Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Educação
Educação municipal de Balneário Camboriú tem o pior resultado desde 2011

14 das 17 escolas não atingiram as metas e resultado é o pior em quase uma década

Quarta, 16/9/2020 7:17.
Google.
Colégio Ghislandi melhorou nos anos iniciais, mas não nos finais.

Publicidade

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, IDEB, divulgado nesta terça-feira (15) pelo governo federal, mostra que as escolas administradas pela prefeitura de Balneário Camboriú tiveram seu pior desempenho desde 2011.

O Indicador de Rendimento, que leva em conta diversos aspectos em todas as escolas, regrediu aos números de 2011 tanto nos anos iniciais quanto nos finais.

O IDEB é calculado a cada dois anos e das 17 escolas administradas pela prefeitura de Balneário Camboriú, apenas três melhoraram os resultados em relação à avaliação de 2017, como pode ser visto no resumo abaixo:

Aumento do IDEB nos anos iniciais
CEM Prof. Armando Ghislandi
CEM Prof. Antonio Lúcio
CEM Alfredo Domingos - 5,7 6,2

Aumento do IDEB nos anos finais
CEM Taquaras
CEM Presidente Medici
CEM Giovania de Almeida

Manteve a mesma nota nos anos iniciais
Ivo Silveira
CIEP

Manteve a mesma nota nos anos finais
Vereador Santa

A regressão nos resultados mostra uma situação grave porque a sociedade investe cada vez mais recursos para que as escolas evoluam e se elas regridem tem algo errado no universo educacional.

Consultada a respeito, a secretária da educação Rosângela Percegona Borba não analisou motivos, se limitou a informar que “para auxiliar as unidades escolares que reduziram seus pontos, o departamento técnico pedagógico promoverá ações específicas para atender a deficiência de aprendizagem detectada nos segmentos avaliados”.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Google.
Colégio Ghislandi melhorou nos anos iniciais, mas não nos finais.
Colégio Ghislandi melhorou nos anos iniciais, mas não nos finais.

Educação municipal de Balneário Camboriú tem o pior resultado desde 2011

14 das 17 escolas não atingiram as metas e resultado é o pior em quase uma década

Publicidade

Quarta, 16/9/2020 7:17.

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, IDEB, divulgado nesta terça-feira (15) pelo governo federal, mostra que as escolas administradas pela prefeitura de Balneário Camboriú tiveram seu pior desempenho desde 2011.

O Indicador de Rendimento, que leva em conta diversos aspectos em todas as escolas, regrediu aos números de 2011 tanto nos anos iniciais quanto nos finais.

O IDEB é calculado a cada dois anos e das 17 escolas administradas pela prefeitura de Balneário Camboriú, apenas três melhoraram os resultados em relação à avaliação de 2017, como pode ser visto no resumo abaixo:

Aumento do IDEB nos anos iniciais
CEM Prof. Armando Ghislandi
CEM Prof. Antonio Lúcio
CEM Alfredo Domingos - 5,7 6,2

Aumento do IDEB nos anos finais
CEM Taquaras
CEM Presidente Medici
CEM Giovania de Almeida

Manteve a mesma nota nos anos iniciais
Ivo Silveira
CIEP

Manteve a mesma nota nos anos finais
Vereador Santa

A regressão nos resultados mostra uma situação grave porque a sociedade investe cada vez mais recursos para que as escolas evoluam e se elas regridem tem algo errado no universo educacional.

Consultada a respeito, a secretária da educação Rosângela Percegona Borba não analisou motivos, se limitou a informar que “para auxiliar as unidades escolares que reduziram seus pontos, o departamento técnico pedagógico promoverá ações específicas para atender a deficiência de aprendizagem detectada nos segmentos avaliados”.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade