Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Ítalo Ferreira e Silvana Lima vencem torneio ‘Onda do Bem’ da WSL

Segunda, 21/9/2020 12:30.
Smorigo
Yago Dora disputou acirrado com o campeão Ítalo Ferreira

Publicidade

O atual campeão mundial do Championship Tour Ítalo Ferreira, que levou troféus de duas disputas, na Profissional Masculina e na dos Super Aéreos; e a cearense que representará o Brasil nos Jogos de Tóquio/2021, Silvana Lima, vencedora da categoria Profissional Feminina, são os campeões do torneio ‘Onda do Bem’, promovido pela World Surf League (WSL), na noite de sexta-feira (18). O torneio foi um espetáculo de cor e imagens, que mostrou atletas com muita habilidade, em altas manobras, em praia que só foi revelada no encerramento para não causar aglomeração: Itamambuca, em Ubatuba/SP. (Assista um pouco do evento: https://we.tl/t-17yInHYWYU).

De formato único, ‘Onda do Bem’, teve uma variedade de desafios que ajudaram a reviver a emoção do surfe competitivo, em um cenário de imagens, repleto de cores e luzes neon, de pranchas e jet ski iluminados com LED e balões enormes posicionados estrategicamente no mar e na areia com as marcas que embarcaram nesta aventura – apresentação de OI e patrocínios Jeep, Havaianas e Red Bull –, que encantou quem assistiu pelas plataformas da WSL (https://worldsurfleague.com/), com transmissão para o mundo inteiro, e pelo canal de TV por assinatura SporTV.

Após baterias envolvendo os 10 melhores surfistas brasileiros, Ítalo Ferreira, que parecia uma ‘máquina’ (surfou 9 em menos e 25 min), com muitas manobras, rasgando as ondas, conquistou a vitória. Mas não foi tarefa fácil, a disputa foi acirrada e Yago Dora, especialista nos aéreos, deu muito trabalho ao campeão mundial - inspirado, arrepiou no mar, mostrando muita velocidade nas ondas. Nos últimos cinco minutos, Ítalo virou o jogo, conquistando a liderança por apenas um décimo de vantagem na pontuação (13,64), ultrapassando Dora (13,63). Competiram ainda na grande final: Miguel Pupo, sétimo do ranking mundial, de família de campeões no esporte, surfou muito; e o novato promissor Lucas Vicente, campeão mundial na categoria Pro Júnior da WSL.

A semifinal masculina foi um show à parte, com enfrentamento entre oito feras, onde despontou o campeão mundial de 2015, Adriano de Souza, o Mineirinho, grande líder da geração Brazilian Storm, que estará se despedindo das competições após a temporada de 2021, e neste torneio mostrou muita técnica e habilidade, sua marca, dando grandes rasgadas nas ondas.

‘Onda do Bem’ teve uma bancada de juízes legends, que ficaram de olho na velocidade e nas manobras dos surfistas. Ícones do esporte: Fábio Gouveia, duas vezes campeão brasileiro de surfe profissional; Andrea Lopes, tetracampeã brasileira profissional (1999, 2000, 2001, 2003 e 2006), foi a primeira brasileira a ingressar no circuito mundial, em 1991; e Rico de Souza, que acumula vários títulos, incluindo de campeão brasileiro (1972 e 1973), e já fez muito pelo esporte, projetando vários talentos, desde a década de 70.

Ítalo venceu também a disputa dos Super Aéreos (13,34 pts), quando os atletas foram puxados pelo jet ski para que pudessem ganhar velocidade e tinham 4 minutos de bateria para a performance. O resultado foram empolgantes aéreos, na qual Lucas Chumbo, considerado um dos melhores atletas de ondas gigantes do mundo, ficou com o segundo lugar (9,34 pts) .

Silvana Lima venceu a bateria Profissional Feminina (9,27 pts), após proporcionar lindas imagens com LED rasgando a onda, e ao disputar páreo a páreo com e Chloé Calmon (8,83), considerada rainha do longboard, campeã pan-americana e líder do Ranking Mundial da WSL.

Nas disputas das celebridades, o modelo Paulo Zulu e a apresentadora Érica Prado, venceram na categoria Celebridades Masculino e Feminino.

Em outro ponto alto do torneio, os participantes foram divididos em cinco equipes, com cinco integrantes cada, em uma grande bateria de 50 minutos, na qual cada surfista tinha até 10 minutos para pegar duas ondas em revezamento, passando a vez para o próximo. Cada time tinha uma cor e os temas eram nomes das etapas do tour mundial: Rio (Rio de Janeiro/Brasil), Gold Coast (sul de Brisbane/Austrália), J-Bay (Jeffreys Bay, África do Sul), Teahupo’o (ilha do Taiti, Polinésia Francesa) e Pipe (Pipeline, Havaí/EUA).

A equipe vencedora da noite foi a Rio, formada por Yago Dora, Adriano de Souza, Julia Duarte, Paulo Vilhena e Danni Suzuki. A equipe Pipe (Ítalo Ferreira, Lucas Vicente, Papatinho, Érica Prado e Chloé Calmon) estava na liderança, mas perdeu 5 pontos e foi penalizada por estourar o tempo. Alguns momentos foram únicos e ficarão marcados na história do “Onda do Bem”, como nas performances de Julia Duarte, campeã nacional Pro Junior (2019) e Miguel Pupo. Ambos saíram da água aplaudidos e levaram ao delírio atletas e staff que acompanhava o torneio.

"Uma noite especial que vai ficar guardada na historia e no coração como o dia que as estrelas do nosso esporte se uniram a convidados famosos mais do que especiais, que se transformaram em fãs e competidores para celebrar a vida, o surfe e fazer o Bem!", afirma Ivan Martinho, CEO da WSL para a América Latina.

A iniciativa da Liga em promover o ‘Onda do Bem’, no ano em que a temporada 2020 foi cancelada, devido a pandemia da Covid-19, foi muito elogiada por todos os competidores e envolvidos no torneio, que teve do início ao fim um astral contagiante.

“Onze brasileiros estão na elite do surfe mundial e oito deles estão aqui. Celebrando o esporte ao vivo, reunindo feras, e sendo transmitido para o mundo todo”, elogiava no final da transmissão a apresentadora Glenda Kozlowski. E os comentários de Carlos Burle, ícone do surfe, atleta de ondas grandes, não ficaram para trás: “A WSL tem um coração gigante, estamos orgulhosos. Hoje o surfe brasileiro está em festa. Fazer o bem sempre brilha”, se referindo ao evento ser por uma causa social.

“Onda do Bem” arrecadou doações durante a transmissão, por meio de um QR Code, cujo valor será destinado ao Projeto Ondas (imagens:we.tl/t-l6AG15vVZJ), do ex-atleta do WCT e bicampeão brasileiro de surfe Jojó de Olivença, que beneficia crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, utilizando o surfe como instrumento de aprendizado e inclusão social. O projeto foi escolhido pelos atletas por meio de votação.

Entre os demais participantes do torneio estavam os sufistas de elite: Jadson André, campeão mundial Júnior; Peterson Crisanto; Alex Ribeiro; Deivid Silva; e Wiggolly Dantas. E as surfistas femininas Tops da Liga: além de Julia Santos, grande promessa no longboard; e a carioca Karol Ribeiro, segundo lugar no Circuito Latino-Americano de Surfe (2018). E, ainda, as celebridades: ex-judoca Flavio Canto, apresentador do programa de lutas Sensei Combate, no SporTV; e os atores Klebber Toledo e Paulo Vilhena; as free surfers Marina Werneck e Alana Pacelli; a atriz Larissa Murai; e a atriz Danni Suzuki. E o ambiente ficou mais completo ainda ao som de Camilla Brunetta DJ, que comandou as picapes com surf music.

O torneio aconteceu com rígidos protocolos de segurança, seguindo as práticas determinadas pela Organização Mundial da Saúde - OMS. Todos participantes e staff passaram pelo teste de Covid-19. “Onda do Bem” Faz parte da WSL Countdown, uma série de torneios regionais de pré-temporada nos EUA, Austrália, França e Portugal, que trazem toda ação do surfe competitivo aos fãs do esporte durante o atual período restrito de viagens internacionais. Depois do Brasil, o WSL Countdown segue para Europa.

Resultados:

  • Categoria Celebridades Feminino : Campeã Erica Prado (clique aqui)

  • Categoria Celebridades Masculino : Campeão Paulo Zulu (clique aqui)

  • Super Aéreos: Campeão Ítalo Ferreira (clique aqui)

  • Oi Fibra Team Challenge: Equipe Vencedora Team Rio – Yago Dora, Adriano de Souza, Julia Duarte, Paulo Vilhena e Danni Suzuki (clique aqui)

  • Feminino Pro Campeã Silvana Lima (clique aqui)

  • Masculino Pro Italo Ferreira (clique aqui)

Informações WorldSurfLeague.com

Fonte: Assessoria World Surf League


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Smorigo
Yago Dora disputou acirrado com o campeão Ítalo Ferreira
Yago Dora disputou acirrado com o campeão Ítalo Ferreira

Ítalo Ferreira e Silvana Lima vencem torneio ‘Onda do Bem’ da WSL

Publicidade

Segunda, 21/9/2020 12:30.

O atual campeão mundial do Championship Tour Ítalo Ferreira, que levou troféus de duas disputas, na Profissional Masculina e na dos Super Aéreos; e a cearense que representará o Brasil nos Jogos de Tóquio/2021, Silvana Lima, vencedora da categoria Profissional Feminina, são os campeões do torneio ‘Onda do Bem’, promovido pela World Surf League (WSL), na noite de sexta-feira (18). O torneio foi um espetáculo de cor e imagens, que mostrou atletas com muita habilidade, em altas manobras, em praia que só foi revelada no encerramento para não causar aglomeração: Itamambuca, em Ubatuba/SP. (Assista um pouco do evento: https://we.tl/t-17yInHYWYU).

De formato único, ‘Onda do Bem’, teve uma variedade de desafios que ajudaram a reviver a emoção do surfe competitivo, em um cenário de imagens, repleto de cores e luzes neon, de pranchas e jet ski iluminados com LED e balões enormes posicionados estrategicamente no mar e na areia com as marcas que embarcaram nesta aventura – apresentação de OI e patrocínios Jeep, Havaianas e Red Bull –, que encantou quem assistiu pelas plataformas da WSL (https://worldsurfleague.com/), com transmissão para o mundo inteiro, e pelo canal de TV por assinatura SporTV.

Após baterias envolvendo os 10 melhores surfistas brasileiros, Ítalo Ferreira, que parecia uma ‘máquina’ (surfou 9 em menos e 25 min), com muitas manobras, rasgando as ondas, conquistou a vitória. Mas não foi tarefa fácil, a disputa foi acirrada e Yago Dora, especialista nos aéreos, deu muito trabalho ao campeão mundial - inspirado, arrepiou no mar, mostrando muita velocidade nas ondas. Nos últimos cinco minutos, Ítalo virou o jogo, conquistando a liderança por apenas um décimo de vantagem na pontuação (13,64), ultrapassando Dora (13,63). Competiram ainda na grande final: Miguel Pupo, sétimo do ranking mundial, de família de campeões no esporte, surfou muito; e o novato promissor Lucas Vicente, campeão mundial na categoria Pro Júnior da WSL.

A semifinal masculina foi um show à parte, com enfrentamento entre oito feras, onde despontou o campeão mundial de 2015, Adriano de Souza, o Mineirinho, grande líder da geração Brazilian Storm, que estará se despedindo das competições após a temporada de 2021, e neste torneio mostrou muita técnica e habilidade, sua marca, dando grandes rasgadas nas ondas.

‘Onda do Bem’ teve uma bancada de juízes legends, que ficaram de olho na velocidade e nas manobras dos surfistas. Ícones do esporte: Fábio Gouveia, duas vezes campeão brasileiro de surfe profissional; Andrea Lopes, tetracampeã brasileira profissional (1999, 2000, 2001, 2003 e 2006), foi a primeira brasileira a ingressar no circuito mundial, em 1991; e Rico de Souza, que acumula vários títulos, incluindo de campeão brasileiro (1972 e 1973), e já fez muito pelo esporte, projetando vários talentos, desde a década de 70.

Ítalo venceu também a disputa dos Super Aéreos (13,34 pts), quando os atletas foram puxados pelo jet ski para que pudessem ganhar velocidade e tinham 4 minutos de bateria para a performance. O resultado foram empolgantes aéreos, na qual Lucas Chumbo, considerado um dos melhores atletas de ondas gigantes do mundo, ficou com o segundo lugar (9,34 pts) .

Silvana Lima venceu a bateria Profissional Feminina (9,27 pts), após proporcionar lindas imagens com LED rasgando a onda, e ao disputar páreo a páreo com e Chloé Calmon (8,83), considerada rainha do longboard, campeã pan-americana e líder do Ranking Mundial da WSL.

Nas disputas das celebridades, o modelo Paulo Zulu e a apresentadora Érica Prado, venceram na categoria Celebridades Masculino e Feminino.

Em outro ponto alto do torneio, os participantes foram divididos em cinco equipes, com cinco integrantes cada, em uma grande bateria de 50 minutos, na qual cada surfista tinha até 10 minutos para pegar duas ondas em revezamento, passando a vez para o próximo. Cada time tinha uma cor e os temas eram nomes das etapas do tour mundial: Rio (Rio de Janeiro/Brasil), Gold Coast (sul de Brisbane/Austrália), J-Bay (Jeffreys Bay, África do Sul), Teahupo’o (ilha do Taiti, Polinésia Francesa) e Pipe (Pipeline, Havaí/EUA).

A equipe vencedora da noite foi a Rio, formada por Yago Dora, Adriano de Souza, Julia Duarte, Paulo Vilhena e Danni Suzuki. A equipe Pipe (Ítalo Ferreira, Lucas Vicente, Papatinho, Érica Prado e Chloé Calmon) estava na liderança, mas perdeu 5 pontos e foi penalizada por estourar o tempo. Alguns momentos foram únicos e ficarão marcados na história do “Onda do Bem”, como nas performances de Julia Duarte, campeã nacional Pro Junior (2019) e Miguel Pupo. Ambos saíram da água aplaudidos e levaram ao delírio atletas e staff que acompanhava o torneio.

"Uma noite especial que vai ficar guardada na historia e no coração como o dia que as estrelas do nosso esporte se uniram a convidados famosos mais do que especiais, que se transformaram em fãs e competidores para celebrar a vida, o surfe e fazer o Bem!", afirma Ivan Martinho, CEO da WSL para a América Latina.

A iniciativa da Liga em promover o ‘Onda do Bem’, no ano em que a temporada 2020 foi cancelada, devido a pandemia da Covid-19, foi muito elogiada por todos os competidores e envolvidos no torneio, que teve do início ao fim um astral contagiante.

“Onze brasileiros estão na elite do surfe mundial e oito deles estão aqui. Celebrando o esporte ao vivo, reunindo feras, e sendo transmitido para o mundo todo”, elogiava no final da transmissão a apresentadora Glenda Kozlowski. E os comentários de Carlos Burle, ícone do surfe, atleta de ondas grandes, não ficaram para trás: “A WSL tem um coração gigante, estamos orgulhosos. Hoje o surfe brasileiro está em festa. Fazer o bem sempre brilha”, se referindo ao evento ser por uma causa social.

“Onda do Bem” arrecadou doações durante a transmissão, por meio de um QR Code, cujo valor será destinado ao Projeto Ondas (imagens:we.tl/t-l6AG15vVZJ), do ex-atleta do WCT e bicampeão brasileiro de surfe Jojó de Olivença, que beneficia crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, utilizando o surfe como instrumento de aprendizado e inclusão social. O projeto foi escolhido pelos atletas por meio de votação.

Entre os demais participantes do torneio estavam os sufistas de elite: Jadson André, campeão mundial Júnior; Peterson Crisanto; Alex Ribeiro; Deivid Silva; e Wiggolly Dantas. E as surfistas femininas Tops da Liga: além de Julia Santos, grande promessa no longboard; e a carioca Karol Ribeiro, segundo lugar no Circuito Latino-Americano de Surfe (2018). E, ainda, as celebridades: ex-judoca Flavio Canto, apresentador do programa de lutas Sensei Combate, no SporTV; e os atores Klebber Toledo e Paulo Vilhena; as free surfers Marina Werneck e Alana Pacelli; a atriz Larissa Murai; e a atriz Danni Suzuki. E o ambiente ficou mais completo ainda ao som de Camilla Brunetta DJ, que comandou as picapes com surf music.

O torneio aconteceu com rígidos protocolos de segurança, seguindo as práticas determinadas pela Organização Mundial da Saúde - OMS. Todos participantes e staff passaram pelo teste de Covid-19. “Onda do Bem” Faz parte da WSL Countdown, uma série de torneios regionais de pré-temporada nos EUA, Austrália, França e Portugal, que trazem toda ação do surfe competitivo aos fãs do esporte durante o atual período restrito de viagens internacionais. Depois do Brasil, o WSL Countdown segue para Europa.

Resultados:

  • Categoria Celebridades Feminino : Campeã Erica Prado (clique aqui)

  • Categoria Celebridades Masculino : Campeão Paulo Zulu (clique aqui)

  • Super Aéreos: Campeão Ítalo Ferreira (clique aqui)

  • Oi Fibra Team Challenge: Equipe Vencedora Team Rio – Yago Dora, Adriano de Souza, Julia Duarte, Paulo Vilhena e Danni Suzuki (clique aqui)

  • Feminino Pro Campeã Silvana Lima (clique aqui)

  • Masculino Pro Italo Ferreira (clique aqui)

Informações WorldSurfLeague.com

Fonte: Assessoria World Surf League

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade