Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Defensora da intervenção militar, Dileta quer vaga na Câmara dos Deputados

Sexta, 31/8/2018 11:44.

Quando o povo foi às ruas da região protestar contra os desmandos dos políticos uma mulher se destacou na defesa da intervenção militar, Dileta Corrêa da Silva (PSL), moradora de Balneário Camboriú que tenta uma vaga na Câmara dos Deputados.

Ela acredita que a “onda Bolsonaro” levará o até então desconhecido Partido Social Liberal a eleger diversos representantes. “Vai dar 17 de cima abaixo” idealiza.

Ela acredita que essa seja a única forma de mudar o Brasil e diz que na hipótese de se reelegerem os mesmos de sempre, a solução seria uma intervenção (na verdade um golpe) militar.

Dileta tem opiniões firmes e claras, confira na entrevista concedida ao Página 3.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Geral

20 são em uma lojas de fast food Burguer King  


Justiça

Acusado diz que falará primeiro com seu advogado antes de se manifestar. Ele foi penalizado com advertência.


Cidade

Esta é uma das últimas etapas para obtenção da Bandeira Azul


Cidade

Lei municipal que favorecia os consumidores foi derrubada pelo Supremo 


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Defensora da intervenção militar, Dileta quer vaga na Câmara dos Deputados

Quando o povo foi às ruas da região protestar contra os desmandos dos políticos uma mulher se destacou na defesa da intervenção militar, Dileta Corrêa da Silva (PSL), moradora de Balneário Camboriú que tenta uma vaga na Câmara dos Deputados.

Ela acredita que a “onda Bolsonaro” levará o até então desconhecido Partido Social Liberal a eleger diversos representantes. “Vai dar 17 de cima abaixo” idealiza.

Ela acredita que essa seja a única forma de mudar o Brasil e diz que na hipótese de se reelegerem os mesmos de sempre, a solução seria uma intervenção (na verdade um golpe) militar.

Dileta tem opiniões firmes e claras, confira na entrevista concedida ao Página 3.

 

Publicidade

Publicidade