Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Educação
Secretaria da Educação de Balneário Camboriú está finalizando plano sobre a retomada das aulas

Rede municipal deverá seguir de forma remota até final do ano

Quarta, 30/9/2020 15:34.
Divulgação

Publicidade

No início deste mês,o governo do Estado apresentou o Plano de Contingência Estadual para Educação (PlanCon), para preparar as escolas para o retorno às atividades presenciais em Santa Catarina, paralisadas em 19 de março e suspensas até o próximo dia 12.

O retorno anunciado depende do cenário da doença, e deve ser opcional, iniciando por alunos do terceiro ano do Ensino Médio.

O Estado orientou cada município a fazer o seu PlanCon. Em Balneário Camboriú, ele está quase pronto, mas a secretária da educação, Rosângela Percegona Borba adiantou que talvez a retomada presencial não ocorra esse ano na rede municipal.

O que disse a secretária:

O PlanCon

“Estamos elaborando o Plano de Contingência, faltam só alguns ajustes. É que as informações acontecem rapidamente e conforme as mudanças que vão chegando, precisamos ir adaptando ao Plano. Mas em linhas gerais ele não muda, porque são as orientações do protocolo de segurança que precisamos ter para o retorno das aulas”.

A retomada

“O que estamos discutindo ainda em relação a AMFRI e aqui posso falar pelos 11 municípios (Rosângela é presidente do Colegiado de Educação da Amfri), é que estamos estudando a retomada das aulas, que vai começar pelo ensino médio, para alunos que estão apresentando maior dificuldade de aprendizagem do conteúdo letivo, num trabalho de reforço escolar, mas isso não é competência do município, porque nós atendemos educação infantil e ensino fundamental até o nono ano, alunos até 14 anos)”.

Rede Municipal

“Estamos estudando a possibilidade de trabalhar de forma remota até o final do ano ou talvez com algumas questões presenciais também, ainda a serem definidas, naquele mesmo formato, de acordo com a realidade de cada sala, respeitando os 50%, metade presencial, metade remoto. O trabalho com a plataforma vai continuar por um bom tempo ainda. Nós fizemos uma pesquisa com os pais dos nonos anos, último ano do Fundamental, se teriam interesse pela retomada das aulas, pelo menos para o nono ano, e 80% dos pais não concorda com a retomada neste momento. Todas estas decisões estão sendo estudadas. Também estamos conversando com os gestores como determina o Plancon. Esta semana estamos discutindo quanto desses programas de aula remota serão consideradas para o ano letivo. Estamos fazendo esse estudo na Amfri, para colocar um alinhamento para a região.

O Comitê Municipal

“Estamos cumprindo uma exigência do Plano de criar o Comitê Municipal da Educação com relação à Covid. Encaminhamos ofÍcio para as diferentes secretarias que vão participar, entidades particulares também, Conselho Municipal de Educação, nós precisamos ter nesse Comitê diferentes integrantes. Nesta quinta-feira estaremos levando ao prefeito os nomes dos integrantes para legitimar esse Comitê, lembrando que cada município precisa criar o seu, conforme a portaria que saiu essa semana. Um dos objetivos deste Comitê é o de verificar cada um dos Planos de Contingência e os protocolos de segurança, tanto das unidades escolares públicas como das particulares”.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação

Secretaria da Educação de Balneário Camboriú está finalizando plano sobre a retomada das aulas

Rede municipal deverá seguir de forma remota até final do ano

Publicidade

Quarta, 30/9/2020 15:34.

No início deste mês,o governo do Estado apresentou o Plano de Contingência Estadual para Educação (PlanCon), para preparar as escolas para o retorno às atividades presenciais em Santa Catarina, paralisadas em 19 de março e suspensas até o próximo dia 12.

O retorno anunciado depende do cenário da doença, e deve ser opcional, iniciando por alunos do terceiro ano do Ensino Médio.

O Estado orientou cada município a fazer o seu PlanCon. Em Balneário Camboriú, ele está quase pronto, mas a secretária da educação, Rosângela Percegona Borba adiantou que talvez a retomada presencial não ocorra esse ano na rede municipal.

O que disse a secretária:

O PlanCon

“Estamos elaborando o Plano de Contingência, faltam só alguns ajustes. É que as informações acontecem rapidamente e conforme as mudanças que vão chegando, precisamos ir adaptando ao Plano. Mas em linhas gerais ele não muda, porque são as orientações do protocolo de segurança que precisamos ter para o retorno das aulas”.

A retomada

“O que estamos discutindo ainda em relação a AMFRI e aqui posso falar pelos 11 municípios (Rosângela é presidente do Colegiado de Educação da Amfri), é que estamos estudando a retomada das aulas, que vai começar pelo ensino médio, para alunos que estão apresentando maior dificuldade de aprendizagem do conteúdo letivo, num trabalho de reforço escolar, mas isso não é competência do município, porque nós atendemos educação infantil e ensino fundamental até o nono ano, alunos até 14 anos)”.

Rede Municipal

“Estamos estudando a possibilidade de trabalhar de forma remota até o final do ano ou talvez com algumas questões presenciais também, ainda a serem definidas, naquele mesmo formato, de acordo com a realidade de cada sala, respeitando os 50%, metade presencial, metade remoto. O trabalho com a plataforma vai continuar por um bom tempo ainda. Nós fizemos uma pesquisa com os pais dos nonos anos, último ano do Fundamental, se teriam interesse pela retomada das aulas, pelo menos para o nono ano, e 80% dos pais não concorda com a retomada neste momento. Todas estas decisões estão sendo estudadas. Também estamos conversando com os gestores como determina o Plancon. Esta semana estamos discutindo quanto desses programas de aula remota serão consideradas para o ano letivo. Estamos fazendo esse estudo na Amfri, para colocar um alinhamento para a região.

O Comitê Municipal

“Estamos cumprindo uma exigência do Plano de criar o Comitê Municipal da Educação com relação à Covid. Encaminhamos ofÍcio para as diferentes secretarias que vão participar, entidades particulares também, Conselho Municipal de Educação, nós precisamos ter nesse Comitê diferentes integrantes. Nesta quinta-feira estaremos levando ao prefeito os nomes dos integrantes para legitimar esse Comitê, lembrando que cada município precisa criar o seu, conforme a portaria que saiu essa semana. Um dos objetivos deste Comitê é o de verificar cada um dos Planos de Contingência e os protocolos de segurança, tanto das unidades escolares públicas como das particulares”.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade