Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Balneário Camboriú em sexto lugar na classe Deficiente Físico dos Parajasc

Na classificação geral ficou em nono lugar entre 77 municipios

Segunda, 21/10/2019 14:40.
Divulgação/FMEBC
Gabriel Prezzi, ouro na bocha paralímpica. Na foto com o diretor Mazinho

Publicidade

Com 39 medalhas conquistadas na 15a.edição dos Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc), que terminaram sábado (19), em Caçador, Balneário Camboriú melhorou sua posição em relação à edição anterior, classificando-se em nono lugar no quadro geral de pontos. A equipe local foi sexta colocada na segmento Deficiente Físico (DF), onde garantiu 37 medalhas no atletismo, uma dourada na bocha paralímpíca com Gabriel Prezzi e uma prata no handebol em cadeira de rodas.

O campeão geral desta edição foi Joinville (37 pontos), seguido de Itajaí (34) e Chapecó (19).

O diretor de esporte da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC) Osmar de Miranda (Mazinho), que chefiou a delegação, considerou o resultado um avanço.

“Foram dois mil atletas. Nós melhoramos nossa posição em relação ao anterior anterior, o nono lugar entre 71 municípios é muito bom. Mas precisamos investir mais em políticas públicas para trazer os atletas dos demais segmentos, Deficiente Intelectual (DI), Visual (DV) e Auditivo (DA)”, avaliou Mazinho.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação/FMEBC
Gabriel Prezzi, ouro na bocha paralímpica. Na foto com o diretor Mazinho
Gabriel Prezzi, ouro na bocha paralímpica. Na foto com o diretor Mazinho

Balneário Camboriú em sexto lugar na classe Deficiente Físico dos Parajasc

Na classificação geral ficou em nono lugar entre 77 municipios

Publicidade

Segunda, 21/10/2019 14:40.

Com 39 medalhas conquistadas na 15a.edição dos Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc), que terminaram sábado (19), em Caçador, Balneário Camboriú melhorou sua posição em relação à edição anterior, classificando-se em nono lugar no quadro geral de pontos. A equipe local foi sexta colocada na segmento Deficiente Físico (DF), onde garantiu 37 medalhas no atletismo, uma dourada na bocha paralímpíca com Gabriel Prezzi e uma prata no handebol em cadeira de rodas.

O campeão geral desta edição foi Joinville (37 pontos), seguido de Itajaí (34) e Chapecó (19).

O diretor de esporte da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC) Osmar de Miranda (Mazinho), que chefiou a delegação, considerou o resultado um avanço.

“Foram dois mil atletas. Nós melhoramos nossa posição em relação ao anterior anterior, o nono lugar entre 71 municípios é muito bom. Mas precisamos investir mais em políticas públicas para trazer os atletas dos demais segmentos, Deficiente Intelectual (DI), Visual (DV) e Auditivo (DA)”, avaliou Mazinho.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade