Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Balneário Camboriú foi destaque no Pan-Americano de Boxe Chinês
Divulgação
Sorín com os campeões Erik, Laura Alice e Bianca

Segunda, 5/11/2018 11:18.

Duas medalhas de ouro e uma de prata. Esse foi o saldo da representação de Balneário Camboriú no 12° Pan American Wushu Championships, disputado neste final de semana em Buenos Aires.

Laura Alice (Juniores/52kg) e Erik de Carvalho (Children/45kg) conquistaram medalhas de ouro e Bianca Miranda (Adulto/48kg) foi prata. Os três são treinados por Lucas Sorín e fizeram parte da seleção brasileira. O multicampeão Sorín, que também foi convocado pela seleção brasileira, não pôde competir porque sofreu uma lesão semanas antes do Pan.

Sorín auxiliou o trabalho técnico da representação brasileira e comentou o resultados dos três atletas que treina pela Fundação Municipal de Esportes.

Acompanhe o que o técnico falou sobre o desempenho de cada um:

“Laura Alice, nossa pequena monstrinha foi muito bem, garantiu o título na sua categoria e ainda fez outro combate de apresentação com outra atleta brasileira no final do campeonato. Os demais países puderam notar que o futuro do esporte feminino no Brasil, vem muito forte”.

“Erick de Carvalho, nosso medalhista de bronze no último Mundial Jr, mostrou que está muito acima da média de sua categoria, venceu México com um nocaute técnico em menos de 45 segundos de luta, e quando teve que lutar contra a torcida, deu um show de técnica e tranquilidade vencendo o argentino sem maiores riscos”.

“Bianca Miranda enfrentou a final contra os donos da casa e o ginásio parecia um caldeirão contra nós, mas, Bianca foi pra cima, perdemos no terceiro round nos detalhes e voltou com a prata”.

Avaliação

Sorín disse que ficou feliz com o rendimento dos atletas.

“Somos uma modalidade com menos de dois anos de escolinhas na Fundação, e temos trazido resultados expressivos para cidade. Acredito que somos a principal potência da modalidade em Santa Catarina e a cada evento nos consolidamos como uma das principais equipes do Brasil,

A escolinha pela FME infelizmente para em breve como sempre ocorre no fim de cada ano, porém, continuaremos com o projeto no 12° BPM para que possamos seguir trazendo títulos e mudando a perspectiva de vida de diversos jovens da cidade”, disse o técnico Sorin.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Balneário Camboriú foi destaque no Pan-Americano de Boxe Chinês

Divulgação
Sorín com os campeões Erik, Laura Alice e Bianca
Sorín com os campeões Erik, Laura Alice e Bianca
Segunda, 5/11/2018 11:18.

Duas medalhas de ouro e uma de prata. Esse foi o saldo da representação de Balneário Camboriú no 12° Pan American Wushu Championships, disputado neste final de semana em Buenos Aires.

Laura Alice (Juniores/52kg) e Erik de Carvalho (Children/45kg) conquistaram medalhas de ouro e Bianca Miranda (Adulto/48kg) foi prata. Os três são treinados por Lucas Sorín e fizeram parte da seleção brasileira. O multicampeão Sorín, que também foi convocado pela seleção brasileira, não pôde competir porque sofreu uma lesão semanas antes do Pan.

Sorín auxiliou o trabalho técnico da representação brasileira e comentou o resultados dos três atletas que treina pela Fundação Municipal de Esportes.

Acompanhe o que o técnico falou sobre o desempenho de cada um:

“Laura Alice, nossa pequena monstrinha foi muito bem, garantiu o título na sua categoria e ainda fez outro combate de apresentação com outra atleta brasileira no final do campeonato. Os demais países puderam notar que o futuro do esporte feminino no Brasil, vem muito forte”.

“Erick de Carvalho, nosso medalhista de bronze no último Mundial Jr, mostrou que está muito acima da média de sua categoria, venceu México com um nocaute técnico em menos de 45 segundos de luta, e quando teve que lutar contra a torcida, deu um show de técnica e tranquilidade vencendo o argentino sem maiores riscos”.

“Bianca Miranda enfrentou a final contra os donos da casa e o ginásio parecia um caldeirão contra nós, mas, Bianca foi pra cima, perdemos no terceiro round nos detalhes e voltou com a prata”.

Avaliação

Sorín disse que ficou feliz com o rendimento dos atletas.

“Somos uma modalidade com menos de dois anos de escolinhas na Fundação, e temos trazido resultados expressivos para cidade. Acredito que somos a principal potência da modalidade em Santa Catarina e a cada evento nos consolidamos como uma das principais equipes do Brasil,

A escolinha pela FME infelizmente para em breve como sempre ocorre no fim de cada ano, porém, continuaremos com o projeto no 12° BPM para que possamos seguir trazendo títulos e mudando a perspectiva de vida de diversos jovens da cidade”, disse o técnico Sorin.

Publicidade

Publicidade