Jornal Página 3
Coluna
Economia & Negócios
Por Augusto Cesar Diegoli

Economia da Semana

Cidades mais pacíficas

Santa Catarina tem as duas cidades mais pacíficas do Brasil, segundo dados do Atlas da Violência feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), com base nos índices de 2015. Jaraguá do Sul e Brusque lideram a lista. A taxa de mortes por 100 mil habitantes de Jaraguá foi de 3,1 casos, enquanto em Brusque foi 4,1. Blumenau também está entre as mais pacíficas, com índice de 9,7. Na lista das cidades mais violentas, Altamira (PA) lidera. São 105,2 casos de homicídios por 100 mil habitantes. Da Região Sul, os representantes neste quesito são Almirante Tamandaré (PR), Piraquara (PR) e Alvorada (RS).

Exportações catarinenses

As exportações catarinenses tiveram o melhor desempenho para o mês de maio desde 2011. Na comparação com o mesmo mês de 2016, o Estado teve um aumento de 15,8% nos valores de produtos vendidos ao exterior. O principal destaque ficou com a soja, cujos embarques cresceram 37,9% e representaram 16,5% de todo o valor negociado. O item foi o principal da pauta no período. Com o resultado, o Estado ocupou a oitava colocação entre os maiores exportadores do Brasil. No consolidado dos cinco primeiros meses do ano em relação a 2016, o resultado geral também é positivo: 16,8% de crescimento, com um total de US$ 3,4 bilhões em vendas. Nesse período, além da soja (+40%), também se destacam as vendas de carnes suínas (+10%) e de aves (+45%), que não foram afetadas pela Operação Carne Fraca.

Complexo médico

O Litoral de Santa Catarina vai ganhar um complexo médico com um hospital em Itajaí. O Lion Medical Center, um projeto de R$ 80 milhões, contará também com um complexo de consultórios, laboratórios e serviços especializados. O projeto, com 23 andares é um investimento da Leão Empreendimentos, com a Pró Medical Consultoria. A previsão de inauguração é em 18 meses.

Focada em SC

Nascido em Blumenau em 1980, o Grupo Almeida Júnior mudou para São Paulo em 1994. Agora, 23 anos depois e uma cultura global, voltou para o Estado. Com investimento de R$ 5 milhões, o empreendedor Jaimes Almeida Jr instalou um escritório moderno no Continente Shopping, em São José, para onde trouxe 80 profissionais. O grupo tem seis shoppings em SC, que receberam investimentos totais de R$ 1,8 bilhão, mais R$ 670 milhões dos lojistas. A empresa oferece mil empregos diretos e as lojas dos shoppings somam 12 mil empregos. O próximo investimento do grupo será em Chapecó e ampliação do Joinville Garten. A meta é continuar investindo em Santa Catarina, até com aquisição de shoppings.

Recuperação Judicial (1)

A Athletic Way Comércio e Equipamentos para Ginástica e Fisioterapia, de Joinville, pediu recuperação judicial. A empresa está no mercado há 30 anos. Nasceu como empresa de pequeno porte, sendo que a expansão dos negócios se deu de forma intensa ao longo das décadas. O crescimento foi ainda mais forte quando decidiu mudar a fábrica de Joinville para a Zona Franca de Manaus, obtendo, então, as vantagens tributárias oferecidas pela sua nova localização. A sede e a área administrativa da empresa ficam em Joinville. O plano de recuperação judicial deverá ser votado pelos credores, em assembleia a ser designada oportunamente.

Recuperação judicial (2)

A crise econômica grave mostra seus efeitos em diferentes regiões do Estado e atingiu variados tipos e tamanhos de empresas. Assim, levantamento realizado pela Corporate Consulting, em parceria com a Serasa Experian, revela que 16 empresas catarinenses entraram com pedido de recuperação judicial (tiveram pedidos aceitos pela Justiça) apenas no primeiro trimestre deste ano. Ao longo do ano de 2016, foram 20 pedidos. Estes números, por si só, explicam o cenário adverso e indica que o agravamento da situação econômica vem de bastante tempo.

BMW dá férias coletivas

A BMW vai dar férias coletivas de dez dias a mais de 800 funcionários da fábrica em Araquari, entre os dias 17 e 26 de julho. O número de empregados que não vão trabalhar neste período representa em torno de 90% do total da unidade. A BMW Group no Brasil, emprega 1.200 pessoas. Isso inclui os empregados da fábrica de Manaus e de Araquari, mas não considera os 180 colaboradores contratados unicamente para projeto específico de exportação que atuam no município catarinense.

Cartão de crédito

As taxas médias de juros que incidem no rotativo do cartão de crédito caíram para 345% ao ano. Em maio, estava em 13,25% ao mês. Foi a sexta redução seguida, segundo levantamento da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade).

Poupança

Os depósitos na poupança superaram as retiradas em maio e a aplicação registrou o primeiro resultado positivo em 2017. A captação líquida foi de R$ 292,6 milhões, de acordo com dados divulgados pelo Banco Central.

Autuações da Fazenda em SC

A Fazenda de Santa Catarina concluiu, na última semana, auditoria em uma grande rede de supermercados que tem 25 lojas. Os fiscais emitiram notificações fiscais no valor de R$ 65 milhões. As infrações (tributação a menor nas vendas a varejo) foram constatadas com a ajuda do aplicativo Olho Mágico. O sistema verifica se o produto registrado no emissor de cupom fiscal (ECF), na boca do caixa, está com a alíquota correta do ICMS. Lançado em 2013, o Olho Mágico já possibilitou auditar 367 supermercados, incluídas todas as grandes redes do setor. Foram verificadas mais de R$ 27 bilhões em vendas no varejo e lançadas notificações no valor total de R$ 402 milhões.

Menos consumo

O indicador de propensão ao consumo, calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), aponta que 58% dos consumidores planejam reduzir os gastos em junho. As principais justificativas são a tentativa de economizar (23%), os preços mais elevados (18%), o fato de estarem endividadas (15%) e uma redução de renda (10%). Boa parte (42%) diz estar no zero a zero, sem sobra, nem falta dinheiro. Já 37% dizem estar no “vermelho”, sem conseguir pagar todas as contas, e somente 15% dizem estar com sobra de dinheiro.

Marketplaces

O mercado bilionário dos marketplaces cresce a cada dia e já é responsável por 25% do faturamento de todo o comércio eletrônico no Brasil, segundo levantamento da Ecommet, empresa de tecnologia que desenvolve sistemas inteligentes para automatizar e otimizar as vendas em marketplaces. Além do Mercado Livre, outros grandes varejistas entraram na “briga” do setor, como Magazine Luiza, Netshoes e Via Varejo. Recentemente, a Amazon também lançou um marketplace de livros no país. Só o Mercado Livre transaciona mais de R$ 10 bilhões por ano no Brasil, o que mostra a importância e bom momento do segmento.

Educação

Há investidores interessados em comprar escolas e colégios localizados em cidades do litoral catarinense.

FGTS inativo

Cerca de 38% dos brasileiros usaram o saldo do FGTS para pagar dívidas em atraso e 13% fizeram compras extras, segundo estudo do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas). O benefício foi retirado por 14% dos brasileiros.

Nova linha da Ciser

A Ciser, maior fabricante latino-americana de elementos de fixação (porcas e parafusos), com unidade em Araquari, está lançando uma nova linha de braçadeiras, resultado de uma parceria com a empresa Metal Matrix.

Isenções bilionárias

Na análise das contas do governo de 2016, o TCE-SC anotou que foi concedida no ano passado a fortuna de R$ 5,45 bilhões de isenções fiscais, valor que corresponde a 22,53% das despesas realizadas de R$ 24,18 bilhões. O caso será objeto de auditoria, segundo o Tribunal de Contas do Estado.

Cruzeiros

O prefeito de Porto Belo foi recebido em Brasília pelo secretário geral da Receita Federal, na última semana, para tratar do alfandegamento do píer de transatlânticos da cidade. Recentemente o município apresentou à Receita o relatório do impacto econômico que a vinda de mais navios de cruzeiros trará. Já são sete escalas confirmadas para o próximo verão.

Nome sujo

O atraso no pagamento de contas básicas, como água e luz, levaram mais de 60 milhões de brasileiros a entrarem para a lista de inadimplentes entre abril e maio. O total representa 40% da população adulta. Trata-se do maior volume desde o início da série histórica da pesquisa, que começou a ser feita pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e pela CNDL (Confederação Nacional dos Dirigentes Lojsitas) em janeiro de 2015. Até então, o maior pico de devedores tinha sido registrado em maio do ano passado (59 milhões). Os brasileiros estão com orçamento mais restrito e estão com dificuldades em obter crédito nos bancos.

Inflação

A inflação oficial medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) mais do que dobrou entre abril e maio, ao passar de 0,14% para 0,31%. Mesmo assim, essa é a menor taxa para os meses de maio em dez anos, quando atingiu a marca de 0,28%. No ano, o índice está em 1,42% e, nos últimos 12 meses, em 3,60%.

Auditoria internacional

A transparência nos processos de gestão, aliado ao compromisso com o cliente, a valorização pessoal e a responsabilidade social e ambiental garantiram à FG Empreendimentos a chancela da Ernst & Young sem qualquer tipo de ressalva. Desde 2013 a construtora catarinense é auditada pela EY, que está entre as quatro maiores auditorias mundiais e atua com empresas do porte da Coca-Cola, Walmart, Google e Fiat. Este trabalho coloca a FG na elite do setor imobiliário internacional, porque todos os processos são avalizados para manutenção das melhores práticas, métodos e processos de gestão. São elementos que tornam ainda mais transparentes para o mercado e sociedade.

Presença no Secmasc

Daniel Jacob Nogueira, é advogado, presidente da comissão especial de arbitragem, do conselho federal da OAB e um dos renomados palestrantes que irão compartilhar seus conhecimentos com os participantes do VII Seminário de Conciliação, Mediação e Arbitragem de Santa Catarina (Secmasc). Atuando em Manaus (AM), é um dos entrevistados da Revista Catarinense de Solução de Conflitos (RCSC) que será distribuída durante o evento em Brusque no mês de setembro deste ano, tratando do custo/benefício da utilização da arbitragem para dirimir conflitos empresariais. Segundo ele, a agilidade e confidencialidade do procedimento arbitral são fatores da satisfação para o empresário.

Emergência financeira

O prefeito de Itajaí publicou decreto de emergência financeira. Na prática, o documento reconhece que há crise nos cofres públicos e estabelece medidas de contenção, entre elas, uma reforma administrativa, com auditoria na folha de pagamento, proibição de horas extras e de licitações que não estavam planejadas, além da redução de benefícios como o auxílio-universidade para os servidores. As medidas de gastos incluem redução de despesas em 10 a 20% em todos os órgãos de governo (secretarias, autarquias, fundos e fundações).

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 16/06/2017 às 11h02 | acdiegoli@gmail.com

publicidade





publicidade



Augusto Cesar Diegoli

Assina a coluna Economia & Negócios

Contabilista aposentado, graduado em Direito pela Univali (ex-Fepevi), pós graduado em Direito tributário e Finanças Empresariais pela Furb, árbitro/mediador e diretor da Câmara de Mediação e Arbitragrem de Brusque e diretor da Facema - Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem.
















Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br