Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Leitor filma momento em que raio atinge o mar em Balneário Camboriú
José Vanir Pereira Júnior.

Segunda, 14/1/2019 9:02.

O leitor José Vanir Pereira Júnior, filmou o exato momento em que um raio atingiu a praia central de Balneário Camboriú na forte trovoada de ontem (13) à noite.

Raio são relativamente raros em Balneário Camboriú, a média anual é cerca de 200 o que coloca a cidade na posição 2.329 no país e 156 em Santa Catarina.

A maior quantidade ocorre no verão, nas trovoadas de final de tarde, como a que ocorreu ontem.

O Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) previu que neste verão a quantidade de raios na região Sul do país será 50% maior do que a média devido aos efeitos do fenômeno climático El Niño.


COMO SE PROTEGER

1. Se possível, não saia para a rua ou não permaneça na rua durante as tempestades, a não ser que seja absolutamente necessário. Nestes casos, procure abrigo nos seguintes lugares:

  • Carros não conversíveis, ônibus ou outros veículos metálicos não conversíveis;
  • Em moradias ou prédios, de preferência que possuam proteção contra raios;
  • Em abrigos subterrâneos, tais como metrôs ou túneis, em grandes construções com estruturas metálicas, ou em barcos ou navios metálicos fechados.

2. Se estiver dentro de casa, evite:

  • Usar telefone com fio ou celular ligado a rede elétrica (utilize telefones sem fio);
  • Ficar próximo de tomadas e canos, janelas e portas metálicas;
  • Tocar em qualquer equipamento elétrico ligado a rede elétrica.

3. Se estiver na rua, evite:

  • Segurar objetos metálicos longos, tais como varas de pesca e tripés;
  • Empinar pipas e aeromodelos com fio;
  • Andar a cavalo;

4. Se possível, evite os seguintes lugares que possam oferecer pouca ou nenhuma proteção contra raios:

  • Pequenas construções não protegidas, tais como celeiros, tendas ou barracos;
  • Veículos sem capota, tais como tratores, motocicletas ou bicicletas;
  • Estacionar próximo a árvores ou linhas de energia elétrica.

5. Se possível, evite também certos locais que são extremamente perigosos durante uma tempestade, tais como:

  • Topos de morros ou cordilheiras;
  • Topos de prédios;
  • Áreas abertas, campos de futebol ou golfe;
  • Estacionamentos abertos e quadras de tênis;
  • Proximidade de cercas de arame, varais metálicos, linhas aéreas e trilhos;
  •  Proximidade de árvores isoladas;
  • Estruturas altas, tais como torres, linhas telefônicas e linhas de energia elétrica.

6. Se você estiver em um local sem um abrigo próximo e sentir que seus pêlos estão arrepiados, ou que sua pele começou a coçar, fique atento, já que isto pode indicar a proximidade de um raio que está prestes a cair. Neste caso, ajoelhe-se e curve-se para frente, colocando suas mãos nos joelhos e sua cabeça entre eles. Não fique deitado.

Fonte: ELAT

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Leitor filma momento em que raio atinge o mar em Balneário Camboriú

José Vanir Pereira Júnior.

Publicidade

Segunda, 14/1/2019 9:02.

O leitor José Vanir Pereira Júnior, filmou o exato momento em que um raio atingiu a praia central de Balneário Camboriú na forte trovoada de ontem (13) à noite.

Raio são relativamente raros em Balneário Camboriú, a média anual é cerca de 200 o que coloca a cidade na posição 2.329 no país e 156 em Santa Catarina.

A maior quantidade ocorre no verão, nas trovoadas de final de tarde, como a que ocorreu ontem.

O Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) previu que neste verão a quantidade de raios na região Sul do país será 50% maior do que a média devido aos efeitos do fenômeno climático El Niño.


COMO SE PROTEGER

1. Se possível, não saia para a rua ou não permaneça na rua durante as tempestades, a não ser que seja absolutamente necessário. Nestes casos, procure abrigo nos seguintes lugares:

  • Carros não conversíveis, ônibus ou outros veículos metálicos não conversíveis;
  • Em moradias ou prédios, de preferência que possuam proteção contra raios;
  • Em abrigos subterrâneos, tais como metrôs ou túneis, em grandes construções com estruturas metálicas, ou em barcos ou navios metálicos fechados.

2. Se estiver dentro de casa, evite:

  • Usar telefone com fio ou celular ligado a rede elétrica (utilize telefones sem fio);
  • Ficar próximo de tomadas e canos, janelas e portas metálicas;
  • Tocar em qualquer equipamento elétrico ligado a rede elétrica.

3. Se estiver na rua, evite:

  • Segurar objetos metálicos longos, tais como varas de pesca e tripés;
  • Empinar pipas e aeromodelos com fio;
  • Andar a cavalo;

4. Se possível, evite os seguintes lugares que possam oferecer pouca ou nenhuma proteção contra raios:

  • Pequenas construções não protegidas, tais como celeiros, tendas ou barracos;
  • Veículos sem capota, tais como tratores, motocicletas ou bicicletas;
  • Estacionar próximo a árvores ou linhas de energia elétrica.

5. Se possível, evite também certos locais que são extremamente perigosos durante uma tempestade, tais como:

  • Topos de morros ou cordilheiras;
  • Topos de prédios;
  • Áreas abertas, campos de futebol ou golfe;
  • Estacionamentos abertos e quadras de tênis;
  • Proximidade de cercas de arame, varais metálicos, linhas aéreas e trilhos;
  •  Proximidade de árvores isoladas;
  • Estruturas altas, tais como torres, linhas telefônicas e linhas de energia elétrica.

6. Se você estiver em um local sem um abrigo próximo e sentir que seus pêlos estão arrepiados, ou que sua pele começou a coçar, fique atento, já que isto pode indicar a proximidade de um raio que está prestes a cair. Neste caso, ajoelhe-se e curve-se para frente, colocando suas mãos nos joelhos e sua cabeça entre eles. Não fique deitado.

Fonte: ELAT

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade