Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Entrevista: “Estou escalável", diz o pré-candidato Napoleão Bernardes

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Marlise Schneider Cezar/Página 3
Napoleão esteve no Página 3 nesta terça-feira
Napoleão esteve no Página 3 nesta terça-feira

Terça, 15/5/2018 17:42.

Por Marlise Schneider Cezar

O ex-prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes (PSDB) aproveitou agenda que está cumprindo na região, para visitar a redação do Página3 nesta terça-feira (15), onde o principal assunto foi a próxima campanha eleitoral.

Ele deixou a prefeitura para concorrer ao Senado, mas há uma expectativa que ele seja o indicado dos tucanos para o governo do Estado.

Napoleão disse que tem sido bastante requisitado para fazer palestras sobre gestão pública, tanto no meio acadêmico como em entidades de classe. É também uma maneira de se aproximar dos eleitores.

Professor titular de Direito na Universidade de Blumenau, mestrado em Direito pela Univali, duas vezes prefeito em Blumenau, na segunda-feira (14) ele palestrou para acadêmicos de Direito da Univali onde o principal assunto foi gestão pública.

Na manhã desta terça-feira (15) ele aproveitou para visitar familiares do deputado Leonel Pavan que está passando por um momento complicado de saúde.

“O senador Pavan, há os apoiam, outros que não apoiam, mas todos têm um consenso: ele é um homem trabalhador, incansável, é o embaixador da causa do turismo e da causa aqui no litoral. Ele tem um legado importante de ter transformado o litoral nesse cartão de visita que hoje é. O desenvolvimento de Santa Catarina passou pela trajetória do Pavan, ele tem muito respeito por isso e muita solidariedade nesse momento. Tenho certeza que com a força dele, já passou por outras, ele vai superar essa, não tem dúvida alguma”, disse.

Acompanhe a entrevista que Napoleão Bernardes concedeu ao Página3:

JP3 - Qual o motivo da sua visita a Balneário Camboriú?

NB - Pela minha formação jurídica, pela minha área profissional, que sou professor e somando dois mandatos de prefeito, tenho muitos cases premiados, exitosos, então sou convidado para expor sobre essa inovação e a qualificação da gestão pública, seus resultados e venho fazendo isso através de palestras. Mas também tenho vínculos umbilicais com essa região, meu pai foi advogado conhecido Acácio Bernardes, é nascido em Camboriú, meus irmãos são nascidos em Balneário Camboriú, minha esposa é de Itajaí, meu casamento foi em Itajaí...temos muitos vínculos.

JP3 - Já dá para fazer uma boa votação por aqui…

NB - (risos) Além de tudo isso, tem aqui a Udesc, curso de Administração Pública e eu levei alunos e professores do curso para Blumenau. Muitas pessoas acham os cargos de confiança no jargão popular um cargo político e lá não foi. Nós colocamos técnicos para dar resultado na gestão. Nomeei muitos formados em Administração Pública da Udesc daqui e da Esag de Florianópolis, para nos ajudar a conduzir a gestão lá. Fruto dessa visão de aproveitamento de jovens talentos formados em administração pública, a Udesc criou um programa estadual chamado Residência em Gestão Pública Municipal, inspirado no nosso modelo em que prefeituras conveniam, apresentam um número de cargos de confiança que colocam à disposição, a Udesc faz uma espécie de seleção e esses jovens talentos ficam nas prefeituras um, dois anos, tratando do tema que o prefeito elencar como prioridade absoluta, amparados com consultoria gratuita dos professores da Esag/Udesc.

JP3 - A maioria das prefeituras ainda tem aquele conceito antigo, o administrador público teria que ser obrigatório nas prefeituras.

NB - Entendo que o segredo da gestão é se amparar de pessoas qualificadas, às vezes até melhores que nós, nas suas áreas, no meu governo, óbvio que coincidiu, de ter no partido pessoas qualificadas. Mas de 25 a 30% dos cargos comissionados de Blumenau, preenchi com servidores de carreira, concursados, efetivos, um bom número veio da administração pública, formados, cheguei a nomear gente que não votou em mim, chamei gente de partidos contrários, mas que eram bons nas suas áreas.

JP3 - Qual foi o resultado?

NB - O resultado disso é que foi a maior história de eleição de Blumenau, fui o prefeito mais jovem aos 30 anos, o mais votado da história com 70% dos votos, e a reeleição foi com a maior votação no segundo turno em SC. O que mostra que quando a gente pensa em fazer gestão, a nova liderança para os novos tempos, exige uma nova visão, sangue novo. É isso que levamos para a gestão em Blumenau e deu resultado e é sobre isso que venho palestrando.

JP3 - O que o pessoal comenta é que o Sr. será candidato a governador. É isso mesmo?

NB - Na verdade sou pré-candidato ao Senado. Mesmo porque o meu partido tem um pré-candidato ao governo, o senador Paulo Bauer. A mim caberá, em princípio, se for desejo partidário, fazer a representação desse nosso grande Vale do Itajaí, que começa pela Foz do Itajaí, vai até o Medio Vale, chega no Alto Vale. Somos a maior população do Estado e a maior produção econômica do Estado, portanto precisamos retomar nosso protagonismo político, não para ter nenhum privilégio, mas para ter justiça na distribuição dos recursos públicos. Nunca fui deputado nem senador, mas fui duas vezes prefeito e sei onde o calo aperta nas necessidades municipais, por isso vou levar essa candidatura ao Senado.

JP3 - Mas isso não está decidido ainda...

NB - As definições partidárias acontecem por lei entre final de julho e 15 de agosto. À medida que fui liberado da prefeitura, tive dois mandatos, foram seis anos na prefeitura, estou escalável...exatamente a que serei candidato, isso o partido vai definir lá no início de agosto. A pré candidatura é ao Senado, mas outros chamados poderão surgir.

JP3 - Qual a sua expectativa?

NB - Em princípio concorrer ao Senado, até porque dois senadores catarinenses não vão à reeleição. E estes dois têm alguma consonância com a nossa região (...). Também temos uma memória recente, o ex-governador Pavan quando foi senador colocou o turismo como pauta prioritária, em discussão no Senado, isso demonstra que temos senadores com uma visão alinhada com as nossas causas do desenvolvimento regional, isso pode fazer toda a diferença.

JP3 - Está chegando perto do período eleitoral, o povo está bem desanimado com todas essas bombas que caem na cabeça da gente todo o dia. Como o sr. vê o cenário político atual?

NB - É um momento muito conturbado para a política. Sempre digo que nesse momento de dificuldade que a politica está nos apresentando, a gente não deve se afastar, deve entender como um chamamento, para que possamos fazer opções corretas, coerentes, buscar os melhores nomes e que seja um chamamento à sociedade. O ideal da nossa democracia é que os melhores em cada atividade profissional pudessem se colocar à disposição da comunidade para fazer sua representação política. A política é um instrumento da sociedade que deve ser usado em favor da sociedade para transformação positiva das coisas. A política só vai ser melhor quando mais pessoas bem intencionadas puderem participar.

JP3 - Vocês como candidatos terão que se desdobrar para tentar mudar esse conceito na população...porque as pessoas dizem ‘é tudo igual’ e ponto. Você têm que trabalhar muito para mostrar que é diferente.

NB - A generalização das coisas sempre leva à injustiça. Temos excepcionais professores, mas um ou outro anda fora da curva, não é por isso vamos denegrir toda classe. Na advocacia, jornalismo em tudo que é setor tem isso (...). Temos bons casos de sucesso em administração pública, várias prefeituras, vários governos de Estado...é saber diferenciar quem tá fazendo a coisa certa de quem tá fazendo a coisa errada, poder estimular novos valores, novos talentos e a construção dessa renovação que ser quer na política (…).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Esportes

Pista desafiadora e com visual incrível é um dos diferencias da prova


Informe Comercial

Saúde, bem estar e autoconhecimento


Policia

Outra pessoa que supostamente conhecia os fatos também foi assassinada


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade