Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Projeto Ética e Cidadania debate temas como violência na escola e bullying

Segunda, 18/3/2019 6:45.

O projeto Ética e Cidadania, que chega à sua segunda edição, vem ganhando espaço e destaque na secretaria da Educação, segundo a secretária Rosângela Percegona.

Com apoio do Ministério Público, OAB, curso de Direito da Univali e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, assuntos como violência nas escolas, bullying e importância de reciclar o lixo vem sendo discutidos com os alunos da rede municipal, desde a educação infantil até o ensino fundamental.

Os articuladores do projeto são os professores de Educação Física na educação infantil e os orientadores educacionais no ensino fundamental.

A secretária explica que o projeto abrange diversas ações, inclusive a execução do hino nacional, que foi alvo de recentes polêmicas quando o governo federal anunciou que seria uma ‘obrigação’ em todo o país.

“Cantar o hino é lei municipal em Balneário, já vínhamos incentivando a questão do civismo há certo tempo em Balneário, não é pelo novo presidente, já defendíamos isso antes”, diz.

Desde o ano passado o projeto acontece em todas as unidades da rede. Rendeu até um concurso de desenho para ilustrar a capa dos cadernos distribuídos para os alunos. O vencedor foi um estudante do CAIC.

Novidades

Nesta segunda edição foram incluídaS ALGUMAs novidades, como a inserção no programa Abraço à Vida, com encontros no Centro Educacional Municipal (CEM) Tomaz Francisco Garcia.

“Os alunos que quiserem vão poder discutir com profissionais situações de violência e até automutilação, pois sabemos que a depressão está atingindo também nossas crianças e adolescentes. Começaremos com essa escola, mas queremos abranger para toda a rede”, afirma.

Outra novidade é que os alunos da rede municipal vão participar do programa da secretaria do Meio Ambiente, o Recicla BC, onde discutirão temas sobre a importância de reciclar e preservar o meio ambiente, com o objetivo de levar os aprendizados para seus familiares.

“Temos ainda o ‘Se fosse você’, antes era só para as crianças, e neste ano estamos ampliando para os adolescentes, abordando questões como bullying e brincadeiras que constrangem”, acrescenta.

Segundo Rosângela, os alunos gostam do programa exatamente porque podem falar como se sentem, já que o bate-papo é exatamente para resolver situações que podem incomodá-los, seja no ambiente escolar como também no familiar e social.

“Nessa semana também estaremos discutindo as questões de violência nas escolas, abordando a tragédia de Suzano. Pedimos que os pais fiscalizem as mochilas de seus filhos com frequência, queremos incentivar a aproximação deles. Sabemos que a educação é a porta para transformar as pessoas, e é isso que estamos querendo fazer com o projeto: sair do discurso e colocar na prática”, completa. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Projeto Ética e Cidadania debate temas como violência na escola e bullying

Publicidade

Segunda, 18/3/2019 6:45.

O projeto Ética e Cidadania, que chega à sua segunda edição, vem ganhando espaço e destaque na secretaria da Educação, segundo a secretária Rosângela Percegona.

Com apoio do Ministério Público, OAB, curso de Direito da Univali e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, assuntos como violência nas escolas, bullying e importância de reciclar o lixo vem sendo discutidos com os alunos da rede municipal, desde a educação infantil até o ensino fundamental.

Os articuladores do projeto são os professores de Educação Física na educação infantil e os orientadores educacionais no ensino fundamental.

A secretária explica que o projeto abrange diversas ações, inclusive a execução do hino nacional, que foi alvo de recentes polêmicas quando o governo federal anunciou que seria uma ‘obrigação’ em todo o país.

“Cantar o hino é lei municipal em Balneário, já vínhamos incentivando a questão do civismo há certo tempo em Balneário, não é pelo novo presidente, já defendíamos isso antes”, diz.

Desde o ano passado o projeto acontece em todas as unidades da rede. Rendeu até um concurso de desenho para ilustrar a capa dos cadernos distribuídos para os alunos. O vencedor foi um estudante do CAIC.

Novidades

Nesta segunda edição foram incluídaS ALGUMAs novidades, como a inserção no programa Abraço à Vida, com encontros no Centro Educacional Municipal (CEM) Tomaz Francisco Garcia.

“Os alunos que quiserem vão poder discutir com profissionais situações de violência e até automutilação, pois sabemos que a depressão está atingindo também nossas crianças e adolescentes. Começaremos com essa escola, mas queremos abranger para toda a rede”, afirma.

Outra novidade é que os alunos da rede municipal vão participar do programa da secretaria do Meio Ambiente, o Recicla BC, onde discutirão temas sobre a importância de reciclar e preservar o meio ambiente, com o objetivo de levar os aprendizados para seus familiares.

“Temos ainda o ‘Se fosse você’, antes era só para as crianças, e neste ano estamos ampliando para os adolescentes, abordando questões como bullying e brincadeiras que constrangem”, acrescenta.

Segundo Rosângela, os alunos gostam do programa exatamente porque podem falar como se sentem, já que o bate-papo é exatamente para resolver situações que podem incomodá-los, seja no ambiente escolar como também no familiar e social.

“Nessa semana também estaremos discutindo as questões de violência nas escolas, abordando a tragédia de Suzano. Pedimos que os pais fiscalizem as mochilas de seus filhos com frequência, queremos incentivar a aproximação deles. Sabemos que a educação é a porta para transformar as pessoas, e é isso que estamos querendo fazer com o projeto: sair do discurso e colocar na prática”, completa. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade