Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Equilíbrio
JASTI 2018: Balneário Camboriú comemora ouro na dança e no vôlei

Segunda, 28/5/2018 10:14.
Heron Queiroz
Equipe de vôlei comemora seu troféu de ouro

Publicidade

Balneário Camboriú conquistou dois troféus de ouro e uma medalha de prata na 11ª edição dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti), que encerrou domingo (27), em Rio do Sul.

O primeiro ouro veio na dança livre, com a coreografia Sedução e o segundo foi no voleibol adaptado, naipe feminino. A dança também ganhou uma medalha de prata no primeiro dia da competição. A bocha feminina depois de três anos consecutivos de pódio, esse ano ficou em quinto lugar.

O handebol onde Balneário tem boas chances, foi transferida por causa da greve. De quarta-feira até domingo participaram dois mil atletas maiores de 60 anos de 172 municipios. Eles disputaram nove modalidades: bocha, bolão, vôlei e handebol adaptados, além de truco, canastra, dominó, dança de salão e dança coreografada.

Vôlei

Na decisão a equipe de Balneário Camboriú, treinada por André Boscatto, derrotou Brusque por 2 sets a 0 com parciais de 15/12 e 15/5. O terceiro colocado foi Pomerode.

Dança Livre

Com 9.58 pontos, o grupo Balanço das Ondas conquistou o título de bicampeão na modalidade Dança Livre, com a coreografia Sedução.

Florianópolis foi vice e Ituporanga foi bronze. A medalha de ouro em Rio do Sul foi a terceira conquistada por Balneário Camboriú. Antes foi em Criciúma 2011 e no ano passado em Blumenau. As integrantes do Grupo Balanço das Ondas tem entre 60 e 80 anos, ensaiam duas vezes por semana com a coreógrafa Fátima Falchini que elogiou o desempenho do grupo e da organização do evento.

“Mais um ano de vitórias, trabalho reconhecido e mostrando que a terceira idade pode sim mostrar coisas belas, mostrar que mesmo nessa idade a mulher pode ser bonita e sensual. As modalidades estavam bem competitivas, níveis bem fortes, estou muito contente com o resultado das alunas que estavam maravilhosas. O evento muito bem organizado, tivemos lá o apoio total da Fundação Municipal de Esportes, houve uma grande integração entre as equipes que estavam no alojamento”, disse a coreógrafa bicampeã.

Handebol

A única modalidade que não teve a sua definição foi o handebol adaptado, teve que ser suspensa por conta da greve dos caminhoneiros, que dificultou o deslocamento das delegações até o município de Rio do Sul. A Fundação Catarinense de Esporte definirá as datas e um novo local para a disputa da modalidade.

A diretora de esportes comunitários da FMEBC, Mariana Dalvesco está otimista.

“Estamos aguardando a definição da data para a realização dos jogos na modalidade handebol, onde participamos tanto no masculino quanto no feminino e temos grandes chances de pódio. Assim acontecendo, esta terá sido a melhor campanha já feita pelo município nos Jogos Abertos da Terceira Idade”, disse Mariana.

O evento foi uma promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de Rio do Sul e Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Heron Queiroz
Equipe de vôlei comemora seu troféu de ouro
Equipe de vôlei comemora seu troféu de ouro

JASTI 2018: Balneário Camboriú comemora ouro na dança e no vôlei

Publicidade

Segunda, 28/5/2018 10:14.

Balneário Camboriú conquistou dois troféus de ouro e uma medalha de prata na 11ª edição dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti), que encerrou domingo (27), em Rio do Sul.

O primeiro ouro veio na dança livre, com a coreografia Sedução e o segundo foi no voleibol adaptado, naipe feminino. A dança também ganhou uma medalha de prata no primeiro dia da competição. A bocha feminina depois de três anos consecutivos de pódio, esse ano ficou em quinto lugar.

O handebol onde Balneário tem boas chances, foi transferida por causa da greve. De quarta-feira até domingo participaram dois mil atletas maiores de 60 anos de 172 municipios. Eles disputaram nove modalidades: bocha, bolão, vôlei e handebol adaptados, além de truco, canastra, dominó, dança de salão e dança coreografada.

Vôlei

Na decisão a equipe de Balneário Camboriú, treinada por André Boscatto, derrotou Brusque por 2 sets a 0 com parciais de 15/12 e 15/5. O terceiro colocado foi Pomerode.

Dança Livre

Com 9.58 pontos, o grupo Balanço das Ondas conquistou o título de bicampeão na modalidade Dança Livre, com a coreografia Sedução.

Florianópolis foi vice e Ituporanga foi bronze. A medalha de ouro em Rio do Sul foi a terceira conquistada por Balneário Camboriú. Antes foi em Criciúma 2011 e no ano passado em Blumenau. As integrantes do Grupo Balanço das Ondas tem entre 60 e 80 anos, ensaiam duas vezes por semana com a coreógrafa Fátima Falchini que elogiou o desempenho do grupo e da organização do evento.

“Mais um ano de vitórias, trabalho reconhecido e mostrando que a terceira idade pode sim mostrar coisas belas, mostrar que mesmo nessa idade a mulher pode ser bonita e sensual. As modalidades estavam bem competitivas, níveis bem fortes, estou muito contente com o resultado das alunas que estavam maravilhosas. O evento muito bem organizado, tivemos lá o apoio total da Fundação Municipal de Esportes, houve uma grande integração entre as equipes que estavam no alojamento”, disse a coreógrafa bicampeã.

Handebol

A única modalidade que não teve a sua definição foi o handebol adaptado, teve que ser suspensa por conta da greve dos caminhoneiros, que dificultou o deslocamento das delegações até o município de Rio do Sul. A Fundação Catarinense de Esporte definirá as datas e um novo local para a disputa da modalidade.

A diretora de esportes comunitários da FMEBC, Mariana Dalvesco está otimista.

“Estamos aguardando a definição da data para a realização dos jogos na modalidade handebol, onde participamos tanto no masculino quanto no feminino e temos grandes chances de pódio. Assim acontecendo, esta terá sido a melhor campanha já feita pelo município nos Jogos Abertos da Terceira Idade”, disse Mariana.

O evento foi uma promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de Rio do Sul e Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade