Jornal Página 3
PÁGINA 3 /
Mal idealizado IPTU Verde felizmente não entrou em vigor em Balneário Camboriú

Por Waldemar Cezar Neto

Quinta, 21/5/2020 11:26.
SeaeRJ

Publicidade

TELHADO VERDE
Os vereadores de Balneário Camboriú adicionaram ontem a energia solar (painéis fotovoltaicos) à lista de medidas de podem proporcionar desconto de IPTU cujo total, agora, chega a 30%, durante cinco anos, para quem cumprir todas as exigências.

TELHADO VERDE 2
A Lei de Telhado Verde, de agosto de 2019, proposta pelo vereador Gelson Rodrigues, não entrou em vigor porque a prefeitura, felizmente, não fez a parte dela. Digo felizmente porque a lei é ilógica e potencialmente desastrosa para os cofres públicos.

TELHADO VERDE 3
Ilógica porque numa cidade carente de água, beneficia com 2% quem armazena a da chuva, mas dá o dobro de vantagem a quem a aquece com energia solar. As alíquotas de desconto, cumulativas, são as seguintes para cada ítem que o imóvel possuir: - captação da água da chuva (2%); reuso de água (2%); aquecimento hidráulico solar (4%); construção com materiais sustentáveis (6%); telhado verde (6) e, adicionado ontem, energia solar (6%).

TELHADO VERDE 4
O vereador Gelson embora advogado, fez um texto confuso nos propósitos e insensato nos efeitos. Sim, porque a Lei do IPTU Verde não distingue imóveis unifamiliares (casas) de edifícios. Dar desconto de IPTU em residências, que são ¼ das moradias da cidade, causaria um impacto no orçamento do município, mas quando estendido para os apartamentos, esse impacto se multiplica por três.

TELHADO VERDE 5
Como a lei não fala em sistemas dimensionados ao uso do imóvel, o edifício pode colocar um canteiro, um painel solar etc. etc. e pegar os 30% de desconto. Por outro lado, ao exigir laudo de engenheiro, a lei afasta grande parte dos moradores das casas porque laudos custam caro.

TELHADO VERDE 6
Ainda bem que o vereador Gelson, em três anos e meio de mandato, só propôs uma lei, essa do IPTU Verde que entrará em vigor quando a prefeitura detalhar seus efeitos no orçamento anual e plurianual, ou seja, no Dia de São Nunca.

LEMBRANÇAS NAZISTAS
Existe uma turma por aí que não sente vergonha das barbaridades que o asno que elegeram defende. Em homenagem a essa gente, relembro alguns fatos da história não muito distante. Em 1939 os nazistas colocaram em prática o programa para executar deficientes físicos, doentes mentais, idosos e doentes incuráveis e venderam a ideia para a população como um ato caridoso, uma eutanásia.

LEMBRANÇAS NAZISTAS 2
Cinco mil crianças com síndrome de Down foram mortas, no total cerca de 300 mil pessoas foram mortas, segundo a insuspeita agência de notícias alemã Deutsche Welle. Metódicos, foi por essa época que os nazistas encontraram uma forma mais econômica de matar, pela fome.

LEMBRANÇAS NAZISTAS 3
Ontem uma senhora que mora em Balneário Camboriú e diz trabalhar no Banco do Brasil, postou em rede social que um jornal que dá notícias ruins sobre seu ídolo, Jair Bolsonaro, “é sujo e deveria estar fechado”. Me lembrei dos métodos nazistas.

ASSINA AÍ
Se você for usar cloroquina terá que assinar uma autorização que lá pelas tantas diz o seguinte: “A Cloroquina e a hidroxicloroquina podem causar efeitos colaterais como redução dos glóbulos brancos, disfunção do fígado, disfunção cardíaca e arritmias, e alterações visuais por danos na retina…”. Mais adiante está escrito “Compreendi, portanto, que não existe garantia de resultados positivos, e que o medicamento proposto pode inclusive agravar minha condição clínica, pois não há estudos demonstrando benefícios clínicos”.

ASSINA AÍ 2
Não esqueça de assinar, caso contrário não lhe darão a milagrosa cloroquina que, segundo o asno que você elegeu, é o remédio que salvará sua vida. E, se duvida do que está escrito, olhe neste link

MEIO ATRASADO
O judiciário catarinense, com espantoso atraso, passou a aceitar que as custas judiciais sejam pagas com cartões de crédito ou débito. Algum iluminado pode ter percebido, 52 anos depois, que existem cartões de crédito no Brasil.

BACANA
As prefeituras estão testando seus funcionários, mas para o povo que paga esses testes não existe teste, precisa primeiro ficar doente.

BOZO MOTOSSERRA


Bolsonaro passará à história como o maior predador da natureza brasileira. A Agência Pública de Notícias informa em reportagem que 7a Vara Ambiental e Agrária do Amazonas proibiu financiamentos públicos para o plantio de cana-de-açúcar na Amazônia, no Pantanal e na Bacia do Alto Paraguai, onde nascem os principais rios pantaneiros.

BOZO MOTOSSERA 2
A juíza Jaíza Pinto Fraxe escreveu que “liberar o crédito para novas lavouras e usinas sem qualquer estudo científico de viabilidade é apostar na certeza de novos desastres e pragas ambientais, sujeitando povos a genocídios ou massacres imprevisíveis”.

BOZO MOTOSSERA 3
Desde 2009 Amazônia e Pantanal estavam protegido pelo zoneamento agroecológico da cana-de-açúcar, mas o governo Bolsonaro, minhas nove leitoras sabem, não dá valor à vida, portanto não vê sentido em proteger florestas e nascentes. Para ler a reportagem na íntegra use este link.

BOZO MOTOSSERRA 4
Ontem o Human Rights Watch divulgou relatório acusando o governo Bolsonaro de relaxar na repressão aos madeireiros ilegais o que levou a floresta a sofrer, em abril deste ano, o maior desmatamento desde 2008. Quando isso vai acabar é o que eu me pergunto.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
SeaeRJ

Mal idealizado IPTU Verde felizmente não entrou em vigor em Balneário Camboriú

Por Waldemar Cezar Neto

Publicidade

Quinta, 21/5/2020 11:26.

TELHADO VERDE
Os vereadores de Balneário Camboriú adicionaram ontem a energia solar (painéis fotovoltaicos) à lista de medidas de podem proporcionar desconto de IPTU cujo total, agora, chega a 30%, durante cinco anos, para quem cumprir todas as exigências.

TELHADO VERDE 2
A Lei de Telhado Verde, de agosto de 2019, proposta pelo vereador Gelson Rodrigues, não entrou em vigor porque a prefeitura, felizmente, não fez a parte dela. Digo felizmente porque a lei é ilógica e potencialmente desastrosa para os cofres públicos.

TELHADO VERDE 3
Ilógica porque numa cidade carente de água, beneficia com 2% quem armazena a da chuva, mas dá o dobro de vantagem a quem a aquece com energia solar. As alíquotas de desconto, cumulativas, são as seguintes para cada ítem que o imóvel possuir: - captação da água da chuva (2%); reuso de água (2%); aquecimento hidráulico solar (4%); construção com materiais sustentáveis (6%); telhado verde (6) e, adicionado ontem, energia solar (6%).

TELHADO VERDE 4
O vereador Gelson embora advogado, fez um texto confuso nos propósitos e insensato nos efeitos. Sim, porque a Lei do IPTU Verde não distingue imóveis unifamiliares (casas) de edifícios. Dar desconto de IPTU em residências, que são ¼ das moradias da cidade, causaria um impacto no orçamento do município, mas quando estendido para os apartamentos, esse impacto se multiplica por três.

TELHADO VERDE 5
Como a lei não fala em sistemas dimensionados ao uso do imóvel, o edifício pode colocar um canteiro, um painel solar etc. etc. e pegar os 30% de desconto. Por outro lado, ao exigir laudo de engenheiro, a lei afasta grande parte dos moradores das casas porque laudos custam caro.

TELHADO VERDE 6
Ainda bem que o vereador Gelson, em três anos e meio de mandato, só propôs uma lei, essa do IPTU Verde que entrará em vigor quando a prefeitura detalhar seus efeitos no orçamento anual e plurianual, ou seja, no Dia de São Nunca.

LEMBRANÇAS NAZISTAS
Existe uma turma por aí que não sente vergonha das barbaridades que o asno que elegeram defende. Em homenagem a essa gente, relembro alguns fatos da história não muito distante. Em 1939 os nazistas colocaram em prática o programa para executar deficientes físicos, doentes mentais, idosos e doentes incuráveis e venderam a ideia para a população como um ato caridoso, uma eutanásia.

LEMBRANÇAS NAZISTAS 2
Cinco mil crianças com síndrome de Down foram mortas, no total cerca de 300 mil pessoas foram mortas, segundo a insuspeita agência de notícias alemã Deutsche Welle. Metódicos, foi por essa época que os nazistas encontraram uma forma mais econômica de matar, pela fome.

LEMBRANÇAS NAZISTAS 3
Ontem uma senhora que mora em Balneário Camboriú e diz trabalhar no Banco do Brasil, postou em rede social que um jornal que dá notícias ruins sobre seu ídolo, Jair Bolsonaro, “é sujo e deveria estar fechado”. Me lembrei dos métodos nazistas.

ASSINA AÍ
Se você for usar cloroquina terá que assinar uma autorização que lá pelas tantas diz o seguinte: “A Cloroquina e a hidroxicloroquina podem causar efeitos colaterais como redução dos glóbulos brancos, disfunção do fígado, disfunção cardíaca e arritmias, e alterações visuais por danos na retina…”. Mais adiante está escrito “Compreendi, portanto, que não existe garantia de resultados positivos, e que o medicamento proposto pode inclusive agravar minha condição clínica, pois não há estudos demonstrando benefícios clínicos”.

ASSINA AÍ 2
Não esqueça de assinar, caso contrário não lhe darão a milagrosa cloroquina que, segundo o asno que você elegeu, é o remédio que salvará sua vida. E, se duvida do que está escrito, olhe neste link

MEIO ATRASADO
O judiciário catarinense, com espantoso atraso, passou a aceitar que as custas judiciais sejam pagas com cartões de crédito ou débito. Algum iluminado pode ter percebido, 52 anos depois, que existem cartões de crédito no Brasil.

BACANA
As prefeituras estão testando seus funcionários, mas para o povo que paga esses testes não existe teste, precisa primeiro ficar doente.

BOZO MOTOSSERRA


Bolsonaro passará à história como o maior predador da natureza brasileira. A Agência Pública de Notícias informa em reportagem que 7a Vara Ambiental e Agrária do Amazonas proibiu financiamentos públicos para o plantio de cana-de-açúcar na Amazônia, no Pantanal e na Bacia do Alto Paraguai, onde nascem os principais rios pantaneiros.

BOZO MOTOSSERA 2
A juíza Jaíza Pinto Fraxe escreveu que “liberar o crédito para novas lavouras e usinas sem qualquer estudo científico de viabilidade é apostar na certeza de novos desastres e pragas ambientais, sujeitando povos a genocídios ou massacres imprevisíveis”.

BOZO MOTOSSERA 3
Desde 2009 Amazônia e Pantanal estavam protegido pelo zoneamento agroecológico da cana-de-açúcar, mas o governo Bolsonaro, minhas nove leitoras sabem, não dá valor à vida, portanto não vê sentido em proteger florestas e nascentes. Para ler a reportagem na íntegra use este link.

BOZO MOTOSSERRA 4
Ontem o Human Rights Watch divulgou relatório acusando o governo Bolsonaro de relaxar na repressão aos madeireiros ilegais o que levou a floresta a sofrer, em abril deste ano, o maior desmatamento desde 2008. Quando isso vai acabar é o que eu me pergunto.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade