Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cultura
Experiência LOTE84 com inscrições abertas para intercâmbio cultural

Quarta, 28/8/2019 6:32.
Divulgação.
Giorgio Ronna é um dos artistas convidados que participará da Experiência LOTE84

Publicidade

2019. Extinção do Ministério da Cultura. O cenário atual demanda movimentos de atitude, persistência e resistência. Como sobreviver em um cenário onde o essencial está fragilizado e desamparado? A necessidade de manifestações artísticas é urgente! Pensando nisso, o Lote84, espaço criativo de Balneário Camboriú, promove o ‘Experiência LOTE84’, uma vivência criativa gratuita, que está com inscrições abertas.

No Experiência LOTE84, os artistas convidados vão entrar em experimentação criativa através de vivências em áreas diversas das artes visuais com a equipe do Lote84, artistas e produtores locais.

A ideia de intercâmbio de experiências e conhecimentos vem justamente para renovar o lugar no espaço-tempo e expandir os horizontes de possibilidades futuras. Além de mostrar o que é feito em Balneário Camboriú e o que tem sido feito por profissionais das artes visuais no Brasil. Dos processos das oficinas de experimentação e produção de objetos artísticos, será montada uma exposição final na Galeria Útero, que fica dentro do Lote.

Para participar é preciso se inscrever na convocatória por meio do link no perfil @lote84 no Instagram e mais informações podem ser solicitadas no e-mail estudiolote84@gmail.com. As vagas são limitadas.

O Projeto Experiência Lote84 é financiado pela Lei de Incentivo à Cultura (LIC) de Balneário Camboriú e pode ser acompanhado também no perfil da @galeriautero que receberá as ações de contrapartida sociocultural que envolvem uma exposição coletiva dos artistas participantes, conversa aberta sobre o projeto e arrecadação de doações de materiais artísticos.

Artistas&Programação

Carina Sehn - ‘Enquanto Pessoa’

Dia 30, sexta-feira, das 19h às 22h e 31 de agosto, sábado, das 14h às 20h

Artista, educadora e iluminadora. Integra o M.A.L.H.A., Movimento Apaixonando pela Liberação de Humores Artísticos, que cria intervenções em espaços públicos e institucionais. Possui graduação em Artes cênicas pelo DAD/UFRGS (2005), mestrado em Educação no PPGEDU/UFRGS (2014) na Linha de Pesquisa Filosofia da Diferença e Educação com ênfase em Arte e orientação da Profª. Drª. Paola Zordan, com a pesquisa: Um corpo Performático: para romper com a representação. Integra também a pesquisa Aparelhos Disciplinares com coordenação da Profª. Drª Paola Zordan. Especialista e Residente de Artes em Saúde Mental Coletiva pelo EducaSaúde - Núcleo de Educação, Avaliação e Produção Pedagógica em Saúde do Programa de Pós-Graduação em Educação da Ufrgs (2011). Realiza performances em espaços públicos e galerias de arte. Dedica-se a pesquisar o corpo como obra de arte a partir da prática performática e dos "exercícios para sutilizar o corpo", workshop oferecidos a pequenos grupos em espaços de arte, abertos a toda a sociedade.

Leo Bardo - ‘Enquanto Espaço’

Dias 7 e 8 de setembro, das 14h às 20h

Em Curitiba desde 2014, Leo Bardo formou-se em Bacharelado em Artes Cênicas pela Universidade Estadual do Paraná em 2018 e durante a graduação dedicou-se aos estudos da performance, direção e dramaturgia. Foi bolsista de pesquisa em 2016 e 2017 com orientação da Drª Amabilis de Jesus na pesquisa "Da poesia ao vexame: questões de um corpo em cena" estudando a contracultura no Brasil e seus respectivos desdobramentos antropológicos e filosóficos na cena contemporânea. As proposições em performance realizadas durante a pesquisa tinham como ponto central o deboche, a dualidade entre precariedade e excesso, a atualização do discurso antropofágico e o lugar do corpo da queer na América Latina, dando início a uma pesquisa que continua ativa e desejante até os dias atuais. Atua como artista residente da Casa Selvática desde 2016, envolvido em projetos de gestão coletiva de espaços independentes, curadoria, residências artísticas para artistas ibero americanos e mostras independentes de arte contemporânea.

Giorgio Ronna - "Enquanto Política"

Dias 14 e 15 de setembro, das 14h às 20h

Giorgio Ronna atua como curador e artista visual. Desde 2014 é secretário municipal de Cultura em Pelotas. Em 2012, ingressou no curso de especialização em Cultura e Arte Barroca da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP, MG). Em 2001 cursou o M.A. Space Design na Universidade de Artes e Design de Zurique na Suíça. Foi curador da exposição Walking no Paço das Artes (SP, 2013), da individual "Contrapasso" de Lia Chaia no Instituto E-Carta (POA, 2013), do Prêmio Artes Visuais João Simões Lopes Neto, no Instituto João Simões Lopes Neto (RS, 2012 e 2013), da mostra Entre Pindorama: Arte Brasileira Contemporânea e Antropofagia, na Künstlerhaus Stuttgart (Alemanha, 2004), entre outros projetos. Participa de exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior, entre elas a individual Pudel Kollektion, em Hamburgo (Alemanha, 2008) e as coletivas The Power of Making, em Londres (Inglaterra, 2011), Rocaille na Shedhalle Zurique (Suíça, 2001), Exterior Views durante o Festival de Curtas de Oberhausen (Alemanha, 2010), Comunismo da Forma na Galeria Vermelho (SP, 2008), entre outras. Participou da Bienal do Mercosul como artista na III edição e como pesquisador para a curadora Aracy Amaral na VIII edição. Dirige um documentário sobre a artista Brígida Baltar com estreia para 2020. Giorgio nasceu em 1970 em Pelotas (RS), cidade onde vive e trabalha.


Local: Galeria Útero, rua Cruz e Souza, nº 84 - Praia dos Amores, Balneário Camboriú, Santa Catarina. Entrada gratuita e aberta ao público. 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Experiência LOTE84 com inscrições abertas para intercâmbio cultural

Divulgação.
Giorgio Ronna é um dos artistas convidados que participará da Experiência LOTE84
Giorgio Ronna é um dos artistas convidados que participará da Experiência LOTE84

Publicidade

Quarta, 28/8/2019 6:32.

2019. Extinção do Ministério da Cultura. O cenário atual demanda movimentos de atitude, persistência e resistência. Como sobreviver em um cenário onde o essencial está fragilizado e desamparado? A necessidade de manifestações artísticas é urgente! Pensando nisso, o Lote84, espaço criativo de Balneário Camboriú, promove o ‘Experiência LOTE84’, uma vivência criativa gratuita, que está com inscrições abertas.

No Experiência LOTE84, os artistas convidados vão entrar em experimentação criativa através de vivências em áreas diversas das artes visuais com a equipe do Lote84, artistas e produtores locais.

A ideia de intercâmbio de experiências e conhecimentos vem justamente para renovar o lugar no espaço-tempo e expandir os horizontes de possibilidades futuras. Além de mostrar o que é feito em Balneário Camboriú e o que tem sido feito por profissionais das artes visuais no Brasil. Dos processos das oficinas de experimentação e produção de objetos artísticos, será montada uma exposição final na Galeria Útero, que fica dentro do Lote.

Para participar é preciso se inscrever na convocatória por meio do link no perfil @lote84 no Instagram e mais informações podem ser solicitadas no e-mail estudiolote84@gmail.com. As vagas são limitadas.

O Projeto Experiência Lote84 é financiado pela Lei de Incentivo à Cultura (LIC) de Balneário Camboriú e pode ser acompanhado também no perfil da @galeriautero que receberá as ações de contrapartida sociocultural que envolvem uma exposição coletiva dos artistas participantes, conversa aberta sobre o projeto e arrecadação de doações de materiais artísticos.

Artistas&Programação

Carina Sehn - ‘Enquanto Pessoa’

Dia 30, sexta-feira, das 19h às 22h e 31 de agosto, sábado, das 14h às 20h

Artista, educadora e iluminadora. Integra o M.A.L.H.A., Movimento Apaixonando pela Liberação de Humores Artísticos, que cria intervenções em espaços públicos e institucionais. Possui graduação em Artes cênicas pelo DAD/UFRGS (2005), mestrado em Educação no PPGEDU/UFRGS (2014) na Linha de Pesquisa Filosofia da Diferença e Educação com ênfase em Arte e orientação da Profª. Drª. Paola Zordan, com a pesquisa: Um corpo Performático: para romper com a representação. Integra também a pesquisa Aparelhos Disciplinares com coordenação da Profª. Drª Paola Zordan. Especialista e Residente de Artes em Saúde Mental Coletiva pelo EducaSaúde - Núcleo de Educação, Avaliação e Produção Pedagógica em Saúde do Programa de Pós-Graduação em Educação da Ufrgs (2011). Realiza performances em espaços públicos e galerias de arte. Dedica-se a pesquisar o corpo como obra de arte a partir da prática performática e dos "exercícios para sutilizar o corpo", workshop oferecidos a pequenos grupos em espaços de arte, abertos a toda a sociedade.

Leo Bardo - ‘Enquanto Espaço’

Dias 7 e 8 de setembro, das 14h às 20h

Em Curitiba desde 2014, Leo Bardo formou-se em Bacharelado em Artes Cênicas pela Universidade Estadual do Paraná em 2018 e durante a graduação dedicou-se aos estudos da performance, direção e dramaturgia. Foi bolsista de pesquisa em 2016 e 2017 com orientação da Drª Amabilis de Jesus na pesquisa "Da poesia ao vexame: questões de um corpo em cena" estudando a contracultura no Brasil e seus respectivos desdobramentos antropológicos e filosóficos na cena contemporânea. As proposições em performance realizadas durante a pesquisa tinham como ponto central o deboche, a dualidade entre precariedade e excesso, a atualização do discurso antropofágico e o lugar do corpo da queer na América Latina, dando início a uma pesquisa que continua ativa e desejante até os dias atuais. Atua como artista residente da Casa Selvática desde 2016, envolvido em projetos de gestão coletiva de espaços independentes, curadoria, residências artísticas para artistas ibero americanos e mostras independentes de arte contemporânea.

Giorgio Ronna - "Enquanto Política"

Dias 14 e 15 de setembro, das 14h às 20h

Giorgio Ronna atua como curador e artista visual. Desde 2014 é secretário municipal de Cultura em Pelotas. Em 2012, ingressou no curso de especialização em Cultura e Arte Barroca da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP, MG). Em 2001 cursou o M.A. Space Design na Universidade de Artes e Design de Zurique na Suíça. Foi curador da exposição Walking no Paço das Artes (SP, 2013), da individual "Contrapasso" de Lia Chaia no Instituto E-Carta (POA, 2013), do Prêmio Artes Visuais João Simões Lopes Neto, no Instituto João Simões Lopes Neto (RS, 2012 e 2013), da mostra Entre Pindorama: Arte Brasileira Contemporânea e Antropofagia, na Künstlerhaus Stuttgart (Alemanha, 2004), entre outros projetos. Participa de exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior, entre elas a individual Pudel Kollektion, em Hamburgo (Alemanha, 2008) e as coletivas The Power of Making, em Londres (Inglaterra, 2011), Rocaille na Shedhalle Zurique (Suíça, 2001), Exterior Views durante o Festival de Curtas de Oberhausen (Alemanha, 2010), Comunismo da Forma na Galeria Vermelho (SP, 2008), entre outras. Participou da Bienal do Mercosul como artista na III edição e como pesquisador para a curadora Aracy Amaral na VIII edição. Dirige um documentário sobre a artista Brígida Baltar com estreia para 2020. Giorgio nasceu em 1970 em Pelotas (RS), cidade onde vive e trabalha.


Local: Galeria Útero, rua Cruz e Souza, nº 84 - Praia dos Amores, Balneário Camboriú, Santa Catarina. Entrada gratuita e aberta ao público. 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade