Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cultura
Jornada Vagamundo oferece oficinas de arte na Barra nesse fim de semana

Quinta, 24/10/2019 18:19.
Exercício da Oficina Câmera Neon, por Capitão Vinícius

Publicidade

Nesse fim de semana a Jornada Vagamundo chega à sua terceira edição, dessa vez no bairro da Barra. Nos dias 26 e 27 acontecem diversas oficinas gratuitas ministradas por artistas de diferentes áreas: Fotografia, Artes Plásticas, Cinema, Música, Dança e Literatura, para quem quiser participar. As inscrições são feitas na hora, no Centro Comunitário Adiomir Serrão.

A Jornada Vagamundo iniciou em agosto e vai até novembro, com uma edição por mês. Os bairros São Judas e Nações já foram contemplados, e depois da Barra, o próximo será no Estaleiro.


A jornada é viabilizada através da Lei de Incentivo à Cultura (LIC-BC).



Vagamundo, Jornada Cultural nos Bairros


A produção artística, a cultura e o conhecimento são imprescindíveis elementos de transformação para os indivíduos dentro de uma sociedade, é através desta janela para a parte mais íntima da psique humana que podemos avaliar e perceber nossa participação na construção do mundo em que vivemos. O Projeto Vagamundo - Jornada Cultural nos Bairros oferece um evento lúdico, espontâneo e gratuito nos centros comunitários da cidade de Balneário Camboriú a fim de conquistar, através de um contato direto com diferentes modalidades artísticas, novos agentes da cultura, revelando novos artistas, produtores e incentivando o registro subjetivo da história da cidade e o intercâmbio cultural entre os bairros. Ainda, o projeto permite a descentralização e desburocratização do acesso à cultura, que muitas vezes impedem artistas de participarem da agenda cultural da cidade, ora por não terem tempo e acesso à informação o suficiente para o desenvolvimento de projetos, ora por não terem acessibilidade e capital para participar de eventos, encontros e oficinas.
O reconhecimento social do artista está em ascensão, a criatividade está sendo valorizada, ideias originais ganham espaços nos canais de livre acesso online, permitindo uma janela democrática e espontânea para a difusão de trabalhos autorais. Segundo estudos no site do BNDS:
“Nem sempre as atividades culturais são vistas como um meio importante para o desenvolvimento econômico. Os números, porém, mostram a magnitude da indústria criativa. As mudanças econômicas e tecnológicas das últimas décadas impulsionaram o deslocamento do foco de atividades industriais tradicionais para atividades intensivas em conhecimento, localizadas em setores de serviços dinâmicos, com maior capacidade de geração de trabalho qualificado e, muitas vezes, maior capacidade de geração de valor agregado. O forte avanço das indústrias criativas e culturais está relacionado com essas mudanças, notadamente nos países desenvolvidos de alta renda per capita. A indústria criativa apresenta uma tendência futura de crescimento acima da taxa mundial, o que é ainda mais significativo no caso do Brasil, tendo em vista diferenciais do país como a dimensão de seu mercado doméstico, a criatividade para geração de novos produtos, conteúdos, serviços e soluções de elevada qualidade e uma notória riqueza cultural, um dos mais importantes insumos de seus produtos e serviços. Segundo estudo da Firjan, as indústrias criativas e culturais do Brasil foram responsáveis por gerar R$ 155,6 bilhões em 2015, o que representou 2,64% do PIB brasileiro naquele ano. No mesmo ano, essas indústrias empregaram 851,2 mil pessoas, ou o equivalente a 1,8% do total de empregos formais no Brasil”.
Além de promover meios alternativos para a geração de renda, o projeto se apoia no pensamento de que onde há arte e cultura há menos violência. As pulsões negativas e positivas de nossos pensamentos encontram caminhos criativos para sua manifestação. O processo terapêutico de se perceber só, ameniza de diferentes maneiras as pressões inerentes ao nosso cotidiano social. Comprovadamente, as terapias ocupacionais têm auxiliado na recuperação do equilíbrio emocional e psicológico de pessoas de diferentes contextos, exemplo disso é o grupo reflexivo para homens, criado pelo Coletivo Sexualidade e Saúde, que conseguiu reduzir a reincidência de autuados na lei Maria da Penha de 75% para 5%, atenuando as penas e reestruturando indivíduos (FERNANDES, Nathan, 2018, “O novo homem existe? “).
A equipe do projeto tem vasta experiência com produções culturais, tendo participado da criação e desenvolvimento de atividades oferecidas pelo Estúdio Lote84, espaço de exposições, processos artísticos e debates contemporâneos atuante na cidade de Balneário Camboriú desde 2014. Neste centro foi possível acompanhar o desenvolvimento de artistas e a evolução de projetos, sendo possível constatar o crescente interesse do público não apenas por atividades práticas, mas também na criação de uma cena cultural independente, viva e influente. O Projeto Vagamundo: Jornada Cultural nos Bairros, difere de outros projetos de formação ao trazer para as oficinas e atividades, profissionais que já atuam de forma independente no mercado e que traduzem em suas respectivas modalidades, a estética e o discurso contemporâneo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Exercício da Oficina Câmera Neon, por Capitão Vinícius
Exercício da Oficina Câmera Neon, por Capitão Vinícius

Jornada Vagamundo oferece oficinas de arte na Barra nesse fim de semana

Publicidade

Quinta, 24/10/2019 18:19.

Nesse fim de semana a Jornada Vagamundo chega à sua terceira edição, dessa vez no bairro da Barra. Nos dias 26 e 27 acontecem diversas oficinas gratuitas ministradas por artistas de diferentes áreas: Fotografia, Artes Plásticas, Cinema, Música, Dança e Literatura, para quem quiser participar. As inscrições são feitas na hora, no Centro Comunitário Adiomir Serrão.

A Jornada Vagamundo iniciou em agosto e vai até novembro, com uma edição por mês. Os bairros São Judas e Nações já foram contemplados, e depois da Barra, o próximo será no Estaleiro.


A jornada é viabilizada através da Lei de Incentivo à Cultura (LIC-BC).



Vagamundo, Jornada Cultural nos Bairros


A produção artística, a cultura e o conhecimento são imprescindíveis elementos de transformação para os indivíduos dentro de uma sociedade, é através desta janela para a parte mais íntima da psique humana que podemos avaliar e perceber nossa participação na construção do mundo em que vivemos. O Projeto Vagamundo - Jornada Cultural nos Bairros oferece um evento lúdico, espontâneo e gratuito nos centros comunitários da cidade de Balneário Camboriú a fim de conquistar, através de um contato direto com diferentes modalidades artísticas, novos agentes da cultura, revelando novos artistas, produtores e incentivando o registro subjetivo da história da cidade e o intercâmbio cultural entre os bairros. Ainda, o projeto permite a descentralização e desburocratização do acesso à cultura, que muitas vezes impedem artistas de participarem da agenda cultural da cidade, ora por não terem tempo e acesso à informação o suficiente para o desenvolvimento de projetos, ora por não terem acessibilidade e capital para participar de eventos, encontros e oficinas.
O reconhecimento social do artista está em ascensão, a criatividade está sendo valorizada, ideias originais ganham espaços nos canais de livre acesso online, permitindo uma janela democrática e espontânea para a difusão de trabalhos autorais. Segundo estudos no site do BNDS:
“Nem sempre as atividades culturais são vistas como um meio importante para o desenvolvimento econômico. Os números, porém, mostram a magnitude da indústria criativa. As mudanças econômicas e tecnológicas das últimas décadas impulsionaram o deslocamento do foco de atividades industriais tradicionais para atividades intensivas em conhecimento, localizadas em setores de serviços dinâmicos, com maior capacidade de geração de trabalho qualificado e, muitas vezes, maior capacidade de geração de valor agregado. O forte avanço das indústrias criativas e culturais está relacionado com essas mudanças, notadamente nos países desenvolvidos de alta renda per capita. A indústria criativa apresenta uma tendência futura de crescimento acima da taxa mundial, o que é ainda mais significativo no caso do Brasil, tendo em vista diferenciais do país como a dimensão de seu mercado doméstico, a criatividade para geração de novos produtos, conteúdos, serviços e soluções de elevada qualidade e uma notória riqueza cultural, um dos mais importantes insumos de seus produtos e serviços. Segundo estudo da Firjan, as indústrias criativas e culturais do Brasil foram responsáveis por gerar R$ 155,6 bilhões em 2015, o que representou 2,64% do PIB brasileiro naquele ano. No mesmo ano, essas indústrias empregaram 851,2 mil pessoas, ou o equivalente a 1,8% do total de empregos formais no Brasil”.
Além de promover meios alternativos para a geração de renda, o projeto se apoia no pensamento de que onde há arte e cultura há menos violência. As pulsões negativas e positivas de nossos pensamentos encontram caminhos criativos para sua manifestação. O processo terapêutico de se perceber só, ameniza de diferentes maneiras as pressões inerentes ao nosso cotidiano social. Comprovadamente, as terapias ocupacionais têm auxiliado na recuperação do equilíbrio emocional e psicológico de pessoas de diferentes contextos, exemplo disso é o grupo reflexivo para homens, criado pelo Coletivo Sexualidade e Saúde, que conseguiu reduzir a reincidência de autuados na lei Maria da Penha de 75% para 5%, atenuando as penas e reestruturando indivíduos (FERNANDES, Nathan, 2018, “O novo homem existe? “).
A equipe do projeto tem vasta experiência com produções culturais, tendo participado da criação e desenvolvimento de atividades oferecidas pelo Estúdio Lote84, espaço de exposições, processos artísticos e debates contemporâneos atuante na cidade de Balneário Camboriú desde 2014. Neste centro foi possível acompanhar o desenvolvimento de artistas e a evolução de projetos, sendo possível constatar o crescente interesse do público não apenas por atividades práticas, mas também na criação de uma cena cultural independente, viva e influente. O Projeto Vagamundo: Jornada Cultural nos Bairros, difere de outros projetos de formação ao trazer para as oficinas e atividades, profissionais que já atuam de forma independente no mercado e que traduzem em suas respectivas modalidades, a estética e o discurso contemporâneo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade