Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Com tranquilidade, Djokovic conquista seu quinto título no Masters 1000 de Paris

Domingo, 3/11/2019 14:01.
Atptour

Publicidade

Sem dificuldades, Novak Djokovic chegou à sua quinta conquista do Masters 1000 de Paris neste domingo, ao superar o canadense Denis Shapovalov por 2 sets a 0 - parciais de 6/3 e 6/4.

Com o troféu e mais mil pontos no ranking da ATP, o sérvio, atual número um do mundo, se fortalece na briga com o espanhol Rafael Nadal pelo posto ao final de 2019. A fome de Djokovic por títulos permanece insaciável, com a chegada ao 34º título em sua 50ª final de Masters, o 77º na carreira.

"Me diverti nessa partida, como sempre costuma acontecer aqui em Paris", comentou o sérvio, em francês, logo depois da cerimônia de premiação e ainda rouco devido a um resfriado contraído ainda no início do torneio.

Em seguida, Djokovic teceu elogios ao adversário na decisão. "Ele já tem uma carreira consolidada, mas tenho certeza que o melhor está ainda por vir", afirmou, dirigindo-se ao jovem canadense, que agora deve subir ao 15.º lugar na ATP após sua primeira final de Masters 1000.

Na partida, logo no primeiro serviço de Shapovalov, Djoko teve três break points abertos em 15-40. Na segunda tentativa, quebrou o saque do canadense e confirmou seu serviço seguinte para abrir 3/0. Com tranquilidade e sem dar chances de devolução da quebra para o adversário, o sérvio apenas controlou a parcial a partir dali, até fechá-la em 6/3 com um voleio próximo à rede

Logo no primeiro game do segundo set, Djokovic chegou a ter um novo break point, desta vez salvo por Shapovalov, que conseguiu reagir a tempo de confirmá-lo com um ace. O duelo esteve equilibrado até o sétimo game, quando o europeu não perdoou a inconsistência no saque do canadense e acabou impondo nova quebra, rumando para a vitória na Bercy Arena.

Shapovalov teve uma chance de devolver a quebra pela primeira vez no dia no game seguinte em 30-40. A inexperiência dos 20 anos do canadense diante do número 1 do mundo, no entanto, foi determinante, e o sérvio acabou revertendo a desvantagem. Com 5/4, pôde sacar para confirmar sua quinta taça no evento parisiense, fechando o confronto e garantindo a taça sem perder um set sequer no evento parisiense.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Atptour

Com tranquilidade, Djokovic conquista seu quinto título no Masters 1000 de Paris

Publicidade

Domingo, 3/11/2019 14:01.

Sem dificuldades, Novak Djokovic chegou à sua quinta conquista do Masters 1000 de Paris neste domingo, ao superar o canadense Denis Shapovalov por 2 sets a 0 - parciais de 6/3 e 6/4.

Com o troféu e mais mil pontos no ranking da ATP, o sérvio, atual número um do mundo, se fortalece na briga com o espanhol Rafael Nadal pelo posto ao final de 2019. A fome de Djokovic por títulos permanece insaciável, com a chegada ao 34º título em sua 50ª final de Masters, o 77º na carreira.

"Me diverti nessa partida, como sempre costuma acontecer aqui em Paris", comentou o sérvio, em francês, logo depois da cerimônia de premiação e ainda rouco devido a um resfriado contraído ainda no início do torneio.

Em seguida, Djokovic teceu elogios ao adversário na decisão. "Ele já tem uma carreira consolidada, mas tenho certeza que o melhor está ainda por vir", afirmou, dirigindo-se ao jovem canadense, que agora deve subir ao 15.º lugar na ATP após sua primeira final de Masters 1000.

Na partida, logo no primeiro serviço de Shapovalov, Djoko teve três break points abertos em 15-40. Na segunda tentativa, quebrou o saque do canadense e confirmou seu serviço seguinte para abrir 3/0. Com tranquilidade e sem dar chances de devolução da quebra para o adversário, o sérvio apenas controlou a parcial a partir dali, até fechá-la em 6/3 com um voleio próximo à rede

Logo no primeiro game do segundo set, Djokovic chegou a ter um novo break point, desta vez salvo por Shapovalov, que conseguiu reagir a tempo de confirmá-lo com um ace. O duelo esteve equilibrado até o sétimo game, quando o europeu não perdoou a inconsistência no saque do canadense e acabou impondo nova quebra, rumando para a vitória na Bercy Arena.

Shapovalov teve uma chance de devolver a quebra pela primeira vez no dia no game seguinte em 30-40. A inexperiência dos 20 anos do canadense diante do número 1 do mundo, no entanto, foi determinante, e o sérvio acabou revertendo a desvantagem. Com 5/4, pôde sacar para confirmar sua quinta taça no evento parisiense, fechando o confronto e garantindo a taça sem perder um set sequer no evento parisiense.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade