Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Flamengo vence Fluminense com gol no fim e vai à final da Taça Rio

Quinta, 28/3/2019 5:14.

LEO BURLÁ E BERNARDO GENTILE
RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Após um jogo que contou com várias participações do árbitro de vídeo, na noite desta quarta-feira (27), o Flamengo garantiu sua vaga na final da Taça Rio.

O Fluminense segurava o empate -que o beneficiava- até os acréscimos, quando Everton Ribeiro, de pênalti, decretou a vitória. Renê e Yony González completaram o placar.

O atacante tricolor Everaldo foi o grande destaque do jogo. Com jogadas individuais em alto nível, o jogador criou muito problema para a defesa do Flamengo, inclusive no lance do gol, quando sofreu pênalti.

Já Bruno Henrique, pelo lado flamenguista, viveu seu dia de vilão nesta quarta. Mesmo com a assistência para o gol de Renê, sua expulsão no primeiro tempo poderia ter sido determinante para a eliminação.

O JOGO

O Fluminense iniciou o jogo com velocidade máxima e abriu o placar logo no primeiro minuto de jogo. A bola foi cruzada na área e Leo Santos mandou para o fundo das redes. O auxiliar anulou o gol e Marcelo de Lima Henrique pediu ajuda do VAR (Assistente de Vídeo).

A demora do árbitro em revisar o lance do gol do Fluminense causou apreensão e uma cena curiosa no Maracanã. Como levou mais de cinco minutos para ir até a cabine do VAR, jogadores de Fla e Flu ficaram na linha do campo e todos se irritaram com o tempo gasto. Mais próximos dos televisores, os técnicos Abel e Fernando Diniz tentaram pressionar, e, depois de sete minutos, o árbitro definiu por invalidar a jogada marcando falta de Matheus Ferraz em Rodrigo Caio.

O jogo já prometia ser quente. Com um gol anulado pela arbitragem no primeiro minuto, os ânimos se acirraram ainda mais e os jogadores discutiam a todo instante. Sobrou até para o preparador de goleiro André Carvalho, que acabou expulso pela arbitragem.

O Flamengo conseguiu anular o adversário após o lance polêmico. O tricolor tinha dificuldade de jogar, mas o grande erro era na marcação.

Melhor para o rubro-negro que encaixou boas jogadas e não demorou para abrir o placar. Renê recebeu passe açucarado de Bruno Henrique e mandou uma bomba para o gol: 1 a 0, aos 29min do primeiro tempo.

O Fluminense nem de longe conseguiu mostrar o bom futebol que o credenciou ao título do Carioca. O primeiro tempo foi totalmente do Flamengo, que perdeu algumas boas oportunidades de definir o resultado ainda nos 45 minutos iniciais. A derrota parcial por 1 a 0 saiu barato para o Tricolor que com a vantagem do empate seguia bem vivo na partida.

Aos 11min, Everaldo fez grande jogada individual e foi derrubado por Leo Duarte na área. Em cima do lance, Marcelo de Lima Henrique mandou o jogo seguir. Pouco tempo depois, no entanto, ele foi chamado para rever o lance pela equipe do VAR. Com ajuda da televisão, ele reviu a marcação e apontou pênalti. Yony González cobrou com categoria: 1 a 1.

Se o Fluminense foi dominado no primeiro tempo, a situação foi completamente o contrário na etapa final. Evidentemente que a expulsão de Bruno Henrique antes do intervalo foi decisiva para o tricolor comandar as ações. Não só pelo gol, mas o time conseguiu criar boas oportunidades e mudar a cara do jogo.

Estádio: Maracanã, no Rio
Juiz: Marcelo de Lima Henrique
Cartões amarelos: Matheus Ferraz, Airton e Luciano (FLU) Bruno Henrique e Ronaldo (FLA)
Cartão vermelho: Bruno Henrique (FLA)
Gols: Renê, aos 29min do 1º tempo; Yony González, aos 15min, e Everton Ribeiro, aos 49min do 2º tempo

FLUMINENSE
Rodolfo, Gilberto (João Pedro), Matheus Ferraz, Léo Santos e Caio Henrique; Airton (Dodi), Bruno Silva (Allan) e Ganso; Everaldo, Luciano e Yony González. T.: Fernando Diniz

FLAMENGO
Diego Alves; Pará, Rodrigo Caio, Léo Duarte e Renê; Ronaldo (De Arrascaeta), Willian Arão, Everton Ribeiro e Vitinho (Lucas Silva); Bruno Henrique e Uribe (Vitor Gabriel). T.: Abel Braga 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Flamengo vence Fluminense com gol no fim e vai à final da Taça Rio

Publicidade

Quinta, 28/3/2019 5:14.

LEO BURLÁ E BERNARDO GENTILE
RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Após um jogo que contou com várias participações do árbitro de vídeo, na noite desta quarta-feira (27), o Flamengo garantiu sua vaga na final da Taça Rio.

O Fluminense segurava o empate -que o beneficiava- até os acréscimos, quando Everton Ribeiro, de pênalti, decretou a vitória. Renê e Yony González completaram o placar.

O atacante tricolor Everaldo foi o grande destaque do jogo. Com jogadas individuais em alto nível, o jogador criou muito problema para a defesa do Flamengo, inclusive no lance do gol, quando sofreu pênalti.

Já Bruno Henrique, pelo lado flamenguista, viveu seu dia de vilão nesta quarta. Mesmo com a assistência para o gol de Renê, sua expulsão no primeiro tempo poderia ter sido determinante para a eliminação.

O JOGO

O Fluminense iniciou o jogo com velocidade máxima e abriu o placar logo no primeiro minuto de jogo. A bola foi cruzada na área e Leo Santos mandou para o fundo das redes. O auxiliar anulou o gol e Marcelo de Lima Henrique pediu ajuda do VAR (Assistente de Vídeo).

A demora do árbitro em revisar o lance do gol do Fluminense causou apreensão e uma cena curiosa no Maracanã. Como levou mais de cinco minutos para ir até a cabine do VAR, jogadores de Fla e Flu ficaram na linha do campo e todos se irritaram com o tempo gasto. Mais próximos dos televisores, os técnicos Abel e Fernando Diniz tentaram pressionar, e, depois de sete minutos, o árbitro definiu por invalidar a jogada marcando falta de Matheus Ferraz em Rodrigo Caio.

O jogo já prometia ser quente. Com um gol anulado pela arbitragem no primeiro minuto, os ânimos se acirraram ainda mais e os jogadores discutiam a todo instante. Sobrou até para o preparador de goleiro André Carvalho, que acabou expulso pela arbitragem.

O Flamengo conseguiu anular o adversário após o lance polêmico. O tricolor tinha dificuldade de jogar, mas o grande erro era na marcação.

Melhor para o rubro-negro que encaixou boas jogadas e não demorou para abrir o placar. Renê recebeu passe açucarado de Bruno Henrique e mandou uma bomba para o gol: 1 a 0, aos 29min do primeiro tempo.

O Fluminense nem de longe conseguiu mostrar o bom futebol que o credenciou ao título do Carioca. O primeiro tempo foi totalmente do Flamengo, que perdeu algumas boas oportunidades de definir o resultado ainda nos 45 minutos iniciais. A derrota parcial por 1 a 0 saiu barato para o Tricolor que com a vantagem do empate seguia bem vivo na partida.

Aos 11min, Everaldo fez grande jogada individual e foi derrubado por Leo Duarte na área. Em cima do lance, Marcelo de Lima Henrique mandou o jogo seguir. Pouco tempo depois, no entanto, ele foi chamado para rever o lance pela equipe do VAR. Com ajuda da televisão, ele reviu a marcação e apontou pênalti. Yony González cobrou com categoria: 1 a 1.

Se o Fluminense foi dominado no primeiro tempo, a situação foi completamente o contrário na etapa final. Evidentemente que a expulsão de Bruno Henrique antes do intervalo foi decisiva para o tricolor comandar as ações. Não só pelo gol, mas o time conseguiu criar boas oportunidades e mudar a cara do jogo.

Estádio: Maracanã, no Rio
Juiz: Marcelo de Lima Henrique
Cartões amarelos: Matheus Ferraz, Airton e Luciano (FLU) Bruno Henrique e Ronaldo (FLA)
Cartão vermelho: Bruno Henrique (FLA)
Gols: Renê, aos 29min do 1º tempo; Yony González, aos 15min, e Everton Ribeiro, aos 49min do 2º tempo

FLUMINENSE
Rodolfo, Gilberto (João Pedro), Matheus Ferraz, Léo Santos e Caio Henrique; Airton (Dodi), Bruno Silva (Allan) e Ganso; Everaldo, Luciano e Yony González. T.: Fernando Diniz

FLAMENGO
Diego Alves; Pará, Rodrigo Caio, Léo Duarte e Renê; Ronaldo (De Arrascaeta), Willian Arão, Everton Ribeiro e Vitinho (Lucas Silva); Bruno Henrique e Uribe (Vitor Gabriel). T.: Abel Braga 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade