Jornal Página 3

5º Festival Brasileiro Toni Cunha segue até domingo, em Itajaí
Pedro Isaías Lucas

A quinta edição do Festival Brasileiro de Teatro Toni Cunha segue até o próximo dia 29, em Itajaí. Ele será realizado em seis palcos itinerantes: Praça da Beira-rio, Praça Arno Bauer (ao lado do Museu), Teatro Municipal, Casa da Cultura Dide Brandão, Sesc e Itajaí Criativa.

Na abertura, às 17h, o espetáculo convidado ‘Caliban - A Tempestade de Augusto Boal’, com a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz, de Porto Alegre. O espetáculo é gratuito, na praça da Beira Rio.

Afonso Nilson, dramaturgo, gestor cultural e um dos curadores do evento, contou que o Festival recebeu mais de 400 inscrições e isso evidencia a relevância do trabalho de Itajaí no contexto nacional.

“Importantes grupos de teatro do país demonstraram interesse em participar do Festival. Buscamos selecionar espetáculos com diferentes expressões e abordagens para reunir neste festival já consagrado”, reforça.

O Festival terá apresentações gratuitas, ingressos por R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), passaporte por R$ 100 para todos os espetáculos.

PROGRAMAÇÃO OFICIAL

Dia 22 - 17h
Abertura do Festival | Espetáculo Convidado
Espetáculo: Caliban - A Tempestade de Augusto Boal
Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz (Porto Alegre - RS)
Sinopse: Impulsionada pela ideia de que “somos todos Caliban”, a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz quer, com a encenação, analisar criticamente a “tempestade” conservadora que hoje sofre a América Latina, e especialmente o grande retrocesso nos direitos sociais e na luta pela autonomia econômica, política e cultural que vivemos no Brasil. A encenação é criada a partir do texto “A Tempestade” de Augusto Boal, escrita pelo autor no exílio, em 1974, período em que os movimentos sociais latino-americanos sofriam uma grande derrota frente ao imperialismo estadunidense e eram terrivelmente reprimidos pelas ditaduras civil-militares. A Tribo, sem trair a sua vocação artística, quer com o seu teatro de rua instaurar a alegria e a indignação nos seus milhares de espectadores.
Local: Praça Genésio Miranda Lins (Beira-rio)
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 90 min
Valor: gratuito

Dia 22 - 20h
Mostra Local
Espetáculo: Primeiro Milagre
Grupo Risco (Itajaí)
Sinopse: A ironia é trazida para a cena através do texto “Il primo miracolo del nino Gisus” do italiano Dario Fo – prêmio nobel de literatura 2007. Tendo como temas a segregação racial, o jogo de poder, a fome e a diferença de classes sociais, a história narra os primeiros nove anos da vida de Jesus e seu primeiro milagre. Depois da família sagrada ser exilada, Maria e José trabalham duro para cuidar de Jesus, que foi crescendo e entendendo seus poderes. Amava seus pais, mas sofria com o preconceito dos outros meninos. Então teve a ideia de fazer voar passarinhos feitos de barro para poder brincar e jogar com as outras crianças. O filho do patrão da cidade, tomado por ira e inveja, acaba destruindo os passarinhos. Primeiro Milagre vai além de elucidar uma história milenar, ele trata de temas que se mantém fortes até os dias de hoje: racismo, miscigenação, ego e a falta de habilidade das pessoas em serem humanas.
Local: Criativa - residência artística
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 50 min

Dia 23 - 18h
Mostra Nacional
Espetáculo: O Concerto da Lona Preta
Trupe da Lona Preta (São Paulo – SP)
Sinopse: “O Concerto da Lona Preta” é um espetáculo inspirado na tradição circense e em músicas que fazem parte do imaginário popular. Cinco músicos, ou melhor, cinco palhaços tentam de forma divertida executar um concerto musical com um amplo e variado repertorio, que abrange arranjos musicais concernentes às manifestações populares, eruditas e popularescas.
Local: Praça Arno Bauer - ao lado do Museu Histórico
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 45 min
Valor: gratuito

Dia 23 - 20h
Mostra Nacional
Espetáculo: As Três Marias
Cia. Crias da Casa (Rio de Janeiro – RJ)
Sinopse: A história se passa numa praça em algum lugar indeterminado. Antônio Maria, Zé Maria e Maria Aparecida se conhecem. Descobrem afinidades e decidem, juntos, correr o mundo como uma trupe mambembe, contando e vivendo histórias. Agora eles são Três Marias - três destinos, três amigos, três vidas atreladas por um chamado: contar e viver histórias pelo mundo. Assim, desdobrando-se em vários personagens e tipos, os ‘menestréis’ contam ao público a história de um grande amor entre um anjo da guarda, Gabriel, e sua tutelada, a jovem e doce Janaina. Um amor inicialmente impossível, mas que acaba por se realizar.
Local: Teatro Municipal de Itajaí
Classificação Indicativa: Livre para toda família
Duração: 60 min

Dia 23 - 21h
Espetáculo Convidado
Espetáculo: Evocando os mortos – Poéticas da experiência
Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz (Porto Alegre – RS)
Sinopse: Desvelando os processos de criação de diferentes personagens, criadas entre 1999 e 2011, a atriz Tânia Farias deixa ver quanto as suas vivências pessoais e do coletivo Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz atravessam os mecanismos de criação. Através da ativação da memória corporal, a atriz faz surgir e desaparecer as personagens, realizando uma espécie de ritual de evocação de seus mortos para compreensão dos desafios de fazer teatro nos dias de hoje.
Local: SESC Itajaí
Classificação Indicativa: 16 anos
Duração: 60 min
Espetáculo indicado para estudantes de artes, atores e interessados em processos criativos.

Dia 24 - 9h às 13h
Oficina
A Voz como ferramenta de Construção do Tempo, do Espaço e do Imaginário
Juliana Galdino - Club Noir (São Paulo)
Sinopse: O encontro vai proporcionar aos atores a possibilidade de descobrir novos e inaugurais sentidos em uma obra, descolando-se de conteúdos e formas hegemônicas. Cada participante trabalhará com um pequeno texto, sobre o qual a Orientadora procederá uma série de intervenções, visando uma modulação mais ampla (e singular) do tempo e do espaço, através de desvelamentos insuspeitados das palavras – transformando- as em rizomas no imaginário do espectador.
Local: Casa da Cultura Dide Brandão
Classificação Indicativa: 18 anos
Duração: 12 horas - 15 vagas. Oficina indicada para atores e atrizes.
Observações: Estende-se nos dias 25/10 e 26/10, mesmo horário. Inscrições via currículo pelo email festivaltonicunha@gmail.com, até o dia 19/10.
Valor: gratuito

Dia 24 - 15h e 16h
Mostra Local
Espetáculo: Pô!Ema - criação poética para crianças
Eranos Círculo de Arte (Itajaí – SC)
Sinopse: Em “Pô! Ema” crianças em fase de alfabetização encontram em um ambiente intimista, uma escritora em crise que sente que sua inspiração e suas poesias estão 'sumindo'. Com a ajuda da plateia ela descobre que na verdade uma Ema (em projeção digital interativa) está se alimentando de seus poemas. As crianças são estimuladas a criar junto com a escritora poemas fresquinhos para alimentar a dona Ema e seus filhotinhos.
Local: Casa da Cultura Dide Brandão
Classificação Indicativa: Para crianças em fase de alfabetização
Duração: 35 min

Dia 24 - 17h
Roda de Conversas: Diálogos sobre a Cena
Sinopse: Com a presença de Toninho do Valle e Marco Vasques, este será um espaço para trocar impressões sobre os espetáculos assistidos durante o festival, com ênfase na produção local. Mais do que um espaço de avaliação, é um momento para exercitar o olhar sobre o fazer teatral, seus caminhos e conceitos. Um momento de encontro aberto aos artistas, estudantes de teatro e também para o público interessado em saber mais sobre os modos de produção no teatro.
Local: Casa da Cultura Dide Brandão
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 60 min
Observações: Espaço indicado para estudantes de artes, atores e interessados em processos criativos.
Valor: gratuito

Dia 24 - 20h
Mostra Nacional
Espetáculo: Chapeuzinho Vermelho de Joel Pommerat
Projeto GOMPA e Rococó Produções (Porto Alegre – RS)
Sinopse: O espetáculo propõe o encontro da criança com o risco frente ao desconhecido, tratando de temas como o medo, o fascínio da passagem do mundo infantil ao adulto, a solidão e as relações familiares. São três gerações de mulheres solitárias: a menina, a mãe e a avó. Além destas temáticas, uma segunda camada de leitura é proposta ao público adulto, englobando questões como o abandono, os jogos de sedução, a manipulação e a manifestação de nossas sombras (nossas próprias obscuridades, nossa face mais subjetiva e escondida, mas que também nos caracteriza). É na ruptura destas dualidades que a linguagem do espetáculo se constrói.
Local: Teatro Municipal de Itajaí
Classificação Indicativa: A partir de 07 anos
Duração: 50 min

Dia 24 - 21h
Mostra Local
Espetáculo: Primeiro Milagre
Grupo Risco (Itajaí)
Sinopse: A ironia é trazida para a cena através do texto “Il primo miracolo del nino Gisus” do italiano Dario Fo – prêmio nobel de literatura 2007. Tendo como temas a segregação racial, o jogo de poder, a fome e a diferença de classes sociais, a história narra os primeiros nove anos da vida de Jesus e seu primeiro milagre. Depois da família sagrada ser exilada, Maria e José trabalham duro para cuidar de Jesus, que foi crescendo e entendendo seus poderes. Amava seus pais, mas sofria com o preconceito dos outros meninos. Então teve a ideia de fazer voar passarinhos feitos de barro para poder brincar e jogar com as outras crianças. O filho do patrão da cidade, tomado por ira e inveja, acaba destruindo os passarinhos. Primeiro Milagre vai além de elucidar uma história milenar, ele trata de temas que se mantêm fortes até os dias de hoje: racismo, miscigenação, ego e a falta de habilidade das pessoas em serem humanas.
Local: Itajaí Criativa Residência Artística
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 50 min

Dia 25 - 15h
Mostra Nacional
Espetáculo: A Cozinheira, o Bebê e a Dona do Restaurante
Cia. do Gesto (Rio de Janeiro – RJ)
Sinopse: Em cena, duas mulheres – a Dona do Restaurante e a Cozinheira (patroa e empregada) veem sua rotina de trabalho e sua relação cotidiana transformadas pelo aparecimento de um bebê na porta dos fundos do restaurante. A ação acontece na cozinha, com as duas mulheres divididas entre atender os clientes, cozinhar e cuidar do bebê. Todo o espetáculo é regido pela enigmática figura de um maestro-sonoplasta, que executa as sonoridades em sincronia com a movimentação das atrizes.
Local: Teatro Municipal de Itajaí
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 50 min

Dia 25 - 20h
Mostra Nacional
Espetáculo: Mazzaropi - um certo sonhador
Cia. Arte das Águas (Ibirá – SP)
Sinopse: Uma trupe ambulante chega cantando a vida e a obra do eternizado artista popular Mazzaropi. Ao deparar-se com a história encontram a si mesmos. Este ir e vir entre a vida do artista e a realidade dos atores traz à cena um jogo poético, cantado, arrebatado e arrebatador que leva a conhecer o artista consagrado, mas principalmente ao artista adormecido em cada um de nós.
Local: Teatro Municipal de Itajaí
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 60 min

Dia 25 - 21h
Mostra Local
Espetáculo: Dois Amores e Um Bicho - versão nº 2
Cia. Experimentus Teatrais (Itajaí – SC)
Sinopse: Uma bomba explode em uma escola, um pai de família mata seu cachorro a pontapés por considerá-lo homossexual, misteriosas mortes de animais em um jardim zoológico. Em seu habitat, a família Estefano está às voltas com estes acontecimentos brutais do passado e do presente. Em um jogo perverso, eles encenam e reencenam incidentes que melhor seria se ficassem esquecidos.
Local: Itajaí Criativa Residência Artística
Classificação Indicativa: 14 anos
Duração: 75 min

Dia 26 - 15h
Mostra Local
Espetáculo: Estapafúrdio
Charles Augusto (Itajaí)
Sinopse: Mambembear. Aí está a essência do artista. Levar sua arte a qualquer lugar onde alguém esteja disposto a apreciá-la. Pacacoenco, na companhia da sua amiga Jaguaruna, desbrava o interior da geografia mundial e do coração humano. As estradas são percorridas a pedaladas, e, na bagagem, o palhaço leva seus truques, sua casa e seu amor. Afinal, “... a poesia indica que as eras do universo passam e o homem que ama fica.” (Quirino)
Local: Praça Arno Bauer - ao lado do Museu Histórico
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 40 min
Valor: grstuito

Dia 26 - 19h
Mostra Local
Espetáculo: Apto 401
Grupo Porto Cênico (Itajaí – SC)
Sinopse: Festa de aniversário é um espetáculo em si mesmo, um evento-soluço no cotidiano. No “Apto 401” haverá chapeuzinhos, bolo, bebidas, língua de sogra... Ela assoprará as velas. Venha, você é a convidada. Venha, você é o convidado.
Local: SESC Itajaí
Classificação Indicativa: 16 anos
Duração: 50 min

Dia 26 - 20h
Mostra Nacional
Espetáculo: O Dragão de Fogo
SIM! Cultura (Campinas – SP)
Sinopse: Um menino desenhista enfrenta um dragão que, desperto de seu sono de séculos, ameaça destruir a sua aldeia. Ou: um garoto é sorteado entre todos os homens da aldeia para enfrentar uma terrível ameaça, preservando-se, assim, uma tradição: todos a qualquer momento têm de estar prontos. Isso é tudo.Mas não é só. Ou não é solitário: haverá ainda seus pais, o primeiro amor, a esperança de aldeães, um rato encontrado furtivamente na morada do perigo. Haverá sempre a possibilidade do desenho e aquilo que ele pode revelar: a coisa mais forte do mundo!
Local: Teatro Municipal de Itajaí
Classificação Indicativa: Livre para toda família
Duração: 60 min

Dia 26 - 21h
Mostra Local
Espetáculo: Berlim - dois corpos à procura
Karma Cia. de Teatro (Itajaí – SC)
Sinopse: Dois corpos à procura de um lugar. Na busca pela felicidade sufocada por entre muros, paredes que aprisionam ou ruas de Berlim. Dois corpos à procura de aceitação. Viver a tragédia diária de ser o que é. Falar, gritar. Fugir. Dois corpos desejados. Dois corpos desejantes. Chegar em Berlim e dançar o inevitável jeito de ser. O que você quer de Berlim?
Local: SESC Itajaí
Classificação Indicativa: 16 anos
Duração: 45 min

Dia 27 - 11h
Roda de Conversas: Diálogos sobre a Cena
Sinopse: Com a presença de Toninho do Valle e Marco Vasques, este será um espaço para trocar impressões sobre os espetáculos assistidos durante o festival, com ênfase na produção local. Mais do que um espaço de avaliação, é um momento para exercitar o olhar sobre o fazer teatral, seus caminhos e conceitos. Um momento de encontro aberto aos artistas, estudantes de teatro e também para o público interessado em saber mais sobre os modos de produção no teatro.
Espetáculos locais do dia: Estapafúrdio (Charles Augusto), Apto 401 (Grupo Porto Cênico) e Berlim (Karma Cia. de Teatro)
Local: Casa da Cultura Dide Brandão
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 60 min
Observações: Espaço indicado para estudantes de artes, atores e interessados em processos criativos.
Valor: gratuito

Dia 27 - 15h
Mostra Local
Espetáculo: Um, Dois, Três: Alice!
Téspis Cia. de Teatro (Itajaí)
Sinopse: Livremente inspirado em "Alice no País das Maravilhas" e "Alice Através do Espelho" de Lewis Carroll, esta montagem explora a ludicidade tanto no jogo corporal dos atores como no uso de objetos em cena. Para contar a aventura de Alice que mergulha em um mundo cheio de enigmas e fantasias lança mão de diversos elementos, como: cenários que se movem e se transformam em diversos ambientes, objetos de brinquedo que ajudam a compor os personagens e a utilização de projeção de vídeos. O Coelho Apressado, A Rainha de Copas, A Duquesa, A Lagarta, O Chapeleiro Maluco, Os Animais da Floresta, As Cartas de Baralho e Alice, encontram-se novamente para recontar essa história que tem mais de 150 anos, mas não deixa de encantar crianças e adultos.
Local: SESC Itajaí
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 45 min

Dia 27 - 20h
Mostra Nacional
Espetáculo: DADESORDEMQUENÃOANDASÓ
Cia. Arteira e Cia. Provisório Definitivo - São Paulo, SP
Sinopse: A peça narra a história de Stevie, um garoto portador da Síndrome de Asperger, que sofre com a ausência do seu pai e com a dificuldade de se relacionar com o mundo. Devido à falta do marido, Maureen, a mãe, trabalha em diversos lugares e não tem tempo para cuidar dos filhos. Stevie passa grande parte dos seus dias em casa, enquanto sua irmã, a adolescente Julie, faz tentativas desastradas de entrar no mundo adulto. Um dia, Julie resolve sair escondida, descumprindo o combinado com sua mãe. Preocupado com o paradeiro da irmã, Stevie decide procurá-la e acaba indo parar em um parque de diversões e, sem intenção, causa um grande acidente: ele acredita ter se tornado um assassino. A partir daí, inicia-se uma história permeada de encontros e desencontros que mistura ficção, realidade e poesia, na qual Stevie procura compreender, solitário, as consequências dessa intensa e transformadora travessia.
Local: Teatro Municipal de Itajaí
Classificação Indicativa: 14 anos
Duração: 75 min

Dia 27 - 21h
Mostra Local
Espetáculo: Dois Amores e Um Bicho - versão nº 2
Cia. Experimentus Teatrais (Itajaí – SC)
Sinopse: Uma bomba explode em uma escola, um pai de família mata seu cachorro a pontapés por considerá-lo homossexual, misteriosas mortes de animais em um jardim zoológico. Em seu habitat, a família Estefano está às voltas com estes acontecimentos brutais do passado e do presente. Em um jogo perverso, eles encenam e reencenam incidentes que melhor seria se ficassem esquecidos.
Local: Itajaí Criativa Residência Artística
Classificação Indicativa: 14 anos
Duração: 75 min

Dia 28 - 11h
Roda de Conversas: Diálogos sobre a Cena
Sinopse: Com a presença de Toninho do Valle e Marco Vasques, este será um espaço para trocar impressões sobre os espetáculos assistidos durante o festival, com ênfase na produção local. Mais do que um espaço de avaliação, é um momento para exercitar o olhar sobre o fazer teatral, seus caminhos e conceitos. Um momento de encontro aberto aos artistas, estudantes de teatro e também para o público interessado em saber mais sobre os modos de produção no teatro.
Espetáculos locais do dia: Um, Dois, Três: Alice! (Téspis Cia. de Teatro) e Dois Amores e Um Bicho (Cia. Experimentus)
Local: Casa da Cultura Dide Brandão
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 60 min
Observações: Espaço indicado para estudantes de artes, atores e interessados em processos criativos.
Valor: gratuito

Dia 28 - 15h
Mostra Nacional
Espetáculo: O Gigante Egoísta
Artesanal Cia. de Teatro (Rio de Janeiro – RJ)
Sinopse: Depois de passar sete anos na casa de seu amigo Ogro, o Gigante descobre que crianças invadiram seu palacete para brincar em seu jardim. Ele expulsa as crianças de sua propriedade e constrói um muro que a separa do resto da cidade. Isolado e sozinho, o Gigante percebe que o inverno hospedou-se definitivamente em sua casa e que a primavera recusa-se a voltar ao seu jardim, agora eternamente coberto pelo gelo e pela neve. Porém achegada de um menino que resolve brincar no jardim, apesar da sua proibição, traz de volta a primavera e faz com que o Gigante reconheça o quanto tinha sido egoísta.
Local: Teatro Municipal de Itajaí
Classificação Indicativa: Livre - recomendado a partir de 5 anos
Duração: 50 min

Dia 28 - 19h e 21h
Mostra Nacional
Espetáculo: Kiwi
Projeto Grande Elenco (São Paulo – SP)
Sinopse: KIWI acontece em meio ao processo de reurbanização imposta aos moradores de uma cidade para a realização dos Jogos Olímpicos. Uma garota, abandonada por sua família após o desalojamento. Nas ruas ela conhece a Família Verde: uma turma de crianças e adolescentes que assumem nomes de frutas e legumes. Eles acolhem a novata, desde que ela respeite suas regras: esquecer seu antigo nome e colaborar para subsistência do grupo por todos os meios. Apenas uma coisa é proibida: matar. Batizada de Kiwi, ela precisará aprender a viver na selva urbana. Como sobreviver à fome, ao frio, às doenças e às drogas? A resposta vem através da assistência mútua dentro do clã e, especialmente, da proteção de seu companheiro Lichia. Eles brincam com jogos de faz-de-conta impossíveis, admiram os pássaros brancos que voam no céu e sonham com o lar que a comunidade pretende comprar.
Local: SESC Itajaí
Classificação Indicativa: 12 anos
Duração: 60 min

Dia 28 - 20h
Mostra Nacional
Espetáculo: Momo - para Gilda com Ardor
O Estábulo de Luxo e Selvática Ações Artísticas (Curitiba – PR)
Sinopse: Em seu primeiro trabalho solo, Ricardo Nolasco se apresenta como o artista híbrido que é (da performance, situacionista, poeta, artista de cabaré e do teatro experimental). Através do estudo da obra de Alejandro Jodorowsky, o processo remapeia a cidade de Curitiba na busca por Gilda (travesti mendiga famosa nas ruas do centro de Curitiba nos anos 70, morta em 1983) buscando construir uma nova possibilidade para o real através da ficção. Pés marcados no cimento quase duro de uma política de revitalização. No corpo do performer entrelaçam-se mitologias, memórias, percursos, vidas, acontecimentos. E um recipiente alquímico - encruzilhada - lápide sacrificial. Carta manifesto psicomagia rito jocoso carregada de sarcasmo e ironia. Um espetáculo bufo. Uma tragédia pós pré - dramática. Uma opereta work in progress xamã. Ditirambo. Peça a fantasia. Vida vagabunda, destino vadio, carne de carnaval. Gilda é puro Jazz!
Local: Teatro Municipal de Itajaí
Classificação Indicativa: 18 anos
Duração: 60 min

Dia 29 - 17h
Mostra Nacional
Espetáculo: Simão e o Boi Pintadinho
Teatro de Mamulengo do Mestre Valdeck de Garanhuns (Guararema – SP)
Sinopse: Seu Vicente Pompeu vai realizar uma grande festa para comemorar o casamento de sua filha e entrega toda produção para Simão e Marieta que são seus afilhados e administradores da fazenda. A festa deve ser bem popular, com culinária e atrações artísticas que agradem toda comunidade. Aparecem uns intrusos querendo mudar tudo e Simão tem que fazer muitas peripécias para que a festa seja realizada.
Local: Praça Genésio Miranda Lins - Beira Rio
Classificação Indicativa: Livre
Duração: 60 min
Valor: gratuito
Informações: Blog oficial do evento - 5festivaltonicunha.blogspot.com.br


Sexta, 20/10/2017 19:49.
Publicidade


Colunistas
por Céres Fabiana Felski
por Waldemar Cezar Neto
por Sonia Tetto
por Augusto Cesar Diegoli
por Saint Clair Nickelle
Empregos

Com terceirização os 157 contratados poderão ser mantidos no emprego. Veja as vagas disponíveis.


Cultura

Na programação 76 filmes, feira, cursos e palestras  


Cidade

A deste ano com 20 escalas nem começou e a próxima já prevê 35% de crescimento 


Cidade

Aplicativo é voltado para turistas e moradores 


Mundo/Internacional


Publicidade

Projetos têm nomes de árvores nativas e podem ser adequados ao gosto dos clientes


Publicidade