Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cultura
‘Croquis Urbanos Balneário Camboriú’ acontece neste domingo

Sábado, 22/6/2019 15:54.
Divulgação

Publicidade

Um grupo de desenhadores ao ar livre vai se reunir na manhã deste domingo (23), no primeiro prédio residencial de Balneário Camboriú, o edifício Eliane, na avenida Brasil, 1090, entre as ruas 951 e 971.

Participam artistas, arquitetos e desenhistas e quem mais se interessar em participar desse movimento, que inicia às 9h30.

É um desenho de observação, que tanto pode trabalhar paisagens urbanas como naturais, como prédios históricos, para criar uma diversidade de olhares para um mesmo fato ou objeto. Outros eventos já aconteceram em Balneário Camboriú.

A diretora da Fundação Cultural, Lilian Martins disse que trata-se também de um congraçamento entre os participantes, pois com um grupo heterogêneo cada um compartilha seu repertório partindo de um tema comum, no caso, o primeiro edifício de habitação coletiva da praia.

Segundo informou, já estão confirmados os arquitetos Cláudio Menna, Rudi Dazzi, os artistas Ciela Cozer, Caroline Albuquerque, Marcelo Urizar, Jana Neves, Evandro Karvat, Cilmara Tamochunas, Evelina Carrajola, entre outros.

Um dos participantes é o arquiteto urbanista de Curitiba, Cláudio Menna, que já organizou encontros nacionais que reúnem todos os adeptos do movimento do país a cada ano, o primeiro deles aconteceu em Curitiba, em 2015.

Ele falou sobre a origem do movimento. “A Urbans Sketchers é movimentado iniciado há pouco mais de uma década entre Barcelona e Nova Iorque, com pessoas que tinham o hábito de registrar em alguns locais da cidade importantes acontecimentos e passaram a se visitar alguns desenhistas e isso foi se espalhando na Europa, América do Norte e no Brasil chegou há seis, sete, e hoje atinge umas 60, 70 cidades de várias regiões. Hoje o movimento está no quarto encontro nacional acontecendo essa semana, em Ouro Preto”, contou Menna.

Ele segue dizendo que o movimento reúne cidadãos que se interessam por desenhos de rua, em registrar acontecimentos da cidade, algumas paisagens, edificios significativos e publicando esses desenhos nas redes sociais.

“Cada sessão dessas, às vezes, tem 20 a 50 pessoas que olham o mesmo fato, o mesmo objeto, e registram 50 olhares diferentes, formas diferentes, segundo seu grau de habilidade, sua visão artística, sua técnica, e isso dá um enriquecimento crescente às pessoas que praticam esse hobbie. Eles se pautam em oito regras internacionais, muito simples, registrar os momentos, publicar os desenhos, comparar, discutir, trabalhar juntos, trocar ideias sobre suas técnicas de trabalho. Muitas cidades brasileiras estão se utilizando desse acervo como amparo às políticas públicas de cultura como também às práticas de pertencimento do cidadão, de gostar mais da sua cidade, registrando em desenhos os cotidianos da cidade, os costumes, as festas e até as coisas importantes para preservar como memória da população.

Quem quiser participar, basta comparecer no local do evento, na avenida Brasil, 1090, entre as ruas 951 e 971.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação

‘Croquis Urbanos Balneário Camboriú’ acontece neste domingo

Publicidade

Sábado, 22/6/2019 15:54.

Um grupo de desenhadores ao ar livre vai se reunir na manhã deste domingo (23), no primeiro prédio residencial de Balneário Camboriú, o edifício Eliane, na avenida Brasil, 1090, entre as ruas 951 e 971.

Participam artistas, arquitetos e desenhistas e quem mais se interessar em participar desse movimento, que inicia às 9h30.

É um desenho de observação, que tanto pode trabalhar paisagens urbanas como naturais, como prédios históricos, para criar uma diversidade de olhares para um mesmo fato ou objeto. Outros eventos já aconteceram em Balneário Camboriú.

A diretora da Fundação Cultural, Lilian Martins disse que trata-se também de um congraçamento entre os participantes, pois com um grupo heterogêneo cada um compartilha seu repertório partindo de um tema comum, no caso, o primeiro edifício de habitação coletiva da praia.

Segundo informou, já estão confirmados os arquitetos Cláudio Menna, Rudi Dazzi, os artistas Ciela Cozer, Caroline Albuquerque, Marcelo Urizar, Jana Neves, Evandro Karvat, Cilmara Tamochunas, Evelina Carrajola, entre outros.

Um dos participantes é o arquiteto urbanista de Curitiba, Cláudio Menna, que já organizou encontros nacionais que reúnem todos os adeptos do movimento do país a cada ano, o primeiro deles aconteceu em Curitiba, em 2015.

Ele falou sobre a origem do movimento. “A Urbans Sketchers é movimentado iniciado há pouco mais de uma década entre Barcelona e Nova Iorque, com pessoas que tinham o hábito de registrar em alguns locais da cidade importantes acontecimentos e passaram a se visitar alguns desenhistas e isso foi se espalhando na Europa, América do Norte e no Brasil chegou há seis, sete, e hoje atinge umas 60, 70 cidades de várias regiões. Hoje o movimento está no quarto encontro nacional acontecendo essa semana, em Ouro Preto”, contou Menna.

Ele segue dizendo que o movimento reúne cidadãos que se interessam por desenhos de rua, em registrar acontecimentos da cidade, algumas paisagens, edificios significativos e publicando esses desenhos nas redes sociais.

“Cada sessão dessas, às vezes, tem 20 a 50 pessoas que olham o mesmo fato, o mesmo objeto, e registram 50 olhares diferentes, formas diferentes, segundo seu grau de habilidade, sua visão artística, sua técnica, e isso dá um enriquecimento crescente às pessoas que praticam esse hobbie. Eles se pautam em oito regras internacionais, muito simples, registrar os momentos, publicar os desenhos, comparar, discutir, trabalhar juntos, trocar ideias sobre suas técnicas de trabalho. Muitas cidades brasileiras estão se utilizando desse acervo como amparo às políticas públicas de cultura como também às práticas de pertencimento do cidadão, de gostar mais da sua cidade, registrando em desenhos os cotidianos da cidade, os costumes, as festas e até as coisas importantes para preservar como memória da população.

Quem quiser participar, basta comparecer no local do evento, na avenida Brasil, 1090, entre as ruas 951 e 971.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade