Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Economia
Governo do estado liberou eventos, mas não em Balneário Camboriú que precisa diminuir casos de covid-19

Balneário Camboriú paga o preço de ser, dentre as maiores cidades catarinenses, a que tem mais casos por habitante

Sábado, 19/9/2020 9:05.
Pixabay

Publicidade

Os profissionais do setor de eventos de Balneário Camboriú estavam esperando o prefeito Fabrício Oliveira lançar um decreto liberando a volta de eventos, com todos os cuidados necessários, anunciado para ás 17h de sexta-feira (18). Porém, o governo de Santa Catarina saiu na frente e publicou um decreto a nível estadual neste dia, mas Balneário Camboriú não está contemplada, porque está na faixa laranja no cenário da Covid-19.

Com portarias que estabelecem critérios para o retorno gradual e monitorado de congressos, concursos públicos, museus, feiras e exposições, além de eventos sociais (casamentos, aniversários, jantares, festas infantis, bodas, batizados, formaturas, etc. – sem cobrança de ingresso e controle de entrada), o decreto estadual estabelece que regiões consideradas como Risco Potencial Gravíssimo (representado no mapa pela cor Vermelha) ou Risco Potencial Grave (cor laranja) não podem realizar qualquer evento.

Balneário Camboriú está na laranja, com 6.345 casos de Covid-19 confirmados na cidade, sendo 174 em tratamento e 86 óbitos, conforme dados de sexta-feira(18).

Para os eventos voltarem a acontecer em Balneário, é preciso que os casos de Coronavírus diminuam. Segundo o decreto estadual, as liberações ocorrem apenas em municípios com Risco Potencial Alto (cor amarela), respeitando uma limitação de 40% de capacidade. Nas regiões com o Risco Potencial Moderado (cor azul), a capacidade pode ser de até 60%. Na portaria que estabelece regras para Museus de Santa Catarina, permite-se a visitação do público também no Risco Alto (cor amarela), desde que sejam visitas individuais e previamente agendadas.

Comércios beneficiados

Para as cidades na faixa amarela ou azul também está liberada a retomada de prova de roupas nos comércios – o que também estava sem acontecer desde março.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Pixabay

Governo do estado liberou eventos, mas não em Balneário Camboriú que precisa diminuir casos de covid-19

Balneário Camboriú paga o preço de ser, dentre as maiores cidades catarinenses, a que tem mais casos por habitante

Publicidade

Sábado, 19/9/2020 9:05.

Os profissionais do setor de eventos de Balneário Camboriú estavam esperando o prefeito Fabrício Oliveira lançar um decreto liberando a volta de eventos, com todos os cuidados necessários, anunciado para ás 17h de sexta-feira (18). Porém, o governo de Santa Catarina saiu na frente e publicou um decreto a nível estadual neste dia, mas Balneário Camboriú não está contemplada, porque está na faixa laranja no cenário da Covid-19.

Com portarias que estabelecem critérios para o retorno gradual e monitorado de congressos, concursos públicos, museus, feiras e exposições, além de eventos sociais (casamentos, aniversários, jantares, festas infantis, bodas, batizados, formaturas, etc. – sem cobrança de ingresso e controle de entrada), o decreto estadual estabelece que regiões consideradas como Risco Potencial Gravíssimo (representado no mapa pela cor Vermelha) ou Risco Potencial Grave (cor laranja) não podem realizar qualquer evento.

Balneário Camboriú está na laranja, com 6.345 casos de Covid-19 confirmados na cidade, sendo 174 em tratamento e 86 óbitos, conforme dados de sexta-feira(18).

Para os eventos voltarem a acontecer em Balneário, é preciso que os casos de Coronavírus diminuam. Segundo o decreto estadual, as liberações ocorrem apenas em municípios com Risco Potencial Alto (cor amarela), respeitando uma limitação de 40% de capacidade. Nas regiões com o Risco Potencial Moderado (cor azul), a capacidade pode ser de até 60%. Na portaria que estabelece regras para Museus de Santa Catarina, permite-se a visitação do público também no Risco Alto (cor amarela), desde que sejam visitas individuais e previamente agendadas.

Comércios beneficiados

Para as cidades na faixa amarela ou azul também está liberada a retomada de prova de roupas nos comércios – o que também estava sem acontecer desde março.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade