Jornal Página 3

Pelo quinto ano consecutivo Igor Amorelli compete no Ironman de Kona

Sexta, 13/10/2017 8:31.

(Danilo Caboclo -  Kona - Havaí) – Pelo quinto ano consecutivo o triatleta Igor Amorelli representará o Brasil no Ironman World Championship, o Mundial de Ironman, que será realizado neste sábado (12), a partir das 13h15 (horário de Brasília), e terá transmissão ao vivo pelo link *https://www.redbull.tv/live/AP-1T4FGYQ7D1W11/ironman. Essa é a 39ª edição da maior prova de triathlon do planeta e para alcançar o olimpo do esporte Igor teve uma temporada bem consistente para confirmar sua vaga no evento. Neste sábado, 59 atletas largam na elite masculina, encarando o percurso de 3.8 km de natação, 180 km de ciclismo e 42 km de corrida em busca do sonhado título de Homem de Ferro.

Diferente da temporada passada, quando sofreu uma série lesão após uma queda durante um treinamento e acabou confirmando sua vaga nos últimos momentos, em 2017 Igor Amorelli e sua equipe conseguiram fazer um treinamento muito mais planejado. A vaga para Kona foi confirmada ainda em maio com o terceiro lugar no Ironman Brasil, realizado em Florianópolis. “Nossa preparação para Kona foi muito boa. Conseguimos treinar bem e estou contente com a minha forma. Agora é transferir tudo que fizemos para o dia da prova”, analisa Igor.

O triatleta e sua equipe chegaram em Kona há duas semanas e usaram o período final antes da competição para ajustar pequenos detalhes e alinhar a preparação final para o grande dia. “A primeira semana por aqui foi de treinos mais fortes e nesses últimos dias já diminuímos bastante a intensidade. Agora são alguns treinos mais curtos, mais manutenção mesmo e muito cuidado com a alimentação”, afirma.

Apesar de ter conquistado a vaga de maneira mais “tranquila” nesse ano, Igor Amorelli sabe que terá inúmeras dificuldades durante a prova. As dificuldades para conquistar a vaga em 2016 e o abandono na prova devido problemas mecânicos serviram de lição para o catarinense. “O que eu aprendi com tudo que aconteceu no ano passado é que nunca será fácil. A preparação foi muito boa, mas não quer dizer que a prova não será dura. Kona te cobra o tempo inteiro e é preciso lutar até o fim”, analisa.

A temporada de Igor até a classificação para Kona:

Diferente do ano passado, quando conquistou a vaga no corte de agosto, o ano de 2017 foi muito consistente para Igor Amorelli. A estreia na temporada veio com um terceiro lugar no Ironman 70.3 de Buenos Aires. Três semanas depois Igor se via forçado a abandonar o Ironman 70.3 Oceanside, nos Estados Unidos, mas a vitória no Ironman 70.3 Palmas mostrou que ele estava no caminho certo.

Um pódio no Ironman Brasil era o que Igor precisava para garantir matematicamente sua quinta participação em Kona e ele veio com o terceiro lugar na prova de Florianópolis. Com a vaga garantida em maio, Igor conseguiu montar uma sólida preparação visando o Mundial em outubro. Igor ainda competiu no Ironman 70.3 Equador, mas acabou não completando a prova após uma queda no ciclismo.

A prova em Kona:

O ano de 2017 marca a quinta participação de Igor Amorelli no mundial de Ironman. A primeira passagem do catarinense por Kona, em 2013, foi a que lhe rendeu o melhor resultado até hoje: 13º lugar em 8h34min59, sendo que esse é o melhor tempo já obtido por um brasileiro no evento.

O Ironman World Championship começa com a largada da natação na praia de Dig Me Beach, no píer de Kailua. O percurso de quase 3.900 metros é feito em ida e volta ao longo da baía de Kailua. Após a primeira transição os triatletas partem para os 180km de pedal, que começa na Kwakini Highway, uma das principais vias locais, e segue até a subida da Palani Road. De lá os triatletas acessam a Queen K Highway. O retorno do ciclismo, feito também em apenas uma volta, marca um dos momentos de maior dificuldade da competição: a subida de Hawi. Localizado ao noroeste, no meio do Oceano Pacífico, o local exige ao extremo dos competidores, com rajadas de ventos que podem chegar aos 90km/h.

Encerrado o ciclismo, os atletas encaram os 42km da Maratona. Os 16km iniciais são realizados na Alií Drive que dá acesso, novamente, a subida da Palani Road que dá acesso a Queen K Highway. O retorno é feito no Energy Lab, com os atletas seguindo para Palani Road e depois a reta final na Ali´i Drive.

“Cada preparação para Kona é diferente. Posso dizer que treinei muito bem e agora é na hora. Todos que estão largando estão bem treinados e eu espero fazer o meu melhor. Gostaria de agradecer ao apoio de todos. Continuem torcendo e enviando boas energias, pois será uma competição dura. Vamos lutar até o final”, encerra.

Retrospecto de Igor Amorelli na temporada 2017:

Ironman 70.3 Buenos Aires – (12 de março) – 3º colocado

Ironman 70.3 Oceanside (01º de abril) – Não completou

Ironman 70.3 Palmas (23 de abril) - Campeão

Ironman Florianópolis (28 de maio) – 3º colocado

Ironman 70.3 Equador (30 de julho) – Não completou

Retrospecto de Igor Amorelli em Kona:

2013 – 13º lugar – 8h34m59s – Recorde brasileiro em Kona

2014 – 25º lugar – 8h52m37s

2015 – 33º lugar – 9h34m17s

2016 – Não completou

Igor Amorelli conta com os patrocínios da CPH Brasil, Mizuno, Red Bull, Woom e Argon18 e com o apoio da Oakley, Zipp, XTerra Wetsuites e CeramicaSpeed.

*No Brasil, os amantes do esporte poderão assistir ao evento a partir das 13h15 (horário de Brasília), pelo link https://www.redbull.tv/live/AP-1T4FGYQ7D1W11/ironman.  


Publicidade


Colunistas
por Fernando Baumann
por Sonia Tetto
por Saint Clair Nickelle
por Augusto Cesar Diegoli
por Marcos Vinicios Pagelkopf
por Enéas Athanázio
Guia Legal BC

Banda se apresenta no dia 5 de janeiro


Geral

Consórcio pode ser o fato mais relevante desde que as duas cidades se separaram 53 anos atrás 


Publicidade