Jornal Página 3
Coluna
Céres Felski
Por Céres Fabiana Felski

Mentiras cotidianas

            

             É mentira. Disseram que quem pensa em se matar é porque “é fraco”.  Você já tentou imaginar a coragem necessária para pôr fim ao que se conhece apostando no absolutamente desconhecido território da morte? É mentira, sim.

            Uma mentira disfarçada de autoconfiança, travestida de pseudo-superioridade. Diagnóstico mais claro, impossível: o mundo sofre de falta de empatia. Somos todos doutores especialistas em tudo: sabemos tudo de futebol, de política, de religião. Ninguém mais se lembra daquela máxima que dizia que “futebol, política e religião não se discute”. Discute-se tudo. E, pós graduados em facebook e whatts app, julgamos e sentenciamos tudo. E pior: executamos.

       E depois, com ares de condescendência, observamos as pessoas que saltam de prédios, de pontes, sem ao menos nos questionarmos sobre nosso papel neste teatro de horrores. Quantas vezes servimos de trampolim ao invés de paraquedas? Quando foi a última vez que paramos para ouvir o outro sem julgamentos?

             Por um mundo que tenha mais seres humanos e menos doutores de internet.

            Por mais mãos estendidas e menos dedos apontados.          

            Depressão não é frescura nem fraqueza.

        

 

“empatia (s.f.)

não é sentir pelo outro, mas sentir com o outro. quando a gente lê o roteiro de outra vida. é ser ator em outro palco. é compreender. é não dizer "eu sei como você se sente". é quando a gente não diminui a dor do outro. é descer até ao fundo do poço e fazer companhia pra quem precisa. não é ser herói, é ser amigo. 
é saber abraçar a alma.

 

João Doederlein

 

 

           

 

 

Escrito por Céres Fabiana Felski, 21/11/2018 às 09h09 | cereshmrc@gmail.com



Céres Fabiana Felski

Assina a coluna Céres Felski

Médica formada pela Universidade Federal de Santa Catarina em 1991, atuando na rede pública de Balneário Camboriú há 21 anos. Escritora, apaixonada por educação em saúde e literatura. Lançou romances educativos sobre insuficiência renal crônica, hemodialise, diabetes tipo 1 (insulinodependente), diabetes 2 (não insulinodependente), além de livros de poesia. Blogueira (www.ceresfelski.com.br)


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Céres Felski
Por Céres Fabiana Felski

Mentiras cotidianas

            

             É mentira. Disseram que quem pensa em se matar é porque “é fraco”.  Você já tentou imaginar a coragem necessária para pôr fim ao que se conhece apostando no absolutamente desconhecido território da morte? É mentira, sim.

            Uma mentira disfarçada de autoconfiança, travestida de pseudo-superioridade. Diagnóstico mais claro, impossível: o mundo sofre de falta de empatia. Somos todos doutores especialistas em tudo: sabemos tudo de futebol, de política, de religião. Ninguém mais se lembra daquela máxima que dizia que “futebol, política e religião não se discute”. Discute-se tudo. E, pós graduados em facebook e whatts app, julgamos e sentenciamos tudo. E pior: executamos.

       E depois, com ares de condescendência, observamos as pessoas que saltam de prédios, de pontes, sem ao menos nos questionarmos sobre nosso papel neste teatro de horrores. Quantas vezes servimos de trampolim ao invés de paraquedas? Quando foi a última vez que paramos para ouvir o outro sem julgamentos?

             Por um mundo que tenha mais seres humanos e menos doutores de internet.

            Por mais mãos estendidas e menos dedos apontados.          

            Depressão não é frescura nem fraqueza.

        

 

“empatia (s.f.)

não é sentir pelo outro, mas sentir com o outro. quando a gente lê o roteiro de outra vida. é ser ator em outro palco. é compreender. é não dizer "eu sei como você se sente". é quando a gente não diminui a dor do outro. é descer até ao fundo do poço e fazer companhia pra quem precisa. não é ser herói, é ser amigo. 
é saber abraçar a alma.

 

João Doederlein

 

 

           

 

 

Escrito por Céres Fabiana Felski, 21/11/2018 às 09h09 | cereshmrc@gmail.com



Céres Fabiana Felski

Assina a coluna Céres Felski

Médica formada pela Universidade Federal de Santa Catarina em 1991, atuando na rede pública de Balneário Camboriú há 21 anos. Escritora, apaixonada por educação em saúde e literatura. Lançou romances educativos sobre insuficiência renal crônica, hemodialise, diabetes tipo 1 (insulinodependente), diabetes 2 (não insulinodependente), além de livros de poesia. Blogueira (www.ceresfelski.com.br)


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade