Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Gabriel Medina estreia com vitória em decisão no Mundial de surfe
Divulgação
Gabriel Medina, Pipeline 2018

Sexta, 14/12/2018 9:32.

(UOL/FOLHAPRESS)

Gabriel Medina estreou com vitória no primeiro round da última etapa do Circuito Mundial de Surfe (WCT), em Pipeline (Havaí), que decidirá o campeão de 2018. Nesta quinta-feira (13), o líder do ranking venceu sua bateria e avançou direto para o round 3, assim como o australiano Julian Wilson, que também briga para ser campeão. Já Filipe Toledo, que fecha a lista dos postulantes ao título, foi derrotado e terá que disputar a repescagem no round 2.

Medina depende de si para ser bicampeão. Ele só precisa chegar à final, independentemente do resultado dos outros dois concorrentes, que garante o título.

Nesta quinta, Filipinho foi o primeiro dos três a cair na água, mas terminou em segundo ao somar apenas 5,04 (2,67 e 2,37) na quarta bateria do dia. Ele acabou superado pelo australiano Matt Wilkinson, que fez 6,03 (3,20 e 2,83), enquanto o também brasileiro Caio Ibelli ficou em terceiro com 4,93 (2,93 e 2,00). Agora, o surfista de Ubatuba terá que disputar a repescagem e precisa vencer para seguir vivo na disputa do título.

Depois de Filipinho, Julian Wilson foi para o mar e venceu sua bateria no fim. O australiano somou 8,07 (5,57 e 2,50) e levou a melhor contra o brasileiro Tomas Hermes (6,40) e contra o havaiano Seth Moniz (4,57).

Na sequência veio Medina. O campeão mundial de 2014 abriu a bateria com um bom tubo e recebeu 5,50, mas levou a virada do australiano Connor O'Leary. Porém, faltando cerca de 15 minutos para o fim, garantiu nota 5,77 com um aéreo e retomou a ponta.

Com nove minutos restantes de bateria, os dois surfistas, mais o havaiano Beji Brand, pegaram tubos, e a melhor nota foi do brasileiro, que recebeu 6,23 e se manteve na liderança. Nos segundos finais, Medina ainda pegou mais um belo tubo e finalizou com 13,16 pontos, contra 9,97 de Brand e 9,67 de Connor.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Gabriel Medina estreia com vitória em decisão no Mundial de surfe

Divulgação
Gabriel Medina, Pipeline 2018
Gabriel Medina, Pipeline 2018

Publicidade

Sexta, 14/12/2018 9:32.

(UOL/FOLHAPRESS)

Gabriel Medina estreou com vitória no primeiro round da última etapa do Circuito Mundial de Surfe (WCT), em Pipeline (Havaí), que decidirá o campeão de 2018. Nesta quinta-feira (13), o líder do ranking venceu sua bateria e avançou direto para o round 3, assim como o australiano Julian Wilson, que também briga para ser campeão. Já Filipe Toledo, que fecha a lista dos postulantes ao título, foi derrotado e terá que disputar a repescagem no round 2.

Medina depende de si para ser bicampeão. Ele só precisa chegar à final, independentemente do resultado dos outros dois concorrentes, que garante o título.

Nesta quinta, Filipinho foi o primeiro dos três a cair na água, mas terminou em segundo ao somar apenas 5,04 (2,67 e 2,37) na quarta bateria do dia. Ele acabou superado pelo australiano Matt Wilkinson, que fez 6,03 (3,20 e 2,83), enquanto o também brasileiro Caio Ibelli ficou em terceiro com 4,93 (2,93 e 2,00). Agora, o surfista de Ubatuba terá que disputar a repescagem e precisa vencer para seguir vivo na disputa do título.

Depois de Filipinho, Julian Wilson foi para o mar e venceu sua bateria no fim. O australiano somou 8,07 (5,57 e 2,50) e levou a melhor contra o brasileiro Tomas Hermes (6,40) e contra o havaiano Seth Moniz (4,57).

Na sequência veio Medina. O campeão mundial de 2014 abriu a bateria com um bom tubo e recebeu 5,50, mas levou a virada do australiano Connor O'Leary. Porém, faltando cerca de 15 minutos para o fim, garantiu nota 5,77 com um aéreo e retomou a ponta.

Com nove minutos restantes de bateria, os dois surfistas, mais o havaiano Beji Brand, pegaram tubos, e a melhor nota foi do brasileiro, que recebeu 6,23 e se manteve na liderança. Nos segundos finais, Medina ainda pegou mais um belo tubo e finalizou com 13,16 pontos, contra 9,97 de Brand e 9,67 de Connor.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade