Jornal Página 3
Geral
Janeiro de calor extremo em Santa Catarina
Sexta, 1/2/2019 14:17.

Publicidade

Segundo a Epagri/Ciram, o ano começou com uma intensa onda de calor. Os valores de temperatura máxima foram frequentemente altas, típicas da estação mais quentes do ano. O calor foi crítico não somente durante as tardes, mas também no período noturno. Noites e madrugadas com valores altos, acima de 25°C, o que em outras épocas do ano, é o valor da temperatura máxima.

Na média, o janeiro foi marcado por temperatura acima dos valores normais em Santa Catarina.

Nas regiões do Oeste e Meio Oeste, os valores ficaram entre 1,0 e 1,5°C acima da normalidade. Chapecó (28,8°C), Campos Novos (27,0°C) e Xanxerê (28,2°C). Cidades de referências com série histórica de mais de 30 anos de dados contínuos.

No Planalto Sul, a máxima ficou entre 1,5 e 3ºC a mais do que a média, inclusive em locais altos, como o Morro da Igreja, em Urubici.

No Planalto Norte, os valores acima da média, ficaram entre 1,3 a 2,1°C. 

No Vale do Itajaí, as anomalias variaram entre 1,0°C e 2,7°C (destaque a maior anomalia de temperatura máxima em Indaial). A média mensal do município é de 30,4°C.

No dia 03/01, em Florianópolis, a temperatura máxima de 39,0°C, definiu o novo recorde de janeiro para a estação meteorológica automática instalada em 1995 (bairro do Itacorubi). O recorde anterior nessa estação era de 37,0°C registrado em 27/01/2007, permanecendo o recorde absoluto em 40°C registrado em 04/02/2010. Em São José, o registro neste mesmo dia foi de 39,7°C, com quebra de recorde também.

De acordo com a nota da Epagri/Ciram, a região mais quente durante este janeiro foi o litoral de Santa Catarina com temperaturas máximas em torno de 3ºC acima do normal, em média.

Em Urussanga, no litoral Sul do Estado, a média da máxima é de 30,9°C. São Francisco do Sul, no Litoral Norte, tem média mensal de 28,4°C e a Capital de 30,9°C.

A maior temperatura registrada no mês foi 41,3°C em Massaranduba, no Vale do Itajaí. Outras localidades, especialmente as do Litoral, registraram temperatura altas com máxima acima de 40°C por vários dias seguidos.

Fonte: Epagri/Ciram

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Destaques


Sexto lugar no ranking das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas em 2019


 Uma restauração histórica de fotos aéreas para o primeiro plano diretor do município



 Em 12 meses foram registradas 2,4 infrações desse tipo por hora


 “Afastar a corrupção é o dever de todos”, disse o prefeito


Geral


Economia

Sexto lugar no ranking das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas em 2019


Variedades

 Uma restauração histórica de fotos aéreas para o primeiro plano diretor do município


Variedades


Policia

 Em 12 meses foram registradas 2,4 infrações desse tipo por hora


Política

 “Afastar a corrupção é o dever de todos”, disse o prefeito


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Janeiro de calor extremo em Santa Catarina

Publicidade

Sexta, 1/2/2019 14:17.

Segundo a Epagri/Ciram, o ano começou com uma intensa onda de calor. Os valores de temperatura máxima foram frequentemente altas, típicas da estação mais quentes do ano. O calor foi crítico não somente durante as tardes, mas também no período noturno. Noites e madrugadas com valores altos, acima de 25°C, o que em outras épocas do ano, é o valor da temperatura máxima.

Na média, o janeiro foi marcado por temperatura acima dos valores normais em Santa Catarina.

Nas regiões do Oeste e Meio Oeste, os valores ficaram entre 1,0 e 1,5°C acima da normalidade. Chapecó (28,8°C), Campos Novos (27,0°C) e Xanxerê (28,2°C). Cidades de referências com série histórica de mais de 30 anos de dados contínuos.

No Planalto Sul, a máxima ficou entre 1,5 e 3ºC a mais do que a média, inclusive em locais altos, como o Morro da Igreja, em Urubici.

No Planalto Norte, os valores acima da média, ficaram entre 1,3 a 2,1°C. 

No Vale do Itajaí, as anomalias variaram entre 1,0°C e 2,7°C (destaque a maior anomalia de temperatura máxima em Indaial). A média mensal do município é de 30,4°C.

No dia 03/01, em Florianópolis, a temperatura máxima de 39,0°C, definiu o novo recorde de janeiro para a estação meteorológica automática instalada em 1995 (bairro do Itacorubi). O recorde anterior nessa estação era de 37,0°C registrado em 27/01/2007, permanecendo o recorde absoluto em 40°C registrado em 04/02/2010. Em São José, o registro neste mesmo dia foi de 39,7°C, com quebra de recorde também.

De acordo com a nota da Epagri/Ciram, a região mais quente durante este janeiro foi o litoral de Santa Catarina com temperaturas máximas em torno de 3ºC acima do normal, em média.

Em Urussanga, no litoral Sul do Estado, a média da máxima é de 30,9°C. São Francisco do Sul, no Litoral Norte, tem média mensal de 28,4°C e a Capital de 30,9°C.

A maior temperatura registrada no mês foi 41,3°C em Massaranduba, no Vale do Itajaí. Outras localidades, especialmente as do Litoral, registraram temperatura altas com máxima acima de 40°C por vários dias seguidos.

Fonte: Epagri/Ciram

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Destaques


Sexto lugar no ranking das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas em 2019


 Uma restauração histórica de fotos aéreas para o primeiro plano diretor do município



 Em 12 meses foram registradas 2,4 infrações desse tipo por hora


 “Afastar a corrupção é o dever de todos”, disse o prefeito