20% até o fim de 2019.

Itajaí tem pressa
O município de Itajaí tem a maior pressa na conclusão final da duplicação da rodovia Antônio Heil (SC-486) que liga à cidade de Brusque. A extensão da rodovia, de 21 quilômetros, fica praticamente em território de Itajaí. Muitas empresas estão “sondando” terrenos para implantação de suas unidades industriais e comerciais ao longo da nova rodovia. O município não tem mais espaço no Centro para grandes investimentos ou mesmo ampliações.

Justiça
A 4ª Câmara do Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (TRT-SC) manteve o desbloqueio de bens de um homem que foi coagido a virar sócio minoritário de uma empresa, sob pena de perder o emprego, que figurava como réu em uma execução trabalhista que corre em Itajaí. O trabalhador apresentou provas de que não tinha acesso à contabilidade nem poderes de gestão da empresa. 

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 11/06/2019 às 16h48 | acdiegoli@gmail.com



1 2 3 4 5 6

Augusto Cesar Diegoli

Assina a coluna Economia & Negócios

Contabilista aposentado, graduado em Direito pela Univali (ex-Fepevi), pós graduado em Direito tributário e Finanças Empresariais pela Furb, árbitro/mediador e diretor da Câmara de Mediação e Arbitragrem de Brusque e diretor da Facema - Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Economia & Negócios
Por Augusto Cesar Diegoli

Economia na Semana

Secmasc 2019
O Seminário de Conciliação, Mediação e Arbitragem de Santa Catarina, em sua 9ª edição, acontece neste ano em Palhoça, dias 26 e 27 de setembro. Charles Machado, advogado, especialista em Produção de Dados e as Oportunidades para Mediação e Arbitragem, será um dos palestrantes. As inscrições estão abertas pelo site: www.fecema.org.br/secmasc. O evento acontece no auditório da Unisul Pedra Branca e é uma realização da Fecema (Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem).

Marcas campeãs de SC
Três empresas catarinenses ganharam destaque entre as campeãs na 25ª edição do Top of Mind: a Havan, de Brusque, hoje presente em 17 Estados com 126 megalojas; o Angeloni, de Criciúma, com 29 supermercados, 23 farmácias e nove postos de combustíveis; e as lojas Koerich, de Florianópolis, com 100 lojas em 42 municípios. O empresário Luciano Hang, criador e dono da Havan, falou sobre a importância dos empresários na vida pública. Enfatizou que o Brasil esteve muito perto de viver as tragédias de Cuba e da Venezuela.

Voos extras
A Azul vai disponibilizar 24 voos extras para o Aeroporto de Navegantes entre os dias 11 e 27 de outubro, durante o período da Oktoberfest. Serão frequências entre os terminais de Campinas (SP) e Porto Alegre (RS), que totalizam 2,8 mil assentos adicionais.

Oportunidades de emprego
Florianópolis tem mais de 500 vagas de emprego abertas na área de tecnologia. Um polo tecnológico se desenvolve na cidade e a busca por mão de obra qualificada se intensifica mês a mês. E as mulheres estão no páreo.

Cesta básica
O Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) acaba de divulgar a pesquisa mensal sobre o preço da cesta básica em Brusque, relativa a junho. De acordo com o relatório, houve uma leve alta em relação a maio de 0,86%. Puxaram a elevação dos preços itens como a batata, tomate, açúcar e óleo. A variação acumulada da cesta básica, no entanto, é elevada: nos últimos 12 meses, o preço dos alimentos em Brusque subiu 15,11%.

GM acelera produção
Em agosto, a General Motors vai acelerar a produção da unidade de Joinville. A fábrica terá capacidade para produzir 400 mil motores por ano. Atualmente são 160 mil/ano. O aumento é reflexo da perspectiva de melhora do ambiente de negócios do setor automotivo e se traduz no investimento de R$ 1,9 bilhão anunciado há mais de um ano pela montadora na ampliação da unidade. A planta, localizada na região Sul de Joinville, é muito automatizada, com robôs e outros equipamentos fazendo os trabalhos de muitos trabalhadores. A unidade atenderá às necessidades de produção de veículos das fábricas de Gravataí (RS) e de São Caetano do Sul (SP).

Ensaio
Mais um setor produtivo de Santa Catarina se preocupa com o Acordo de Livre Comércio entre o Mercosul e a União Europeia. É o da pesca, que teme concorrência. Sim, terá e forte. Até lá talvez o consumidor conseguirá saber porque, aqui, um quilo de sardinha chega a custar o triplo do filé de frango, por exemplo. E o que dizer do quilo de tilápia congelada em posta, por R$ 45?

Interesse da Renault
A Renault, de Curitiba, avalia a possibilidade de se conectar ao ecossistema de inovação de SC. Reunião da empresa com o secretário de Planejamento Urbano e Desenvolvimento Sustentável deu o pontapé inicial a respeito do tema. Executivos e consultores virão a Joinville nas próximas semanas para conhecer os projetos.

Incentivos fiscais
Declarações do secretário da Fazenda de SC na Comissão de Finanças da Alesc: 1) O Estado não encontrou ainda todos os benefícios fiscais concedidos para a regulamentação do Confaz; 2) Há 700 empresas têxteis com incentivos e nenhuma será prejudicada; 3) A lista de incentivos fiscais em SC tem 30 páginas; 4) Não temos política industrial em SC.

Carros
O Porto de Itajaí recebeu mais duas atracações de navios carregados com veículos de importação da GM no último final de semana. O terminal está perto de atingir a marca de 30 mil carros movimentados.

Tainha
O governo federal autorizou mais seis barcos industriais a integrarem a safra da tainha após nova análise de documentos, quatro são de Itajaí. Com isto, são 20 traineiras liberadas para a captura.

Modelo europeu
A proposta de espelhar-se em um modelo já bem sucedido na Europa, onde há possibilidade de multiembarque e a flexibilização das viagens de grupos de passageiros, foi um dos principais objetivos discutidos durante o 9º Encontro Estadual de Empresas de Transporte Turístico e Fretamento de SC, encerrado recentemente em Jaraguá do Sul. O evento também discutiu a ampliação do fluxo de turistas entre os destinos e a liberação do processo de venda de viagens turísticas por meio de plataformas tecnológicas.

Retorno da duplicação
Em reunião entre técnicos da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade e da empreiteira Compasa, para definir a continuidade da obra de duplicação da rodovia Antônio Heil (SC-486) entre Brusque e Itajaí, ficou definido que a empresa se comprometeu a apresentar um cronograma de trabalho para os próximos dias e a mobilizar a equipe para retomar os serviços. A Compasa faz parte do consórcio que venceu a licitação para execução da obra juntamente com a empresa Triunfo. O governo do Estado afirma que, com a medida possibilita que os recursos do BID sejam utilizados para finalizar os serviços conforme o projeto original da obra.

Em vigor
Acaba de entrar em vigor o cadastro positivo compulsório, sistema que insere automaticamente os consumidores com nome limpo num banco de informações de histórico de pagamento de escritórios de crédito, como Serasa, Boa Vista e SPC. O cadastro foi instituído por meio de Lei Complementar 166, em abril, e servirá de base para atribuir notas de crédito ao cidadão e referência na tomada de empréstimos. O cadastro positivo já funcionava no Brasil, mas devia ser autorizado pelo contribuinte para que o nome constasse no sistema. Os consumidores que não desejam ter os dados incluídos na lista podem solicitar a retirada.

Reciclagem
Entre os diversos painéis do Empreende Brazil Conference realizado em Florianópolis, um abordou Estratégia de Vendas com o modelo de Excelência. Um dos palestrantes, Albano Schmidt, presidente da Termotécnica, líder nacional em produtos de EPS, plástico denominado poliestireno expandido, também conhecido como Isopor. Segundo ele, a atividade de reciclagem de embalagens de EPS iniciada pela empresa há mais de 10 anos já responde por um terço de todo reaproveitamento desse material no país e gera mais de 100 empregos diretos. Há parcerias para reciclar também itens que vão para o exterior e vice-versa. É crescente o uso de embalagens de EPS para frutas para exportação, em função da qualidade.

Cervejaria estilo americano
Já estão à disposição, em poucos locais selecionados, as cervejas da WO Beer, cervejaria de Brusque que produz inspirado no estilo americano de fabricação de cerveja. O empreendimento, que possui no planejamento o lançamento de seis rótulos, inicialmente produz uma cerveja especial puro malte, leve com ingredientes selecionados, que teve inspiração na lendária Rota 66, uma rodovia com quase 4 mil quilômetros de extensão, que corta diversos estados americanos. Em breve, serão divulgados os locais onde a cerveja estará disponível.

Empregos em SC
Santa Catarina teve saldo negativo de empregos formais no mês de maio. Foram fechadas 1.159 vagas no saldo das admissões/demissões. Com saldo positivo no mês tivemos: Chapecó (+333), São José (+255), Brusque (+163), Florianópolis (+162) e Blumenau (+123). Os principais números negativos no mês ficaram com Balneário Camboriú (-318), Jaraguá do Sul (-218), Joinville (-143), Timbó (-70) e Tubarão (-48). No acumulado do ano (janeiro a maio), SC tem um saldo positivo de 48.469 novos empregos gerados, com destaques para Joinville (+6.204), Blumenau (+3.407), Chapecó (+2.961), Brusque (+2.774) e Itajaí (+2.381). No acumulado de 12 meses, os destaques estão com Joinville (+10.170), Florianópolis (+2.694), Chapecó (+2.197), Criciúma (+2.192) e Itajaí (+1.849). Brusque foi a sexta economia com (+1.799) empregos gerados.

Decálogo ecológico
Ama a Deus sobre todas as coisas. E a natureza como a ti mesmo. Não defenderás a natureza em vão com palavras. Mas através de atos. Guardarás as florestas virgens, pois tua vida depende dela. Honrarás a flora, a fauna, todas as formas de vida e não apenas a humana. Não matarás. Não furtarás da terra sua camada de humus, raspando-a com o trator, condenando o solo a esterilidade. Não pecarás contra a pureza do ar, deixando que as indústrias sujam a água, as crianças respiram. Não levantarás falso testemunho, deixando que o lucro e o progresso, justificam seus crimes. Não desejarás, para teu projeto, que as fontes e vida se envenenam com o lixo industrial. Não cobiçarás objetos e adornam para cuja fabricação é preciso destruir a paisagem. A Terra também pertence aos que ainda estão por nascer.

Garimpar contribuições
Além da extinção da aposentadoria por tempo de contribuição, a reforma da Previdência também trará mudanças no cálculo do valor das aposentadorias. Garimpar períodos de contribuição anteriores às mudanças na regra, estejam eles reconhecidos ou não pelo INSS, é a forma mais eficiente de garantir o direito aos cálculos mais vantajosos válidos hoje em dia. Carteiras de trabalho e carnês de recolhimento antigos, principalmente de atividades anteriores a 1976 (quando não havia informatização dos sistemas da Previdência), são as fontes mais prováveis e seguras de contribuições ausentes do Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais).

Cálculo
O fim da regra 86/96 traz o principal impacto no cálculo após a reforma. Na regra atual, esses segurados teriam o benefício integral pela regra 86/96, pois alcançam os pontos necessários se forem somadas suas idades aos tempos mínimos de contribuição válidos hoje, de 30 anos para mulheres e 35 anos, para homens. O cálculo da renda na reforma garante apenas 60% da média salarial para quem cumpre uma carência de 15 anos, se for mulher, e de 15 a 20 anos de contribuição, no caso do homem. O benefício é acrescido de 2% da média salarial a cada ano de contribuição a mais.

A fatura da reforma
A fatura da aprovação da reforma da Previdência já começou a ser cobrada horas depois da votação. Partidos alinhados ao Planalto passaram a exigir contrapartidas de duas formas: na aprovação de destaques ao texto principal, beneficiando grupos como policiais, professores e mulheres, e na garantia do pagamento das emendas prometidas. Mais uma vez, valeu a força das corporações na briga pela manutenção dos privilégios. O resultado é o que mais temia a equipe econômica: a desidratação do impacto fiscal. Deputados já se perguntavam quando o sistema estaria aberto, na ânsia de consultar empenhos ou pagamentos de emendas. Uma vergonha nacional.

Crescimento
O grupo paulista Açotubo começa a operar em escritório próprio em SC (Joinville). A nova unidade representa um passo estratégico no atual plano de expansão da companhia, presente em oito Estados brasileiros e há 45 anos atuante no mercado siderúrgico da América Latina.

Novo uniforme
O Santa Catarina Moda e Cultura (SCMC) está recrutando estudantes de moda e design para uma missão especial: criar e desenvolver um novo uniforme para a Polícia Militar de SC. Além da preservação da identidade visual da corporação, aspectos como tecnologia, conforto e design também serão levados em conta no projeto. A escolha dos alunos será feita a partir de uma avaliação técnica. Os interessados podem se inscrever no site: www.scmc.com.br.

Justiça
Santa Catarina foi o Estado escolhido para a sede do Seminário Nacional sobre a História da Justiça e dos Museus Judiciários. Será nos dias 5 e 6 de setembro, em Florianópolis, por iniciativa do Conselho Nacional de Justiça. O TJ catarinense promoveu recentemente uma exposição sobre a Guerra do Contestado e atualmente exibe uma amostra sobre a Revolução Federalista.

Inflação preocupa mais
Enquanto economistas preveem inflação controlada e abaixo da meta pelo terceiro ano consecutivo, quase metade (48%) dos brasileiros esperam que ela aumente, mostra pesquisa Datafolha. Dos cinco itens econômicos pesquisados, o custo de vida foi o maior motivo de apreensão. No indicador, que varia de 0 a 200 (números abaixo de 100 indicam pessimismo), a expectativa em relação à inflação ficou em 59. Por outro lado, ainda que o desemprego venha se mantendo alto, em torno de 12%, a maioria da população (58%) não vê risco de ser demitido. Já em relação ao país, 31% acreditam em alívio do desemprego daqui para frente, embora os pessimistas sejam mais numerosos: 45%.

Queda da inflação
Com uma variação de apenas 0,01% foi inflação medida pelo IPCA em junho, segundo o IBGE. A estagnação se deve à queda de preços nos grupos de alimentação e bebidas e transportes, que tem grande peso na formação do índice. No ano, o indicador acumulado alta de 2,23%.

Curiosidades
A pesquisa feita pela Globo elenca algumas peculiaridades dos jovens por região do Brasil. O Sul, por exemplo, tem o maior percentual daqueles que só trabalham e que também mais viajaram para fora do país. Eles também têm mais automóveis do que a média nacional. Entre os jovens brasileiros entre 15 e 29 anos, 18% são chefes de família. Essa proporção sobe para 19% na região Sul, mas 22% integram o chamado grupo “nem-nem”, ou seja, nem trabalham, nem estudam.

Vazio sanitário
Desde 15 de junho até 15 de setembro não é permitida a manutenção de plantas vivas de soja em crescimento em SC. É o chamado vazio sanitário, medida drástica que teve que ser tomada para proteger da ferrugem asiática, provocada por um fungo nos cultivos de soja no Estado. Medidas que valem à pena. O grão tem uma área plantada de 669 mil hectares nesta safra, com expectativa de colheita de 2,38 milhões de toneladas. Em 2018, Santa Catarina exportou 2,34 milhões de toneladas, um aumento de 900% em 10 anos.

Mediação e Conciliação (1)
Mediação, conciliação e demais Métodos Adequados de Solução de Conflitos (MASCs) estão em alta. Nunca se falou tanto em consenso, diálogo, acordo. E não é para menos. A impactante iniciativa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de divulgar anualmente o diagnóstico do Poder Judiciário, paulatinamente, vem conscientizando a sociedade brasileira de que, em breve, não se conseguirá viver e conviver em país tão litigioso como o nosso. A Justiça está entulhada de processos, velhos e novos, que ora se arrastam como fantasmas, nas masmorras, acorrentados em procedimentos inócuos, ora são julgados em tempo recorde, mas com tantas falhas e contradições que deixam o jurisdicionado a se perguntar: vale a pena?

Mediação e Conciliação (2)
Com propriedade, e finalmente agora chegando ao século XXI, o Código de Processo Civil (CPC) alterado a partir de 2015 introduziu a mediação e/ou conciliação como etapa preliminar nas ações, algo que por muitos operadores do direito era temido e combatido. Afinal, quem busca a justiça, “quer briga”, correto? Errado. Quem busca a justiça, seja movido por qual sentimento for, quer uma solução. Que, vinda através de uma decisão adjudicada (sentença), nem sempre será justa, mas apenas legal (de acordo com a lei). As estatísticas divulgadas pelas entidades privadas, que oferecem serviços de mediação e conciliação extrajudicial, há muito tempo provam que tais métodos são eficazes na maioria das vezes. É de 70% a 80% o índice de acordos nestas câmaras desmistificando o pensamento de que as partes envolvidas em um conflito não querem resolver por bem. Querem sim, só que muitas vezes precisam do auxílio de alguém que “entenda de gente” e não de leis e processos.

Shopping Center Brusque
A obra do Shopping Center Brusque, na Avenida Martin Luther, deverá ser concluída até o primeiro semestre de 2021. Essa é a informação da Sacs Consult, empresa paulista responsável pelo empreendimento. O serviço de terraplanagem já teve início. O prazo para execução da obra é de 18 a 24 meses. A previsão é de inauguração no Dia das Mães em maio de 2021. As reservas de lojas que haviam procurado o shopping estão mantidas, inclusive as lojas âncoras estão confirmadas. As lojas que se instalarem não serão investidores, mas sim, inquilinos.

Domingos e feriados
O governo federal ampliou para 78 o número de categorias autorizadas a trabalhar aos domingos e feriados, com o objetivo de incentivar a geração de emprego. Comércio e atividades ligadas ao turismo estão entre os setores atingidos. A nova portaria atualiza a regra e autoriza o trabalho em atividades que tenham essa necessidade, como é o caso de lojas em shoppings.

Educação
O Ministério da Educação (MEC) pretende implementar 108 escolas cívico-militares até 2023. Essa é uma das ações previstas no Compromisso Nacional pela Educação Básica, documento apresentado recentemente em Brasília. Ele reúne ações que estão sendo planejadas para serem implementadas até o fim do atual governo. Além das escolas militares, pretende-se dar celeridade à conclusão de mais de 4 mil creches até 2022, conectar 6,5 mil escolas rurais por meio de satélite em banda larga em todos os Estados e ofertar cursos de ensino à distância para melhorar a formação de professores até 2020, entre outras ações.

Cultura da Paz
O TRF da 4ª Região, desde 2001, tem entre as linhas de atuação, o esforço do movimento pela conciliação. A Conciliação é entendida como forma adequada de se resolver um conflito. Ao Tribunal não interessa só julgar um processo, mas, sobretudo, resolver o conflito. Se você pacifica as pessoas, aplica a Cultura de Paz, que compreende toda atitude visando pacificar as relações sociais. Isso diz respeito à conciliação e à redução do índice de litigiosidade. Quanto mais as pessoas puderem conviver numa sociedade de forma harmônica, sem precisar invocar o Judiciário, estamos construindo uma sociedade melhor. Este é o pensamento do presidente do TRF da 4ª Região, desembargador Victor dos Santos Laus, que recentemente esteve em Florianópolis.

Cooperativas em SC
É de 258 o número de cooperativas em Santa Catarina. Já o número de cooperados chega a 2,4 milhões. As cooperativas empregam 63 mil pessoas e faturam cerca de R$ 35,6 bilhões por ano. O setor de crédito ocupa a maior parcela: 1,7 milhão de cooperados, seguido do setor de infraestrutura, com 339 mil associados. Já o setor agropecuário tem uma receita de R$ 22 bilhões, que corresponde a 62% do total do movimento econômico das cooperativas catarinenses.

Crescimento das exportações
Santa Catarina terminou o primeiro semestre deste ano com números positivos para o comércio exterior. Entre janeiro e junho, as exportações catarinenses cresceram 10,7% na comparação com o mesmo período do ano passado, enquanto no Brasil houve um recuo de 3,5%. Em números absolutos, as vendas de SC para o exterior somaram US$ 4,5 bilhões contra US$ 4,0 bilhões no primeiro semestre do ano passado. As carnes de aves representam 24% das exportações, mais de três vezes acima da carne suína, com 8%, na segunda posição. Soja com 7%, partes de motor com 4,5% e motores elétricos 4,3% completam a lista. O principal destino das exportações catarinenses no primeiro semestre foi os Estados Unidos com 14,6%. Em seguida aparecem a China (13,9%), o Japão (5,1%), a Argentina (4,8%) e o México (3,6%).

Logística
A Multilog, que tem matriz em Itajaí e 20 unidades no Sul e Sudeste do país, está entre os três melhores operadores logísticos do Brasil segundo levantamento do Instituto Inbrasc. O ranking é considerado o mais importante do setor do país.

Justiça ágil
Resultado da recente parceria entre o TJ-SC e a OAB-SC por melhorias na Justiça de 1º grau: 477 servidores serão repostos naquela instância, que recebeu nada menos que 900 mil novos processos somente em 2018. Além disso, o TJ-SC realiza atualmente concurso público para preenchimento de vagas de juízes nas comarcas.

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 16/07/2019 às 14h29 | acdiegoli@gmail.com

Economia na Semana

Valorização imobiliária
Itapema ocupa o primeiro lugar no ranking de imóveis com maior valorização na região. A informação é do Anuário do Cenário Imobiliário em 2018, que acaba de ser concluído pelo Sindicato da Habitação (Secovi). Os imóveis alcançaram aumento em média de 8,9% no m2 dos apartamentos, o dobro do índice atingido em 2017. Os apartamentos de quatro dormitórios, de maior valor de venda, foram os que tiveram maior valorização: o índice alcançou 10,2% entre janeiro e dezembro do ano passado.

Feira de oportunidades
A Pazmatex estará participando da 30ª edição da Feira de Oportunidades, dias 12, 13 e 14 de julho, no Pavilhão de Fenarreco, em Brusque. A entrada é gratuita e os visitantes poderão observar a máquina de bordar da marca SWF, bem como uma nova máquina reta original da marca Sunstar, com motor Direc Drive. O evento é uma realização da Viacredi.

Novidades em refeições
O restaurante do Hotel Estação 101 (ex-Brusque Palace Hotel), defronte a Havan, está com muitas novidades. Agora, um prato a cada dia, como carro-chefe: segunda-feira frango ao vinho (Coq au vin); terça: paella; quarta: marreco recheado; quinta: rabada com polenta; sexta: eisbein e salsicha alemã; sábado: feijoada; domingo: carne assada. Além do prato do dia, acontece o buffet completo de quentes e frios. Bom estacionamento. O Hotel mantém disponível dois locais para eventos de sua empresa. Um com capacidade para 50 pessoas e outros para 80 pessoas, praticamente no Centro de Brusque.

Região farta
Em Brusque e região, há empresários mais ricos que o dono da Havan, que agora se mostra o todo poderoso com um super avião de R$ 250 milhões recém adquirido. Ali, o sinal exterior riqueza da maioria é uma prosaica lancha, que só desce dos estaleiros das marinas de Porto Belo, Bombinhas ou Balneário Camboriú no verão. Alguns até preferem guardá-las em suas casas de veraneio. Tudo uma questão de vaidade, segurança ou discrição. Cada um tem seu modo de agir para mostrar-se que é ou quem não é.

Faturamento da indústria
O faturamento da indústria catarinense acumula alta de 6,3% no ano, de acordo com dados divulgados pela Fiesc. As maiores altas estão em produtos de metal (+20,8%), em informática e eletrônicos (+19,3%) e em veículos, reboques e carrocerias (+13,6%). Em comparação com maio do ano anterior, há um crescimento de 26%, o que se deve ao efeito negativo da greve dos caminhoneiros em 2018. Das 14 atividades pesquisadas, todas tiveram acréscimo.

Presidência da Acibr
Rita Conti, sócia proprietária da Mensageiro dos Sonhos, poderá ser a primeira presidente da Associação Empresarial de Brusque, substituindo o empresário Halisson Habitzreuter. Natural de Canoas (RS), Rita chegou a Brusque na década de 90, atraída pelo polo têxtil da cidade. Hoje é uma próspera empresária do ramo de confecções.

Negócio da China
A prefeitura de Camboriú está preparando documentação sobre duas áreas que interessaram aos empresários chineses que visitaram a cidade recentemente. A proposta é viabilizar a abertura de um condomínio industrial, em troca de investimentos em infraestrutura e geração de empregos. Com IDH e PIB abaixo da média estadual, Camboriú está enquadrada em benefícios extras. Os chineses têm interesse em estreitar as relações comerciais com o Estado. Camboriú está em posição logística estratégica. Um dos possíveis investimentos é no setor automobilístico. Um dos empresários que participou da missão em Camboriú tem interesse em trazer uma montadora a SC. A cidade também é cotada para servir de base para o projeto de transporte público elétrico do InovAmfri, projeto que vai interligar os 11 municípios da região. A proposta encheu os olhos dos chineses.

Confiança dos empresários
O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) de Santa Catarina passou de 57,1 pontos em maio para 58,6 pontos em junho, mostra pesquisa da Federação das Indústrias de SC. O resultado foi influenciado, conforme a Fiesc, pelo aumento das expectativas dos empresários em relação à economia. Os indicadores do ICEI variam de 0 a 100 pontos. Quando acima dos 50 pontos, indicam empresários confiantes. Abaixo disso, indicam o contrário.

Placas devem permanecer
A Justiça proibiu a empresa D2 Distribuidora, de Itajaí, de retirar qualquer tipo de placas públicas fixadas no perímetro urbano de Brusque até que uma nova concessionária assuma a prestação do serviço. A decisão foi proferida a partir de ação movida pela Prefeitura contra a empresa. O caso está relacionado às placas que vinham sendo removidas em diversas ruas da cidade, as quais constam a identificação da via e publicidade. A D2 era quem executava a instalação das referidas placas e alegava que estava apenas recolhendo o que era seu, após o término do contrato para explorar o serviço.

Empresas noteiras
Um release da Secretaria Estadual da Fazenda revela que não sabia existir “empresas noteiras”. São assim chamadas as empresas fraudulentas constituídas e registradas, mas que de fato não exercem suas atividades. Entre os diversos crimes cometidos nesta modalidade e que serão alvo de uma ação nos próximos dias, até com prisões, destaca-se a retirada de recursos do Estado com geração de créditos inexistentes.

Inflação
O Plano Real acaba de completar 25 anos em 1º de julho. Foi a tábua de salvação de uma sociedade que sobrevivia, aos trancos e barrancos, em meio a um processo inflacionário e de crescimento ilusório de riqueza. Ao gerar a possibilidade de estabilização da economia deu alguma previsibilidade a investimentos e negócios. Mas um dado chama atenção nestes 25 anos: a inflação do pãozinho é de 1.127%.

Queijo artesanal
Finalmente, no caso catarinense, o popular queijo serrano pode ampliar seu mercado. O Senado acaba de aprovar novas regras para a produção e venda de queijos artesanais. A matéria tramitava em regime de urgência e segue para sanção do presidente. O texto considera artesanal o queijo elaborado a partir de métodos tradicionais e com leite da própria fazenda. Deve preservar a cultura regional na sua elaboração, empregar técnicas tradicionais e observar um protocolo específico para cada tipo e variedade.

Justiça fiscal
Itajaí ainda está em silêncio, talvez porque é difícil discordar, diante do decreto estadual que mudou a distribuição de ICMS das exportações do Estado. Determina que 90% dos tributos retornem para os municípios sede das empresas que vendem para o exterior e 10% para as cidades onde estão instalados os portos, como Itajaí. Nada mais que justo.

Karsten renegocia dívida
A Karsten anunciou que chegou a um acordo para pagamento de uma dívida milionária, que chega a R$ 521 milhões. A quantia está relacionada a debêntures (títulos de dívidas) emitidos no início de 2012. Na prática, é como se a empresa têxtil tivesse feito uma espécie de empréstimo junto a cinco bancos (os debenturistas, neste caso) e deixado de pagar juros, o que levou a um acúmulo de débitos. A renegociação dessa dívida, herdada da gestão anterior, era crucial para o futuro da Karsten e considerada uma das grandes prioridades dos novos sócios. As garantias para a renegociação incluem concessões de administradores e acionistas, além de imóveis da própria empresa.

Placa Mercosul adiada
O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) estendeu novamente o prazo para que todos os Estados adotem o novo modelo de placas para automóveis, no padrão Mercosul. O limite para o início da implantação dos novos modelos terminava em 30 de junho, mas foi adiado por mais seis meses.

Grande Hotel
Já está aprovado e deve ser publicado nos próximos dias, o edital do pregão do imóvel que pertencia ao antigo Grande Hotel, na Alameda Rio Branco, no Centro de Blumenau. O ato foi marcado para o dia 15 de agosto, às 13h. A oferta mínima pela estrutura deverá ser de R$ 14 milhões.

Bilionários
Algumas das pessoas mais ricas dos Estados Unidos defenderam, em carta aberta, um imposto federal sobre grandes fortunas, para ajudar a diminuir a desigualdade de renda e financiar investimentos para enfrentar os efeitos da mudança climática e os problemas de saúde pública. No Brasil, teríamos bilionários com esta atitude?

Leilão suspenso
A primeira Câmara de Direito Comercial do TJ-SC suspendeu o leilão da marca Sulfabril agendado para semana passada. A decisão atendeu a um agravo de instrumento protocolado pelo ex-presidente da empresa e pela massa falida. Eles questionam o valor da avaliação das grifes que pertenciam ao grupo, apontado em laudo em R$ 3,3 milhões. Ao recorrer da decisão de primeiro grau que determinou o leilão por este valor mínimo, os agravantes apresentaram ouro laudo, de 2012, que apurava que, naquela época, as marcas estavam avaliadas em R$ 40 milhões. A depreciação prejudicaria a massa falida e os credores da empresa.

Comemoração
Em nota oficial, a Federação das Indústrias de SC comemorou o acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia, assinado recentemente, depois de 20 anos de negociações. Mas tudo indica que haverá muita choradeira logo adiante, com o zeramento de taxas de importação. Produtos vindos de países da Europa, ficarão mais baratos que os gerados aqui. Muitos casos devido à ganância pelo lucro fácil de boa parte de nossa classe produtiva, aquela mesma que odeia concorrência.

Moda em destaque
A Coltex Têxtil, de Joinville, participou da maior feira de moda do mundo, a Première Vision Paris, onde lançou o tecido New Age, desenvolvido com um fio de garrafas pet recicladas. A Coltex está completando 30 anos de atividades e se consolidou como fabricante relevante em seu segmento. Produz 100 mil quilos por mês e emprega 98 funcionários.

Aurora investe
A Aurora Alimentos vai ampliar a produção em Guatambu e Chapecó com investimentos totais de R$ 200 milhões nos frigoríficos. A unidade de Chapecó, a que mais abate suínos/dia, vai ampliar de 5 mil/dia para 10 mil/dia. Será o maior frigorífico da América Latina. Os investimentos no município de Guatambu serão para o abate de aves, que registra hoje produção de 1 milhão/dia em todas as unidades da cooperativa. As 11 cooperativas que formam o grupo, faturaram, juntas, R$ 20,8 bilhões no ano passado.

Vara do crime
Surpreende saber que só agora, motivado pela expansão do poder do tráfico de drogas e das milícias, o Judiciário do Rio de Janeiro decidiu criar uma vara especializada no combate ao crime organizado e à lavagem de dinheiro. O Judiciário de SC já tem a sua, há tempos, e muito operosa.

Vinhos
Pela primeira vez, a vinícola catarinense Pericó será a fornecedora oficial de vinhos e espumantes do festival Balneário Saboroso. Os rótulos são comemorativos aos 10 anos do festival gastronômico.

Contra
A exemplo do Rio Grande do Sul, os produtores de vinho de SC estão muito preocupados com o Acordo de Livre Comércio entre o Mercosul e a União Europeia. Além da concorrência dos argentinos e chilenos, os gaúchos e catarinenses enfrentarão a produção de portugueses, espanhóis, franceses e italianos. É preciso destacar que cada garrafa aqui produzida paga absurdos 44% de impostos.

Acordos na Justiça
De 1º de abril a 28 de junho deste ano, o Tribunal de Justiça de SC mediou 457 acordos entre investidores e instituições financeiras, registrando o valor de R$ 5,9 milhões em negociação nos processos de expurgos inflacionários nas contas de poupança praticados por bancos no passado. Só na comarca de Joinville foram fechados 264 acordos, que juntos, somara R$ 3 milhões.

Finanças
A XP Investimentos lança sua nova plataforma de conteúdo sem custo e sem a obrigatoriedade de cadastro para acessar. Vai informar sobre 250 ativos e também terá análises econômicas e dados do mercado financeiro em tempo real.

WEG no Oriente Médio
A WEG fechou dois importantes contratos e vai fornecer motores elétricos e inversores de frequência para uma refinaria em construção no Sultanato de Omã, no Oriente Médio. A refinaria ficará pronta em 2023. Terá capacidade para 230 mil barris/dia, mais do que o dobro da de Pasadena. O negócio é joint venture entre a Oman Oil Company e a Kuwait Petroleum International.

Top of Mind
A 25ª edição do prêmio Top of Mind, que é o reconhecimento das marcas mais lembradas pelos catarinenses em 2019, apontadas por pesquisa do Instituto Mapa ocorreu em 4 de julho, na sede da Federação das Indústrias de SC (Fiesc), em Florianópolis. A premiação reconheceu a Havan como a mais lembrada nas categorias “Loja de Departamentos” e “Grande empresa catarinense do comércio”.

Análise
Os grandes investimentos de longo prazo só devem sair da gaveta após a aprovação da reforma da Previdência, segundo o responsável pelo relacionamento com investidores da ARX, em palestra recente realizada em Blumenau.

Onde jogar?
Muitos podem perguntar onde o Metropolitano jogará caso dispute a Copa SC. Indaial? Jaraguá do Sul? Brusque? Não. As partidas serão disputadas no Estádio do Sesi. Isso porque o anúncio de que o complexo esportivo não alugará mais a estrutura para o clube vale apenas para 2020. Quanto a proposta de cessão do Metropolitano a um grupo gestor está nas mãos dos advogados de ambas as partes, para acertos quanto a minuta do contrato. A ideia é de que até o fim de julho haja uma definição do texto para que o Conselho possa votar.

Aviões da FAB
Caiu pela metade o número de viagens com aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) requisitadas por autoridades federais nos primeiros meses do ano. De janeiro a maio, a FAB fez 513 voos transportando ministros de Estado, os presidentes de poderes e a cúpula das Forças Armadas. No mesmo período de 2018, durante o governo Temer, foram registrados 1.042 voos. A marca de redução atende a uma recomendação feita pelo presidente Bolsonaro aos seus auxiliares ainda durante a formulação das primeiras medidas de governo. O objetivo é evitar regalias. O presidente da Câmara dos Deputados foi o que mais usou: 93 vezes no período de cinco meses.

Imóveis públicos em SC
A Secretaria de Patrimônio da União pediu que a superintendência do órgão em SC se manifeste sobre a possibilidade de venda de uma lista de imóveis que pertencem ao governo federal em todo o Estado. Recentemente, a unidade finalizou um levantamento feito a pedido de Brasília, sobre os imóveis com possibilidade de serem liquidados para fazer girar o caixa do governo federal. O Ministério da Economia está fazendo um levantamento e uma vistoria dos imóveis federais que estão desocupados não apenas em SC, mas em todos os Estados. O governo determinou redução de gastos com aluguéis e a venda de ativos com valor de mercado. A União tem hoje mil imóveis catalogados em Santa Catarina. Na lista de imóveis que pertencem à União em SC há uma série de terrenos desconhecidos que fazem parte do patrimônio da antiga Rede Ferroviária Federal e estão espalhados por todo o Estado. Há muitas áreas ocupadas ao longo do caminho, que demandam regularização.

Recall: novas regras
Apenas 48% dos consumidores atendem aos chamados de recall de automóveis. No caso de caminhões, este percentual cai para 39% e de autopeças, para 14,7%. Diante desses dados, o Ministério da Justiça e Segurança Pública anunciou novas regras para dar mais eficiência aos recalls, de forma a evitar ainda mais riscos para o consumidor. Os recalls são feitos quando as empresas identificam, em seus produtos, defeitos de fábrica, que precisam ser ajustados por implicar em riscos à segurança dos consumidores. Duas novas portarias que atualizam a regulamentação das empresas.

Remédio na conta certa (1)
Autorizada em 2006 pelo governo, a venda de remédios de forma fracionada tem o objetivo de permitir que os consumidores paguem apenas pelo número de doses receitadas pelo médico. Assim, eles podem terminar seu tratamento sem que haja sobras. Treze anos depois, porém, os brasileiros ainda são obrigados a comprar medicamentos em embalagens com quantidades determinadas pelos fabricantes. O hábito forçado de manter restos dessas substâncias em casa deveria ser motivo de preocupação de toda a sociedade, para começar, devido às intoxicações de crianças e adolescentes. Dados publicados pela Sociedade Brasileira de Pediatria em 2018 apontaram uma média diária de 37 casos desse tipo. Comprimidos na gaveta também incentivam à automedicação, com riscos de efeitos colaterais e produtos vencidos ou armazenados de forma inadequada.

Remédio na conta certa (2)
Quem descarta os remédios fora do prazo de validade ainda tem o trabalho de buscar locais adequados. Jogar no lixo ou no vaso sanitário pode contaminar o ambiente e a água. Mas o principal benefício da venda fracionada é mesmo a proteção aos consumidores, muitos dos quais destinam boa parte de sua grana aos gastos com a saúde. A indústria farmacêutica e as drogarias são contra a medida, que certamente reduziria vendas. Alegam perigos como os de subdosagem (quando o paciente, sem recursos, compra menos que o necessário para seu tratamento) e de menor segurança dos produtos. Os problemas existem, mas dá para resolvê-los com orientação médica e exigência de procedimentos rigorosos. As vantagens com a redução de custos e transtornos são claramente maiores.

SC à margem da União
O Estado de Santa Catarina contribuiu em 2018 com R$ 58,8 bilhões em impostos para o governo federal. A corrente do comércio exterior totalizou R$ 94,2 bilhões. As exportações catarinenses foram de R$ 34,3 bilhões também no ano passado. E quanto o Estado recebeu de retorno em obras e serviços de infraestrutura, saúde, educação e serviços básicos? Apenas R$ 7,7 bilhões. Os dados foram revelados na reunião do sistema Fiesc pelo secretário da Câmara de Transporte e Logística. SC tem um dos melhores sistemas portuários da América Latina. Os mais movimentados não contam com ligação ferroviária, o que é absolutamente inédito no comparativo com todos os portos do resto do mundo. SC está excluída da proposta do Governo Federal de corredores logísticos, que beneficia todas as demais regiões do Brasil. Existe uma letargia do governo estadual em relação a esta discriminação.

Entroncamento com a BR-101
O governo do Estado de SC não deve executar a interseção da rodovia Antônio Heil (SC-486) com a BR-101, em Itajaí, como estava previsto. O secretário de Estado de Infraestrutura informou que o governo avalia que não é justo com a população que SC sozinha pague por uma obra que envolve uma rodovia federal. Para Brusque é uma situação preocupante que pode demorar muito ou até não acontecer. Do governo federal pode se esperar de tudo. Muito papel e pouca realização.

Área industrial
A Prefeitura de Brusque publicou projeto de lei que institui Área Industrial de Limeira. O assunto causa estranheza à primeira vista, já que a existência de um distrito industrial às empresas é de conhecimento de todos. O projeto oficializa de novo a área industrial. Trata-se de uma medida para regularizar a área e não afeta as empresas já existentes no local. Segundo a Prefeitura, o pente-fino nas concessões de terrenos continua. As empresas ali instaladas precisam de regularização. O governo municipal precisa melhorar a infraestrutura do bairro. Empresas de grande porte deixaram de se instalar no local pela falta desses serviços por parte do governo. Perdemos excelentes oportunidades.

Prejuízo incalculável
Com a falta de sintonia na transição de um governo para outro, Brusque perdeu grandes investimentos que poderiam trazer novos enfoques no que diz respeito com o retorno de impostos, sobretudo do ICMS. Deixamos, na oportunidade, de abrir milhares de novos empregos. Alguns dos investimentos que deixaram de abrir em Brusque: Cervejaria Colônia, All Star, Liderplastic, Mabel Alimentos, entre muitas outras que estavam praticamente acertadas.

Villa Têxtil
Os 30 anos da Villa Têxtil marcam uma passagem de bastão no comando da empresa, agora liderada pelos filhos do casal Renata e Ademir Fantoni, que fundaram o negócio em 1989. Hoje já são 300 funcionários e uma produção mensal de 300 mil peças, que deve subir para 450 mil com novos investimentos. A empresa tem sede em Blumenau e é especializada em private label (produção de marcas de terceiros, com foco em camisetas polos). A empresa projeta uma filial para Pomerode.

Personagens da história
O Coronel Guilherme Krieger foi um dos mais prósperos empreendedores da região de Brusque. Entre os anos 1890 a 1915, disputou a liderança política com o Cônsul Carlos Renaux. Nesse tempo, possuía grande e movimentada casa comercial, exportava produtos agrícolas para os mais importantes centros comerciais do país e importava, em regular escala, as mais variadas mercadorias da Alemanha. No Centro de Brusque, possuía o local onde funcionou por anos a Lojas Renaux e atualmente está localizada a Casas Bahia.

Geração de empregos
Em maio, Brusque gerou 163 novos empregos, foi o terceiro município que mais empregou no mês. No acumulado do ano, são 2.754 novas vagas abertas. Foram admitidas 12.612 pessoas e demitidas 9.858. O saldo positivo de Brusque está entre os melhores do Estado.

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 09/07/2019 às 11h27 | acdiegoli@gmail.com

Economia na Semana

Melhores cidades
Santa Catarina tem oito das 50 cidades com mais de 100 mil habitantes melhor colocadas do país no Índice CFA de Governança Municipal (IGM), que leva em conta informações encontradas em bancos de dados públicos. O ranking é relativo a municípios com PIB acima de R$ 28,9 mil. Brusque está na oitava posição nacional entre as cidades acima de 100 mil habitantes e no Estado só perde para Balneário Camboriú (5ª colocada). O índice avalia serviços de saúde, educação, gestão fiscal, habitação, recursos humanos, transparência e segurança com base no programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, dados do IBGE e do SUS. O ranking foi divulgado no início de junho.

|Evolução das aplicações financeiras
Destacamos a seguir, as principais aplicações financeiras, o resultado do mês de junho e o acumulado do 1º semestre deste ano: Selic + 0,47% acumulado do ano +3,07%; CDI +0,47% acumulado +3,07%, Poupança +0,37% acumulado +2,25%, Ibovespa +4,06% acumulado +14,88%, Imob +15% acumulado +24,45%, Dólar -2,17% acumulado -0,90%, Euro -0,42% acumulado -1,48%, Ouro +6,79% acumulado +10,84%. O IGP-M teve alta de 0,80% no mês e no acumulado +4,38%. Nos últimos 12 meses, o IGP-M teve alta de 6,51%, índice que serve para o reajuste dos alugueis que vencem a partir de 1º de julho deste ano.

Ibovespa em alta
Com a expectativa de queda na taxa de juros do país, muitos investidores estão migrando para a Bolsa de Valores em busca de melhores rentabilidades. Recentemente a Bolsa atingiu a marca de 1 milhão de investidores pessoa física. A alta de 15% nos primeiros seis meses deste ano deixa qualquer investidor com sorriso de orelha a orelha. E é exatamente isso que está acontecendo, os investidores na bolsa de valores estão mais eufóricos. O cenário econômico não justifica essa alta até o momento, pois os sinais de fraco crescimento econômico deixam o ambiente para investimentos mais cautelosos. A reforma da Previdência também caminha em passos lentos, mas sua aprovação já é dada como certa no mercado. É justamente essa antecipação que vem puxando o Ibovespa, que além das altas, também ultrapassou a marca de 100 mil pontos recentemente.

Teka
Acionistas da Teka ligados ao ex-presidente da empresa, Frederico Kuehnrich Neto, acionaram a Justiça para tentar destituir os atuais conselheiros, substituindo-os por outros profissionais de mercado. Frederico é contra a atual gestão da companhia, agora liderada pela gestora judicial Fabiane Paula Esvicero, que foi eleita presidente em assembleia de credores no dia 10 de junho.

Criação de empregos
O Brasil fechou o mês de maio com a criação de 32.140 vagas de empregos com carteira assinada. O resultado significa uma queda brusca em relação ao mês de abril, quando foram criados 130.655 postos. No ano, o saldo está positivo em 351.063. Já nos últimos 12 meses, são 474.299 empregos criados. Em Santa Catarina foram fechadas 1.159 vagas formais em maio. Os números representam estabilidade, principalmente observando os dados acumulados. Neste ano, SC abriu um total de 48.469 vagas de emprego. Entre as cidades com mais de 30 mil habitantes, Chapecó, no Oeste catarinense, foi onde se registrou o maior número de novas vagas de trabalho em maio (+333). Em segundo lugar aparecem as cidades de São José (+255) e Florianópolis (+162). Já os municípios com mais demissões foram Balneário Camboriú (-318) e Jaraguá do Sul (-218) no mês de maio.

Dados regionais
Embora SC tenha tido saldo negativo em maio, os dados são bem superiores aos que foram observados no Rio Grande do Sul. No Estado vizinho, houve o fechamento de 11.207 vagas. No mês de maio, as empresas gaúchas fecharam o maior número de vagas em todo o Brasil. No Paraná, também foi observada uma situação de estabilidade. As empresas paranaenses fecharam o mês de maio com a abertura de 1.431 vagas.

Rodovia Antônio Heil
O secretário de Estado da Infraestrutura confirmou a retomada do ritmo nas obras de duplicação da Rodovia Antônio Heil. A Compasa, empresa que fazia parte do consórcio vencedor da licitação junto com a Triunfo, que passa por dificuldades financeiras, dará continuidade aos trabalhos. A medida permite que o governo mantenha o contrato, que usa recursos do BID. Já as alterações de projeto, que têm sido pedidas pela comunidade que vive às margens da rodovia, dependerão de análise técnica.

Falta água
Nos últimos quatro anos o empresário Izaltino Odorizzi, da Imobiliária Casa Nova, investiu R$ 48 milhões em obras de infraestrutura em loteamento industrial no bairro Paranaguamirim, em Joinville, mas a Cia. Águas do município ainda não fornece água para o local do empreendimento. Promete ligar em setembro. O terreno tem 1,4 milhão de m2 e o projeto prevê 295 lotes empresariais, com área de 2.500 m2 cada um, destinados a micro e pequenas empresas. Izaltino diz estar arrependido de ter feito investimento em Joinville.

Até 500
Em entrevista concedida ao jornal Valor Econômico na última semana, o empresário Luciano Hang, ao comentar a investida da rede varejista em terrenos em Barra Velha para ampliar o centro de distribuição disse que comprou uma quantidade de áreas suficiente para atender até 500 lojas. Hoje o grupo, que nasceu em Brusque, tem 126 unidades e planeja chegar a 200 até 2021.

Países da piada pronta
Brasil e Argentina competem como países da piada pronta. Os dois tem um acordo formalizado em 1948 que limita a quantidade de voos aéreos entre ambos, o que é prejudicial no incremento ao turismo. O limite é de 133 frequências semanais, mistas e sete exclusivamente cargueiras. Os argentinos representam 40% dos turistas estrangeiros que chegam para desfrutar os destinos brasileiros, principalmente catarinenses, e os brasileiros representam 30% das visitas internacionais no lado de lá.

Coaf
O presidente do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Economia, esteve na última semana em Florianópolis. Veio ministrar duas palestras para auditores fiscais da Receita Federal e da Receita Estadual. Nos dois eventos o tema principal foi o combate a corrupção, lavagem de dinheiro e ações para coibir as empresas “noteiras”, que emitem notas fiscais sem existência da operação, caracterizando fraudes e sonegações.

Inversão total
Impressiona a mais completa inversão de valores que atinge boa parte do Brasil nos últimos anos. Na área política, esta atuação beira o deboche. O último exemplo foi dado pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Vários senadores, investigados, denunciados e réus de graves crimes na Lava Jato e outras ilicitudes foram interrogar o atual ministro da Justiça, Sérgio Moro. Só mesmo no Brasil réu faz inquisição a um respeitado magistrado.

Fórum de benefícios
Auditores das secretarias da Fazenda dos Estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul discutiram os benefícios fiscais dos Estados do Sul, em reunião realizada na capital catarinense. O objetivo foi a criação do fórum de benefícios dos Estados do Sul, com a apresentação dos incentivos concedidos e os respectivos impactos na economia dos três locais. Temas abordados foram a agroindústria, especificamente a indústria leiteira, o processo produtivo básico, e produtos de informática e automação.

Tributação
Santa Catarina lidera no país, o movimento pela queda das isenções tributárias que são oferecidas nacionalmente aos pesticidas. A tributação verde catarinense entra em vigor neste 2º semestre, como forma de incentivar a produção de alimentos saudáveis. O modelo de SC está em discussão para ser aplicado em todo o Brasil, mas encontra resistência em alguns estados.

Incentivos fiscais
Em reunião da Comissão de Finanças e Tributação da Assembleia Legislativa e representantes de 20 entidades empresariais, a iniciativa privada alertou que até 31 de julho, os deputados precisarão analisar e votar o projeto de lei que trata dos incentivos fiscais concedidos a diferentes segmentos da economia catarinense. O projeto segue as determinações do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), que estabeleceu até o fim de julho a homologação legislativa de todos os convênios de benefício fiscal concedidos pelos Estados e pelo Distrito Federal.

Cia Hering
A Cia. Hering vai fechar a fábrica de Indaial, no bairro Encano. A decisão foi comunicada aos funcionários. A medida ocorreu devido a uma reorganização do fluxo operacional da companhia na região. A empresa informa que as atividades de Indaial, que eram basicamente de confecção, serão absorvidas por outras unidades produtivas, dando maior agilidade à operação e que deve realocar os colaboradores, na medida da disponibilidade interna e interesse individual. A unidade empregava 170 pessoas. A empresa também informa que houve uma série de demissões em Blumenau nos últimos 60 dias. Seriam em torno de 90 funcionários e que cerca de 80% dos trabalhadores da linha de produção terão 15 dias de férias coletivas em julho.

Não é a primeira
Não é o primeiro movimento deste tipo que a empresa faz na região. Em 2015, a Hering encerrou operações em Rodeio, onde estava há 40 anos, argumentando se tratar de uma adequação estratégica para a logística com o objetivo de ampliar a agilidade dos processos. Cerca de 150 pessoas trabalhavam na unidade. Quatro meses depois, já em 2016, a empresa anunciou que iria desativar a unidade de Ibirama, onde trabalhavam 250 pessoas, entre costureiros, mecânicos e supervisores. Mais uma vez justificou se tratar de uma reestruturação interna. Parte da produção que era feita no Vale foi absorvida por unidade em Goiás, onde os custos com mão de obra e melhores incentivos fiscais tornariam a operação mais rentável.

Agora é para valer
Embora já existia na prática, a Ouvidoria da Prefeitura de Brusque foi oficialmente criada dia 25 de junho último. A lei que regulamenta o órgão, de número 75/2018, foi aprovada em duas sessões na Câmara Municipal de Brusque. A Ouvidoria ficará subordinada à Procuradoria Geral da Prefeitura e será formada por cargos indicados pelo prefeito, em caráter de confiança. O texto do projeto sugere que esses nomes sejam escolhidos entre os servidores de carreira, mas não torna isso obrigatório. A Ouvidoria vai funcionar com contato do cidadão através da internet e meios disponibilizados pela Prefeitura. O texto afirma que nenhum tipo de solicitação encaminhada pelos cidadãos deve ser ignorado, ficando o prefeito sob o risco de responder administrativamente por isso.

Ministro desabafa
O ministro do STF, Luís Roberto Barroso, acredita que o Brasil ainda é um país excessivamente hierarquizado e dividido em classes, o que tem reflexo na Justiça. “A Justiça, e sobretudo a justiça penal, é dura com os pobres e mansa com os ricos, embora ache que temos feito um esforço civilizatório relevante para sair deste atraso”. Segundo Barroso, “A gente perde muito tempo com coisas irrelevantes. Esse acesso facilitado ao Supremo é uma distorção do modelo que atrasa a Justiça”. Muitos casos deveriam ser julgados e encerrados em primeira ou segunda instância.

Confiança na Arbitragem
Com mais de 100 milhões de processos tramitando no Brasil, não é incomum que casos até simples fiquem anos aguardando julgamento. A situação pode se tornar ainda mais grave se o processo envolver questões de alta complexidade técnica. Uma solução que tem sido cada vez mais aplicada, especialmente por empresas, é o instituto da Mediação e Arbitragem. Numa Corte Arbitral, as partes aceitam se submeter à decisão do árbitro, que não é necessariamente advogado ou juiz, podendo ser um especialista da área onde há a controvérsia. Esse sistema é um método de solução de controvérsias legais, disponível para empresas e cidadãos. Em países de 1º Mundo, a Arbitragem é a regra geral, sendo o Judiciário uma exceção pelo seu alto custo.

Fazenda monitora
A Secretaria da Fazenda do governo do Estado de Santa Catarina lança o monitoramento eletrônico das exportações. O sistema objetiva identificar as notas fiscais eletrônicas (NF-es) destinadas ao exterior, cuja mercadoria ainda permanece em território nacional. O sistema também permite detectar eventual sonegação fiscal feita com a emissão de notas fiscais com destino ao exterior no interesse de acobertar vendas sem nota fiscal dentro do Brasil e confronta a quantidade a ser exportada com a registrada pela Receita Federal.

Beto Carrero
O Parque Beto Carrero, de Penha, fará 30 anos em 2021 e está articulando um novo contrato internacional. Segundo o diretor presidente da empresa informou que foram adquiridos novos brinquedos, mas que a entrega ocorre daqui a dez meses, aproximadamente. O próximo passo do empreendimento é a negociação de um financiamento junto ao BNDEs para o parque se tornar um polo do projeto Tamar, incluindo uma área temática e um setor de recuperação de animais silvestres.

Aniversário
A Dimensional Engenharia, tradicional empresa do setor de construção civil em Brusque, está completando 30 anos de atividades no município. Sediada no Centro de Brusque, a empresa tem planejado e executado ao longo dessas três décadas, obras comerciais, industriais e residenciais, como por exemplo, a Estação de Tratamento de Resíduos da Recicle e a sede do Hospital de Olhos de Brusque.

Demitidos torram FGTS
Estudo mostra que os trabalhadores demitidos têm pico de compras de mais de 35% acima da média mensal do ano anterior à rescisão. O resultado da pesquisa mostra que o FGTS não é usado para manter as compras de forma constante, sem perdas no futuro.

Tragédia nacional
Em 2003, em então presidente Lula afirmou que o analfabetismo seria erradicado no Brasil “em três ou quatro anos”. Um dado divulgado semana passada é mais desolador: hoje, os adultos sem o ensino fundamental completo representam 40% da população do país.

Dólares, em bilhões
Reportagem da revista Crusoé diz que diálogos em poder da Polícia Federal mostram detalhes da tentativa dos investigados na Operação Chabu, a que entre outros, prendeu o atual prefeito de Florianópolis, na semana passada, de trazer para o Brasil a fantástica quantia de US$ 10 bilhões, que seriam investidos na criação de uma “cidade tecnológica” na Ilha de SC, pelo Instituto Meta 21. A grana teria aporte da empresa norte-americana Manna Holding Trust.

Conta de luz aumenta
A conta de luz dos brasileiros voltará a ter cobrança de taxa extra em julho. A informação foi divulgada dia 28 (sexta-feira) pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Em junho não houve valor adicional. A bandeira tarifária em julho será amarela, o que representa a cobrança adicional de R$ 1,50 para cada 100 Kwh consumidos. O sistema tarifário aumenta a conta de luz em momentos de escassez de energia, quando podem ser acionadas as bandeiras amarela, vermelha 1 ou vermelha 2.

Empresas suspensas
A Secretaria da Fazenda de Brusque tornou público, na semana passada, uma relação de empresas que, por decisão administrativa, tiveram seu status municipal “suspenso”, por motivo de irregularidade perante a Jucesc ou pela falta de pagamento dos tributos municipais e de cumprimento de obrigações. Com isso, os representantes legais dessas empresas têm 60 dias para regularizar a situação. Decorrido o prazo, se não houver regularização, a empresa será extinta oficialmente dos cadastros do governo. A lista das empresas está disponível no diário oficial do município: www.diariomunicipal.sc.gov.br

Origem das suas compras
Você sabe a origem das frutas, legumes e verduras que compra nos supermercados e consome semanalmente em casa? Para garantir mais segurança aos consumidores sobre a procedência dos alimentos, os produtos têm cada vez mais utilizado o instrumento da rastreabilidade para que a população possa consultar todo o caminho percorrido pelos alimentos desde o produtor até o ponto de venda. O conceito de rastreabilidade significa ter o registro de todos os passos dos alimentos da produção até a gôndola dos supermercados, incluindo as manipulações e interações ocorridas durante o processo. Para a cadeia produtiva isso possibilita reduzir a produção e distribuição de produtos fora dos padrões exigidos ou de qualidade insatisfatória. As frutas, legumes e verduras são diferentes dos produtos industrializados, que têm uma marca. O benefício da rastreabilidade para o consumidor é saber de onde vem o alimento e ter a certeza de que está comendo algo que não faz mal a ele.

Aprovado a venda da Embraco
A comissão europeia aprovou dia 26 de junho a venda da Embraco ao grupo japonês Nidec. A Whrlpool, que vendeu a Embraco em abril do ano passado, espera que o fechamento da operação ocorra no início de julho. No comunicado oficial, a Nidec deverá pagar o preço de venda, nos termos e sujeito aos ajustes previstos no contrato de compra e venda de ações e demais documentos definitivos da operação conforme aplicável. No ano passado a transação foi anunciada pelo valor de US$ 1,08 bilhão, reajustado para US$ 1,13 bilhão no mês de junho. A Embraco foi fundada em 1971 em Joinville e está no mercado com operações desde 1974.

Sucesso na internet
Incrível a repercussão que teve um vídeo de Brusque postado no Facebook pela SOS Menos Plástico, comunidade que tem como objetivo conscientizar sobre o consumo excessivo de materiais plásticos. As imagens mostram um carrinho de supermercado desenvolvido por um morador da região que pode ser levado com as compras ao porta-malas do carro, sem a necessidade de usar as sacolas plásticas. Em três dias tinha 585 mil visualizações, 2,5 mil comentários e 15 mil compartilhamentos.

Atração turística
A prefeitura de Balneário Camboriú aguarda a licença do Instituto do Meio Ambiente (IMA) para dar início as obras do molhe do Pontal Norte. O município apresentou um Termo de Compromisso em que aceita que a obra esteja condicionada à despoluição do Canal do Marambaia, que deságua no mesmo local. O molhe, que vai servir como contenção às obras do alargamento da faixa de areia, será um novo atrativo turístico. O modelo urbanístico será semelhante ao Molhe da Barra Sul, que atrai turistas durante o ano todo.

Valorização imobiliária
Itapema ocupa o primeiro lugar no ranking de imóveis com maior valorização na região. A informação é do Anuário do Cenário Imobiliário em 2018, que acaba de ser concluído pelo Sindicato da Habitação (Secovi). Os imóveis alcançaram aumento em média de 8,9% no m2 dos apartamentos, o dobro do índice atingido em 2017. Os apartamentos de quatro dormitórios, de maior valor de venda, foram os que tiveram maior valorização: o índice alcançou 10,2% entre janeiro e dezembro do ano passado.

O argumento
Em 100 dias, os suíços da Zurich Airport inauguram o novo aeroporto de Florianópolis. A dúvida que ainda persiste é se o governo do Estado termina até lá o novo acesso ao terminal e em que condições. Se o desencontro for muito grande, os defensores de privatizações e concessões vão ganhar um exemplo permanente de que quando a obra é privada, fica pronta antes.

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 02/07/2019 às 09h55 | acdiegoli@gmail.com

Economia na Semana

Deixe a crise para os outros
Mude de tática da sua empresa, repense os jogadores, mas nunca pare de jogar. A história comprova que anunciar em tempos difíceis reforça sua posição de negócio e ajuda a perder menos vendas, até porque seus concorrentes podem estar parados e há menos disputa pela atenção do consumidor. Ou seja, há ainda mais espaço para seu investimento trazer maior retorno. Em todas as recessões que o Brasil enfrentou, sempre houve empresas que ganharam mercado e vendas. Nenhuma delas fez isso ficando para trás.

Leilão dos Correios
Após o Tribunal Regional Federal da 4ª Região dar ganho de causa aos Correios, na disputa travada com a Comunidade Luterana de Brusque, relacionada ao antigo imóvel da estatal na Avenida das Comunidades, foi marcada uma nova data para o leilão eletrônico, que havia sido suspenso. Foi remarcado para 10 de julho, data em que os interessados poderão enviar a proposta até as 10 horas. Imediatamente após esse prazo, começará a sessão de licitação. O imóvel está avaliado em R$ 1,4 milhão.

Só no papel
Santa Catarina é uma contradição na área de saneamento. Levantamento feito pelo IBGE aponta que o Estado com maior número de municípios (87%) que contam com planos de saneamento básico. Uma maravilha de Primeiro Mundo, mas tudo só no papel. Enquanto isso, só contando os 195 municípios onde a estatal Casan atua, apenas 25% tem redes coletoras.

Trabalho nos feriados
O governo deverá autorizar, em caráter permanente, o funcionamento de 78 setores da economia aos domingos e feriados. O número de setores com trabalho nesses períodos ainda pode mudar. O objetivo é incentivar a geração de emprego. Com mais dias de trabalho das empresas, mais pessoas serão contratadas. Esses trabalhadores terão suas folgas garantidas em outros dias da semana.

Atrasados do INSS
Os segurados que venceram o INSS em ações de concessão ou revisão de benefícios e tiveram o pagamento da grana autorizados pela Justiça em maio devem começar a receber a bolada até o final deste mês. Ao todo, 83.377 segurados em todo o país serão beneficiados com atrasados de até 60 salários mínimos (R$ 59.880 neste ano), chamados de RPVs (Requisições de Pequeno Valor). A grana liberada chega a R$ 1,08 bilhão neste mês.

Sem concursos federais
O ministro da Economia anunciou a intenção de reduzir a quantidade de servidores federais. Como esses trabalhadores contam na prática com a garantia de estabilidade no emprego, o jeito de enxugar o quadro de pessoal é não substituir todos os que se aposentam ou deixam o posto. Segundo o ministro, cerca de 40% dos funcionários terão direito à aposentadoria nos próximos anos, e os concursos ficarão suspensos até segunda ordem. A estratégia é simples e evita conflitos políticos maiores. Imagine o bafafá se o governo tentasse acabar com a estabilidade dos que já estão na ativa. Mesmo assim, falta discutir a questão mais importante: como fica o funcionamento do governo e a prestação de serviços à população?

Coamo só cresce
A Coamo, com sede em Campo Mourão (PR) é considerada a maior cooperativa agrária da América Latina. Tem uma extensão territorial de 4,5 milhões de hectares com capacidade global de armazenagem de 6,4 milhões de toneladas. Conta com mais de 26 mil associados, distribuídos nos Estados do Paraná, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina e mais de 8 mil funcionários. A receita global da empresa em 2018 somou R$ 14,79 bilhões. Recolheu de tributos e contribuições ano passado o montante de R$ 436 milhões. A empresa tem como diretor presidente, o brusquense, engenheiro agrônomo José Aroldo Gallassini.

Uso da Mediação e Arbitragem
Segundo o advogado Carlos Alberto Carmona, maior autoridade em Arbitragem no Brasil e um dos autores da lei 9307/96, apesar do grande avanço ao longo das décadas, muitos advogados ainda têm receio com relação ao uso da mediação e arbitragem. O medo é irmão da ignorância. As pessoas têm medo do que não conhecem. Os advogados que têm medo da arbitragem, conciliação e mediação ou não conhecem alguma ou não conhecem todas. A cura para a ignorância é a educação que as pessoas precisam conhecer essas ferramentas, destaca Carmona, em sua entrevista para a RCSC (Revista Catarinense de Solução de Conflitos), edição 2018.

Cachaça
Produtores catarinenses fizeram bonito no concurso da 29ª Expocachaça, a principal vitrine da bebida, que ocorreu em Belo Horizonte no início do mês. Foram ao todo, 13 medalhas. Quatro cachaçarias do Vale subiram ao pódio em diferentes categorias: Xanadu (Blumenau), Moendão (Gaspar), Flor de Cana e Bylaard (Luiz Alves). A Bylaard, aliás, alcançou a maior pontuação do evento. A premiação, que rendeu a medalha Duplo Ouro, veio na categoria extra premium, que avaliou cachaças armazenadas há mais de três anos.

Aniversário da Havan
Em 2019, a Havan comemora 33 anos de atividades. Para este ano serão implantadas 25 novas lojas em diferentes regiões do país, com investimento de R$ 750 milhões. Com este incremento, a rede espera bater a meta de faturamento de R$ 12 bilhões. Além das novas lojas, o Centro de Distribuição da Havan em Barra Velha, também receberá melhorias. O espaço que era de 100 mil m2, receberá 40 mil m2 adicionais e contará com investimento de R$ 70 milhões. Até dezembro deste ano, a empresa deverá contar com 20 mil funcionários.

Cobrança no ICMS
Mudança no projeto de lei 170/2019 prevê a obrigação do fornecimento de informações por parte das administradoras de shopping centers, condomínios comerciais e empreendimentos semelhantes, quando solicitadas pela Secretaria da Fazenda, sobre os condôminos, inclusive com relação ao valor do aluguel. O objetivo é verificar possíveis irregularidades e combater a evasão fiscal de ICMS, além de atualizar a legislação a fim de torná-la coerente com as novas tecnologias de pagamento oferecidas pelas administradoras de cartão de crédito, de débito e similares. Atendem a convênio celebrado em 2016 com o Confaz.

Saúde financeira
A partir de cinco indicadores de 2017, a Instituição Fiscal Independente (IFI), do Senado Federal, ranqueou os Estados de acordo com a sua saúde financeira e capacidade de arcar com os gastos previdenciários. Dos 27, Santa Catarina está em 23º, uma posição muito delicada. O melhor é Roraima e o pior o Rio Grande do Sul.

Arrastão
A 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de SC decidiu manter a condenação de 25 pessoas, entre elas, policiais civis e militares, inclusive dois delegados, pelos crimes investigados na Operação Arrastão, deflagrada em 2009 pelo Ministério Público e a Polícia Federal. Juntas, as penas somam 125 anos. O inquérito apurou que os policiais recebiam “mesadas” para deixarem de fiscalizar locais onde se praticava jogo ilegal. A operação envolveu as cidades de Tijucas, Itapema, Brusque, Canelinha e São João Batista. Todos os agentes públicos envolvidos foram exonerados. Em Brusque eram mais de 200 máquinas caça-níqueis.

Rombo
A recuperação judicial da Odebrecht superou (em muito) o recorde de dívidas envolvidas nesse tipo de processo, que até então pertencia à Oi. O rombo da construtora, pivô de um dos maiores escândalos de corrupção da história brasileira, chega a R$ 98,6 bilhões. O da companhia telefônica, na época do deferimento em 2016, somava R$ 64 bilhões.

Colégio Cônsul
O Colégio Cônsul Carlos Renaux obteve o melhor desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018 entre todas as escolas de Brusque. O ranking foi elaborado pelo Elite Campinas, escola privada paulista, com base nos microdados publicados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). A nota por escola é a média aritmética das médias das questões e das relações dos estudantes do colégio. O Cônsul ficou em primeiro lugar neste contexto. Além de ficar na liderança no município, a escola também ficou em nono lugar geral em Santa Catarina, no ranking com a redação e as questões objetivas. É a única de Brusque no top 10.

Inadimplência menor
Com a entrada em vigor do Cadastro Positivo em 9 de julho, a taxa de inadimplência tenderá a cair em até 45%, no médio e longo prazos, preveem especialistas. Claro que os fatores determinantes para a queda sempre será a melhora da economia e mais dinheiro no bolso das pessoas. O modelo matemático adotado valoriza os pagamentos realizados, a pontualidade, o histórico todo de compras feitas a prazo e não somente eventuais, dívidas não pagas ou em atraso, explica um especialista do SPC. Manter os pagamentos em dia e anotar o CPF no momento de compras ajuda a elevar a nota de crédito.

Operação Shalom
As Polícias Civis de SC e do PR deflagraram a Operação Shalom, contra uma organização criminosa suspeita de aplicar golpes na venda de pacotes de turismo em mais de seis Estados brasileiros. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão e prisões nas cidades de Curitiba, Araucária e Almirante Tamandaré, no Paraná, em Piracicaba (SP) e em São Paulo. Somente em Blumenau, a quadrilha teria lesado cerca de 108 pessoas, com prejuízo em torno de R$ 800 mil.

Flexibilização de cardápios
Em tempos de austeridade econômica, a população de Brusque tem apertado cada vez mais o cinto nos gastos e isso inclui a alimentação fora de casa. Estabelecimentos do Centro, onde se concentra a maior fatia do mercado, estão atentos a essa realidade e traçam estratégias para evitar a debandada de clientes. Alguns estão aplicando um princípio básico: a redução real de preços por quilo da comida. Também estão expandindo o leque de ofertas: em vez de comida por quilo, também marmitas e pratos executivos mais em conta.

Mansões bloqueadas
Em meio a um escândalo por acusação de estupro, o atacante Neymar está com imóveis em seu nome bloqueados pela Justiça devido a processo por sonegação fiscal que tenta levar R$ 69 milhões do atleta. Em Itapema, litoral de SC, três apartamentos sofreram bloqueio. Outros 28 imóveis de valores menores no nome de Neymar ou de suas empresas no litoral paulista, também estão bloqueados. Duas aeronaves e outras três empresas do jogador também estão com cotas do seu capital social arroladas por causa do processo.

Frango aumenta
Em relação a um ano atrás, o preço da carne de frango no mercado atacadista de Santa Catarina está 34% mais caro. O aumento é verificado pela comparação entre maio de 2019 e o mesmo mês de 2018 do custo médio do quilo, dos quatro tipos analisados pela Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola da Epagri. Os dados foram corrigidos pela inflação (IPCA), o que permite atestar o aumento real também nos meses de fevereiro, março e abril na comparação com 2018. Das quatro variedades de frango pesquisadas, três alcançaram em maio o preço mensal mais alto em 12 meses: filé de peito, peito com osso e frango inteiro.

Alta dos planos de saúde
Os planos de saúde individuais subiram quase duas vezes mais que a inflação oficial entre 2000 e 2018, segundo estudo do Ipea (Instituto de Economia Aplicada). Conforme o levantamento, em 18 anos, o IPCA do IBGE, que é a inflação oficial do país, foi de 208%. Já o reajuste dos convênios individuais ficou em 382%.

Nova regra para revisão
A reforma da Previdência trará mudanças nas revisões de aposentadorias, inviabilizando algumas ações judiciais, mas também abrindo possibilidades para novos questionamentos. Mesmo que sofra alterações no Congresso, o texto da reforma deverá manter restrições ao surgimento de novas teses capazes de abrir brechas para revisões, segundo especialistas. A proposta quer obrigar os juízes a apontar de onde sairá o dinheiro para pagar o aumento dos aposentados. Por outro lado, a mudança na legislação poderá elevar o aumento de ações judiciais de segurados em busca de regras mais vantajosas.

Trabalho na infância
Aposentados que trabalharam na infância podem pedir a revisão do benefício para contar esse período como tempo de contribuição. Neste mês, o INSS passou a reconhecer como tempo de contribuição o trabalho exercido em idade inferior a 16 anos. Para conseguir a contagem, o segurado tem de apresentar provas.

Trabalho em 2 empregos
O aposentado que teve dois trabalhos na mesma época e saiu no prejuízo na hora do cálculo do benefício pode pedir a revisão do valor na Justiça. O INSS costuma não somar os salários dos dois empregos, o que reduz o benefício. Uma aposentada conseguiu aumento de 18% e R$ 29 mil em atrasados por ter tido dois empregos de 2001 a 2011.

Grana do FGTS
O governo estuda liberar o saque das contas ativas do FGTS para tentar aquecer a economia. Hoje, os trabalhadores já podem sacar a grana em algumas situações. Entre elas estão demissão sem justa causa, fim do contrato temporário e falência do empregador. Também tem direito à grana quem se aposenta ou tem idade igual ou superior a 70 anos. O saque é permitido ainda em caso de doenças graves, como câncer, e para a compra da casa própria.

Maior aposentadoria
O teto das aposentadorias do INSS neste ano é de R$ 5.839,45, pago a segurados que se enquadram no fator previdenciário acima de 1. Sem ele, o maior benefício possível é de R$ 5.425. Para receber esse valor, o trabalhador deve ter feito contribuições altas e se enquadrar nas condições do benefício integral, sem redução pelo fator.

Pedido de benefício
Atualmente, os pedidos de benefício ao INSS são feitos à distância, por telefone ou internet. Após a solicitação, o órgão analisa as informações que já possui sobre o trabalhador e, se necessário, pede documentos complementares. O prazo para cumprir as novas exigências é de 30 dias.

Benefício no pente-fino
O novo pente-fino do INSS vai atingir aposentadorias, pensões e auxílios pagos no país. Isso não quer dizer, no entanto, que o segurado que for chamado para a revisão do benefício vai perder a sua renda. Quem conseguir comprovar o direito poderá escapar da tesoura do governo. Assim, o segurado já pode se preparar, separando documentos que serviram de base para a concessão do benefício, como a carteira de trabalho, e atualizando seus dados cadastrais, como endereço residencial, no INSS.

Transição mais vantajosa
A equipe que trabalha na reforma do INSS estuda uma nova regra de transição para quem está perto de completar os requisitos de aposentadoria. A ideia é cobrar um pedágio de 100% sobre o tempo de contribuição que falta para se aposentar. Para quem ainda precisa de três anos de contribuição, por exemplo, a exigência seria de seis anos.

Benefício integral
Relatório da comissão especial na Câmara manteve a proposta do governo de exigir, da maioria dos trabalhadores, 40 anos de contribuição para a aposentadoria integral (igual a média dos salários). Nas regras atuais é mais fácil chegar ao benefício sem desconto. A reforma acaba com o fator 86/96 e muda o cálculo da aposentadoria.

Aposentadoria por idade
O INSS lançou uma calculadora que mostra para o trabalhador qual será o valor da aposentadoria por idade pelas regras atuais. O serviço está disponível pela internet, no portal meu.inss.gov.br ou no aplicativo para celulares do INSS. Para se aposentar por idade, o segurado precisa ter 15 anos de contribuição e idade mínima de 60 anos (mulher) ou 65 anos (homem).

Regras para pensão
O relatório da Câmara manteve as principais regras propostas pelo governo para as pensões. Atualmente, o valor da pensão é igual a 100% do benefício do segurado que morreu. Na reforma, a pensão será de 60% da aposentadoria mais 10% por dependente. Quando o benefício for a única fonte de renda da viúva, ele não poderá ser menor do que um salário mínimo (R$ 998).

Endividamento
Dois entre dez brasileiros que saíram do endividamento nos últimos 12 meses estavam devendo por ter emprestado o nome a terceiros. O estudo, do SPC Brasil e da câmara dos lojistas, mostra que a maioria quer ajudar quem precisa e muitos têm vergonha de dizer não.

Cristal
Em apuros financeiros, a fábrica de cristais Mozart, de Blumenau, está buscando novos investidores para o negócio. Para diminuir o passivo trabalhista, a empresa demitiu alguns funcionários que atuavam nos fornos, mantendo o pessoal da lapidação para finalizar produtos que já começaram a ser feitos. O sindicato que representa os trabalhadores está discutindo a situação da empresa. O documento fala em encerramento das atividades, mas isso não está definido.

Uma vitória do país
Um dos incontáveis nós das amarras que turvam o ambiente de negócios no Brasil e trazem insegurança jurídica para investidores começou a ser desatado com a decisão do STF, finalizada recentemente de desobrigar o governo federal de ter de fazer licitação prévia e contar com autorização do Congresso para vender subsidiárias de estatais. É um avanço para o país. A posição da Corte, que avaliava uma questão mais ampla sobre o grau de independência dos governos para privatizações, vai repercutir na prática na análise do caso da alienação da Transportadora Associada de Gás pela Petrobrás, que foi barrada por liminar, mas voltará a ser avaliada pelos ministros do STF. 

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 25/06/2019 às 10h03 | acdiegoli@gmail.com

Economia na Semana

Shopping Center Brusque
Em decisão oficializada no dia 11, a juíza Iolanda Volkmann autorizou a retomada das obras do Shopping Center Brusque, na Avenida Martin Luther, no Centro, defronte ao Angeloni. A decisão suspende a liminar que havia sido expedida em janeiro, por pedido do MP-SC, para que a terraplanagem no local fosse interrompida devido ao que foram consideradas irregularidades na obra. As obras serão retomadas nos próximos dias, segundo o diretor da Sacs Consult, empresa responsável pela construção do shopping.

Cesta básica
O Dieese divulgou o relatório mensal sobre a variação do custo da cesta básica em Brusque. Houve um leve aumento em maio, na comparação com o mês anterior, de 0,27%. Com isso, a pesquisa identificou o valor de R$ 463,33 como necessário para aquisição dos itens básicos. No acumulado de um ano, o preço dos alimentos subiu 18% em Brusque.

Philips estuda ampliar
A Philips estuda a possibilidade de ampliar o centro de desenvolvimento de soluções tecnológicas para a área da saúde em Blumenau, onde já trabalham cerca de 800 pessoas (foram 212 contratações só entre janeiro e maio deste ano). A atual estrutura, mantida na Rua 2 de Setembro, no bairro Itoupava-Norte, pode aumentar de tamanho ou até mesmo outra unidade pode ser aberta no futuro. O certo que a multinacional holandesa precisa de mais espaço. O foco da Philips em terras latino-americanas não é por acaso: 30% da população da região não tem acesso integral à saúde.

Concessionários da GM
Em Londres, na Lancaster House, residência real da coroa, Beatriz Zaninotto e Homero Zaninotto, foram homenageados. A ocasião reuniu concessionários diamantes da General Motors (GM) para a premiação e reconhecimento, entre os diretores do Banco GM. Para Brusque e a Uvel, um acontecimento marcante, digno de registro.

Leilão milionário
Marcado para o dia 19, no Fórum de Tubarão, um leilão de valor raríssimo em Santa Catarina. Vai à venda a Fazenda Santos Guglielmi, antiga Revoredo, com 850 hectares, às margens da BR-101, em Tubarão. O valor na segunda praça, agendada para o dia 27 de junho, é de R$ 49 milhões. A venda destina-se ao pagamento de dívida a Reginaldo Guglielmi, herdeiro do falecido empresário. Conduzirá o evento o leiloeiro público oficial Paulo Castelan Minatto.

Nova presidente da Teka
A Teka tem uma nova presidente. Credores da empresa têxtil de Blumenau oficializaram o nome de Fabiane Paula Esvicero para o cargo. Foi uma eleição praticamente unânime: ela amealhou 99% dos votos dos credores habilitados a participar do processo, entre trabalhadores, fornecedores e instituições financeiras.

Repasse de ICMS
Na comparação entre 2016 e 2018, Blumenau foi o único entre os 10 municípios com maior arrecadação no Estado que teve redução da quantia de Valor Adicionado (VA), critério utilizado para definir quanto cada prefeitura receberá de ICMS no próximo ano. Enquanto o município teve redução de 1,45%, Brusque aumentou o valor em 12,10% e Itajaí em 28,76%. O terceiro maior aumento veio de Criciúma com 11,92% seguido de Jaraguá do Sul com 11,52%.

Condomínios
As pessoas estão migrando para os condomínios por causa da segurança. É uma necessidade. Mas elas querem que essa segurança seja menos aparente e mais tecnológica, com equipamentos e também querem serviço.

Gallassini lança livro
O livro biográfico “José Aroldo Gallassini: uma visão compartilhada”, de autoria do escritor e jornalista Elias Awad, foi lançado durante o Congresso Brasileiro do Cooperativismo, em Brasilia. Gallassini, natural de Brusque e atual presidente da Coamo, fez questão de autografar e entregar livros para autoridades e representantes de cooperativas de várias regiões do Brasil.

Redução da velocidade
Projeto de Balneário Camboriú que reduz a velocidade para 40 km/h nas ruas e avenidas da cidade, acaba de chegar à Câmara de Vereadores. A proposta revoga uma lei, aprovada em setembro do ano passado, que elevou o limite para 50 km/h. A justificativa para a redução é o risco de mortalidade no trânsito. A Avenida Atlântica deve ser uma das vias a receber novos pontos de fiscalização eletrônica. A ideia é que radares e lombadas eletrônicas substituam as travessias elevadas, que provocam muitas reclamações dos moradores.

Acima da média
O Programa de Qualificação para Exportação finalizou dois anos de parceria entre a Univali (Itajaí) e a Agência Brasileira da Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) com 148 empresas capacitadas para exportar, em 32 cidades no Vale do Itajaí. Entre as empresas atendidas, 15% fizeram exportação em dois anos, índice 50% maior que a média nacional. Blumenau lidera o número de empresas participantes, com 32. É seguida por Itajaí, Brusque e Balneário Camboriú. O programa é gratuito e a estimativa é que as empresas atendidas tenham aumentado em até quatro vezes as chances de conseguirem fechar negócios no exterior. O projeto inclui o passo a passo para começar a exportar.

Marca Sulfabril
A novela em torno da Sulfabril parece estar mais próxima do fim. A marca de roupas que leva o nome da antiga empresa, um dos últimos ativos da massa falida, vai a leilão no dia 3 de julho, no Fórum de Blumenau. Ela está avaliada em R$ 3,3 milhões.

Efeito GM no porto
O Porto de Itajaí chegou à marca de 25 mil veículos movimentados desde que iniciaram as operações de importação da GM em junho do ano passado. Em um ano, foram 21 atracações de navios de sistema tipo RoRo, com que os carros são conduzidos pelos portuários direto para o pátio do terminal. No último final de semana, mais 1,2 mil veículos chegaram a bordo de duas embarcações. Os bons resultados, que incluem uma movimentação acima da média, de 117 veículos por hora, já impulsionam a busca por negócios similares. A ideia é que o Estado ofereça o Porto de Itajaí como uma das vantagens operacionais para montadoras que procuram SC com interesse em se instalarem aqui. A renovação do contrato com a GM já está em tratativas.

Extremos
O ministro Luiz Roberto Barroso, do STF, se porta como um magistrado. Não consegue entender a euforia que tomou conta dos corruptos e seus parceiros. A corrupção precisa ser enfrentada. A Petrobrás foi loteada, com desvios, confissões, devolução de dinheiro, tudo comprovado.

Cumplicidade
Impressiona como advogados, líderes políticos e a esquerda jurássica comemoram o vazamento das conversas entre Moro e Dallagnol. Cometem, a rigor, dois atentados: 1) acolhem atos criminosos contra a Justiça Federal, o Ministério Público Federal, Polícia Federal e a Receita Federal, todos da Lava-Jato, que heroicamente combatem a corrupção no Brasil; 2) tornam-se cúmplices da bandidagem, sinalizando que aplaudem a maior roubalheira da história.

Pente-fino
Durante exposição feita em reunião da Comissão de Finanças da Alesc, o atual secretário da Fazenda relatou as medidas que o governo vem tomando numa revisão rigorosa dos incentivos fiscais. Tem de tudo: benefícios merecidos, isenções longas a empresários que aumentam o patrimônio e não investem na empresa, critérios subjetivos em concessões, etc. A Fazenda está fazendo um pente-fino e vai encaminhar ao legislativo os incentivos que devem continuar.

Indexador
A Caixa Econômica Federal avalia mudança de indexador em contratos de financiamento imobiliário. O crédito nos negócios habitacionais seria reajustado não mais pela TR e sim pelo IPCA.

Mais valiosas
Das 10 marcas mais valiosas do mundo, cinco são do setor de tecnologia, mas a líder é a poderosa Amazon, do ramo do varejo, com mais de US$ 315 bilhões. Apple, Google, Microsoft, Visa, Facebook, Alibaba, Tencent, McDonald’s e AT&T completam a lista das maiores companhias do mundo. O ranking é feito pela WPP e Kantar.

A espera
Há expectativa sobre a decisão da Justiça de decretar ou não a falência da Duque, depois que assembleia de credores rejeitou o plano de recuperação proposto pela empresa de Joinville. A metalúrgica já não opera há mais de um ano.

Corporativismo em ação
O relator do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2020, do Executivo, em análise na Assembleia Legislativa, diz que optou por manter os percentuais atuais do duodécimos para os poderes e Udesc, refutando proposta de redução linear de 10% a partir de 2020, permitindo uma economia de R$ 400 milhões. O corporativismo funciona assim, mesmo porque a farra, para eles, com “sobras” ou não, tem que continuar.

Exportações em alta
Os cinco primeiros meses do ano foram de bons negócios para as exportações catarinenses. De janeiro a maio, o Estado vendeu para o exterior um total de US$ 3,77 bilhões, o que representa um recorde em valores brutos para o período e um crescimento de 12,2% em relação aos mesmos meses de 2018. As importações também cresceram: 12%, para um total de US$ 6,8 bilhões. Os números são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços e foram compilados pela Fiesc.

Destaque de vendas
Em relação aos produtos exportados, o principal destaque ficou com a venda de carne de aves e suínos, que cresceram 70,9% e 37,4%, respectivamente. São justamente esses dois itens que respondem pela maior parte da pauta de exportação, com 24% de participação e 7,8%, especificamente. Quando se fala apenas sobre o mês de maio, as exportações somaram US$ 872 milhões, alta de 26%. Os principais destinos dos produtos catarinenses são os Estados Unidos (14%), a China (12%), o Japão (5%), Argentina (4%) e o México (3%).

Mondial em Araquari
A Mondial vai instalar unidade em Araquari no mês de julho. Vai criar 200 empregos. Fabricante de eletrodomésticos e eletrônicos, inicialmente, fará importação de itens da China e trará também de Camaçari (BA), onde o grupo tem fábrica. A opção de montar produtos no município catarinense se explica pela proximidade com portos e ser local estratégico para distribuir mercadorias para toda a região Sul do país. O grupo Mondial fatura R$ 1,2 bilhão por ano.

Bagunça generalizada
Por estas é que apavora só imaginar o quanto nós, contribuintes, estamos sendo feitos de otários: uma fiscalização do Tribunal de Contas da União detectou 52,6 mil indícios de irregularidades em folhas de pagamento de órgãos da administração pública federal, referentes ao período de março a setembro do ano passado. Entre elas, estão pagamentos indevidos de benefícios previdenciários; acumulação indevida de cargos; proventos acima do teto constitucional; auxílio-alimentação pago em duplicidade e nomeação de servidores impedidos de assumir cargo público em decorrência de penalidades administrativas ou judiciais.

Cultura da Mediação
Usamos a expressão “cultura da mediação” para as pessoas entenderem que o fato de terem litígio não os leva ao Poder Judiciário. Há etapas que resolvem o problema de forma mais econômica e fácil. A mediação começa a ser percebida para os empresários. É um caminho diferente. Procura-se um advogado, tenta-se conversar com o adversário para se chegar a um acordo. Vamos ver se é caso de Judiciário ou Arbitragem. A visão do empresário é muito mais proativa. Ele quer resolver com o menor custo possível.

Curtas de luxo
O dono da segunda unidade do maior iate construído em série no país de 100 pés, é Roberto Justus. Ele foi a Itajaí para buscar a Azimut Grande 30 Metri, que recebeu o nome de Titanium 2 e está sendo levada para Angra dos Reis (RJ).

Estado metido
As praias de nudismo em Santa Catarina (em Balneário Camboriú, na Ilha de SC e Palhoça) nunca deram problema às autoridades: se autorregulam. E assim, com raras exceções, são as outras no resto do país. Mas os políticos querem meter seu nariz no assunto e já tem projeto no Congresso para “regulamentar”, em âmbito nacional, a prática do naturismo, também conhecida como nudismo. Quem aposta como vão bagunçar tudo?

Cofres serão ressarcidos
A Justiça Federal do Paraná autorizou o retorno aos cofres públicos de pouco mais de R$ 681 milhões que foram desviados da Petrobrás, conforme apontou a Operação Lava-Jato. Do total, R$ 416,5 milhões ficarão com a União e R$ 264,5 milhões serão devolvidos à Petrobrás. A verba estava depositada em uma conta judicial e é proveniente do acordo de leniência (espécie de delação premiada de pessoas jurídicas) assinado pela Braskem. O total a ser devolvido pela empresa é de mais de R$ 2 bilhões, dos quais R$ 828,7 milhões já foram repassados somente à Petrobrás, incluindo a transferência recém autorizada. 

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 18/06/2019 às 11h45 | acdiegoli@gmail.com

Economia na Semana

Koch em Brusque
O Grupo Koch negocia para se instalar em Brusque em local onde funcionou até pouco tempo a Uniasselvi, na Avenida Otto Renaux. Não se sabe ainda qual será a bandeira. O grupo é detentor do Superkoch, do Komprão Koch Atacadista e do Koch Express.

De luxo
Um empresário do Rio de Janeiro é o dono da segunda unidade do maior iate de luxo fabricado em série no país, o Azimut Grande 30 Metri, produzido em Itajaí. O gigante de 100 pés, com 350 m2 de área e três pavimentos, será entregue nos próximos dias e levado para Angra dos Reis. O estaleiro italiano está apostando alto no mercado brasileiro: abre, ainda este ano, novos escritórios de negócios em São Paulo.

Convênio sem carência
Segundo as regras que começaram a valer na última semana, aposentados podem mudar de plano ou de operadora sem cumprir carência. Tanto o titular quanto dependentes de aposentados e de demitidos terão direito à mudança sem ter de pagar. Em geral, só é possível aumentar a cobertura se mexer no preço.

MASCs
Apesar de os MASCs (Métodos Adequados de Solução de Conflitos) já serem bastante consolidados no Brasil e em Santa Catarina, ainda há resistência de utilizar os métodos tanto por clientes quanto pelos próprios advogados. Com o tempo, empresários que já sofreram muito com a demora do Poder Judiciário, começaram a sentir como os MASCs funcionam e que valem a pena. Eles percebem a celeridade, a segurança jurídica, a economia e o sigilo.

Expansão
A Lunelli está aumentando a produção de camisas na fábrica de Luiz Alves. Com os 95 funcionários, a empresa prevê a admissão de mais 65 pessoas até dezembro, elevando o quadro para 160. São contratações, para as áreas de costura e dobração. O grupo atua na cidade há quase um ano. Alugou parte do imóvel onde funcionava a Dudalina, que encerrou a operação no local dentro de um processo de reestruturação promovido pela Restoque.

Novo pente-fino no INSS
O Senado aprovou a medida provisória que cria o novo pente-fino nos benefícios do INSS. A votação ocorreu no último dia de prazo. A revisão deve atingir benefícios com indícios de fraude ou irregularidade. O pente-fino, segundo o INSS, não começará imediatamente, pois é preciso definir como será feito.

Pavor
É assustador saber que foi necessário um esforço extraordinário, quase desesperador, para que houvesse quórum no Senado e assim deliberar sobre medida provisória que autoriza um pente-fino em benefícios do INSS. Caso contrário caducaria e nada poderia se fazer. A medida permitirá uma economia de quase R$ 10 bilhões, que hoje estão sendo pagos indevidamente, e para quem não merece ou não tem direito. Falcatrua da grossa, afinal.

Gastança
Nos chamados “escritórios regionais de apoio à atividade parlamentar”, que estão sendo criados por resolução da Assembleia Legislativa, cada deputado poderá ter um ou dois gabinetes parlamentares, sendo o valor do aluguel bancado pelo Legislativo. Para disfarçar mais esta farra, pretende-se estabelecer regras, como relógio-ponto para o controle de horário dos servidores. É o verdadeiro cabide-de-emprego. Coisa para malandro ou político derrotado.

Bens da Somelos Tecidos
O leilão dos bens da massa falida da Somelos já tem data marcada: 15 de julho. Será a primeira tentativa de vende-los para pagar as dívidas da empresa, cuja falência foi decretada pela Justiça no ano passado. A soma total dos bens da empresa, que ficava no bairro Limeira, em Brusque, é de R$ 21,8 milhões. O valor é suficiente para quitar todos os débitos trabalhistas. O leilão será as 14h do dia 15 de julho, presencialmente na fábrica, na Rua Alberto Mueller nº 4.887, no bairro Limeira. O leilão será dividido em lotes. Caso alguém queira fazer uma proposta de parcelamento, deve contratar um advogado e propor junto ao processo judicial.

Centro de Conciliação
O Fórum Trabalhista de Brusque contará com um local específico para tentativa de acordo. Trata-se do Centro de Conciliação Trabalhista (Cejusc), o décimo de primeiro grau a ser instalado pela Justiça do Trabalho no Estado. A estrutura vai atender demandas conciliatórias das duas unidades de Brusque, que juntas, receberam de janeiro a maio deste ano, 907 processos e solucionaram 836. Desses, 313 foram por meio de acordo, um índice de 37,8%, abaixo da média de conciliações do Estado no período (45,8%).

Desconfiança
O cidadão comum fica com muita desconfiança quanto à proposta de reforma da Previdência. Uns acham que a pretensão é arrecadar mais para gastar mais, outros acreditam que o projeto é dos políticos defendendo seus privilégios e enchendo ainda mais seus próprios bolsos, às custas do contribuinte que, a bem da verdade, já pagou a conta há muito tempo.

Indenização
Uma empresa de cereais foi condenada a pagar R$ 21 mil de indenizações a uma família de Balneário Camboriú que cozinhou e comeu lentilhas com larvas. O pessoal passou mal logo depois de comer e então descobriu as larvas no pacote do cereal. A decisão é da juíza substituta da 4ª Vara Cível e ainda cabe recurso.

Meio ambiente
Os artistas mirins do Instituto Beto Carrero, em Penha, dão lição de sustentabilidade ao transformar objetos que iriam parar no lixo em peças de decoração. Garrafas pet, rolhas, papeis, CDs e plásticos ganham uma nova utilidade no projeto Betinho Carrero fazendo Arte, por onde já passaram mais de 200 crianças e adolescentes.

Empresas na malha fina
A Receita Federal identificou mais de R$ 1 bilhão em sonegação fiscal de empresas entre março e maio deste ano. No período foram autuadas 5,2 mil empresas em todo o país por irregularidades no Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e na Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). O crédito tributário lançado que inclui juros e multa, totalizou R$ 1.002.536.449,16. A Receita orienta as empresas com irregularidades a se regularizarem. Neste mês serão iniciadas as ações com envio de cartas para mais de 14 mil empresas, que apresentaram inconsistências.

Suspensão da obra do Shopping Center
A ação civil pública que pede a nulidade da autorização do corte de vegetação para a construção do Shopping Center Brusque teve mais um andamento. O MP-SC solicitou à Justiça que suspenda por, pelo menos um ano a obra, para que seja investigado se existe nascente natural no terreno. O pedido foi apresentado pela promotora Susana Carnauba em 30 de maio, depois de realizada uma reunião de conciliação com as partes envolvidas que acabou sem solução. A empresa está proibida de dar prosseguimento a qualquer trabalho na obra.

Imóvel vai a leilão
A sede da antiga concessionária de Veículos Casa Royal, a edificação que fica na esquina das ruas Namy Deecke e 7 de Setembro, no Centro de Blumenau, vai a leilão. Avaliado em R$ 15,8 milhões, o imóvel tem área construída de 5,8 mil m2. Se for vendido, parte do dinheiro será usado para quitar dívidas que a empresa tem com a prefeitura em IPTU.

Faz-de-conta
Há décadas é sempre assim: o Tribunal de Contas de Santa Catarina emite parecer prévio recomendando à Assembleia Legislativa a aprovação das Contas do Governo do Estado de 2018 com 13 ressalvas, 19 recomendações e cinco determinações. E nada muda, nada acontece e tudo se transfere para o governo seguinte. Os deslizes continuam acontecendo como foi o caso da Operação Alcatraz pela Polícia Federal.

Mais residências com carro
Santa Catarina é o Estado com maior número de domicílios com veículo no país. O número cresceu em comparação com anos anteriores. O índice estadual de carros por 1 mil habitantes é de 447,49 e 154,38 para motos. As principais cidades listadas: Blumenau 522,29 carros por 1 mil/há e 133,79 motos; Florianópolis 521,10 carros e 114,17 motos, Brusque 506,22 carros e 186,27 motos, Tubarão 492,34 carros e 234,20 motos, Lages 491,34 carros e 102,77 motos, Joinville 488.31 carros e 130,29 motos, Criciúma 482,61 carros e 130,29 motos e Chapecó 479,96 carros e 170,41 motos.

Reparo
A Facisc (Federação das Associações Comerciais e Industriais de Santa Catarina) já se posicionou a favor da redução do duodécimo para o Legislativo, Judiciário, Tribunal de Contas, Ministério Público e Udesc, conforme projeto do Executivo em trâmite na Assembleia Legislativa. Muitas vezes se gasta porque tem dinheiro à disposição e quem paga a conta é a população.

Imposto de banco
A equipe que trabalha no relatório da reforma da Previdência estuda aumentar a tributação sobre bancos para arrecadar mais para os cofres públicos. A ideia em análise prevê a retomada de uma medida econômica adotada pela ex-presidente Dilma em 2015, quando tentou fazer um ajuste nas contas públicas. Ela subiu a alíquota da CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) de bancos de 15% para 20%, o qual valei até dezembro.

Consignado do INSS
O segurado do INSS que faz um crédito consignado com desconto na aposentadoria ou na pensão tem direitos desde a assinatura do contrato. Ele pode, por exemplo, pedir uma via do documento e exigir que seja escrito em letras maiores. No contrato, devem constar informações sobre parcelas, valores e taxas cobradas pela financeira.

Nome sujo
O número de brasileiros com dívidas atrasadas e CPF negativado bateu novo recorde e chegou a 63,2 milhões em abril, o que representa 40% da população adulta do país. Ante o mesmo mês de 2018, são 2 milhões de pessoas a mais, segundo a Serasa Experiam. A maioria das dívidas em abril foram no cartão de crédito e com bancos (28,6%). Esse crescimento demonstra a dificuldade em honrar um tipo de pagamento que costuma ser prioridade das famílias. Isso é um sinal de que as pessoas já tomaram crédito para quitar outras dívidas e chegaram no ponto de não conseguirem pagar nem este empréstimo, segundo um executivo da Serasa.

Revisão da suspensão de cursos
O MEC (Ministério da Educação) tem desenvolvido estudos para analisar uma possível revisão da portaria que suspendeu a abertura de novos cursos de medicina no país. Publicada em abril de 2018, ainda no governo Temer, a medida congelou a oferta de novas graduações na área por cinco anos. A análise técnica ocorre por conta da Secretaria de Regulação do Ensino Superior do MEC, a pedido do ministro da Educação. A subpasta já recebeu em maio informações do Ministério da Saúde sobre demandas por médicos no país.

Servidores na reforma
Para o atual ministro da Economia, estados e municípios deveriam ser mantidos na reforma da Previdência e compartilhar o mesmo regime de aposentadoria da União. Admitiu, porém, que prefeitos e governadores possam optar por ficar de fora das mudanças por causa do “custo político”. Deveria estar todo mundo junto, em vez de dois ou três regimes diferentes, quando deveríamos ser iguais.

Exportação
Uma das principais atingidas pelo embargo europeu ao pescado brasileiro, que já dura um ano e meio, a indústria de exportação de ovas de tainha, o caviar brasileiro, agora teme o impacto da suspensão da safra industrial, determinada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre, na última semana. Com menos oferta de peixe, as exportações terão dificuldades para negociar preços e enfrentar a concorrência de países como a Austrália, que absorveu o mercado europeu com a saída do Brasil. Hoje, a ova brasileira é exportada somente para Taiwan. No ano passado, a Ásia absorveu cerca de 400 toneladas de ovas de tainha enviadas de Santa Catarina. Mas por um preço 20% menor do que negociado com a Europa.

Remédios caros
Entendido no assunto diz que se em Santa Catarina se paga 32% de ICMS na nota fiscal sobre medicamentos porque as grandes redes compram em regime de substituição tributária, com isenção, e os despacham para todas as suas farmácias em todo o país sem pagar ICMS onde vendem. Assim, favorecidas, empurram as farmácias sem bandeira para a falência, em quanto elas se multiplicam.

Tributos demais
De tudo que já se escreveu sobre o assunto, há uma esperança à vista. No governo de SC há uma sensibilidade sobre a alta incidência de impostos sobre medicamentos e uma disposição para reduzi-los. A forma ainda está sendo estudada.

Menos empregos
Entre 2014 e 2017, a indústria brasileira perdeu 1,1 milhão de postos de trabalho. Os dados são de uma pesquisa divulgada pelo IBGE, que revelou que as empresas reduziram em 12,5% o seu quadro de vagas neste período. O estudo mostrou ainda que havia no país, em 2017, 318 mil indústrias ativas com um ou mais trabalhadores. Elas ocupavam 7,7 milhões de pessoas e pagavam R$ 300 bilhões em salários.

Cheque especial
Relatório do Banco Central divulgado na última semana revela que 44% dos usuários de cheque especial têm renda de até dois salários mínimos. Essa modalidade é uma das campeãs em taxas de juros e costuma ser uma das principais fontes de dívidas dos consumidores.

Calçados Gevaerd
O proprietário da Calçados Gevaerd, de Brusque, confirmou a expansão dos negócios para Guabiruba, com a abertura de uma nova loja, no Centro, cuja inauguração está prevista para agosto. A nova loja se chamará Gevaerd Esportes, será localizada na Rua Brusque, no espaço onde era a Salfer. Será uma loja focada em itens esportivos. Também confirmou a abertura de outra loja em Brusque, no bairro Águas Claras, onde já adquiriu um terreno, onde esta nova loja será no mesmo estilo do que está sendo implantada em Guabiruba.

Hino nacional
O projeto que altera a lei 2638/2002 e torna obrigatória a execução do hino nacional e de Brusque nas escolas da rede municipal, foi aprovado por unanimidade pela Câmara de Vereadores. O projeto foi um dos destaques da sessão. De acordo com a proposta, fica obrigatória a execução dos dois hinos nas escolas de ensino fundamental da cidade de Brusque.

Portaria eletrônica
Para reduzir os gastos, condomínios estão apostando em portarias eletrônicas. O sistema substitui o porteiro físico por equipamentos digitais. Esse modelo de portaria pode ser até 70% mais barato que a física, segundo especialista em condomínios, mas apesar de ser mais barato, a segurança ainda é um ponto negativo. Os porteiros cuidam de 6 ou 7 condomínios ao mesmo tempo. Por mais que sejam treinados, não conhecem a rotina de cada lugar. Em resumo: sai mais barato ter um porteiro virtual, mas a distância pode ser um problema para os moradores.

Inadimplência das famílias de SC
O número de consumidores que deixaram de pagar contas ao longo do mês de maio caiu em Santa Catarina. Dados da Fecomércio-SC mostram que o índice de inadimplência no período ficou em 15%. Em abril, o total estava em 15,7%. Se comparado com maio do ano passado, houve melhora. Há um ano, esse índice estava em 19,7%. Do total de inadimplentes, 8% afirmaram que não terão condições de colocar os débitos em dia.

Exportações em alta em SC
As exportações em SC cresceram 3% no primeiro quadrimestre de 2019 em comparação com o mesmo período do ano passado. A movimentação chegou a US$ 2,74 bilhões, segundo dados do Ministério da Economia, desempenho promissor diante de um cenário econômico ainda retraído. Em abril as exportações alcançaram US$ 812 milhões e um crescimento de 11% em comparação com março. No mesmo período, as exportações brasileiras recuaram 0,08%. Somente no Complexo Portuário de Itajaí e Navegantes, que responde pela maior movimentação do Estado, o crescimento das exportações em abril foi de 16,7%, alavancado pela proteína animal.

Produção de bananas
Maior produtora de bananas em SC, chefiada por Jaraguá do Sul, a Região Norte do Estado deve ter crescimento na produção do fruto em 2019, segundo estimativa da Epagri. O indicativo atual é que sejam produzidas 356 mil toneladas de bananas somente na microrregião de Joinville, ante 349 mil em 2017 e 354 mil estimadas no ano passado. A quantia demonstra que a região deve concentrar quase metade de toda a produção esperada no Estado, este ano estimada em 728 mil toneladas. A área plantada na Região Norte de SC é de 12,2 mil hectares para uma produção de 356 mil toneladas e um rendimento médio de 29,3 mil kg/ha. Há dois anos (2017), a área plantada na região era de 12,7 mil hectares, uma produção de 349 mil toneladas e rendimento médio de 27,7 mil kg/há.

Atividade econômica
O índice de atividade econômica de SC, estimado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, teve um crescimento nos quatro trimestres, encerrados em março de 2019, de 2,95%, sobre o mesmo período anterior. Os dados apontam que Santa Catarina se mantém entre os estados de maior crescimento no país. O Brasil, segundo o PIB trimestral do IBGE, cresceu 0,9% no mesmo período, um pouco abaixo da taxa de 2018, de 1,1%.

Investimentos
A Multilog, empresa de Itajaí que oferece serviços de logística e armazenagem, vai investir R$ 60 milhões neste ano em ampliações estruturais, capacitação, tecnologia e geração de empregos. Com 20 unidades no Sul e Sudeste do país, a empresa projeta crescimento na receita de 20% até o fim de 2019.

Itajaí tem pressa
O município de Itajaí tem a maior pressa na conclusão final da duplicação da rodovia Antônio Heil (SC-486) que liga à cidade de Brusque. A extensão da rodovia, de 21 quilômetros, fica praticamente em território de Itajaí. Muitas empresas estão “sondando” terrenos para implantação de suas unidades industriais e comerciais ao longo da nova rodovia. O município não tem mais espaço no Centro para grandes investimentos ou mesmo ampliações.

Justiça
A 4ª Câmara do Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (TRT-SC) manteve o desbloqueio de bens de um homem que foi coagido a virar sócio minoritário de uma empresa, sob pena de perder o emprego, que figurava como réu em uma execução trabalhista que corre em Itajaí. O trabalhador apresentou provas de que não tinha acesso à contabilidade nem poderes de gestão da empresa. 

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 11/06/2019 às 16h48 | acdiegoli@gmail.com



1 2 3 4 5 6

Augusto Cesar Diegoli

Assina a coluna Economia & Negócios

Contabilista aposentado, graduado em Direito pela Univali (ex-Fepevi), pós graduado em Direito tributário e Finanças Empresariais pela Furb, árbitro/mediador e diretor da Câmara de Mediação e Arbitragrem de Brusque e diretor da Facema - Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade