Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Economia
Acibalc envia sugestões para crise econômica aos prefeitos de Balneário Camboriú e Camboriú

Entre elas, um novo parcelamento do IPTU para empresas

Terça, 24/3/2020 10:07.
Divulgação
O prefeito Fabrício Oliveira com associados da Acibalc em reunião plenária que aconteceu no início do mês

Publicidade

A Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú (Acibalc), ciente da crise econômica que a pandemia do Coronavírus (Covid-19) vai provocar, encaminhou várias sugestões aos prefeitos Fabrício de Oliveira e Élcio Kuhnen, com demandas dos empresários para incentivar às pequenas e médias empresas da região. Além disso, a entidade elaborou uma série de ações para beneficiar a classe empresarial durante o período em que as empresas se encontram fechadas, conforme decreto do Governo do Estado.

Entre as medidas, a classe empresarial dos dois municípios pede a negociação de novo parcelamento de IPTU para as empresas, a redução e/ou facilitação de pagamento do ISS, ampliação do tempo de validade dos alvarás, ampliando prazos para renovações, a criação de uma campanha de incentivo ao consumo em empresas locais, em parcerias com entidades empresarias e o contato com as esferas estadual e federal para que as medidas econômicas sejam pensadas para o pequeno e médio empresário.

A entidade também abriu um canal de comunicação para que empresários possam encaminhar demandas que serão analisadas pela diretoria da entidade e enviadas em conjunto para as autoridades públicas, sempre visando diminuir os impactos econômicos da crise.

A presidente da Acibalc, Maria Pissaia, segue em contato constante com as autoridades para atualizar cada mudança de protocolo aos empresários.

“Neste momento estamos nos preservando, preservando nossos colaboradores e toda a população para que possamos enfrentar esta crise e voltar com força total para nossa economia. Por isso estamos em contato com a FACISC, com órgãos de deliberação tanto estadual, quanto municipal, para ver novas informações e o que está sendo feito para que a gente consiga gerir melhor nossos negócios depois da crise. É um momento difícil, mas a Acibalc se coloca à disposição para auxiliar a classe empresarial”, destaca.

O ofício encaminhado às prefeituras também coloca a Acibalc à disposição para colaborar com o que for possível para que as duas cidades superem este momento difícil com o mínimo de impacto negativo para as pessoas.

“Estamos cobrando ações, mas também dispostos a ajudar para que saiamos fortalecidos deste momento”, finalizou a presidente.


Fonte: Na Mídia Assessoria


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação
O prefeito Fabrício Oliveira com associados da Acibalc em reunião plenária que aconteceu no início do mês
O prefeito Fabrício Oliveira com associados da Acibalc em reunião plenária que aconteceu no início do mês

Acibalc envia sugestões para crise econômica aos prefeitos de Balneário Camboriú e Camboriú

Entre elas, um novo parcelamento do IPTU para empresas

Publicidade

Terça, 24/3/2020 10:07.

A Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú (Acibalc), ciente da crise econômica que a pandemia do Coronavírus (Covid-19) vai provocar, encaminhou várias sugestões aos prefeitos Fabrício de Oliveira e Élcio Kuhnen, com demandas dos empresários para incentivar às pequenas e médias empresas da região. Além disso, a entidade elaborou uma série de ações para beneficiar a classe empresarial durante o período em que as empresas se encontram fechadas, conforme decreto do Governo do Estado.

Entre as medidas, a classe empresarial dos dois municípios pede a negociação de novo parcelamento de IPTU para as empresas, a redução e/ou facilitação de pagamento do ISS, ampliação do tempo de validade dos alvarás, ampliando prazos para renovações, a criação de uma campanha de incentivo ao consumo em empresas locais, em parcerias com entidades empresarias e o contato com as esferas estadual e federal para que as medidas econômicas sejam pensadas para o pequeno e médio empresário.

A entidade também abriu um canal de comunicação para que empresários possam encaminhar demandas que serão analisadas pela diretoria da entidade e enviadas em conjunto para as autoridades públicas, sempre visando diminuir os impactos econômicos da crise.

A presidente da Acibalc, Maria Pissaia, segue em contato constante com as autoridades para atualizar cada mudança de protocolo aos empresários.

“Neste momento estamos nos preservando, preservando nossos colaboradores e toda a população para que possamos enfrentar esta crise e voltar com força total para nossa economia. Por isso estamos em contato com a FACISC, com órgãos de deliberação tanto estadual, quanto municipal, para ver novas informações e o que está sendo feito para que a gente consiga gerir melhor nossos negócios depois da crise. É um momento difícil, mas a Acibalc se coloca à disposição para auxiliar a classe empresarial”, destaca.

O ofício encaminhado às prefeituras também coloca a Acibalc à disposição para colaborar com o que for possível para que as duas cidades superem este momento difícil com o mínimo de impacto negativo para as pessoas.

“Estamos cobrando ações, mas também dispostos a ajudar para que saiamos fortalecidos deste momento”, finalizou a presidente.


Fonte: Na Mídia Assessoria

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade