Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Observatório Social lança vaquinha online para manter fiscalização dos gastos públicos

Segunda, 19/8/2019 17:00.
Divulgação.
Observatório precisa de ajuda para se manter

Publicidade

O Observatório Social de Balneário Camboriú (OSBC) lançou uma vaquinha online para manter o serviço de fiscalização do uso do dinheiro público pela prefeitura, Câmara de Vereadores e demais autarquias do município.

O objetivo é arrecadar R$ 20 mil que serão usados para cobrir o déficit atual de R$ 3 mil e contribuir para manter as atividades ao longo dos próximos 12 meses.

Desde o início dos trabalhos em 2013, o Observatório Social já acompanhou mais de 1.200 licitações feitas pelo poder público em Balneário Camboriú.

Na opinião do presidente da entidade, Edison Bayard Dahier Alves, neste período melhoraram as condições de concorrência tanto para o empresário como para a administração pública.

“O trâmite ficou menos suscetível a fraudes e melhorou a qualidade de produtos e serviços adquiridos”, observou.

Despesa

O Observatório Social tem uma despesa mensal de R$ 4.300 com o salário de um técnico especialista em licitações, luz e água, locação de um espaço para funcionamento do escritório, além de outros gastos com manutenção e participação em eventos de capacitação, de acordo com a demanda. A entidade, que é formada basicamente por voluntários, é financiada com a doação de pessoas físicas e jurídicas que simpatizam com os princípios do OSBC.

“Convidamos todos a contribuir com a manutenção e continuidade dos serviços, para que a prefeitura, Câmara de Vereadores e demais autarquias apliquem o dinheiro público com o maior zelo e eficiência. É a comunidade, num novo formato, interagindo e fiscalizando o dinheiro, produto da arrecadação de impostos”, disse Alves.

A atuação do Observatório Social de Balneário Camboriú é técnica, voltada ao monitoramento das compras públicas desde a publicação do edital de licitação até a entrega dos produtos e serviços. A entidade também atua com educação fiscal, inserção da micro e pequena empresa nos processos licitatórios, construção de indicadores da gestão pública, entre outros campos.

Para doar

Qualquer cidadão pode doar a quantia que preferir. Basta acessar o site www.vakinha.com.br/vaquinha/670510 e preencher os dados solicitados. O valor doado pode ser pago via boleto bancário emitido na própria página ou cartão de crédito.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação.
Observatório precisa de ajuda para se manter
Observatório precisa de ajuda para se manter

Observatório Social lança vaquinha online para manter fiscalização dos gastos públicos

Publicidade

Segunda, 19/8/2019 17:00.

O Observatório Social de Balneário Camboriú (OSBC) lançou uma vaquinha online para manter o serviço de fiscalização do uso do dinheiro público pela prefeitura, Câmara de Vereadores e demais autarquias do município.

O objetivo é arrecadar R$ 20 mil que serão usados para cobrir o déficit atual de R$ 3 mil e contribuir para manter as atividades ao longo dos próximos 12 meses.

Desde o início dos trabalhos em 2013, o Observatório Social já acompanhou mais de 1.200 licitações feitas pelo poder público em Balneário Camboriú.

Na opinião do presidente da entidade, Edison Bayard Dahier Alves, neste período melhoraram as condições de concorrência tanto para o empresário como para a administração pública.

“O trâmite ficou menos suscetível a fraudes e melhorou a qualidade de produtos e serviços adquiridos”, observou.

Despesa

O Observatório Social tem uma despesa mensal de R$ 4.300 com o salário de um técnico especialista em licitações, luz e água, locação de um espaço para funcionamento do escritório, além de outros gastos com manutenção e participação em eventos de capacitação, de acordo com a demanda. A entidade, que é formada basicamente por voluntários, é financiada com a doação de pessoas físicas e jurídicas que simpatizam com os princípios do OSBC.

“Convidamos todos a contribuir com a manutenção e continuidade dos serviços, para que a prefeitura, Câmara de Vereadores e demais autarquias apliquem o dinheiro público com o maior zelo e eficiência. É a comunidade, num novo formato, interagindo e fiscalizando o dinheiro, produto da arrecadação de impostos”, disse Alves.

A atuação do Observatório Social de Balneário Camboriú é técnica, voltada ao monitoramento das compras públicas desde a publicação do edital de licitação até a entrega dos produtos e serviços. A entidade também atua com educação fiscal, inserção da micro e pequena empresa nos processos licitatórios, construção de indicadores da gestão pública, entre outros campos.

Para doar

Qualquer cidadão pode doar a quantia que preferir. Basta acessar o site www.vakinha.com.br/vaquinha/670510 e preencher os dados solicitados. O valor doado pode ser pago via boleto bancário emitido na própria página ou cartão de crédito.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade