Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Vermont, de Pomerode, é ouro no Mundial de Queijo do Brasil

Duas medalhas de ouro e uma de bronze na renomada competição

Quinta, 15/8/2019 9:16.
Queijo Saint-Marcelin, ouro de casa.

Publicidade

A Vermont, fábrica de queijos artesanais de Pomerode, SC, participou no último final de semana do Mundial de Queijo do Brasil, em Araxá, Minas Gerais, e trouxe para casa três medalhas: Ouro, no Brie; Ouro no Saint-Marcellin e Bronze no Camembert.

O evento realizado pela Associação SerTãoBras, dirigida pela Mestre Queijeira Débora Pereira, jornalista da revista Profession Fromager, na França, contou com convidados seletos, entre eles Christelle Lorho, dona de uma boutique de queijos em Estrasburgo e renomada mestra queijeira; Claude Maret, presidente da federação de queijeiros da França; Roland Barthelemey, embaixador do patrimônio queijeiro francês e presidente da Guilde Internationale des Fromagers. Saiba mais sobre o evento: www.mundialdoqueijodobrasil.com.

A Vermont foi fundada há dois anos pelos irmãos Juliano e Bruno Mendes, que mais que empreendedores, são queijeiros, participam de todo processo, desde a elaboração da receita até o produto final, conhecendo a fundo o fazer queijeiro e sempre pesquisando e se aprofundando na arte.

Os irmãos, que são sócio-fundadores da cervejaria Einsenbahn, já fizeram essa experiência com a cerveja, e agora se dedicam ao universo da queijaria. No início do mês Juliano, que mora em Balneário Camboriú, concedeu entrevista ao Página3, sobre sua experiência e paixão pela cerveja e pelo queijo. Clica para ler.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Queijo Saint-Marcelin, ouro de casa.
Queijo Saint-Marcelin, ouro de casa.

Vermont, de Pomerode, é ouro no Mundial de Queijo do Brasil

Duas medalhas de ouro e uma de bronze na renomada competição

Publicidade

Quinta, 15/8/2019 9:16.

A Vermont, fábrica de queijos artesanais de Pomerode, SC, participou no último final de semana do Mundial de Queijo do Brasil, em Araxá, Minas Gerais, e trouxe para casa três medalhas: Ouro, no Brie; Ouro no Saint-Marcellin e Bronze no Camembert.

O evento realizado pela Associação SerTãoBras, dirigida pela Mestre Queijeira Débora Pereira, jornalista da revista Profession Fromager, na França, contou com convidados seletos, entre eles Christelle Lorho, dona de uma boutique de queijos em Estrasburgo e renomada mestra queijeira; Claude Maret, presidente da federação de queijeiros da França; Roland Barthelemey, embaixador do patrimônio queijeiro francês e presidente da Guilde Internationale des Fromagers. Saiba mais sobre o evento: www.mundialdoqueijodobrasil.com.

A Vermont foi fundada há dois anos pelos irmãos Juliano e Bruno Mendes, que mais que empreendedores, são queijeiros, participam de todo processo, desde a elaboração da receita até o produto final, conhecendo a fundo o fazer queijeiro e sempre pesquisando e se aprofundando na arte.

Os irmãos, que são sócio-fundadores da cervejaria Einsenbahn, já fizeram essa experiência com a cerveja, e agora se dedicam ao universo da queijaria. No início do mês Juliano, que mora em Balneário Camboriú, concedeu entrevista ao Página3, sobre sua experiência e paixão pela cerveja e pelo queijo. Clica para ler.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade