Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Internacional usa titulares e vence o Botafogo por 3 a 2 no estádio Beira-Rio

Domingo, 1/9/2019 7:55.

Pressionado pela torcida depois da eliminação em casa para o Flamengo, nas quartas de final da Copa Libertadores, o técnico Odair Hellmann não quis dar sopa para o azar e surpreendeu ao escalar o Internacional com força máxima neste sábado. A escolha deu certo e o time venceu o Botafogo por 3 a 2, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 17.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A expectativa era que o Internacional utilizasse os reservas por conta do jogo desta quarta-feira contra o Cruzeiro, em casa, pela semifinal da Copa do Brasil. Em Belo Horizonte, o time gaúcho venceu por 1 a 0 e tem a vantagem do empate na volta.

O resultado positivo, com direito a gol de Nico López depois de 24 jogos, colocou o Internacional na zona de classificação para a Libertadores de 2020, em sexto lugar com 27 pontos. Já o Botafogo estacionou nos 23 e segue na 10.ª colocação.

Com todos os jogadores considerados titulares em campo, o Internacional foi para cima do Botafogo desde o início, mas tinha dificuldades para criar, tanto que a primeira grande oportunidade veio aos 22 minutos. Edenilson desceu em velocidade e bateu colocado. O goleiro paraguaio Gatito Fernández espalmou para escanteio.

O Botafogo assustou na sequência, quando Alex Santana aproveitou cruzamento e, de bicicleta, mandou por cima do travessão. Aos 34 minutos, Santana soltou a bomba de fora da área pela linha de fundo. Na sequência, também de longa distância, Luiz Fernando acertou o travessão do goleiro Marcelo Lomba.

Quando o time carioca estava melhor em campo, o Internacional abriu o placar aos 43 minutos com a "lei do ex". Rafael Sóbis cobrou escanteio na primeira trave e Rodrigo Lindoso desviou de cabeça. Os botafoguenses reclamaram de falta na disputa da bola, mas o árbitro validou o gol do volante.

O técnico Eduardo Barroca voltou do intervalo com duas alterações no Botafogo: uma forçada - Diego Cavalieri no lugar de Gatito Fernández - e outra por opção - Fernando na vaga de Lucas Campos. E o empate quase veio com Cícero. Marcelo Lomba fez grande defesa. No lance seguinte, aos sete minutos, Nico López desceu em velocidade e passou para Edenilson, que invadiu a área e bateu na saída de Diego Cavalieri para fazer 2 a 0.

Dois minutos depois, Alex Santana diminuiu para o Botafogo, mas o gol foi anulado após consulta do VAR (árbitro de vídeo), que viu um toque de mão do lateral-direito Marcinho na origem do lance.

Aos 15 minutos, Marcinho arriscou de fora da área e Marcelo Lomba espalmou. Um minuto depois, Diego Souza aproveitou cobrança de escanteio e diminuiu para o Botafogo. Na sequência, Nico López passou fácil por dois marcadores, invadiu a área e bateu para defesa de Diego Cavalieri, que salvou novamente em finalização de Guerrero.

O jogo era aberto, com os dois times buscando o gol. Aos 23 minutos, João Paulo desviou de cabeça e Marcelo Lomba segurou. Em um contra-ataque, aos 37, Nico López tabelou com Rodrigo Lindoso e bateu na saída de Diego Cavalieri, encerrando um jejum de 24 jogos. Nos acréscimos, Marcinho diminuiu para o Botafogo em chute cruzado.

Pelo Brasileirão, o Internacional volta a campo no próximo sábado contra o São Paulo, às 19 horas, novamente no estádio Beira-Rio, e o Botafogo recebe o Atlético-MG no domingo, às 16 horas, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro. Os jogos são válidos pela 18.ª rodada.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 3 x 2 BOTAFOGO

INTERNACIONAL - Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Patrick, Edenilson (Nonato), Nico López (D'Alessandro) e Rafael Sóbis (Wellington Silva); Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.

BOTAFOGO - Gatito Fernández (Diego Cavalieri); Marcinho, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Cícero, Alex Santana e João Paulo (Vinicius); Luiz Fernando, Lucas Campos (Fernando) e Diego Souza Técnico: Eduardo Barroca.

GOLS - Rodrigo Lindoso, aos 43 minutos do primeiro tempo; Edenilson, aos 7, Diego Souza, aos 16, Nico López, aos 37, e Marcinho, aos 49 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Victor Cuesta, Wellington Silva e Rodrigo Moledo (Internacional); Diego Souza, Alex Santana e Joel Carli (Botafogo).

ÁRBITRO - Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa/PA).

RENDA - R$ 350.184,00.

PÚBLICO - 7.896 pagantes (9.962 no total).

LOCAL - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS). 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Internacional usa titulares e vence o Botafogo por 3 a 2 no estádio Beira-Rio

Publicidade

Domingo, 1/9/2019 7:55.

Pressionado pela torcida depois da eliminação em casa para o Flamengo, nas quartas de final da Copa Libertadores, o técnico Odair Hellmann não quis dar sopa para o azar e surpreendeu ao escalar o Internacional com força máxima neste sábado. A escolha deu certo e o time venceu o Botafogo por 3 a 2, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 17.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A expectativa era que o Internacional utilizasse os reservas por conta do jogo desta quarta-feira contra o Cruzeiro, em casa, pela semifinal da Copa do Brasil. Em Belo Horizonte, o time gaúcho venceu por 1 a 0 e tem a vantagem do empate na volta.

O resultado positivo, com direito a gol de Nico López depois de 24 jogos, colocou o Internacional na zona de classificação para a Libertadores de 2020, em sexto lugar com 27 pontos. Já o Botafogo estacionou nos 23 e segue na 10.ª colocação.

Com todos os jogadores considerados titulares em campo, o Internacional foi para cima do Botafogo desde o início, mas tinha dificuldades para criar, tanto que a primeira grande oportunidade veio aos 22 minutos. Edenilson desceu em velocidade e bateu colocado. O goleiro paraguaio Gatito Fernández espalmou para escanteio.

O Botafogo assustou na sequência, quando Alex Santana aproveitou cruzamento e, de bicicleta, mandou por cima do travessão. Aos 34 minutos, Santana soltou a bomba de fora da área pela linha de fundo. Na sequência, também de longa distância, Luiz Fernando acertou o travessão do goleiro Marcelo Lomba.

Quando o time carioca estava melhor em campo, o Internacional abriu o placar aos 43 minutos com a "lei do ex". Rafael Sóbis cobrou escanteio na primeira trave e Rodrigo Lindoso desviou de cabeça. Os botafoguenses reclamaram de falta na disputa da bola, mas o árbitro validou o gol do volante.

O técnico Eduardo Barroca voltou do intervalo com duas alterações no Botafogo: uma forçada - Diego Cavalieri no lugar de Gatito Fernández - e outra por opção - Fernando na vaga de Lucas Campos. E o empate quase veio com Cícero. Marcelo Lomba fez grande defesa. No lance seguinte, aos sete minutos, Nico López desceu em velocidade e passou para Edenilson, que invadiu a área e bateu na saída de Diego Cavalieri para fazer 2 a 0.

Dois minutos depois, Alex Santana diminuiu para o Botafogo, mas o gol foi anulado após consulta do VAR (árbitro de vídeo), que viu um toque de mão do lateral-direito Marcinho na origem do lance.

Aos 15 minutos, Marcinho arriscou de fora da área e Marcelo Lomba espalmou. Um minuto depois, Diego Souza aproveitou cobrança de escanteio e diminuiu para o Botafogo. Na sequência, Nico López passou fácil por dois marcadores, invadiu a área e bateu para defesa de Diego Cavalieri, que salvou novamente em finalização de Guerrero.

O jogo era aberto, com os dois times buscando o gol. Aos 23 minutos, João Paulo desviou de cabeça e Marcelo Lomba segurou. Em um contra-ataque, aos 37, Nico López tabelou com Rodrigo Lindoso e bateu na saída de Diego Cavalieri, encerrando um jejum de 24 jogos. Nos acréscimos, Marcinho diminuiu para o Botafogo em chute cruzado.

Pelo Brasileirão, o Internacional volta a campo no próximo sábado contra o São Paulo, às 19 horas, novamente no estádio Beira-Rio, e o Botafogo recebe o Atlético-MG no domingo, às 16 horas, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro. Os jogos são válidos pela 18.ª rodada.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 3 x 2 BOTAFOGO

INTERNACIONAL - Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Patrick, Edenilson (Nonato), Nico López (D'Alessandro) e Rafael Sóbis (Wellington Silva); Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.

BOTAFOGO - Gatito Fernández (Diego Cavalieri); Marcinho, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Cícero, Alex Santana e João Paulo (Vinicius); Luiz Fernando, Lucas Campos (Fernando) e Diego Souza Técnico: Eduardo Barroca.

GOLS - Rodrigo Lindoso, aos 43 minutos do primeiro tempo; Edenilson, aos 7, Diego Souza, aos 16, Nico López, aos 37, e Marcinho, aos 49 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Victor Cuesta, Wellington Silva e Rodrigo Moledo (Internacional); Diego Souza, Alex Santana e Joel Carli (Botafogo).

ÁRBITRO - Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa/PA).

RENDA - R$ 350.184,00.

PÚBLICO - 7.896 pagantes (9.962 no total).

LOCAL - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS). 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade