Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Clínica Bem Viver será a primeira da região a receber o ISO 9001

Sexta, 30/8/2019 14:51.
Renata Rutes
Árvore na parede é um mosaico feito pelos pacientes

Publicidade

A clínica psiquiátrica Bem Viver, que fica no Bairro Tabuleiro, em Camboriú, será a primeira da região a receber o selo ISO 9001 – norma internacional de padronização de produtos e serviços, que garante a prática da qualidade em todos os processos, o que deve acontecer em setembro.

O local possui 42 vagas (particulares e com convênio), sendo 86% delas ocupadas atualmente, atendendo pacientes com problemas psicológicos e também dependentes químicos.


14 anos de experiência na região

O Página 3 conheceu de perto a estrutura da clínica, que já possui 14 anos de atuação na região. Porém, há dois, o atual diretor clínico e ex-proprietário do local a vendeu para o atual gestor, Átila Leão de Mello, formado em Administração pela Univali. Ele conta que ‘viu potencial’ na Bem Viver e decidiu abraçar a causa.

“Assumi a gestão e desde então passamos a realizar mudanças estruturais e também no corpo técnico da clínica. Hoje temos 44 colaboradores, entre médicos, especialistas e prestadores de serviço. Somente 15% deles integravam a equipe antiga”, diz.

Átila explica que, com as mudanças, hoje a clínica oferece mais atividades aos pacientes, como aulas de yoga, mosaicoterapia (inclusive fizeram mosaicos nas paredes da Bem Viver), pintura, além de terapia, fisioterapia e poderem usufruir do espaço livre do local, como a piscina, horta e área verde, para leitura e prática de exercícios, por exemplo. “Também expandimos de 35 para 42 leitos. Atualmente o nosso feedback é ótimo, melhorou muito. O que focamos bastante foi na humanização. Se tornou um desafio pessoal para mim. É preciso acolher, dar segurança e tratar essas pessoas. É um trabalho que demanda muito, pois estamos cuidando de pacientes que chegam até nós em um momento frágil. Por isso que nossos colaboradores também fazem acompanhamento e terapia”, salienta.


Principais casos

Segundo o gestor, hoje os principais casos que atendem são de dependência química. Cocaína entre os mais jovens e de melhor classe econômica, e crack entre os mais carentes. Álcool é um problema mais comum entre pacientes acima dos 40 anos.

“Atualmente não aceitamos pacientes menores de 18 anos, mas recebemos muitos pedidos. Um trabalho como o que fazemos se mostra cada vez mais importante na sociedade atual, por isso também fazemos consultas individuais”, comenta.

O tratamento de dependência química, de acordo com Átila, costuma durar de 90 a 180 dias, já os psiquiátricos/psicológicos como bipolaridade, ansiedade, depressão, pânico e borderline de 15 a 30 dias.

“Casos psiquiátricos não tem cura, a pessoa convive com essa situação. Quando esses pacientes vêm até nós é porque normalmente eles tiveram um surto e então trabalhamos com eles para normalizar isso. Alguns decidem ficar mais tempo e seguir o tratamento conosco, já outros preferem ir embora, mas seguimos os acompanhando e fazendo terapia, por exemplo”, diz.

Átila pontua ainda que é comum que pessoas de fora venham para a clínica, de estados como Paraná e São Paulo, exatamente pelo medo de se exporem e encontrarem pessoas conhecidas, caso se internem em suas cidades ou próximo delas.

“Ainda há um estigma, infelizmente”, acrescenta.

Hoje, 65% dos pacientes são mulheres, em sua maioria entre os 18 e 38 anos. Boa parte deles são particulares ou com convênio.

“É comum também que dependentes químicos desenvolvam problemas psicológicos, como ansiedade e esquizofrenia. As drogas sintéticas causam isso. Até os 22 anos a pessoa ainda encontra-se em formação dos neurônios, e essas drogas afetam. Se a pessoa já tinha predisposição a ter algum problema, o uso de drogas pode piorar”, completa.


ISO 9001

Átila tem experiência trabalhando em setores administrativos de empresas da região, como a Univali. Foi assim que ele conheceu o ISO 9001 e viu a importância que ele tem para empresas. O selo incentiva as organizações a seguirem aperfeiçoando a gestão, que se aplica ainda em normas de saúde ocupacional, meio ambiente e segurança, sempre focando em melhorar a prestação de serviço e ainda por cima medir o nível de satisfação dos clientes. Desde que assumiu a Bem Viver, ele focou que a clínica seria a primeira da região a receber o certificado.

“Conseguimos após trabalho de quase um ano. Em dezembro fomos oficialmente atrás da qualificação para conquistarmos o ISO. Todos os nossos setores passaram por adaptações, como a construção de uma estrutura somente para higienização de materiais da cozinha, que será feita em breve. O selo será, sem dúvidas, um diferencial junto aos nossos parceiros, como Unimed, Agemed, Bradesco Saúde, Caixa Saúde e Banco do Brasil, e também junto aos nossos clientes. Teremos ainda mais respeito, garantindo as boas práticas no mercado”, finaliza.

Para conhecer mais sobre a Bem Viver, que recebe internações 24h e atende ao público com consultas individuais, acesse: http://www.bemviverpsiquiatria.com.br/. A Bem Viver fica na Avenida Santa Catarina, nº 1.112, no Bairro Tabuleiro, em Camboriú. 

Átila comemora e diz que o selo será um diferencial.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Clínica Bem Viver será a primeira da região a receber o ISO 9001

Renata Rutes
 Árvore na parede é um mosaico feito pelos pacientes
Árvore na parede é um mosaico feito pelos pacientes

Publicidade

Sexta, 30/8/2019 14:51.

A clínica psiquiátrica Bem Viver, que fica no Bairro Tabuleiro, em Camboriú, será a primeira da região a receber o selo ISO 9001 – norma internacional de padronização de produtos e serviços, que garante a prática da qualidade em todos os processos, o que deve acontecer em setembro.

O local possui 42 vagas (particulares e com convênio), sendo 86% delas ocupadas atualmente, atendendo pacientes com problemas psicológicos e também dependentes químicos.


14 anos de experiência na região

O Página 3 conheceu de perto a estrutura da clínica, que já possui 14 anos de atuação na região. Porém, há dois, o atual diretor clínico e ex-proprietário do local a vendeu para o atual gestor, Átila Leão de Mello, formado em Administração pela Univali. Ele conta que ‘viu potencial’ na Bem Viver e decidiu abraçar a causa.

“Assumi a gestão e desde então passamos a realizar mudanças estruturais e também no corpo técnico da clínica. Hoje temos 44 colaboradores, entre médicos, especialistas e prestadores de serviço. Somente 15% deles integravam a equipe antiga”, diz.

Átila explica que, com as mudanças, hoje a clínica oferece mais atividades aos pacientes, como aulas de yoga, mosaicoterapia (inclusive fizeram mosaicos nas paredes da Bem Viver), pintura, além de terapia, fisioterapia e poderem usufruir do espaço livre do local, como a piscina, horta e área verde, para leitura e prática de exercícios, por exemplo. “Também expandimos de 35 para 42 leitos. Atualmente o nosso feedback é ótimo, melhorou muito. O que focamos bastante foi na humanização. Se tornou um desafio pessoal para mim. É preciso acolher, dar segurança e tratar essas pessoas. É um trabalho que demanda muito, pois estamos cuidando de pacientes que chegam até nós em um momento frágil. Por isso que nossos colaboradores também fazem acompanhamento e terapia”, salienta.


Principais casos

Segundo o gestor, hoje os principais casos que atendem são de dependência química. Cocaína entre os mais jovens e de melhor classe econômica, e crack entre os mais carentes. Álcool é um problema mais comum entre pacientes acima dos 40 anos.

“Atualmente não aceitamos pacientes menores de 18 anos, mas recebemos muitos pedidos. Um trabalho como o que fazemos se mostra cada vez mais importante na sociedade atual, por isso também fazemos consultas individuais”, comenta.

O tratamento de dependência química, de acordo com Átila, costuma durar de 90 a 180 dias, já os psiquiátricos/psicológicos como bipolaridade, ansiedade, depressão, pânico e borderline de 15 a 30 dias.

“Casos psiquiátricos não tem cura, a pessoa convive com essa situação. Quando esses pacientes vêm até nós é porque normalmente eles tiveram um surto e então trabalhamos com eles para normalizar isso. Alguns decidem ficar mais tempo e seguir o tratamento conosco, já outros preferem ir embora, mas seguimos os acompanhando e fazendo terapia, por exemplo”, diz.

Átila pontua ainda que é comum que pessoas de fora venham para a clínica, de estados como Paraná e São Paulo, exatamente pelo medo de se exporem e encontrarem pessoas conhecidas, caso se internem em suas cidades ou próximo delas.

“Ainda há um estigma, infelizmente”, acrescenta.

Hoje, 65% dos pacientes são mulheres, em sua maioria entre os 18 e 38 anos. Boa parte deles são particulares ou com convênio.

“É comum também que dependentes químicos desenvolvam problemas psicológicos, como ansiedade e esquizofrenia. As drogas sintéticas causam isso. Até os 22 anos a pessoa ainda encontra-se em formação dos neurônios, e essas drogas afetam. Se a pessoa já tinha predisposição a ter algum problema, o uso de drogas pode piorar”, completa.


ISO 9001

Átila tem experiência trabalhando em setores administrativos de empresas da região, como a Univali. Foi assim que ele conheceu o ISO 9001 e viu a importância que ele tem para empresas. O selo incentiva as organizações a seguirem aperfeiçoando a gestão, que se aplica ainda em normas de saúde ocupacional, meio ambiente e segurança, sempre focando em melhorar a prestação de serviço e ainda por cima medir o nível de satisfação dos clientes. Desde que assumiu a Bem Viver, ele focou que a clínica seria a primeira da região a receber o certificado.

“Conseguimos após trabalho de quase um ano. Em dezembro fomos oficialmente atrás da qualificação para conquistarmos o ISO. Todos os nossos setores passaram por adaptações, como a construção de uma estrutura somente para higienização de materiais da cozinha, que será feita em breve. O selo será, sem dúvidas, um diferencial junto aos nossos parceiros, como Unimed, Agemed, Bradesco Saúde, Caixa Saúde e Banco do Brasil, e também junto aos nossos clientes. Teremos ainda mais respeito, garantindo as boas práticas no mercado”, finaliza.

Para conhecer mais sobre a Bem Viver, que recebe internações 24h e atende ao público com consultas individuais, acesse: http://www.bemviverpsiquiatria.com.br/. A Bem Viver fica na Avenida Santa Catarina, nº 1.112, no Bairro Tabuleiro, em Camboriú. 

Átila comemora e diz que o selo será um diferencial.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade