Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Vasco elimina Corinthians nos pênaltis e pega o São Paulo em decisão

Quarta, 23/1/2019 7:16.

(UOL/FOLHAPRESS) - O Vasco voltará a disputar a final da Copa São Paulo depois de 20 anos. A equipe carioca derrotou o Corinthians nos pênaltis após empate por 2 a 2 no tempo normal, na noite desta terça-feira (22), na Arena Barueri. Nas penalidades máximas, os vascaínos venceram por 4 a 3.

O time carioca, agora, reencontrará o São Paulo na decisão da competição. Em 1992, o Vasco foi campeão ao derrotar o adversário nos pênaltis depois de ficar no 1 a 1 no tempo normal. O time tricolor avançou à final ao derrotar o Guarani por 5 a 2, também nesta terça, em Araraquara.

O Vasco começou a partida de forma intensa. A postura do time carioca logo deu resultado. Diante de um Corinthians desorganizado na defesa, a equipe abriu o placar aos nove minutos do primeiro tempo. No lance, o centroavante Tiago Reis aproveitou a falha de marcação corintiana e apenas empurrou para o fundo da rede depois de uma cobrança de escanteio pela direita.

O Corinthians, empurrado pela torcida na Arena Barueri, até tentou reagir. Para isso, buscou as jogadas mais rápidas com Janderson. A bola parada, porém, voltou a fazer a diferença para o Vasco. Aos 17, após outro escanteio, dessa vez pela esquerda, o zagueiro Miranda ampliou ao completar a jogada praticamente em cima da linha.

Com o Corinthians atrás no placar, o técnico Eduardo Barroca fez uma substituição aos 23 minutos. O volante Du deu lugar ao meia Rafinha.

Dessa forma, o time paulista passou a ter mais a bola para criar mais chances. Janderson, em seguida, perdeu chance na área ao arriscar uma bicicleta -a bola saiu pelo lado. Pouco depois, Nathan desperdiçou a chance de diminuir: mesmo sem marcação na pequena área, o atacante se enrolou e não conseguiu ir às redes.

Nathan, entretanto, redimiu-se antes do intervalo, no último minuto da etapa inicial. Após cobrança de escanteio e confusão na área, o jogador corintiano pegou a sobra e bateu forte para marcar.

Assim como aconteceu no primeiro tempo, a etapa final começou bastante movimentada na Arena Barueri. Aos seis minutos, Jordan cometeu pênalti no vascaíno João Pedro. Lucas Santos foi para a cobrança e bateu por cima do gol. O castigo veio três minutos depois, novamente com Nathan, que completou uma bola alçada por Rafael Bilu e marcou de cabeça -o atacante fez seu oitavo gols na Copinha.

O jogo continuou movimentado até o apito final, com muitas chances criadas por parte das duas equipes. Na melhor delas, o vascaíno Caio Lopes mandou uma bola na trave em chute de longe. Na reta final do duelo, Ulisses quase fez um gol de placa ao emendar um cruzamento de letra. O goleiro Diego conseguiu fazer a defesa. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Vasco elimina Corinthians nos pênaltis e pega o São Paulo em decisão

Publicidade

Quarta, 23/1/2019 7:16.

(UOL/FOLHAPRESS) - O Vasco voltará a disputar a final da Copa São Paulo depois de 20 anos. A equipe carioca derrotou o Corinthians nos pênaltis após empate por 2 a 2 no tempo normal, na noite desta terça-feira (22), na Arena Barueri. Nas penalidades máximas, os vascaínos venceram por 4 a 3.

O time carioca, agora, reencontrará o São Paulo na decisão da competição. Em 1992, o Vasco foi campeão ao derrotar o adversário nos pênaltis depois de ficar no 1 a 1 no tempo normal. O time tricolor avançou à final ao derrotar o Guarani por 5 a 2, também nesta terça, em Araraquara.

O Vasco começou a partida de forma intensa. A postura do time carioca logo deu resultado. Diante de um Corinthians desorganizado na defesa, a equipe abriu o placar aos nove minutos do primeiro tempo. No lance, o centroavante Tiago Reis aproveitou a falha de marcação corintiana e apenas empurrou para o fundo da rede depois de uma cobrança de escanteio pela direita.

O Corinthians, empurrado pela torcida na Arena Barueri, até tentou reagir. Para isso, buscou as jogadas mais rápidas com Janderson. A bola parada, porém, voltou a fazer a diferença para o Vasco. Aos 17, após outro escanteio, dessa vez pela esquerda, o zagueiro Miranda ampliou ao completar a jogada praticamente em cima da linha.

Com o Corinthians atrás no placar, o técnico Eduardo Barroca fez uma substituição aos 23 minutos. O volante Du deu lugar ao meia Rafinha.

Dessa forma, o time paulista passou a ter mais a bola para criar mais chances. Janderson, em seguida, perdeu chance na área ao arriscar uma bicicleta -a bola saiu pelo lado. Pouco depois, Nathan desperdiçou a chance de diminuir: mesmo sem marcação na pequena área, o atacante se enrolou e não conseguiu ir às redes.

Nathan, entretanto, redimiu-se antes do intervalo, no último minuto da etapa inicial. Após cobrança de escanteio e confusão na área, o jogador corintiano pegou a sobra e bateu forte para marcar.

Assim como aconteceu no primeiro tempo, a etapa final começou bastante movimentada na Arena Barueri. Aos seis minutos, Jordan cometeu pênalti no vascaíno João Pedro. Lucas Santos foi para a cobrança e bateu por cima do gol. O castigo veio três minutos depois, novamente com Nathan, que completou uma bola alçada por Rafael Bilu e marcou de cabeça -o atacante fez seu oitavo gols na Copinha.

O jogo continuou movimentado até o apito final, com muitas chances criadas por parte das duas equipes. Na melhor delas, o vascaíno Caio Lopes mandou uma bola na trave em chute de longe. Na reta final do duelo, Ulisses quase fez um gol de placa ao emendar um cruzamento de letra. O goleiro Diego conseguiu fazer a defesa. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade