Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Nadal massacra Medvedev e leva 5º título do Masters 1000 canadense

Segunda, 12/8/2019 7:12.

Publicidade

O espanhol Rafael Nadal ganhou seu quinto título do Masters 1000 do Canadá, que nesta temporada foi realizada em Montreal, ao massacrar neste domingo o russo Daniil Medvedev por 6/3 e 6/0, em apenas 1 hora e 10 minutos, na decisão.

Nadal, de 33 anos, venceu o evento pela terceira vez em Montreal Seu primeiro título foi em 2005, quando ele derrotou Andre Agassi com apenas 19 anos, e o segundo havia sido em 2013. O espanhol também conquistou o torneio em Toronto 2008 e 2018.

Nadal avançou à decisão sem jogar pelas semifinais de sábado depois de Gael Monfils abandonar o evento por causa de uma lesão no tornozelo. E, descansado, dominou a final. "Eu joguei um jogo sólido, meu melhor jogo da semana, sem dúvida", disse o campeão. "Eu fiz muitas coisas boas, mudei de direção, mudei o ritmo".

O número dois do ranking mundial alcançou seu 83º título de simples e o terceiro do ano, somando-se às suas vitórias em Roma e em Roland Garros, ambos em quadra de saibro - o piso do evento canadense é duro. Ele estendeu seu recorde de títulos em Masters 1000 a 35, dois a mais do que o sérvio Novak Djokovic, atual número 1 do mundo.

"Ele estava jogando muito bem durante toda a semana. Então, para mim, o importante era que ele não ficasse em vantagem desde o início, porque as finais são sempre um pouco mais difícil para todos", disse o espanhol sobre Medvedev. "Já tive vários jogos como este. Eu sei que os começos podem ser enganosos, especialmente contra um grande jogador como ele, e especialmente quando um jogador como ele mostra tanta confiança quanto ele fez durante toda a semana".

Medvedev chegou ao torneio como o oitavo pré-classificado e sucumbiu em seu primeiro confronto ante Nadal. "Eu sabia o que eu esperava", disse o russo de 23 anos. "Estava preparado até certo ponto. Eu não pude mostrar o meu melhor tênis, mas ao mesmo tempo o Rafa jogou incrivelmente hoje. Eu preciso assistir o jogo na televisão para ter certeza, mas parabéns. Eu preciso fazer melhor da próxima vez."


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Nadal massacra Medvedev e leva 5º título do Masters 1000 canadense

Publicidade

Segunda, 12/8/2019 7:12.

O espanhol Rafael Nadal ganhou seu quinto título do Masters 1000 do Canadá, que nesta temporada foi realizada em Montreal, ao massacrar neste domingo o russo Daniil Medvedev por 6/3 e 6/0, em apenas 1 hora e 10 minutos, na decisão.

Nadal, de 33 anos, venceu o evento pela terceira vez em Montreal Seu primeiro título foi em 2005, quando ele derrotou Andre Agassi com apenas 19 anos, e o segundo havia sido em 2013. O espanhol também conquistou o torneio em Toronto 2008 e 2018.

Nadal avançou à decisão sem jogar pelas semifinais de sábado depois de Gael Monfils abandonar o evento por causa de uma lesão no tornozelo. E, descansado, dominou a final. "Eu joguei um jogo sólido, meu melhor jogo da semana, sem dúvida", disse o campeão. "Eu fiz muitas coisas boas, mudei de direção, mudei o ritmo".

O número dois do ranking mundial alcançou seu 83º título de simples e o terceiro do ano, somando-se às suas vitórias em Roma e em Roland Garros, ambos em quadra de saibro - o piso do evento canadense é duro. Ele estendeu seu recorde de títulos em Masters 1000 a 35, dois a mais do que o sérvio Novak Djokovic, atual número 1 do mundo.

"Ele estava jogando muito bem durante toda a semana. Então, para mim, o importante era que ele não ficasse em vantagem desde o início, porque as finais são sempre um pouco mais difícil para todos", disse o espanhol sobre Medvedev. "Já tive vários jogos como este. Eu sei que os começos podem ser enganosos, especialmente contra um grande jogador como ele, e especialmente quando um jogador como ele mostra tanta confiança quanto ele fez durante toda a semana".

Medvedev chegou ao torneio como o oitavo pré-classificado e sucumbiu em seu primeiro confronto ante Nadal. "Eu sabia o que eu esperava", disse o russo de 23 anos. "Estava preparado até certo ponto. Eu não pude mostrar o meu melhor tênis, mas ao mesmo tempo o Rafa jogou incrivelmente hoje. Eu preciso assistir o jogo na televisão para ter certeza, mas parabéns. Eu preciso fazer melhor da próxima vez."


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade