Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Ministério Público quer identificar clientes lesados da Multiclick

Terça, 29/10/2013 9:12.

Na tarde desta segunda-feira (28) mais um incidente violento marcou a relação entre clientes e a empresa Multiclick, unidade localizada na 4ª Avenida. Um vídeo divulgado nas redes sociais, mostra o confronto entre seguranças e clientes que alegam terem sido prejudicados pela empresa.

 

Depois disso o promotor Rosan da Rocha divulgou na internet que a 6ª Promotoria, que atua na área de direitos do consumidor, está reunindo reclamações e relatos de clientes contando os fatos, como ingressaram no sistema, o que assinaram e os valores. O objetivo é incluir as informações em investigações feitas pelo MP. O órgão apura se a empresa trabalha com sistema de pirâmide e prejudica assim, os consumidoes.

 

“Esta informação não é para a devolução do seu dinheiro, e sim, para que se possa ter ainda mais provas das possíveis ações ilícitas da empresa contra os consumidores. Como também, os lesados, podem registrar Boletim de Ocorrência e contratar um advogado”, comentou o promotor.

 

Quem tiver interesse em incluir seu relato junto ao MP pode enviá-lo para rrocha@mp.sc.gov.br se identificando, ou pode se dirigir até a 6ª Promotoria de Justiça pra realizar a reclamação pessoalmente.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Ministério Público quer identificar clientes lesados da Multiclick

Publicidade

Terça, 29/10/2013 9:12.

Na tarde desta segunda-feira (28) mais um incidente violento marcou a relação entre clientes e a empresa Multiclick, unidade localizada na 4ª Avenida. Um vídeo divulgado nas redes sociais, mostra o confronto entre seguranças e clientes que alegam terem sido prejudicados pela empresa.

 

Depois disso o promotor Rosan da Rocha divulgou na internet que a 6ª Promotoria, que atua na área de direitos do consumidor, está reunindo reclamações e relatos de clientes contando os fatos, como ingressaram no sistema, o que assinaram e os valores. O objetivo é incluir as informações em investigações feitas pelo MP. O órgão apura se a empresa trabalha com sistema de pirâmide e prejudica assim, os consumidoes.

 

“Esta informação não é para a devolução do seu dinheiro, e sim, para que se possa ter ainda mais provas das possíveis ações ilícitas da empresa contra os consumidores. Como também, os lesados, podem registrar Boletim de Ocorrência e contratar um advogado”, comentou o promotor.

 

Quem tiver interesse em incluir seu relato junto ao MP pode enviá-lo para rrocha@mp.sc.gov.br se identificando, ou pode se dirigir até a 6ª Promotoria de Justiça pra realizar a reclamação pessoalmente.

Publicidade

Publicidade