Jornal Página 3

Coletivo Sem Título apresenta 2ª Mostra - Alerta de Spoiler
Diego Miranda

Segunda, 21/8/2017 7:42.

Camila Gonçalves - A 2ª Mostra Sem Título chega esta semana à Itajaí para surpreender o público com performances experimentais e espetáculos. Intitulada “Alerta de Spoiler”, este ano a Mostra será marcada pela influência do cinema, relacionando a sétima arte com outras linguagens artísticas. O evento é totalmente gratuito e acontece na Casa da Cultura Dide Brandão de terça-feira a sábado, de 22 a 26 de agosto.

Serão apresentadas duas peças de teatro, “Eu, palhaço?”e “Como apavorar monstros”, montagens do Coletivo Sem Título (Itajaí/SC). O grupo que promove o evento é composto pelos artistas Adriano Magalhães, Daniel Barro e Osmar Domingos.

A programação também conta com mostra de curtas, roda de conversa e apresentação de experiências performativas dos artistas itajaienses convidados Juan Manuel Domínguez, Sarah Uriarte, Kim Coimbra e Marcelo de Souza.

Alerta de Spoiler é o termo usado para dizer que o texto, ou outra comunicação, contém elementos importantes do enredo de uma obra, geralmente um filme ou série. “Não queremos estragar a experiência de ninguém ao revelar partes do enredo de filmes, mas propomos com o evento obras de teatro ou performativas que dialoguem ou sejam atravessados pela experiência cinemática”, explica Adriano Magalhães, um dos idealizadores do evento.

A 2ª Mostra Sem Título tem o patrocínio da Prefeitura Municipal de Itajaí e da Fundação Cultural de Itajaí via Edital de Eventos Comunitários 2017. O Coletivo Sem Título apresenta desde 2013 peças experimentais que constroem uma relação de jogo entre público e obra. Para acompanhar as produções do grupo itajaiense visite a página no Facebook @coletivosemtitulo.

Confira a programação

Local: Casa da Cultura Dide Brandão
Entrada: Gratuita

Terça-feira, 22 de agosto

20h- Peça "Eu, palhaço?" ou quando falamos de filmes em cena

Sinopse: Em determinado momento do processo de criação de um espetáculo de palhaço percebemos que estávamos cada um pensando um trabalho diferente. O ator tinha, desde a primeira ideia de projeto, vontade de falar sobre a história da palhaçaria. O diretor, apaixonado por cinema de terror, queria experimentar em cena com palhaços assassinos. O dramaturgo fez esquetes de comédia, instruções sobre como ser palhaço. Já a assistente de dramaturgia fez um poema. “Eu, palhaço?”é o resultado dessas várias propostas, ainda que não uma síntese, um lugar onde se pensa a figura do palhaço.

Quarta-feira, 23 de agosto

20h - Mostra de curtas de terror, ou quando experimentamos o cinema que mais flerta com o público

Quinta-feira, 24 de agosto

20h - "cinema + x = Mostra híbrida", ou quando artistas convidados compõem experiências cinemáticas plurais

Com os artistas Sarah Uriarte e Kim Coimbra, Juan Manuel Domínguez e Marcelo de Souza.

21h - Roda de conversa "Contagioso: sobre o atravessamento de linguagens"

Entre os artistas convidados para a mostra Sarah Uriarte e Kim Coimbra, Juan Manuel Domínguez, Marcelo de Souza e os artistas do Coletivo Sem título.

Sábado, 26 de agosto

20h - Peça "Como apavorar monstros" ou quando a cena é sobreposta uma colagem de vídeos

Sinopse: Era só uma noite que iria dormir na casa de um amigo, mas depois que a mãe conta uma história de ninar, monstros começam a espreitar. Primeiro invadem os sonhos, depois invadem as brincadeiras até que os meninos começam a se identificar com esses monstros. A transformação acontece até que os monstros de fora e de dentro não tenham mais diferenças. Como apavorar monstros revisita o mito da inocência infantil para investigar os jogos de poder que dão condições ao processo de monstrificação do outro, o estrangeiro. E se pergunta se é possível curar opressores.


Publicidade


Colunistas
por Fernando Baumann
por Sonia Tetto
por Saint Clair Nickelle
por Augusto Cesar Diegoli
por Marcos Vinicios Pagelkopf
por Enéas Athanázio
Guia Legal BC

Banda se apresenta no dia 5 de janeiro


Geral

Consórcio pode ser o fato mais relevante desde que as duas cidades se separaram 53 anos atrás 


Publicidade