Jornal Página 3

Flamengo empata sem gols com a Chape nas oitavas da Sul-Americana

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Flamengo inaugurou a sua participação nas oitavas de final da Copa Sul-Americana jogando mal. Na Arena Condá, o time rubro-negro colocou força máxima em campo, mas não saiu do empate por 0 a 0 com a Chapecoense, nesta quarta-feira (13).

O resultado deixou os cariocas com a obrigação de vencer o jogo de volta, marcado para o próximo dia 20, às 19h15, na Ilha do Urubu, para avançar às quartas. Os catarinenses podem empatar com gols. A repetição do placar leva a decisão para os pênaltis.

A etapa inicial de Chapecoense e Flamengo foi fria. Os dois times estudaram bastante o jogo e não se mostraram inspirados. Foram raras as chances criadas.

Paolo Guerrero foi o atleta mais efetivo. Teve um chute bloqueado, deu trabalho aos zagueiros rivais, se apresentou para tabelas e cobrou uma falta com relativo perigo. Ainda recebeu um cartão amarelo do árbitro boliviano Gery Vargas.

Pelo lado da Chapecoense, a principal chance foi em um arremate de Alan Ruschel, defendido por Diego Alves aos 41 minutos.

Logo no início da segunda etapa, Flamengo teve chance de abrir o placar, mas Jandrei impediu o gol com uma bela defesa. Diego cobrou falta, o zagueiro Réver subiu mais que os defensores do time da casa e arrematou para o bloqueio do goleiro da Chape.

Já aos 29 minutos, Penilla bateu de fora da área. Diego Alves fez a defesa, mas proporcionou o rebote. Reinaldo errou a finalização e perdeu o gol cara a cara com o arqueiro rubro-negro. No final do duelo, a Chapeceonse teve nova chance à queima roupa, mas Penilla perdeu.

ATLÉTICO NACIONAL

A partida marcou o reencontro do técnico Reinaldo Rueda e do atacante Orlando Berrío com a Chapecoense. Os dois defendiam o Atlético Nacional, da Colômbia, na ocasião da tragédia com o avião do clube catarinense -que matou 71 pessoas, entre jogadores, comissão técnica, dirigentes e jornalistas.

O atual comandante rubro-negro foi um dos líderes no processo de celebrar a Chape como campeã da Sul-Americana do ano passado. Tudo havia sido conversado com os atletas do elenco, do qual Berrío fazia parte. A dupla foi muito celebrada em Chapecó.

CHAPECOENSE
Jandrei, Apodi, Grolli, Fabrício Bruno e Reinaldo; Moisés Ribeiro (Lucas Marques), Canteros e Lucas Mineiro; Alan Ruschel (Luiz Antonio), Tulio de Melo (Penilla) e Wellington Paulista. T: Emerson Cris

FLAMENGO
Diego Alves; Rodinei, Réver, Juan e Pará; Cuéllar, Willian Arão e Diego (Everton Ribeiro); Everton (Vinicius Júnior), Berrío (Lucas Paquetá) e Guerrero. T: Reinaldo Rueda

Estádio: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Juiz: Gery Vargas (BOL)
Cartões amarelos: Reinaldo e Fabrício Bruno (CHA); Guerrero, Réver, Cuéllar e Everton Ribeiro (FLA) 


Quinta, 14/9/2017 5:51.
Publicidade


Colunistas
por Waldemar Cezar Neto
por Sonia Tetto
por Augusto Cesar Diegoli
por Saint Clair Nickelle
por Enéas Athanázio
Cultura

Na programação 76 filmes, feira, cursos e palestras  


Cidade

A deste ano com 20 escalas nem começou e a próxima já prevê 35% de crescimento 


Esportes

Aqui será conhecida a melhor associação do Estado


Saúde

O alerta maior é para que todos façam a sua parte  


Cidade

Aplicativo é voltado para turistas e moradores 


Variedades

Neste final de semana 


Cidade

Balneário Camboriú, o Atracadouro e o empreendedor foram os vencedores neste ano


Cidade

Decreto quer reduzir impacto no trânsito


Cidade

Administração segue sem apresentar proposta objetiva sobre IPTU 


Publicidade

Projetos têm nomes de árvores nativas e podem ser adequados ao gosto dos clientes


Publicidade