Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Santur pode estar transformando o Centro de Eventos de Balneário Camboriú em “camelódromo”

Em atitude suspeita diretoria da Santur se recusa a fornecer informações ao Conselho Municipal de Turismo

Quarta, 18/12/2019 7:56.
Waldemar Cezar Neto
Comtur reunido em coletiva à imprensa.

Publicidade

O Conselho Municipal de Turismo de Balneário Camboriú reuniu a imprensa na manhã de ontem para manifestar preocupação porque o governo do Estado, através da Santur, se negar a fornecer informações a respeito de eventos que estariam pré-agendados para o Centro de Eventos de Balneário Camboriú.

Segundo lista apresentada durante a entrevista, a Santur pré-agendou 23 feiras comerciais para o Centro de Eventos o que transformaria aquele espaço em uma espécie de “camelódromo” concorrendo com o comércio estabelecido de toda a região.

A reportagem do Página 3 pediu detalhamento dessas feiras, mas a direção da Santur se negou a dar detalhes alegando cláusula de confidencialidade.

Parte do diálogo da reportagem com Renan Koerich, assessor de comunicação da Santur, está reproduzida abaixo.

Diante da negativa o Página 3 protocolou na Ouvidoria do Estado o pedido, com base na Lei de Acesso à Informação.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Waldemar Cezar Neto
Comtur reunido em coletiva à imprensa.
Comtur reunido em coletiva à imprensa.

Santur pode estar transformando o Centro de Eventos de Balneário Camboriú em “camelódromo”

Em atitude suspeita diretoria da Santur se recusa a fornecer informações ao Conselho Municipal de Turismo

Publicidade

Quarta, 18/12/2019 7:56.

O Conselho Municipal de Turismo de Balneário Camboriú reuniu a imprensa na manhã de ontem para manifestar preocupação porque o governo do Estado, através da Santur, se negar a fornecer informações a respeito de eventos que estariam pré-agendados para o Centro de Eventos de Balneário Camboriú.

Segundo lista apresentada durante a entrevista, a Santur pré-agendou 23 feiras comerciais para o Centro de Eventos o que transformaria aquele espaço em uma espécie de “camelódromo” concorrendo com o comércio estabelecido de toda a região.

A reportagem do Página 3 pediu detalhamento dessas feiras, mas a direção da Santur se negou a dar detalhes alegando cláusula de confidencialidade.

Parte do diálogo da reportagem com Renan Koerich, assessor de comunicação da Santur, está reproduzida abaixo.

Diante da negativa o Página 3 protocolou na Ouvidoria do Estado o pedido, com base na Lei de Acesso à Informação.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade