Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
De virada, Athletico-PR goleia Goiás por 4 a 1 e quebra jejum na Arena da Baixada

Segunda, 28/10/2019 7:10.

Publicidade

Em grande estilo, o Athletico-PR encerrou a série de três jogos sem vencer dentro de casa. Na tarde deste domingo, o time saiu atrás no placar, mas voltou ligado no segundo tempo e derrotou o Goiás, por 4 a 1, de virada, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 28.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Athletico-PR vinha de tropeços seguidos em seus domínios contra Chapecoense, Flamengo e Palmeiras. Mesmo assim, a equipe, já garantida na Libertadores após conquistar o título na Copa do Brasil, subiu ao oitavo lugar, com 42 pontos. O Goiás, por sua vez, segue estacionado, em décimo, com 38.

A postura do Goiás parecia bem clara: usar a velocidade para surpreender o mandante. Isso ficou ainda mais nítido logo aos cinco minutos, quando Michael ganhou dos adversários na corrida e finalizou firme, de perna direita, assustando Santos.

Apesar do susto, o time paranaense seguiu dominando e só não abriu o placar porque Tadeu apareceu bem em lances seguidos. Primeiro, ele salvou o Goiás em cabeçada certeira de Thiago Heleno. Depois, foi providencial em desvio esperto de Marco Rubén.

O time atleticano conseguiu encurralar o adversário no final do primeiro tempo e fez pressão, criando boas oportunidades. Aos 34 minutos, Cittadini recebeu na esquerda e finalizou. Tadeu caiu bem para fazer a defesa, mas soltou nos pés de Marco Rúben. Em cima da linha, Rafael Vaz evitou o gol do centroavante argentino

Tadeu ainda apareceu mais duas vezes para salvar o Goiás. Aos 38 minutos, ele saiu bem para dar um tapa na bola e tirá-la dos pés de Marco Rúben dentro da área. Cinco minutos depois, o goleiro fez boa defesa em finalização de Cittadini.

Em meio à pressão, o Goiás encontrou espaço para abrir o placar antes do intervalo. Aos 45 minutos, Michael arrancou pela esquerda. Invés de tentar driblar o marcador, ele olhou para a área e cruzou para Rafael Moura. O veterano atacante deu um leve desvio de cabeça, tirando as chances de Santos.

O Athletico-PR voltou dos vestiários imprimindo um ritmo forte e virou o marcador em menos de dez minutos. Logo aos dois, Léo Pereira aproveitou rebote de Tadeu em finalização de Rony e empurrou para o fundo das redes, empatando a partida.

Na sequência, aos oito, Rony recebeu passe longo de Bruno Guimarães, invadiu a área e finalizou com categoria, na saída do goleiro esmeraldino. Os donos da casa não se contentaram com a vantagem e seguiram em cima do adversário, que teve dificuldades para voltar ao jogo.

O Athletico-PR não quis nem saber e aproveitou para marcar o terceiro. Cittadini recebeu de Marco Rúben e finalizou para defesa de Tadeu. Na entrada da área, Adriano bateu colocado e marcou, aos 16 minutos.

Depois de ter feito três gols, o time da casa deu uma relaxada, mas sem abdicar o ataque. Vez ou outra, chegava ao campo de ataque. O placar só não se transformou em goleada por causa de Tadeu. Ele apareceu bem para segurar finalizações de Romero e Rony, à queima-roupa.

Aos 47, o camisa 1 não pôde fazer nada em finalização de Marco Rúben dentro da área. Estava decretada a goleada. O Goiás foi para o tudo ou nada buscando uma reação. Sem a mesma organização tática do primeiro tempo, os visitantes não assustaram Santos e sucumbiram em Curitiba.

Os dois times voltam a campo na quinta-feira. O Goiás encara o Flamengo, às 20 horas, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, enquanto o Athletico-PR visita o Internacional, às 21h30, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

FICHA TÉCNICA

ATHLÉTICO-PR 4 X 1 GOIÁS

ATHLÉTICO-PR - Santos; Khellven, Thiago Heleno, Léo Pereira e Adriano (Márcio Azevedo); Wellington (Camacho), Bruno Guimarães, Léo Cittadini e Nikão (Braian Romero); Rony e Marco Rúben. Técnico: Tiago Nunes.

GOIÁS - Tadeu; Yago Rocha, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson; Breno (Marlone), Yago Felipe e Léo Sena (Trindade); Leonardo Barcia, Rafael Moura (Vinícius) e Michael. Técnico: Ney Franco.

GOLS Rafael Moura, aos 45 minutos do primeiro tempo; Léo Pereira, aos dois, Rony, aos oito, Adriano, aos 16, e Marco Rúben, aos 47 do segundo.

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza (SP).

CARTÃO AMARELO - Khellven (Athlético-PR).

PÚBLICO - 11.819 pagantes.

RENDA - R$ 196.100,00.

LOCAL - Arena da Baixada, em Curitiba (PR).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

De virada, Athletico-PR goleia Goiás por 4 a 1 e quebra jejum na Arena da Baixada

Publicidade

Segunda, 28/10/2019 7:10.

Em grande estilo, o Athletico-PR encerrou a série de três jogos sem vencer dentro de casa. Na tarde deste domingo, o time saiu atrás no placar, mas voltou ligado no segundo tempo e derrotou o Goiás, por 4 a 1, de virada, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 28.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Athletico-PR vinha de tropeços seguidos em seus domínios contra Chapecoense, Flamengo e Palmeiras. Mesmo assim, a equipe, já garantida na Libertadores após conquistar o título na Copa do Brasil, subiu ao oitavo lugar, com 42 pontos. O Goiás, por sua vez, segue estacionado, em décimo, com 38.

A postura do Goiás parecia bem clara: usar a velocidade para surpreender o mandante. Isso ficou ainda mais nítido logo aos cinco minutos, quando Michael ganhou dos adversários na corrida e finalizou firme, de perna direita, assustando Santos.

Apesar do susto, o time paranaense seguiu dominando e só não abriu o placar porque Tadeu apareceu bem em lances seguidos. Primeiro, ele salvou o Goiás em cabeçada certeira de Thiago Heleno. Depois, foi providencial em desvio esperto de Marco Rubén.

O time atleticano conseguiu encurralar o adversário no final do primeiro tempo e fez pressão, criando boas oportunidades. Aos 34 minutos, Cittadini recebeu na esquerda e finalizou. Tadeu caiu bem para fazer a defesa, mas soltou nos pés de Marco Rúben. Em cima da linha, Rafael Vaz evitou o gol do centroavante argentino

Tadeu ainda apareceu mais duas vezes para salvar o Goiás. Aos 38 minutos, ele saiu bem para dar um tapa na bola e tirá-la dos pés de Marco Rúben dentro da área. Cinco minutos depois, o goleiro fez boa defesa em finalização de Cittadini.

Em meio à pressão, o Goiás encontrou espaço para abrir o placar antes do intervalo. Aos 45 minutos, Michael arrancou pela esquerda. Invés de tentar driblar o marcador, ele olhou para a área e cruzou para Rafael Moura. O veterano atacante deu um leve desvio de cabeça, tirando as chances de Santos.

O Athletico-PR voltou dos vestiários imprimindo um ritmo forte e virou o marcador em menos de dez minutos. Logo aos dois, Léo Pereira aproveitou rebote de Tadeu em finalização de Rony e empurrou para o fundo das redes, empatando a partida.

Na sequência, aos oito, Rony recebeu passe longo de Bruno Guimarães, invadiu a área e finalizou com categoria, na saída do goleiro esmeraldino. Os donos da casa não se contentaram com a vantagem e seguiram em cima do adversário, que teve dificuldades para voltar ao jogo.

O Athletico-PR não quis nem saber e aproveitou para marcar o terceiro. Cittadini recebeu de Marco Rúben e finalizou para defesa de Tadeu. Na entrada da área, Adriano bateu colocado e marcou, aos 16 minutos.

Depois de ter feito três gols, o time da casa deu uma relaxada, mas sem abdicar o ataque. Vez ou outra, chegava ao campo de ataque. O placar só não se transformou em goleada por causa de Tadeu. Ele apareceu bem para segurar finalizações de Romero e Rony, à queima-roupa.

Aos 47, o camisa 1 não pôde fazer nada em finalização de Marco Rúben dentro da área. Estava decretada a goleada. O Goiás foi para o tudo ou nada buscando uma reação. Sem a mesma organização tática do primeiro tempo, os visitantes não assustaram Santos e sucumbiram em Curitiba.

Os dois times voltam a campo na quinta-feira. O Goiás encara o Flamengo, às 20 horas, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, enquanto o Athletico-PR visita o Internacional, às 21h30, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

FICHA TÉCNICA

ATHLÉTICO-PR 4 X 1 GOIÁS

ATHLÉTICO-PR - Santos; Khellven, Thiago Heleno, Léo Pereira e Adriano (Márcio Azevedo); Wellington (Camacho), Bruno Guimarães, Léo Cittadini e Nikão (Braian Romero); Rony e Marco Rúben. Técnico: Tiago Nunes.

GOIÁS - Tadeu; Yago Rocha, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson; Breno (Marlone), Yago Felipe e Léo Sena (Trindade); Leonardo Barcia, Rafael Moura (Vinícius) e Michael. Técnico: Ney Franco.

GOLS Rafael Moura, aos 45 minutos do primeiro tempo; Léo Pereira, aos dois, Rony, aos oito, Adriano, aos 16, e Marco Rúben, aos 47 do segundo.

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza (SP).

CARTÃO AMARELO - Khellven (Athlético-PR).

PÚBLICO - 11.819 pagantes.

RENDA - R$ 196.100,00.

LOCAL - Arena da Baixada, em Curitiba (PR).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade