Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cultura
Em um ano, Spotify aumenta em 66% o número de assinantes

Isto pode reverter o enorme prejuízo de 2015

Segunda, 6/3/2017 10:02.

Publicidade

(FOLHAPRESS) - O Spotify tem, atualmente, 50 milhões de assinantes -mais que o dobro de sua concorrente Apple Music, que continua na marca de 20 milhões.

A empresa anunciou o número nesta quinta-feira (2), via Twitter. Em março do ano passado, o serviço tinha 30 milhões de assinantes, ou seja, houve um aumento de 66% de contas pagas em um ano.

Em 2015, o mercado fonográfico global cresceu pela primeira vez desde 2005, com a ascensão das receitas digitais superando a queda das vendas físicas.

O alívio veio para as gravadoras. O Spotify, que é um distribuidor, fechou o ano de 2015 com prejuízo de US$ 194 milhões, apesar de ter uma receita de US$ 2,18 bilhões. O motivo do saldo negativo são os gastos com direitos autorais, que chegaram a US$ 1,83 bilhões.

O balanço de 2015 demonstrou também que a maioria dos usuários do Spotify tinha contas gratuitas (28 dos 60 milhões dos inscritos no serviço então). Ainda não foi divulgado o balanço de 2016.

VÍDEO

Em 2016, o Spotify anunciou que iria investir em distribuir vídeos de canais de televisão, um setor que vem demonstrando mais sucesso financeiro entre as concorrentes Amazon e Netflix.

A Netflix teve lucro de US$ 2,8 bilhões em 2016 e, segundo afirmou seu CEO na Mobile World Congress, está se aproximando de 100 milhões de inscritos pagos. Já a Amazon afirma ter lucrado US$ 6,4 bilhões com serviços por assinatura no ano passado, o que inclui livros, músicas e outros serviços.

Ambas são empresas de capital aberto, diferentemente do Spotify.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Em um ano, Spotify aumenta em 66% o número de assinantes

Isto pode reverter o enorme prejuízo de 2015

Publicidade

Segunda, 6/3/2017 10:02.

(FOLHAPRESS) - O Spotify tem, atualmente, 50 milhões de assinantes -mais que o dobro de sua concorrente Apple Music, que continua na marca de 20 milhões.

A empresa anunciou o número nesta quinta-feira (2), via Twitter. Em março do ano passado, o serviço tinha 30 milhões de assinantes, ou seja, houve um aumento de 66% de contas pagas em um ano.

Em 2015, o mercado fonográfico global cresceu pela primeira vez desde 2005, com a ascensão das receitas digitais superando a queda das vendas físicas.

O alívio veio para as gravadoras. O Spotify, que é um distribuidor, fechou o ano de 2015 com prejuízo de US$ 194 milhões, apesar de ter uma receita de US$ 2,18 bilhões. O motivo do saldo negativo são os gastos com direitos autorais, que chegaram a US$ 1,83 bilhões.

O balanço de 2015 demonstrou também que a maioria dos usuários do Spotify tinha contas gratuitas (28 dos 60 milhões dos inscritos no serviço então). Ainda não foi divulgado o balanço de 2016.

VÍDEO

Em 2016, o Spotify anunciou que iria investir em distribuir vídeos de canais de televisão, um setor que vem demonstrando mais sucesso financeiro entre as concorrentes Amazon e Netflix.

A Netflix teve lucro de US$ 2,8 bilhões em 2016 e, segundo afirmou seu CEO na Mobile World Congress, está se aproximando de 100 milhões de inscritos pagos. Já a Amazon afirma ter lucrado US$ 6,4 bilhões com serviços por assinatura no ano passado, o que inclui livros, músicas e outros serviços.

Ambas são empresas de capital aberto, diferentemente do Spotify.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade