Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Legislativo municipal inicia novo padrão de descarte de resíduos
Reprodução

Quarta, 31/7/2019 19:16.

Os funcionários da Câmara Municipal de Vereadores receberam treinamento esta semana sobre o novo padrão

de descarte de resíduos que consta da separação em resíduos recicláveis, não recicláveis e orgânicos. Em duas semanas iniciará a compostagem dos orgânicos ali gerados.

Serão descartados separadamente, ainda, os restos de construção (provenientes de reformas e obras) e os sujeitos à logística reversa (como lâmpadas, pilhas e cartuchos de impressora).

A comissão gestora da Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P) na Câmara está fazendo a adequação das lixeiras ao novo padrão, e realizou um treinamento com os funcionários da empresa terceirizada que trabalham na limpeza e nas copas.

O presidente do Legislativo, vereador Omar Tomalih (PSB) explicou aos funcionários que o novo padrão e a compostagem são parte do trabalho que a Câmara vem realizando com o objetivo de aumentar a eficiência da atividade pública e promover a preservação ambiental.

A coordenadora da comissão gestora, Kelli Cristina Dacol explicou as funcionários da limpeza cada passo da destinação.

“Elas passarão a fazer a coleta dos resíduos já separados, porque os servidores serão orientados ao descarte de forma separada, e quantificarão os resíduos, para que possamos monitorar esse fator dentro da A3P”, disse.

 

Destinação

A coleta dos resíduos recicláveis e não recicláveis é feita pela empresa Ambiental, e vale destacar que não é feita a segregação dos diferentes tipos de materiais recicláveis (como papel, plástico, vidro e metal) no momento da coleta, e sim em um momento posterior, e por isso a Câmara também não fará o descarte separado de cada tipo de material, e sim dos materiais recicláveis como um todo.

Como ainda não há uma destinação apropriada para os resíduos orgânicos no município, o Legislativo fará a compostagem na própria sede, com a colocação de uma composteira na garagem. Após a compostagem, o material resultante será enviado ao horto da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, para ser utilizado como adubo.

A composteira será implantada dentro dos próximos 15 dias, período no qual será feita a quantificação dos resíduos orgânicos gerados, para que se possa determinar o tamanho do contentor necessário.

O novo padrão de descarte de resíduos será regulamentado por um ato administrativo da Câmara após as primeiras semanas de adaptação.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Legislativo 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Legislativo municipal inicia novo padrão de descarte de resíduos

Reprodução

Publicidade

Quarta, 31/7/2019 19:16.

Os funcionários da Câmara Municipal de Vereadores receberam treinamento esta semana sobre o novo padrão

de descarte de resíduos que consta da separação em resíduos recicláveis, não recicláveis e orgânicos. Em duas semanas iniciará a compostagem dos orgânicos ali gerados.

Serão descartados separadamente, ainda, os restos de construção (provenientes de reformas e obras) e os sujeitos à logística reversa (como lâmpadas, pilhas e cartuchos de impressora).

A comissão gestora da Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P) na Câmara está fazendo a adequação das lixeiras ao novo padrão, e realizou um treinamento com os funcionários da empresa terceirizada que trabalham na limpeza e nas copas.

O presidente do Legislativo, vereador Omar Tomalih (PSB) explicou aos funcionários que o novo padrão e a compostagem são parte do trabalho que a Câmara vem realizando com o objetivo de aumentar a eficiência da atividade pública e promover a preservação ambiental.

A coordenadora da comissão gestora, Kelli Cristina Dacol explicou as funcionários da limpeza cada passo da destinação.

“Elas passarão a fazer a coleta dos resíduos já separados, porque os servidores serão orientados ao descarte de forma separada, e quantificarão os resíduos, para que possamos monitorar esse fator dentro da A3P”, disse.

 

Destinação

A coleta dos resíduos recicláveis e não recicláveis é feita pela empresa Ambiental, e vale destacar que não é feita a segregação dos diferentes tipos de materiais recicláveis (como papel, plástico, vidro e metal) no momento da coleta, e sim em um momento posterior, e por isso a Câmara também não fará o descarte separado de cada tipo de material, e sim dos materiais recicláveis como um todo.

Como ainda não há uma destinação apropriada para os resíduos orgânicos no município, o Legislativo fará a compostagem na própria sede, com a colocação de uma composteira na garagem. Após a compostagem, o material resultante será enviado ao horto da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, para ser utilizado como adubo.

A composteira será implantada dentro dos próximos 15 dias, período no qual será feita a quantificação dos resíduos orgânicos gerados, para que se possa determinar o tamanho do contentor necessário.

O novo padrão de descarte de resíduos será regulamentado por um ato administrativo da Câmara após as primeiras semanas de adaptação.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Legislativo 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade