Jornal Página 3
Coluna
Turiscope - Retratos de Viagens
Por Ike Gevaerd

NAVEGANDO PELO EXTREMO NORTE DA NORUEGA

DE TROMSØ ATÉ HONNINGSVÅG

 

TROMSØ – A Capital do Ártico

IKE GEVAERD

Situada no centro da costa norte do mar da Noruega, escolhi Tromso, uma região de fiordes e montanhas geladas para o início de uma viagem marítima em direção ao Cabo Norte, o ponto mais ao norte do continete europeu. Para os maratonistas todos os anos nesta época acontece a Maratona do Sol da Meia Noite, com esportistas de diversos paises. 

 

SAINDO DE TROMSO

Estava percorrendo  a costa norueguesa de carro numa visita técnica as 18 Rotas Cênicas daquele país escandinavo e para sair da rotina rodoviária, coloquei meu carro no magnífico navio de cruzeiro Hurtigrutem, que estava passando por Tromso. Feliz, sigo na busca desta experiência num ensolarado dia verão. 

 

O NAVIO DE CRUZEIRO HURTIGRUTEN

Com apenas 14 viagens anuais partindo de Bergem, ao sul em direção ao Cabo Norte, numa viagem que dura 12 dias, ida e volta, é considerada uma das viagens marítimas mais bonitas do planeta. O navio dispõe de tudo o que um bom transatlântico oferece, e a maioria de seus passageiros são europeus e americanos em busca de uma experiência diferente junto a natureza exuberante do extremo norte da  Noruega.

 

PAISAGENS DOS FIORDES DO ÁRTICO  

IKE GEVAERD 

A paisagem acima é do fiorde de Ulss, e vistas como esta me acompanharam durante os dois dias de navegação. 

 

NAVEGANDO ENTRE MONTANHAS GELADAS

IKE GEVAERD

Já tinha navegado por fiordes na costa central norueguesa, mas a sensação de viajar por entre montanhas geladas, observando as pequenas comunas e portos que pontilham a paisagem, tornam a viagem inesquecível.  

 

SOL DA MEIA NOITE

IKE GEVAERD

Quase meia noite, e todos os passageiros já tinham ido para as suas cabines, fiquei sozinho no deque frontal do navio e observei o belo espetáculo quando sol toca a linha do horizonte, este fenômeno acontece de meados de maio até agosto. 

 

HAMMERFEST E O PETRÓLEO

IKE GEVAERD

Totalmente destruída pelo exército nazista durante a segunda guerra, hoje reconstruída, sua economia gira em torno da pesca e da exploração do petróleo, a principal fonte de renda da Noruega. As chaminés com fogo bem como os petroleiros vermelhos chamam a atenção de quem navega pelos arredores de Hammerfest..

 

ENERGIA RENOVÄVEL IMPLANTADA

IKE GEVAERD

As torres de energia eólica são sinais de sustentabilidade espalhados pelas planícies inóspitas daquela região acima do Círculo Polar Ártico. 

 

A PESQUEIRA HAVOYSUND

Pequenos barcos com valentes pescadores partem diariamente em direção ao mar gelado para pescar um dos peixes mais consumidos pelos noruegueses, o Halibut, parecido com o nosso linguado. Todo pescador tem uma cota especial para pesca que é regiamente cumprida. O turismo de pesca é um importante  gerador de renda de Havoysund. 

 

QUASE CHEGANDO

IKE GEVAERD

A cada milha percorrida as paisagens, cada vez mais belas, se transformam. O pico na foto acima no fiorde Kobberg  anuncia  que estamos quase chegando a Honningsvag, nosso destino. 

 

HONNINGSVAG

IKE GEVAERD

É o município mais ao norte da Noruega. Ali reinicio a viagem de carro, cujo próximo destino é o Cabo Norte, passando antes no Centro de Informações Turísticas para me atualizar, pois já se passaram 20 anos desde que lá estive. A Rota Cênica entre Honningsvag e os penhascos do Cabo Norte será tema de uma próxima foto reportagem. 

 

POIS É.........

Viagens de navio fora do circuito tradicional oferecido pelas agências de turismo, poderiam partir aqui de Santa Catarina, passando pela Terra do Fogo indo até os Fiordes Chilenos, tão belos quanto os da Noruega. Mas falta iniciativa e apoio de quem por isto é responsável.   


 

Escrito por Ike Gevaerd, 25/06/2020 às 17h17 | ikegevaerd@terra.com.br



Ike Gevaerd

Assina a coluna Turiscope - Retratos de Viagens

Empresário, Diretor da Biosphera Empreendimentos Ambientais desde 1994, viajante, pesquisador autodidata de assuntos ligados a turismo e meio ambiente, conservacionista e ambientalista.














Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: [email protected]

Página 3

NAVEGANDO PELO EXTREMO NORTE DA NORUEGA

DE TROMSØ ATÉ HONNINGSVÅG

 

TROMSØ – A Capital do Ártico

IKE GEVAERD

Situada no centro da costa norte do mar da Noruega, escolhi Tromso, uma região de fiordes e montanhas geladas para o início de uma viagem marítima em direção ao Cabo Norte, o ponto mais ao norte do continete europeu. Para os maratonistas todos os anos nesta época acontece a Maratona do Sol da Meia Noite, com esportistas de diversos paises. 

 

SAINDO DE TROMSO

Estava percorrendo  a costa norueguesa de carro numa visita técnica as 18 Rotas Cênicas daquele país escandinavo e para sair da rotina rodoviária, coloquei meu carro no magnífico navio de cruzeiro Hurtigrutem, que estava passando por Tromso. Feliz, sigo na busca desta experiência num ensolarado dia verão. 

 

O NAVIO DE CRUZEIRO HURTIGRUTEN

Com apenas 14 viagens anuais partindo de Bergem, ao sul em direção ao Cabo Norte, numa viagem que dura 12 dias, ida e volta, é considerada uma das viagens marítimas mais bonitas do planeta. O navio dispõe de tudo o que um bom transatlântico oferece, e a maioria de seus passageiros são europeus e americanos em busca de uma experiência diferente junto a natureza exuberante do extremo norte da  Noruega.

 

PAISAGENS DOS FIORDES DO ÁRTICO  

IKE GEVAERD 

A paisagem acima é do fiorde de Ulss, e vistas como esta me acompanharam durante os dois dias de navegação. 

 

NAVEGANDO ENTRE MONTANHAS GELADAS

IKE GEVAERD

Já tinha navegado por fiordes na costa central norueguesa, mas a sensação de viajar por entre montanhas geladas, observando as pequenas comunas e portos que pontilham a paisagem, tornam a viagem inesquecível.  

 

SOL DA MEIA NOITE

IKE GEVAERD

Quase meia noite, e todos os passageiros já tinham ido para as suas cabines, fiquei sozinho no deque frontal do navio e observei o belo espetáculo quando sol toca a linha do horizonte, este fenômeno acontece de meados de maio até agosto. 

 

HAMMERFEST E O PETRÓLEO

IKE GEVAERD

Totalmente destruída pelo exército nazista durante a segunda guerra, hoje reconstruída, sua economia gira em torno da pesca e da exploração do petróleo, a principal fonte de renda da Noruega. As chaminés com fogo bem como os petroleiros vermelhos chamam a atenção de quem navega pelos arredores de Hammerfest..

 

ENERGIA RENOVÄVEL IMPLANTADA

IKE GEVAERD

As torres de energia eólica são sinais de sustentabilidade espalhados pelas planícies inóspitas daquela região acima do Círculo Polar Ártico. 

 

A PESQUEIRA HAVOYSUND

Pequenos barcos com valentes pescadores partem diariamente em direção ao mar gelado para pescar um dos peixes mais consumidos pelos noruegueses, o Halibut, parecido com o nosso linguado. Todo pescador tem uma cota especial para pesca que é regiamente cumprida. O turismo de pesca é um importante  gerador de renda de Havoysund. 

 

QUASE CHEGANDO

IKE GEVAERD

A cada milha percorrida as paisagens, cada vez mais belas, se transformam. O pico na foto acima no fiorde Kobberg  anuncia  que estamos quase chegando a Honningsvag, nosso destino. 

 

HONNINGSVAG

IKE GEVAERD

É o município mais ao norte da Noruega. Ali reinicio a viagem de carro, cujo próximo destino é o Cabo Norte, passando antes no Centro de Informações Turísticas para me atualizar, pois já se passaram 20 anos desde que lá estive. A Rota Cênica entre Honningsvag e os penhascos do Cabo Norte será tema de uma próxima foto reportagem. 

 

POIS É.........

Viagens de navio fora do circuito tradicional oferecido pelas agências de turismo, poderiam partir aqui de Santa Catarina, passando pela Terra do Fogo indo até os Fiordes Chilenos, tão belos quanto os da Noruega. Mas falta iniciativa e apoio de quem por isto é responsável.   


 

Escrito por Ike Gevaerd, 25/06/2020 às 17h17 | ikegevaerd@terra.com.br



Ike Gevaerd

Assina a coluna Turiscope - Retratos de Viagens

Empresário, Diretor da Biosphera Empreendimentos Ambientais desde 1994, viajante, pesquisador autodidata de assuntos ligados a turismo e meio ambiente, conservacionista e ambientalista.