Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cultura
Poeta sergipano Pedro Bomba se apresenta em Balneário Camboriú

Segunda, 7/10/2019 15:42.
Divulgação
Pedro Bomba

Publicidade

A leitura performance "Extremamente barulhentos certos assuntos, por exemplo", do poeta sergipano Pedro Bomba, estará em Balneário Camboriú no próximo dia 25. Serão duas apresentações, às 15h e 19h30, no auditório do Sesc Balneário Camboriú, na avenida Central, 360. Antes de Balneário, o poeta estará em Laguna (23) e em Florianópolis (24).

Pedro Bomba chega ao Estado pelo Arte da Palavra – Rede Sesc de Leituras: Circuito Oralidades, um dos mais importantes projetos nacionais de valorização da literatura brasileira no país.

Através da declamação de poemas, ele apresentará textos do livro, outros inéditos e textos publicados em 2017 no livro "O chão dispõe a queda" e traz ao público reflexões sobre questões que envolvem o mundo, a palavra e a linguagem. Além de poemas, algumas cartas, histórias e notícias fazem parte dessa performance que tem duração de 45 minutos.

Pedro Bomba (1989) é poeta e artista, nasceu em Aracaju e vive atualmente em Belo Horizonte. Seus trabalhos são desenvolvidos a partir da palavra falada e da oralidade poética. É autor dos livros "O chão dispõe a queda" (2017) e "Extremamente barulhentos certos assuntos, por exemplo" (2018).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação
Pedro Bomba
Pedro Bomba

Poeta sergipano Pedro Bomba se apresenta em Balneário Camboriú

Publicidade

Segunda, 7/10/2019 15:42.

A leitura performance "Extremamente barulhentos certos assuntos, por exemplo", do poeta sergipano Pedro Bomba, estará em Balneário Camboriú no próximo dia 25. Serão duas apresentações, às 15h e 19h30, no auditório do Sesc Balneário Camboriú, na avenida Central, 360. Antes de Balneário, o poeta estará em Laguna (23) e em Florianópolis (24).

Pedro Bomba chega ao Estado pelo Arte da Palavra – Rede Sesc de Leituras: Circuito Oralidades, um dos mais importantes projetos nacionais de valorização da literatura brasileira no país.

Através da declamação de poemas, ele apresentará textos do livro, outros inéditos e textos publicados em 2017 no livro "O chão dispõe a queda" e traz ao público reflexões sobre questões que envolvem o mundo, a palavra e a linguagem. Além de poemas, algumas cartas, histórias e notícias fazem parte dessa performance que tem duração de 45 minutos.

Pedro Bomba (1989) é poeta e artista, nasceu em Aracaju e vive atualmente em Belo Horizonte. Seus trabalhos são desenvolvidos a partir da palavra falada e da oralidade poética. É autor dos livros "O chão dispõe a queda" (2017) e "Extremamente barulhentos certos assuntos, por exemplo" (2018).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade