Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Palmeiras supera pressão e encerra jejum com vitória na Libertadores

Quinta, 11/4/2019 8:04.

Depois do susto no ônibus do clube ter sido apedrejado e das vaias da torcida organizada Mancha Alviverde, o Palmeiras superou o nervosismo, conseguiu vencer o Junior Barranquila (COL) por 3 a 0 nesta quarta-feira (10) e encerrou a série de três partidas sem vitória.

Nessa sequência sem vencer, os palmeirenses também não haviam conseguido anotar nenhum gol. Foi assim nos dois empates com o São Paulo na semifinal do Campeonato Paulista e na derrota para o San Lorenzo (ARG), em Buenos Aires, pela terceira rodada do Grupo F da Libertadores.

Com o resultado, o Palmeiras alcançou a terceira vitória na chave e subiu para nove pontos. Os argentinos são líderes com dez pontos. O Melgar (PER) tem quatro. Eliminado da competição, o Junior Barranquila completou a quarta derrota consecutiva.

Coube ao atacante Deyverson encerrar o jejum de três partidas sem o Palmeiras anotar um gol. O centroavante abriu o placar na primeira etapa. No segundo tempo, um pouco mais solto, os palmeirenses ampliaram o placar com Dudu e Hyoran.

O Palmeiras voltará a campo somente no próximo dia 25. O adversário será o Melgar, em Arequipa, no Peru. Se empatar, o time alviverde conquistará a vaga antecipada às oitavas de final da Copa Libertadores.

Com receio de uma emboscada de torcedores, a diretoria palmeirense reforçou a segurança e nenhum jogador ou o técnico Luiz Felipe Scolari concederam entrevistas após a partida.

PALMEIRAS
Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Bruno Henrique e Felipe Melo; Gustavo Scarpa (Hyoran), Zé Rafael (Felipe Pires) e Dudu; Deyverson (Ricardo Goulart). T.: Luiz Felipe Scolari

JUNIOR BARRANQUILLA
Sebastián Viera; Piedrahita, Rafael Pérez, Jefferson Gómez e Germán Gutiérrez; Cantillo, Narváez, Sebastián Hernández (Moreno) e Sambueza; Teo Gutiérrez e Luis Díaz (Fredy Hinestroza) (Rangel). T.: Luis Fernando Suárez

Estádio: Allianz Parque, em São Paulo
Público e renda: 28.791 presentes/ R$ 1.698.179,85
Juiz: Roberto Tobar (CHL)
Assistentes: Raúl Orellana e Edson Cisternas (CHL)
Cartões amarelos: Luan e Bruno Henrique (PAL); Rafael Pérez e Luis Díaz (JRB);
Gols: Deyverson (PAL), aos 19min do 1º tempo; Dudu (PAL), aos 10min, e Hyoran (PAL), aos 44min do 2º tempo. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Palmeiras supera pressão e encerra jejum com vitória na Libertadores

Publicidade

Quinta, 11/4/2019 8:04.

Depois do susto no ônibus do clube ter sido apedrejado e das vaias da torcida organizada Mancha Alviverde, o Palmeiras superou o nervosismo, conseguiu vencer o Junior Barranquila (COL) por 3 a 0 nesta quarta-feira (10) e encerrou a série de três partidas sem vitória.

Nessa sequência sem vencer, os palmeirenses também não haviam conseguido anotar nenhum gol. Foi assim nos dois empates com o São Paulo na semifinal do Campeonato Paulista e na derrota para o San Lorenzo (ARG), em Buenos Aires, pela terceira rodada do Grupo F da Libertadores.

Com o resultado, o Palmeiras alcançou a terceira vitória na chave e subiu para nove pontos. Os argentinos são líderes com dez pontos. O Melgar (PER) tem quatro. Eliminado da competição, o Junior Barranquila completou a quarta derrota consecutiva.

Coube ao atacante Deyverson encerrar o jejum de três partidas sem o Palmeiras anotar um gol. O centroavante abriu o placar na primeira etapa. No segundo tempo, um pouco mais solto, os palmeirenses ampliaram o placar com Dudu e Hyoran.

O Palmeiras voltará a campo somente no próximo dia 25. O adversário será o Melgar, em Arequipa, no Peru. Se empatar, o time alviverde conquistará a vaga antecipada às oitavas de final da Copa Libertadores.

Com receio de uma emboscada de torcedores, a diretoria palmeirense reforçou a segurança e nenhum jogador ou o técnico Luiz Felipe Scolari concederam entrevistas após a partida.

PALMEIRAS
Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Bruno Henrique e Felipe Melo; Gustavo Scarpa (Hyoran), Zé Rafael (Felipe Pires) e Dudu; Deyverson (Ricardo Goulart). T.: Luiz Felipe Scolari

JUNIOR BARRANQUILLA
Sebastián Viera; Piedrahita, Rafael Pérez, Jefferson Gómez e Germán Gutiérrez; Cantillo, Narváez, Sebastián Hernández (Moreno) e Sambueza; Teo Gutiérrez e Luis Díaz (Fredy Hinestroza) (Rangel). T.: Luis Fernando Suárez

Estádio: Allianz Parque, em São Paulo
Público e renda: 28.791 presentes/ R$ 1.698.179,85
Juiz: Roberto Tobar (CHL)
Assistentes: Raúl Orellana e Edson Cisternas (CHL)
Cartões amarelos: Luan e Bruno Henrique (PAL); Rafael Pérez e Luis Díaz (JRB);
Gols: Deyverson (PAL), aos 19min do 1º tempo; Dudu (PAL), aos 10min, e Hyoran (PAL), aos 44min do 2º tempo. 

Publicidade

Publicidade