Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Vasco leva virada do Atlético-GO e perde chance de se aproximar dos líderes

Sexta, 11/9/2020 6:36.

Publicidade

O Vasco perdeu a chance de se aproximar dos líderes do Campeonato Brasileiro ao ser derrotado pelo Atlético-GO por 2 a 1 de virada, na noite desta quinta-feira, em São Januário, pela nona rodada. Ex-jogador do Vasco, Renato Kayzer marcou os dois gols do time visitante.

Com a derrota, o Vasco permanece com 16 pontos, ocupando agora a sexta colocação, seis pontos atrás do Internacional, que venceu o Ceará por 2 a 0 e se isolou na liderança. O Atlético, com nove pontos, deixou a zona do rebaixamento e pulou para a 14ª posição, um ponto acima do Athletico-PR, primeiro time da zona do rebaixamento.

O primeiro tempo teve o Atlético-GO melhor. O Vasco tentava tomar a iniciativa da partida, mas sentia a ausência do meia Martín Benítez, que foi poupado. Sem seu principal armador, o time carioca tinha muita dificuldade para acionar os jogadores de frente.

O Atlético, por sua vez, atuava mais fechado, mas contava com escapadas em velocidade, principalmente de Chico e Janderson, que puxavam contra-ataques perigosos pelas pontas.

Na segunda etapa, o jogo ficou ainda mais movimentado. Após segurar uma pressão do Atlético, o Vasco abriu o placar aos 16 minutos com o artilheiro Germán Cano. O meia Thalles Magno tocou, a bola desviou na defesa e o centroavante mostrou seu faro de gol, tocando de primeira na saída do goleiro.

A resposta do time goiano, no entanto, foi imediata. No lance seguinte, Renato Kayzer recebeu cruzamento de Nicolas e completou de cabeça para empatar a partida. Não demorou, e o time visitante ainda virou, novamente com Renato Kayzer. Aos 28 minutos, o atacante aproveitou cruzamento da direita e marcou mais uma vez de cabeça, virando o placar e garantindo a vitória

No último minuto do tempo normal, Cano ainda voltou a balançar as redes, mas o árbitro de vídeo anulou a jogada por toque de mão do atacante argentino.

Os dois times voltam a campo no próximo domingo, pela décima rodada do Brasileirão. O Atlético visita o Bahia, em Pituaçu, enquanto o Vasco faz um clássico contra o Botafogo, no Engenhão

FICHA TÉCNICA:

VASCO 1 x 2 ATLÉTICO-GO

VASCO - Fernando Miguel; Yago Pikachu, Miranda, Marcelo Alves e Henrique; Andrey (Marcos Júnior), Fellipe Bastos (Bruno Gomes), Carlinhos (Vinícius) e Bruno César (Ribamar); Talles Magno (Ygor Catatau) e Germán Cano. Técnico: Ramon Menezes.

ATLÉTICO-GO - Jean; Dudu, Éder, João Victor e Nicolas; Edson, Marlon Freitas (Matheus Vargas) e Gustavo Ferrareis (Everton Felipe); Janderson (Matheuzinho), Renato Kayzer e Chico (Oliveira). Técnico: Vagner Mancini.

GOLS - Germán Cano, aos 16, e Renato Kayzer, aos 17 e aos 28 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Vinícius e Talles Magno (Vasco); João Victor (Atlético-GO).

CARTÃO VERMELHO - Bruno Gomes (Vasco).

ÁRBITRO - Heber Roberto Lopes (SC).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Vasco leva virada do Atlético-GO e perde chance de se aproximar dos líderes

Publicidade

Sexta, 11/9/2020 6:36.

O Vasco perdeu a chance de se aproximar dos líderes do Campeonato Brasileiro ao ser derrotado pelo Atlético-GO por 2 a 1 de virada, na noite desta quinta-feira, em São Januário, pela nona rodada. Ex-jogador do Vasco, Renato Kayzer marcou os dois gols do time visitante.

Com a derrota, o Vasco permanece com 16 pontos, ocupando agora a sexta colocação, seis pontos atrás do Internacional, que venceu o Ceará por 2 a 0 e se isolou na liderança. O Atlético, com nove pontos, deixou a zona do rebaixamento e pulou para a 14ª posição, um ponto acima do Athletico-PR, primeiro time da zona do rebaixamento.

O primeiro tempo teve o Atlético-GO melhor. O Vasco tentava tomar a iniciativa da partida, mas sentia a ausência do meia Martín Benítez, que foi poupado. Sem seu principal armador, o time carioca tinha muita dificuldade para acionar os jogadores de frente.

O Atlético, por sua vez, atuava mais fechado, mas contava com escapadas em velocidade, principalmente de Chico e Janderson, que puxavam contra-ataques perigosos pelas pontas.

Na segunda etapa, o jogo ficou ainda mais movimentado. Após segurar uma pressão do Atlético, o Vasco abriu o placar aos 16 minutos com o artilheiro Germán Cano. O meia Thalles Magno tocou, a bola desviou na defesa e o centroavante mostrou seu faro de gol, tocando de primeira na saída do goleiro.

A resposta do time goiano, no entanto, foi imediata. No lance seguinte, Renato Kayzer recebeu cruzamento de Nicolas e completou de cabeça para empatar a partida. Não demorou, e o time visitante ainda virou, novamente com Renato Kayzer. Aos 28 minutos, o atacante aproveitou cruzamento da direita e marcou mais uma vez de cabeça, virando o placar e garantindo a vitória

No último minuto do tempo normal, Cano ainda voltou a balançar as redes, mas o árbitro de vídeo anulou a jogada por toque de mão do atacante argentino.

Os dois times voltam a campo no próximo domingo, pela décima rodada do Brasileirão. O Atlético visita o Bahia, em Pituaçu, enquanto o Vasco faz um clássico contra o Botafogo, no Engenhão

FICHA TÉCNICA:

VASCO 1 x 2 ATLÉTICO-GO

VASCO - Fernando Miguel; Yago Pikachu, Miranda, Marcelo Alves e Henrique; Andrey (Marcos Júnior), Fellipe Bastos (Bruno Gomes), Carlinhos (Vinícius) e Bruno César (Ribamar); Talles Magno (Ygor Catatau) e Germán Cano. Técnico: Ramon Menezes.

ATLÉTICO-GO - Jean; Dudu, Éder, João Victor e Nicolas; Edson, Marlon Freitas (Matheus Vargas) e Gustavo Ferrareis (Everton Felipe); Janderson (Matheuzinho), Renato Kayzer e Chico (Oliveira). Técnico: Vagner Mancini.

GOLS - Germán Cano, aos 16, e Renato Kayzer, aos 17 e aos 28 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Vinícius e Talles Magno (Vasco); João Victor (Atlético-GO).

CARTÃO VERMELHO - Bruno Gomes (Vasco).

ÁRBITRO - Heber Roberto Lopes (SC).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade