Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Educação
Acadêmicos da UniAvan produzem podcast "Contabilizando ideias" durante aula online

Quinta, 23/7/2020 16:52.
Divulgação
A professora Gabriela Piske

Publicidade

Os acadêmicos do curso de Ciências Contábeis, do Centro Universitário Avantis (UniAvan), foram além das aulas expositivas propostas diante da pandemia do Covid-19 e produziram um podcast intitulado ‘Contabilizando Ideias’. O projeto conta com cinco episódios, além de um piloto de apresentação, e traz discussões sobre temas relevantes da sociedade. Todo o processo contou com o acompanhamento da professora da disciplina de Comunicação e Endomarketing, Gabriela Piske.

O projeto teve o objetivo de ampliar as competências de escrita e oralidade dos acadêmicos, por meio do desenvolvimento de roteiro e da apresentação de um podcast, além de proporcionar discussões de temáticas que vão além da ementa e ampliar a visão de mundo dos acadêmicos e futuros contadores.

Para a produção do podcast, os acadêmicos utilizaram como aporte teórico para as gravações, os livros “Por que fazemos o que fazemos?”, de Mario Sergio Cortella, e “Nem anjos e nem demônios: a humana escolha entre virtudes e vícios”, de Monja Coen e Mário Sergio Cortella. Em cada episódio, os estudantes fizeram uma relação das teorias dos livros com o que a sociedade está vivendo, em meio à pandemia do Covid-19.

As gravações aconteceram via Google Meet, durante as aulas da disciplina de Comunicação e Endomarketing. Os próprios alunos editaram os áudios utilizando programas de edição específicos. O podcast pode ser ouvido por meio dos links: Contabilizando Ideiase Spotify.

Segundo a professora responsável pelo projeto, Gabriela Piske, a ideia surgiu como uma forma de trabalhar os conteúdos de uma maneira diferenciada, já que as aulas estavam acontecendo remotamente.

“Pensei em algo que pudesse inovar e deixar as aulas mais ativas e os acadêmicos mais participativos. Participei de todas as gravações dos episódios e fiz comentários como convidada, mas o roteiro foi todo elaborado por eles. O projeto me mostrou que sempre é possível fazer diferente e que as tecnologias podem ser ótimas aliadas no processo de ensino-aprendizagem”, destaca.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação
A professora Gabriela Piske
A professora Gabriela Piske

Acadêmicos da UniAvan produzem podcast "Contabilizando ideias" durante aula online

Publicidade

Quinta, 23/7/2020 16:52.

Os acadêmicos do curso de Ciências Contábeis, do Centro Universitário Avantis (UniAvan), foram além das aulas expositivas propostas diante da pandemia do Covid-19 e produziram um podcast intitulado ‘Contabilizando Ideias’. O projeto conta com cinco episódios, além de um piloto de apresentação, e traz discussões sobre temas relevantes da sociedade. Todo o processo contou com o acompanhamento da professora da disciplina de Comunicação e Endomarketing, Gabriela Piske.

O projeto teve o objetivo de ampliar as competências de escrita e oralidade dos acadêmicos, por meio do desenvolvimento de roteiro e da apresentação de um podcast, além de proporcionar discussões de temáticas que vão além da ementa e ampliar a visão de mundo dos acadêmicos e futuros contadores.

Para a produção do podcast, os acadêmicos utilizaram como aporte teórico para as gravações, os livros “Por que fazemos o que fazemos?”, de Mario Sergio Cortella, e “Nem anjos e nem demônios: a humana escolha entre virtudes e vícios”, de Monja Coen e Mário Sergio Cortella. Em cada episódio, os estudantes fizeram uma relação das teorias dos livros com o que a sociedade está vivendo, em meio à pandemia do Covid-19.

As gravações aconteceram via Google Meet, durante as aulas da disciplina de Comunicação e Endomarketing. Os próprios alunos editaram os áudios utilizando programas de edição específicos. O podcast pode ser ouvido por meio dos links: Contabilizando Ideiase Spotify.

Segundo a professora responsável pelo projeto, Gabriela Piske, a ideia surgiu como uma forma de trabalhar os conteúdos de uma maneira diferenciada, já que as aulas estavam acontecendo remotamente.

“Pensei em algo que pudesse inovar e deixar as aulas mais ativas e os acadêmicos mais participativos. Participei de todas as gravações dos episódios e fiz comentários como convidada, mas o roteiro foi todo elaborado por eles. O projeto me mostrou que sempre é possível fazer diferente e que as tecnologias podem ser ótimas aliadas no processo de ensino-aprendizagem”, destaca.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade