Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
JASC 2019: Balneário Camboriú entre os 10 primeiros do Estado

Segunda, 11/11/2019 20:20.
Divulgação/Fesporte
Ouro e troféu para o vôlei de praia

Publicidade

Com 11 medalhas, cinco troféus e 49 pontos, Balneário Camboriú alcançou a décima colocação, entre 121 municípios participantes -dos quais 47 pontuaram- na 59a.edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), que terminou neste domingo (10), nas cidades de Timbó, Pomerode e Indaial.

Com 228 pontos, Blumenau foi campeã geral pela 42a. vez. Itajaí ficou vice-campeão com 170, São José em terceiro com 138, Florianópolis em quarto com 108 e Chapecó em quinto com 106 pontos.

As duas medalhas de ouro que Balneário Camboriú conquistou foram na ginástica artística solo com Emerson Anderson da Costa e no vôlei de praia feminino, com Josi Alves e Leize Bianchini, que garantiram também o troféu de campeão geral da modalidade.

Josi e Leize são heptacampeãs dos Jasc, mas Balneário Camboriú é hoje eneacampeã da competição (somando os anos que venceu com outras formações).

A equipe feminina de jiu jitsu conquistou seis medalhas (1 ouro, 2 prata e 3 bronze) e o título de campeã da modalidade, mas só a partir do próximo ano entrará na contagem de pontos.

Medalhas de Balneário

No quadro de medalhas Balneário Camboriú ficou em 18o.lugar

Mazinho com a dupla campeã Leize e Josi e com os vice-campeões

Emerson, o melhor no Solo

Ouro

  • Vôlei de Praia - Josi Alves/Leize Bianchini
  • Ginástica Artística Solo - Emerson Anderson da Costa

Prata

  • Vôlei de praia - Toni e Daniel
  • Ginástica Artística Cavalo com alças - Emerson Anderson da Costa
  • Douglas Mendes - 400m rasos
  • Futebol feminino

Bronze

  • Salto com Vara - Carlos Lusian
  • Taekwondo Ponsae - Edward Eugenio Torquatto de Oliveira
  • Taekwondo lutas - Mirieli Domingos
  • Ginástica Artística Barra fixa - Everson Anderson da Costa
  • Triathlon feminino

Troféus

No quadro de troféus, Balneário Camboriú ficou em 11o.lugar

  • Ouro - Vôlei de Praia Feminino
  • Prata - Futebol Feminino + Vôlei de Praia Masculino
  • Bronze - Ginástica Artística Masculino + Triathlon Feminino

Entre os 10 melhores

A superintendente da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC), Mariana Dalvesco avaliou como um bom resultado, porque a maioria dos atletas são muito jovens, disputam os Joguinhos, alguns viajaram lesionados, como foi o caso de Douglas Mendes, que estava preparado para bater o recorde histórico dos 400m rasos, mas sentiu a lesão e acabou com medalha de prata e sobretudo, porque Balneário Camboriú não tem atletas profissionais em sua delegação.

Ela comparou o desempenho com o ano passado, quando Balneário conquistou seis troféus (um campeão, 2 vices, 3 terceiros), 11 medalhas (4 ouros, 1 prata, 6 bronzes) e ficou em nono lugar com 52 pontos, entre 121 municípios participantes -sendo que 44 pontuaram).

“Para nós é um grande orgulho saber que entre 121 municípios participantes dos Jasc nós estamos na 10a. colocação. Parabenizo os atletas de Balneário pelo empenho deles nos Jasc e no ano todo e quero dizer que estamos indo no caminho certo com esse trabalho de preparação desde a base, de categoria a categoria”, enfatizou.

Mariana disse que a Fundação também recebe atletas de fora, que vêm por opção, se mudam para cá, estudam aqui, tornam-se moradores e treinam nas equipes o ano todo para representar Balneário Camboriú.

“Não são atletas que contratamos, que chegam em Balneário apenas para embarcar no ônibus da delegação, competir, e depois voltar para sua cidade”, afirmou.

Trabalho de base

A superintendente da Fundação lembra que Balneário Camboriú nunca teve tradição no esporte, nunca foi vista no Estado pelo desempenho no esporte, mas nos últimos anos tem alcançado essa visibilidade.

“Hoje se destaca não só no cenário estadual, como também no nacional e com alguns resultados internacionais inclusive. Nosso trabalho é realizado basicamente com moradores de Balneário Camboriú, que vem desde as bases, escolinhas, projeto social, e dali saem nossos campeões, o que nos diferencia da grande parte dos municípios que ocupam as primeiras colocações. São municípios que contratam atletas unicamente para competir Jasc. Apesar de existir uma regulamentação de número máximo de atletas vindos de fora, sabemos que muitos desses municípios trabalham na sua capacidade máxima de contratação de atletas profissionais para competir nos Jasc, principalmente municípios que costumam sediar estes jogos”, declarou.

Mariana citou o caso de Timbó que ano passado foi 15o.na colocação geral e este ano, em que foi uma das sedes, saltou para a oitava posição.

Ano de rendimento

Osmar de Miranda (Mazinho), diretor da Fundação e coordenador da delegação nos Jasc, disse que este foi um ano bom, de consolidação do trabalho, dos professores e dos atletas.

“Foram cerca de 330 atletas, 33 equipes, a oitava maior delegação do Estado. A nossa briga era para ficar entre os 10 primeiros e alcançamos a meta. Isso é essencial. Também ficamos entre os 10 primeiros na Olesc (9o.lugar), entre os 10 primeiros nos Joguinhos Abertos (6o.lugar) e entre os 10 primeiros nos Parajasc, ou seja, em todas as competições de rendimento, figuramos sempre entre os 10 primeiros. Agora é planejar para o ano que vem novos voos. Fechamos 2019 com chave de ouro”, disse o diretor.

Lesões prejudicaram

A jovem equipe do atletismo (Foto:Divulgação/FMEBC)

O técnico de atletismo da Fundação, Diogo Gamboa disse que grande expectativa no atletismo era Douglas Mendes bater o recorde dos 400m rasos, que continua o mesmo desde o início dos Jasc décadas atrás. Não deu certo, porque Douglas já vinha sentindo uma lesão nos treinos e ela prejudicou o rendimento. Ele foi medalha de prata.

“A maior parte dos nossos atletas são de Olesc (15 a 17 anos) e Joguinhos (18 e 19 anos) fizeram bons resultados apesar da longa temporada que acabou acarretando algumas lesões impossibilitando melhores resultados. Mesmo assim a jovem equipe que esse ano conquistou o título do Joguinhos Abertos e o de vice na Olesc teve boas participações”, disse Diogo.

Além de Douglas e Carlos Lusian que alcançaram o pódio, Diogo destacou nesta jovem equipe João Paulo (4o.salto com vara), 4o. revezamento 4 x 400m (Samuel, Victor, Felipe e Lucas), Heron Miranda (5o. nos10000m marcha atlética), Victor Carpegianni (5o. nos 800m rasos), João Muniz (7o. nos 400m c/ barreiras), Marcos Berlanda (8o. nos 100m rasos) e no feminino Alice Zucchi (4o. no salto com vara), Tabata Zucchi (5o. no Salto com vara), Isadora Bittencourt (5o. no salto em altura), Tabata Zucchi (6o. nos 400m c/ barreiras) e 7° revezamento 4 x 100m (Jordana, Tabata, Alice, Beatriz).

Jiu Jitsu

Jiu Jitsu de Balneário em destaque (Foto Divulgação)

Fabiane, destaque da equipe feminina (Foto Divulgação)

Este foi o segundo ano de apresentação do jiu jitsu nos Jasc. No próximo ano estará somando pontos. Este ano, Balneário Camboriú levou delegações completas no naipe masculino e feminino. No feminino, conquistou seis medalhas (1 ouro, 2 prata e 3 bronze) e com este resultado, conquistou o título por equipes.

Entre os destaques femininos, Fabiane Ferreira, que estreou nos Jogos lutando em uma categoria acima da sua, ainda assim conquistou a medalha de ouro, vencendo atletas mais pesadas e mais graduadas. Ela também trouxe o bronze na categoria absoluto.

Fabiane compete há dois anos, é da categoria master (acima 30 anos) mas competiu entre as adultas nos Jasc. Recentemente venceu dois circuitos Stance seguidos.

A prata veio com as atletas Ed Fy Magalhães e Mag Saucedo e o bronze com as atletas Dayane Siqueira, Mariana Ferreira e Fabiane Ferreira. Completaram o time Jinana Sais, Solange Ataia, Marcia Silva e Nise Dallago. Esta última foi a inspiração de toda delegação, pois foi a grande campeã do ano passado.

No naipe masculino melhor para Emerson Silva e Rider Zuchi ambos fizeram grandes lutas para chegar a final e alcançarem a medalha de prata. Campeão peso e absoluto do Jasc de 2018 Diogo Nascimento não conseguiu repetir o feito, mas protagonizou uma das melhores lutas do evento. Gabriel Neves e Rosemar Conceição, ambos medalha de bronze no ano anterior, também não conseguiram repetir o feito e ficaram nas quartas de finais, assim como Jean Luca e Dilmar Dartora, completaram a equipe Jeison Silva e Sergio Souza.

O técnico Aldo Max disse que ficou surpreso com o ouro feminino e pôde perceber que Balneário Camboriú tem condições de ser campeã nos dois naipes.

“Ano que vem a modalidade estará contando pontos, vamo em busca do ouro também no masculino”, disse.


JASC - Campeões por modalidade

  • Atletismo feminino - São José
  • Atletismo masculino - São José
  • Basquetebol feminino - Blumenau
  • Basquetebol masculino - Blumenau
  • Bocha feminina - São Lourenço do Oeste
  • Bocha masculina - Chapecó
  • Bolão 16 feminino - Blumenau
  • Bolão 16 masculino - Itajaí
  • Bolão 23 feminino - Blumenau
  • Bolão 23 masculino - Timbó
  • Caratê feminino - Tubarão
  • Caratê masculino - Tubarão
  • Ciclismo feminino - Florianópolis
  • Ciclismo masculino - Rio do Sul
  • Futebol feminino - Blumenau
  • Futsal feminino - Chapecó
  • Futsal masculino - Blumenau
  • Ginástica artística feminina - Itajaí
  • Ginástica artística masculina - Itajaí
  • Ginástica rítmica - Florianópolis
  • Handebol feminino - Concórdia
  • Handebol masculino - Itajaí
  • Judô feminino - São José
  • Judô masculino - Itajaí
  • Natação feminina - Joinville
  • Natação masculina - Itajaí
  • Punhobol masculino - Florianópolis
  • Remo - Florianópolis
  • Taekwondo feminino - Itajaí
  • Taekwondo masculino - São José
  • Tênis masculino - Itajaí
  • Tênis de mesa feminino - Joinville
  • Tênis de mesa masculino - Concórdia
  • Tiro armas curtas - Rio do Sul
  • Tiro armas longas - Timbó
  • Tiro ao prato - Tubarão
  • Triatlo feminino - Itajaí
  • Triatlo masculino - Itajaí
  • Vôlei de praia feminino - Balneário Camboriú
  • Vôlei de praia masculino - São José
  • Voleibol feminino - Chapecó
  • Voleibol masculino - Blumenau
  • Xadrez feminino - Blumenau
  • Xadrez masculino - Joaçaba
  • Modalidades que não pontuam
  • Jiu-jitsu feminino (provisória) - Balneário Camboriú
  • Jiu-jitsu masculino (provisória) - Florianópolis
  • Muaythai feminino (apresentação) - Chapecó
  • Muaythai masculino (apresentação) - Criciúma
  • Boxe masculino (exibição) - São José


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação/Fesporte
Ouro e troféu para o vôlei de praia
Ouro e troféu para o vôlei de praia

JASC 2019: Balneário Camboriú entre os 10 primeiros do Estado

Publicidade

Segunda, 11/11/2019 20:20.

Com 11 medalhas, cinco troféus e 49 pontos, Balneário Camboriú alcançou a décima colocação, entre 121 municípios participantes -dos quais 47 pontuaram- na 59a.edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), que terminou neste domingo (10), nas cidades de Timbó, Pomerode e Indaial.

Com 228 pontos, Blumenau foi campeã geral pela 42a. vez. Itajaí ficou vice-campeão com 170, São José em terceiro com 138, Florianópolis em quarto com 108 e Chapecó em quinto com 106 pontos.

As duas medalhas de ouro que Balneário Camboriú conquistou foram na ginástica artística solo com Emerson Anderson da Costa e no vôlei de praia feminino, com Josi Alves e Leize Bianchini, que garantiram também o troféu de campeão geral da modalidade.

Josi e Leize são heptacampeãs dos Jasc, mas Balneário Camboriú é hoje eneacampeã da competição (somando os anos que venceu com outras formações).

A equipe feminina de jiu jitsu conquistou seis medalhas (1 ouro, 2 prata e 3 bronze) e o título de campeã da modalidade, mas só a partir do próximo ano entrará na contagem de pontos.

Medalhas de Balneário

No quadro de medalhas Balneário Camboriú ficou em 18o.lugar

Mazinho com a dupla campeã Leize e Josi e com os vice-campeões

Emerson, o melhor no Solo

Ouro

  • Vôlei de Praia - Josi Alves/Leize Bianchini
  • Ginástica Artística Solo - Emerson Anderson da Costa

Prata

  • Vôlei de praia - Toni e Daniel
  • Ginástica Artística Cavalo com alças - Emerson Anderson da Costa
  • Douglas Mendes - 400m rasos
  • Futebol feminino

Bronze

  • Salto com Vara - Carlos Lusian
  • Taekwondo Ponsae - Edward Eugenio Torquatto de Oliveira
  • Taekwondo lutas - Mirieli Domingos
  • Ginástica Artística Barra fixa - Everson Anderson da Costa
  • Triathlon feminino

Troféus

No quadro de troféus, Balneário Camboriú ficou em 11o.lugar

  • Ouro - Vôlei de Praia Feminino
  • Prata - Futebol Feminino + Vôlei de Praia Masculino
  • Bronze - Ginástica Artística Masculino + Triathlon Feminino

Entre os 10 melhores

A superintendente da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC), Mariana Dalvesco avaliou como um bom resultado, porque a maioria dos atletas são muito jovens, disputam os Joguinhos, alguns viajaram lesionados, como foi o caso de Douglas Mendes, que estava preparado para bater o recorde histórico dos 400m rasos, mas sentiu a lesão e acabou com medalha de prata e sobretudo, porque Balneário Camboriú não tem atletas profissionais em sua delegação.

Ela comparou o desempenho com o ano passado, quando Balneário conquistou seis troféus (um campeão, 2 vices, 3 terceiros), 11 medalhas (4 ouros, 1 prata, 6 bronzes) e ficou em nono lugar com 52 pontos, entre 121 municípios participantes -sendo que 44 pontuaram).

“Para nós é um grande orgulho saber que entre 121 municípios participantes dos Jasc nós estamos na 10a. colocação. Parabenizo os atletas de Balneário pelo empenho deles nos Jasc e no ano todo e quero dizer que estamos indo no caminho certo com esse trabalho de preparação desde a base, de categoria a categoria”, enfatizou.

Mariana disse que a Fundação também recebe atletas de fora, que vêm por opção, se mudam para cá, estudam aqui, tornam-se moradores e treinam nas equipes o ano todo para representar Balneário Camboriú.

“Não são atletas que contratamos, que chegam em Balneário apenas para embarcar no ônibus da delegação, competir, e depois voltar para sua cidade”, afirmou.

Trabalho de base

A superintendente da Fundação lembra que Balneário Camboriú nunca teve tradição no esporte, nunca foi vista no Estado pelo desempenho no esporte, mas nos últimos anos tem alcançado essa visibilidade.

“Hoje se destaca não só no cenário estadual, como também no nacional e com alguns resultados internacionais inclusive. Nosso trabalho é realizado basicamente com moradores de Balneário Camboriú, que vem desde as bases, escolinhas, projeto social, e dali saem nossos campeões, o que nos diferencia da grande parte dos municípios que ocupam as primeiras colocações. São municípios que contratam atletas unicamente para competir Jasc. Apesar de existir uma regulamentação de número máximo de atletas vindos de fora, sabemos que muitos desses municípios trabalham na sua capacidade máxima de contratação de atletas profissionais para competir nos Jasc, principalmente municípios que costumam sediar estes jogos”, declarou.

Mariana citou o caso de Timbó que ano passado foi 15o.na colocação geral e este ano, em que foi uma das sedes, saltou para a oitava posição.

Ano de rendimento

Osmar de Miranda (Mazinho), diretor da Fundação e coordenador da delegação nos Jasc, disse que este foi um ano bom, de consolidação do trabalho, dos professores e dos atletas.

“Foram cerca de 330 atletas, 33 equipes, a oitava maior delegação do Estado. A nossa briga era para ficar entre os 10 primeiros e alcançamos a meta. Isso é essencial. Também ficamos entre os 10 primeiros na Olesc (9o.lugar), entre os 10 primeiros nos Joguinhos Abertos (6o.lugar) e entre os 10 primeiros nos Parajasc, ou seja, em todas as competições de rendimento, figuramos sempre entre os 10 primeiros. Agora é planejar para o ano que vem novos voos. Fechamos 2019 com chave de ouro”, disse o diretor.

Lesões prejudicaram

A jovem equipe do atletismo (Foto:Divulgação/FMEBC)

O técnico de atletismo da Fundação, Diogo Gamboa disse que grande expectativa no atletismo era Douglas Mendes bater o recorde dos 400m rasos, que continua o mesmo desde o início dos Jasc décadas atrás. Não deu certo, porque Douglas já vinha sentindo uma lesão nos treinos e ela prejudicou o rendimento. Ele foi medalha de prata.

“A maior parte dos nossos atletas são de Olesc (15 a 17 anos) e Joguinhos (18 e 19 anos) fizeram bons resultados apesar da longa temporada que acabou acarretando algumas lesões impossibilitando melhores resultados. Mesmo assim a jovem equipe que esse ano conquistou o título do Joguinhos Abertos e o de vice na Olesc teve boas participações”, disse Diogo.

Além de Douglas e Carlos Lusian que alcançaram o pódio, Diogo destacou nesta jovem equipe João Paulo (4o.salto com vara), 4o. revezamento 4 x 400m (Samuel, Victor, Felipe e Lucas), Heron Miranda (5o. nos10000m marcha atlética), Victor Carpegianni (5o. nos 800m rasos), João Muniz (7o. nos 400m c/ barreiras), Marcos Berlanda (8o. nos 100m rasos) e no feminino Alice Zucchi (4o. no salto com vara), Tabata Zucchi (5o. no Salto com vara), Isadora Bittencourt (5o. no salto em altura), Tabata Zucchi (6o. nos 400m c/ barreiras) e 7° revezamento 4 x 100m (Jordana, Tabata, Alice, Beatriz).

Jiu Jitsu

Jiu Jitsu de Balneário em destaque (Foto Divulgação)

Fabiane, destaque da equipe feminina (Foto Divulgação)

Este foi o segundo ano de apresentação do jiu jitsu nos Jasc. No próximo ano estará somando pontos. Este ano, Balneário Camboriú levou delegações completas no naipe masculino e feminino. No feminino, conquistou seis medalhas (1 ouro, 2 prata e 3 bronze) e com este resultado, conquistou o título por equipes.

Entre os destaques femininos, Fabiane Ferreira, que estreou nos Jogos lutando em uma categoria acima da sua, ainda assim conquistou a medalha de ouro, vencendo atletas mais pesadas e mais graduadas. Ela também trouxe o bronze na categoria absoluto.

Fabiane compete há dois anos, é da categoria master (acima 30 anos) mas competiu entre as adultas nos Jasc. Recentemente venceu dois circuitos Stance seguidos.

A prata veio com as atletas Ed Fy Magalhães e Mag Saucedo e o bronze com as atletas Dayane Siqueira, Mariana Ferreira e Fabiane Ferreira. Completaram o time Jinana Sais, Solange Ataia, Marcia Silva e Nise Dallago. Esta última foi a inspiração de toda delegação, pois foi a grande campeã do ano passado.

No naipe masculino melhor para Emerson Silva e Rider Zuchi ambos fizeram grandes lutas para chegar a final e alcançarem a medalha de prata. Campeão peso e absoluto do Jasc de 2018 Diogo Nascimento não conseguiu repetir o feito, mas protagonizou uma das melhores lutas do evento. Gabriel Neves e Rosemar Conceição, ambos medalha de bronze no ano anterior, também não conseguiram repetir o feito e ficaram nas quartas de finais, assim como Jean Luca e Dilmar Dartora, completaram a equipe Jeison Silva e Sergio Souza.

O técnico Aldo Max disse que ficou surpreso com o ouro feminino e pôde perceber que Balneário Camboriú tem condições de ser campeã nos dois naipes.

“Ano que vem a modalidade estará contando pontos, vamo em busca do ouro também no masculino”, disse.


JASC - Campeões por modalidade

  • Atletismo feminino - São José
  • Atletismo masculino - São José
  • Basquetebol feminino - Blumenau
  • Basquetebol masculino - Blumenau
  • Bocha feminina - São Lourenço do Oeste
  • Bocha masculina - Chapecó
  • Bolão 16 feminino - Blumenau
  • Bolão 16 masculino - Itajaí
  • Bolão 23 feminino - Blumenau
  • Bolão 23 masculino - Timbó
  • Caratê feminino - Tubarão
  • Caratê masculino - Tubarão
  • Ciclismo feminino - Florianópolis
  • Ciclismo masculino - Rio do Sul
  • Futebol feminino - Blumenau
  • Futsal feminino - Chapecó
  • Futsal masculino - Blumenau
  • Ginástica artística feminina - Itajaí
  • Ginástica artística masculina - Itajaí
  • Ginástica rítmica - Florianópolis
  • Handebol feminino - Concórdia
  • Handebol masculino - Itajaí
  • Judô feminino - São José
  • Judô masculino - Itajaí
  • Natação feminina - Joinville
  • Natação masculina - Itajaí
  • Punhobol masculino - Florianópolis
  • Remo - Florianópolis
  • Taekwondo feminino - Itajaí
  • Taekwondo masculino - São José
  • Tênis masculino - Itajaí
  • Tênis de mesa feminino - Joinville
  • Tênis de mesa masculino - Concórdia
  • Tiro armas curtas - Rio do Sul
  • Tiro armas longas - Timbó
  • Tiro ao prato - Tubarão
  • Triatlo feminino - Itajaí
  • Triatlo masculino - Itajaí
  • Vôlei de praia feminino - Balneário Camboriú
  • Vôlei de praia masculino - São José
  • Voleibol feminino - Chapecó
  • Voleibol masculino - Blumenau
  • Xadrez feminino - Blumenau
  • Xadrez masculino - Joaçaba
  • Modalidades que não pontuam
  • Jiu-jitsu feminino (provisória) - Balneário Camboriú
  • Jiu-jitsu masculino (provisória) - Florianópolis
  • Muaythai feminino (apresentação) - Chapecó
  • Muaythai masculino (apresentação) - Criciúma
  • Boxe masculino (exibição) - São José

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade