Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Palmeiras é eliminado pelo Figueirense e mantém jejum na Copa SP

Quarta, 16/1/2019 9:33.

(UOL/FOLHAPRESS) - O Palmeiras continuará na fila da Copa SP por mais um ano. Nesta terça-feira (15), o time paulista perdeu por 2 a 1 do Figueirense, em Capivari, e deu adeus nas oitavas de final, mantendo a escrita de nunca ter levantado o troféu da competição. Após o apito final, alguns atletas se envolveram em um princípio de confusão, com troca de tapas e empurrões. Os catarinenses, agora, enfrentam o Guarani, que derrotou o Botafogo por 1 a 0.

O Alviverde deixou o campo reclamando da arbitragem e atuou durante toda a competição sem seus principais atletas por conta da convocação da seleção sub-20. Desta vez, o técnico Wesley Carvalho optou pela manutenção de Verón, destaque da última rodada, entre os titulares, sem um atacante de referência.

No primeiro tempo, as equipes tiveram dificuldade em criar jogadas perigosas e só chegaram perto do gol em tentativas aéreas ou bolas isoladas.

Apesar da melhora em relação às rodadas anteriores, o gramado ainda não era o ideal e dificultava passes curtos e domínios normais.

Em uma bola lançada pela zaga do Figueirense, o árbitro apitou infração da defesa palmeirense na entrada da área, bastante contestada pelos paulistas. Na batida, João Diogo bateu firme, contou com ligeira ajuda do goleiro adversário e fez o seu sétimo gol na competição.

Com a derrota parcial, o Palmeiras se atirou para o ataque, mas ainda enfrentou dificuldades para levar perigo ao goleiro adversário. O Figueirense, por sua vez, tentava usar seus laterais de escape para o contra-ataque. A melhor chance do Alviverde até então foi em batida de falta. Marcus Meloni pegou firme da intermediária e acertou a trave.

Quem conseguiu o gol, no entanto, foi o Figueirense. Em um contra-ataque, o time de Santa Catarina tocou na intermediária e conseguiu fazer o segundo com nova ajuda do goleiro palmeirense, após chute de longe de Bruno. Aos 26 minutos, o Palmeiras deu indícios de desespero. Meloni acertou cabeçada no adversário e só não foi expulso por não ter sido flagrado por nenhum dos árbitros.

A última tentativa de Wesley Carvalho foi promover a troca de quatro atletas, colocando nomes como Léo Passos para encher a área do Figueirense de atacantes. Josué, um desses que acabara de entrar, conseguiu descontar o placar com gol de cabeça após bate-rebate na defesa, mas a reação foi tardia. Léo Passos chegou a balançar a rede nos acréscimos, mas o gol foi anulado por impedimento. Em seguida, perdeu outra chance incrível após bela jogada individual.

A Copa SP tem mais um jogo de quartas de final. O São Paulo derrotou o Mirassol por 3 a 0 e vai enfrentar o Cruzeiro, que goleou o Rio Preto, também nesta terça, por 6 a 0.

Nesta quarta (16), os outros dois confrontos serão definidos por meio dos seguintes jogos: Atlético-MG x Volta Redonda, Grêmio x Audax, Coritiba x Vasco e Corinthians x Visão Celeste. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Palmeiras é eliminado pelo Figueirense e mantém jejum na Copa SP

Quarta, 16/1/2019 9:33.

(UOL/FOLHAPRESS) - O Palmeiras continuará na fila da Copa SP por mais um ano. Nesta terça-feira (15), o time paulista perdeu por 2 a 1 do Figueirense, em Capivari, e deu adeus nas oitavas de final, mantendo a escrita de nunca ter levantado o troféu da competição. Após o apito final, alguns atletas se envolveram em um princípio de confusão, com troca de tapas e empurrões. Os catarinenses, agora, enfrentam o Guarani, que derrotou o Botafogo por 1 a 0.

O Alviverde deixou o campo reclamando da arbitragem e atuou durante toda a competição sem seus principais atletas por conta da convocação da seleção sub-20. Desta vez, o técnico Wesley Carvalho optou pela manutenção de Verón, destaque da última rodada, entre os titulares, sem um atacante de referência.

No primeiro tempo, as equipes tiveram dificuldade em criar jogadas perigosas e só chegaram perto do gol em tentativas aéreas ou bolas isoladas.

Apesar da melhora em relação às rodadas anteriores, o gramado ainda não era o ideal e dificultava passes curtos e domínios normais.

Em uma bola lançada pela zaga do Figueirense, o árbitro apitou infração da defesa palmeirense na entrada da área, bastante contestada pelos paulistas. Na batida, João Diogo bateu firme, contou com ligeira ajuda do goleiro adversário e fez o seu sétimo gol na competição.

Com a derrota parcial, o Palmeiras se atirou para o ataque, mas ainda enfrentou dificuldades para levar perigo ao goleiro adversário. O Figueirense, por sua vez, tentava usar seus laterais de escape para o contra-ataque. A melhor chance do Alviverde até então foi em batida de falta. Marcus Meloni pegou firme da intermediária e acertou a trave.

Quem conseguiu o gol, no entanto, foi o Figueirense. Em um contra-ataque, o time de Santa Catarina tocou na intermediária e conseguiu fazer o segundo com nova ajuda do goleiro palmeirense, após chute de longe de Bruno. Aos 26 minutos, o Palmeiras deu indícios de desespero. Meloni acertou cabeçada no adversário e só não foi expulso por não ter sido flagrado por nenhum dos árbitros.

A última tentativa de Wesley Carvalho foi promover a troca de quatro atletas, colocando nomes como Léo Passos para encher a área do Figueirense de atacantes. Josué, um desses que acabara de entrar, conseguiu descontar o placar com gol de cabeça após bate-rebate na defesa, mas a reação foi tardia. Léo Passos chegou a balançar a rede nos acréscimos, mas o gol foi anulado por impedimento. Em seguida, perdeu outra chance incrível após bela jogada individual.

A Copa SP tem mais um jogo de quartas de final. O São Paulo derrotou o Mirassol por 3 a 0 e vai enfrentar o Cruzeiro, que goleou o Rio Preto, também nesta terça, por 6 a 0.

Nesta quarta (16), os outros dois confrontos serão definidos por meio dos seguintes jogos: Atlético-MG x Volta Redonda, Grêmio x Audax, Coritiba x Vasco e Corinthians x Visão Celeste. 

Publicidade

Publicidade