Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Corinthians vence Palmeiras em casa e decide Brasileiro Feminino com o Avai/Kindermann

Terça, 17/11/2020 7:23.

Publicidade

Por Leandro Silveira

O Corinthians será o rival do Avaí/Kindermann na decisão do Campeonato Brasileiro Feminino. Nesta segunda-feira, o time alvinegro confirmou o seu favoritismo e assegurou a sua passagem à final ao derrotar o Palmeiras por 3 a 0, na Neo Química Arena, com dois gols marcados no fim do segundo tempo.

A primeira partida havia sido disputada em 8 de novembro, com empate por 0 a 0 no Allianz Parque. Assim, quem vencesse nesta segunda estaria garantido na decisão. E foi o Corinthians, que vem realizando campanha praticamente perfeita nesta edição do Brasileirão Feminino.

O Corinthians, afinal, somou 42 de 45 pontos possíveis na fase inicial, avançando em primeiro lugar. Depois, passou pelo Grêmio nas quartas de final, com dois triunfos, antes de encontrar o Palmeiras na etapa seguinte.

Eliminado nesta segunda, o Palmeiras ascendeu à primeira divisão com o terceiro lugar na Série A2 em 2019. Quinto colocado na primeira fase do campeonato, havia eliminado a atual campeã Ferroviária nas semifinais.

A decisão será a quarta consecutiva do Corinthians no Brasileirão Feminino. O time foi campeão em 2018 e perdeu as decisões de 2017 e 2019. O seu adversário será o Kindermann, que passou pelo São Paulo na outra semifinal. O time abriu vantagem na série ao vencer o São Paulo por 3 a 1 na Arena Barueri, avançando no último domingo, mesmo com a derrota por 1 a 0 na Ressacada.

O Kindermann foi o sexto colocado na primeira fase do Brasileirão e passou pelo Internacional nas quartas, antes de encarar o São Paulo. Em 2014, perdeu para a Ferroviária na decisão. Nesta edição do torneio, em 13 de fevereiro, na segunda rodada, o Corinthians derrotou a equipe catarinense por 2 a 1, no Parque São Jorge.

A CBF ainda vai detalhar a tabela da decisão, mas havia reservado os dias 22 de novembro e 6 de dezembro para a realização da final do Brasileirão Feminino. Os jogos devem ser disputados na Ressacada e na Neo Química Arena, respectivamente.

O JOGO - O primeiro tempo do clássico foi de domínio total do Corinthians. Com muita presença ofensiva diante de um adversário que tinha dificuldades para chegar ao campo de ataque, foi, após um início lento, empilhando chances. Giovanna Crivelari, completando cruzamento, e Gabi Zanotti, em chute de longe, tiveram boas oportunidade,s mas falharam nas finalizações.

Depois, elas surgiram em jogadas de bola parada. Yasmin parou na trave em falta. Aos 21 minutos, após cobrança de escanteio de Andressinha, Poliana, de cabeça, desviou para as redes.

Em vantagem, o Corinthians não chegou a recuar, mas viu o Palmeiras tentar atacar, ainda que sem êxito. Assim, foi o time da casa que teve mais oportunidades antes do intervalo. Na melhor delas, Grazi finalizou para fora depois de cruzamento de Yasmin.

O segundo tempo não teve o mesmo nível. O Palmeiras, com muita disposição, tentou pressionar o Corinthians e chegou a ter uma oportunidade, com Carla Nunes. Mas a equipe alvinegra era superior. Perdeu uma grande chance com Gabi Portilho e começou a ter mais espaços no fim do duelo.

Aos 45, fez um gol olímpico com Ingryd. E ainda deu tempo de marcar mais um. Aos 47 minutos, após bela trama, Ingryd passou para Diany, que bateu da entrada da grande área. Ela ainda contou com desvio na defesa palmeirense para fazer 3 a 0, assegurando a passagem corintiana à final do Brasileirão Feminino.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Corinthians vence Palmeiras em casa e decide Brasileiro Feminino com o Avai/Kindermann

Publicidade

Terça, 17/11/2020 7:23.

Por Leandro Silveira

O Corinthians será o rival do Avaí/Kindermann na decisão do Campeonato Brasileiro Feminino. Nesta segunda-feira, o time alvinegro confirmou o seu favoritismo e assegurou a sua passagem à final ao derrotar o Palmeiras por 3 a 0, na Neo Química Arena, com dois gols marcados no fim do segundo tempo.

A primeira partida havia sido disputada em 8 de novembro, com empate por 0 a 0 no Allianz Parque. Assim, quem vencesse nesta segunda estaria garantido na decisão. E foi o Corinthians, que vem realizando campanha praticamente perfeita nesta edição do Brasileirão Feminino.

O Corinthians, afinal, somou 42 de 45 pontos possíveis na fase inicial, avançando em primeiro lugar. Depois, passou pelo Grêmio nas quartas de final, com dois triunfos, antes de encontrar o Palmeiras na etapa seguinte.

Eliminado nesta segunda, o Palmeiras ascendeu à primeira divisão com o terceiro lugar na Série A2 em 2019. Quinto colocado na primeira fase do campeonato, havia eliminado a atual campeã Ferroviária nas semifinais.

A decisão será a quarta consecutiva do Corinthians no Brasileirão Feminino. O time foi campeão em 2018 e perdeu as decisões de 2017 e 2019. O seu adversário será o Kindermann, que passou pelo São Paulo na outra semifinal. O time abriu vantagem na série ao vencer o São Paulo por 3 a 1 na Arena Barueri, avançando no último domingo, mesmo com a derrota por 1 a 0 na Ressacada.

O Kindermann foi o sexto colocado na primeira fase do Brasileirão e passou pelo Internacional nas quartas, antes de encarar o São Paulo. Em 2014, perdeu para a Ferroviária na decisão. Nesta edição do torneio, em 13 de fevereiro, na segunda rodada, o Corinthians derrotou a equipe catarinense por 2 a 1, no Parque São Jorge.

A CBF ainda vai detalhar a tabela da decisão, mas havia reservado os dias 22 de novembro e 6 de dezembro para a realização da final do Brasileirão Feminino. Os jogos devem ser disputados na Ressacada e na Neo Química Arena, respectivamente.

O JOGO - O primeiro tempo do clássico foi de domínio total do Corinthians. Com muita presença ofensiva diante de um adversário que tinha dificuldades para chegar ao campo de ataque, foi, após um início lento, empilhando chances. Giovanna Crivelari, completando cruzamento, e Gabi Zanotti, em chute de longe, tiveram boas oportunidade,s mas falharam nas finalizações.

Depois, elas surgiram em jogadas de bola parada. Yasmin parou na trave em falta. Aos 21 minutos, após cobrança de escanteio de Andressinha, Poliana, de cabeça, desviou para as redes.

Em vantagem, o Corinthians não chegou a recuar, mas viu o Palmeiras tentar atacar, ainda que sem êxito. Assim, foi o time da casa que teve mais oportunidades antes do intervalo. Na melhor delas, Grazi finalizou para fora depois de cruzamento de Yasmin.

O segundo tempo não teve o mesmo nível. O Palmeiras, com muita disposição, tentou pressionar o Corinthians e chegou a ter uma oportunidade, com Carla Nunes. Mas a equipe alvinegra era superior. Perdeu uma grande chance com Gabi Portilho e começou a ter mais espaços no fim do duelo.

Aos 45, fez um gol olímpico com Ingryd. E ainda deu tempo de marcar mais um. Aos 47 minutos, após bela trama, Ingryd passou para Diany, que bateu da entrada da grande área. Ela ainda contou com desvio na defesa palmeirense para fazer 3 a 0, assegurando a passagem corintiana à final do Brasileirão Feminino.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade