Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Eleições
Eleitorado de Balneário Camboriú encolheu em quatro anos

Partidos precisarão de quase 3.500 votos para garantir vaga na Câmara

Quarta, 5/8/2020 13:49.
TSE

Publicidade

O Tribunal Superior Eleitoral divulgou nesta quarta-feira (5) os números oficiais de eleitores para o pleito de 15 de novembro. mostrando que o eleitorado de Balneário Camboriú encolheu desde a última eleição municipal em 2016.

Aparentemente o recadastramento eleitoral mais rigoroso, com biometria, eliminou possíveis distorções, apontando 90.447 eleitores aptos agora contra 91.438 em 2016.

Se forem mantidos níveis semelhantes aos de quatro anos atrás para abstenção, votos brancos e nulos,os partidos precisarão de 3.500 votos para eleger um vereador.

A “pedreira” neste ano será maior, pois estão vedadas as coligações para vereador, os partidos terão que contar com suas próprias forças para obter as vagas.

Se essa regra estivesse valendo em 2016, Joceli Nazari e Patrick Machado não teriam conquistado vaga na Câmara.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
TSE

Eleitorado de Balneário Camboriú encolheu em quatro anos

Partidos precisarão de quase 3.500 votos para garantir vaga na Câmara

Publicidade

Quarta, 5/8/2020 13:49.

O Tribunal Superior Eleitoral divulgou nesta quarta-feira (5) os números oficiais de eleitores para o pleito de 15 de novembro. mostrando que o eleitorado de Balneário Camboriú encolheu desde a última eleição municipal em 2016.

Aparentemente o recadastramento eleitoral mais rigoroso, com biometria, eliminou possíveis distorções, apontando 90.447 eleitores aptos agora contra 91.438 em 2016.

Se forem mantidos níveis semelhantes aos de quatro anos atrás para abstenção, votos brancos e nulos,os partidos precisarão de 3.500 votos para eleger um vereador.

A “pedreira” neste ano será maior, pois estão vedadas as coligações para vereador, os partidos terão que contar com suas próprias forças para obter as vagas.

Se essa regra estivesse valendo em 2016, Joceli Nazari e Patrick Machado não teriam conquistado vaga na Câmara.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade