- Publicidade -
- Publicidade -
17 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Dólar passa a cair com fluxo cambial no radar, após alta por guerra e petróleo

O dólar passou a cair com investidores atentos ao fluxo cambial, após o mercado de câmbio abrir em alta leve, seguindo a tendência da moeda americana no exterior na manhã desta segunda-feira, 21. Lá fora, há demanda para proteção no dólar em meio ao salto de mais de 4% do petróleo com a falta de avanços para um acordo de paz entre Rússia e Ucrânia e aumento dos juros dos Treasuries.

Em ambiente de cautela com a inflação global, o presidente do Federal Reserve (Fed) de Atlanta, Raphael Bostic, disse hoje que o lockdown na China, por causa de novos surtos de covid-19, pode prejudicar ainda mais as cadeias produtivas e que as perspectivas para inflação aumentaram significativamente nos EUA.

- Publicidade -

Por volta das 9h16, o juro da T-Note de 10 anos atingiu máxima do dia, a 2,458%, de 2,151% no fim da tarde de sexta-feira, 18. A participação do presidente do Fed, jerom Powell, em evento no começo da tarde (13h) está no radar dos mercados.

Na pesquisa Focus, os investidores aumentaram suas projeções para o IPCA e Selic no fim de 2022 e de 2023 e elevaram as estimativas de alta para o PIB neste ano, mas reduziram de 1,43% para 1,30% para 2023.

Às 9h45 desta segunda, o dólar à vista tinha viés de baixa de 0,07%, a R$ 5,0125, ante máxima após a abertura a R$ 5,0305. O dólar para abril caía 0,31%, a R$ 5,0290, ante máxima intradia a R$ 5,0470.

- Publicidade -
spot_imgspot_img
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: