Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Atleta de Balneário Camboriú estreia no Sul Americano de Atletismo e promete medalha
Divulgação

Quarta, 12/6/2019 11:09.

A delegação brasileira de atletismo formada por 45 atletas embarca nesta quinta-feira para Cáli, na Colômbia, para disputar o Campeonato Sul Americano Sub 20, neste final de semana. O grupo foi formado após a disputa do Brasileiro Caixa Sub-20, de 31 de maio a 2 de junho, em Bragança Paulista. Entre os convocados pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), estão quatro catarinenses e entre eles, Douglas Hernandes Mendes da Silva, 17 anos, de Balneário Camboriú.

Nesta quarta-feira (12), Douglas viaja para São Paulo para juntar-se à seleção brasileira. Ele vai competir nos 400 metros rasos e no revezamento 4x400m. Sua melhor marca na sua especialidade, 400m rasos, é 46’51. Antes do embarque, o atleta da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC) disse ao Página3 que estava ‘empolgado’, porque esta é a primeira vez que vai disputar um sul-americano..

“Minha expectativa é voltar com uma medalha no peito e melhorar mais e mais meus resultados e assim que voltar da Colômbia quero me preparar para o Pan-Americano Sub-20, em julho, na Costa Rica e trazer mais uma medalha”, disse Douglas.

Sua carreira no atletismo é um fenômeno.

Desde que procurou o técnico de rendimento da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC), Diogo Gamboa há dois anos, pedindo para treinar atletismo, só vem colecionando vitórias e medalhas.

Neste curto período de tempo, Douglas tornou-se recordista estadual dos 400m rasos na categoria Sub 18, na Sub 20 e na Sub 23,

“Este ano fui campeão brasileiro e neste campeonato alcancei índice para o Sul americano e para o Pan americano. O esporte está me proporcionando bastante coisas novas, conhecendo muitas pessoas, cidades e países”, comentou Douglas.

No último Sul americano, disputado em 2017, em Georgetown, na Guiana, o Brasil foi campeão no masculino e no feminino e, por consequência, na classificação geral. O Brasil levou o Troféu de campeão geral, com 287 pontos, seguido da Guiana, com 198, e da Colômbia, com 165.

No masculino, os brasileiros somaram 181 pontos, seguidos dos representantes da Guiana, com 103, e da Colômbia, com 82 pontos. Já as meninas totalizaram 106 pontos. Guiana também foi vice-campeã, com 95, e a Colômbia terminou em terceiro, com 83 pontos.

No quadro geral de medalhas, o Brasil conquistou 32 pódios, sendo 18 medalhas de ouro, 11 de prata e três de bronze. O Equador ganhou seis ouros, duas pratas e um bronze, enquanto a Colômbia garantiu cinco ouros, sete pratas e seis bronzes.

A expectativa neste final de semana é conquistar o bicampeonato sul americano. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Atleta de Balneário Camboriú estreia no Sul Americano de Atletismo e promete medalha

Divulgação

Publicidade

Quarta, 12/6/2019 11:09.

A delegação brasileira de atletismo formada por 45 atletas embarca nesta quinta-feira para Cáli, na Colômbia, para disputar o Campeonato Sul Americano Sub 20, neste final de semana. O grupo foi formado após a disputa do Brasileiro Caixa Sub-20, de 31 de maio a 2 de junho, em Bragança Paulista. Entre os convocados pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), estão quatro catarinenses e entre eles, Douglas Hernandes Mendes da Silva, 17 anos, de Balneário Camboriú.

Nesta quarta-feira (12), Douglas viaja para São Paulo para juntar-se à seleção brasileira. Ele vai competir nos 400 metros rasos e no revezamento 4x400m. Sua melhor marca na sua especialidade, 400m rasos, é 46’51. Antes do embarque, o atleta da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC) disse ao Página3 que estava ‘empolgado’, porque esta é a primeira vez que vai disputar um sul-americano..

“Minha expectativa é voltar com uma medalha no peito e melhorar mais e mais meus resultados e assim que voltar da Colômbia quero me preparar para o Pan-Americano Sub-20, em julho, na Costa Rica e trazer mais uma medalha”, disse Douglas.

Sua carreira no atletismo é um fenômeno.

Desde que procurou o técnico de rendimento da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC), Diogo Gamboa há dois anos, pedindo para treinar atletismo, só vem colecionando vitórias e medalhas.

Neste curto período de tempo, Douglas tornou-se recordista estadual dos 400m rasos na categoria Sub 18, na Sub 20 e na Sub 23,

“Este ano fui campeão brasileiro e neste campeonato alcancei índice para o Sul americano e para o Pan americano. O esporte está me proporcionando bastante coisas novas, conhecendo muitas pessoas, cidades e países”, comentou Douglas.

No último Sul americano, disputado em 2017, em Georgetown, na Guiana, o Brasil foi campeão no masculino e no feminino e, por consequência, na classificação geral. O Brasil levou o Troféu de campeão geral, com 287 pontos, seguido da Guiana, com 198, e da Colômbia, com 165.

No masculino, os brasileiros somaram 181 pontos, seguidos dos representantes da Guiana, com 103, e da Colômbia, com 82 pontos. Já as meninas totalizaram 106 pontos. Guiana também foi vice-campeã, com 95, e a Colômbia terminou em terceiro, com 83 pontos.

No quadro geral de medalhas, o Brasil conquistou 32 pódios, sendo 18 medalhas de ouro, 11 de prata e três de bronze. O Equador ganhou seis ouros, duas pratas e um bronze, enquanto a Colômbia garantiu cinco ouros, sete pratas e seis bronzes.

A expectativa neste final de semana é conquistar o bicampeonato sul americano. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade